Dissertações e Teses
  • 2024-07

    A REVOLUÇÃO E O NEGRO NO BRASIL: IDENTIDADE NEGRA, BAILES BLACK E ASCENSO OPERÁRIO DURANTE O REGIME MILITAR (1964-1988)

    Título

    A REVOLUÇÃO E O NEGRO NO BRASIL: IDENTIDADE NEGRA, BAILES BLACK E ASCENSO OPERÁRIO DURANTE O REGIME MILITAR (1964-1988)

    Autor
    Renato de Oliveira Ferraz
    Orientador(a)
    Marcelo Badaró Mattos
    Data de Defesa
    2024-07-18
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Flavia Mateus Rios
    Flávio Dos Santos Gomes
    Iuri Tonelo
    Lucas Pedretti Lima
    Marcelo Badaró Mattos
    Rômulo Costa Mattos

    Resumo

  • 2024-06

    Histórias de vida de prostitutas veteranas: memórias de trabalho e ativismo no Brasil contemporâneo

    Título

    Histórias de vida de prostitutas veteranas: memórias de trabalho e ativismo no Brasil contemporâneo

    Autor
    Amanda de Mello Calabria
    Orientador(a)
    Juniele Rabêlo de Almeida
    Data de Defesa
    2024-06-20
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Ana Paula da Silva
    Benito Bisso Schmidt
    Juniele Rabêlo de Almeida
    Laura Rebecca Murray
    Marta Gouveia de Oliveira Rovai
    Samantha Viz Quadrat

    Resumo

  • 2024-05

    À MEIA-NOITE VINGAREI-ME: OPRESSÃO DE GÊNERO E O CINEMA DE HORROR BRASILEIRO

    Título

    À MEIA-NOITE VINGAREI-ME: OPRESSÃO DE GÊNERO E O CINEMA DE HORROR BRASILEIRO

    Autor
    Débora Kaizer Felicíssimo
    Orientador(a)
    Ana Maria Mauad de Sousa Andrade Essus
    Data de Defesa
    2024-05-06
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    318
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Ana Maria Mauad de Sousa Andrade Essus
    Carlos Eduardo Pinto de Pinto
    Samantha Viz Quadrat

    Resumo

  • 2024-05

    A ASSISTÊNCIA À INFÂNCIA NO RIO DE JANEIRO NA PRIMEIRA REPÚBLICA: HIGIENISMO, EDUCAÇÃO E FILANTROPIA CIENTÍFICA

    Título

    A ASSISTÊNCIA À INFÂNCIA NO RIO DE JANEIRO NA PRIMEIRA REPÚBLICA: HIGIENISMO, EDUCAÇÃO E FILANTROPIA CIENTÍFICA

    Autor
    Adriano Rosa da Silva
    Orientador(a)
    Norberto Osvaldo Ferreras
    Data de Defesa
    2024-05-06
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Marcelo Mac Cord
    Norberto Osvaldo Ferreras
    Vanderlei Vazelesk Ribeiro

    Resumo

  • 2024-04

    Terra e Trabalho na "crise" do Corredor Cafeeiro: projetos senhoriais, crimes cotidianos e contratos de trabalho entre o final da escravidão e o pós-abolição (Vale do Paraíba Fluminense, 1878-1916)

    Título

    Terra e Trabalho na "crise" do Corredor Cafeeiro: projetos senhoriais, crimes cotidianos e contratos de trabalho entre o final da escravidão e o pós-abolição (Vale do Paraíba Fluminense, 1878-1916)

    Autor
    Felipe de Melo Alvarenga
    Orientador(a)
    Jonis Freire
    Data de Defesa
    2024-04-11
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    400
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
    Jonis Freire
    Maria Helena Pereira Toledo Machado
    Maria Verónica Secreto Ferreras
    Mariana de Aguiar Ferreira Muaze

    Resumo

    Esta tese procura revisitar a "crise" do Vale do Café e a "transição do trabalho escravo para o
    livre" a partir de dois fatores materiais cruciais no processo de reprodução das propriedades
    rurais: terra e trabalho. Tomando como área-objeto o Corredor Cafeeiro, região que
    compreendia os municípios de Barra do Piraí, Piraí, Valença e Vassouras, localizados na parte
    ocidental do Vale do Paraíba Fluminense, analisaremos os principais conflitos em torno das
    experiências de trabalho e dos direitos de propriedade exercidos nas fazendas entre os anos de
    1878 e 1916. O Congresso Agrícola do Rio de Janeiro de 1878 foi o evento inicial de nosso
    recorte temporal, ocasião na qual ocorreu uma "reunião senhorial" responsável pela criação da
    ideia de "crise da lavoura nacional" debatida entre os congressistas da época. Entre 1878 e
    1888, identificaremos os principais projetos senhoriais para contornar esta "crise" a partir das
    últimas vontades testamentárias, na tentativa de entender como a classe proprietária rural
    buscava controlar o processo de "transição" da mão de obra escrava para a livre. A seguir,
    confrontaremos esta idealização de um mercado de trabalho perfeito, projetado nos testamentos
    dos senhores escravistas, com a análise dos crimes que aconteceram nas fazendas de café nesta
    última década da escravidão. Entre o projeto senhorial e a realidade criminal, diversos conflitos
    nas relações sociais de trabalho e de propriedade implodiram as intenções e expectativas dos
    fazendeiros de café. Quando veio a abolição em maio de 1888, um laboratório de experiências
    contratuais foi gestado na tentativa de normalizar a produção agrícola e a exploração do
    trabalho. Entre 1888 e 1916 – quando foi aprovado o primeiro Código Civil do Brasil que
    regulamentaria a propriedade da terra e os contratos de trabalho efetivados –, analisaremos a
    natureza destes acordos e arranjos laborais, suas cláusulas e formatos, e os conflitos que
    ocorreram entre os contratantes e os contratados. Meeiros, parceiros, arrendatários,
    empreiteiros, colonos, dentre outras categorias camponesas, tentaram manter sua autonomia
    produtiva em condições adversas, lutando para conseguir a indenização por suas colheitas e
    produções agrícolas no momento das rescisões contratuais. Entre o fazendeiro que queria
    apropriar-se destes bens e os trabalhadores rurais que peticionavam por suas benfeitorias,
    desvendaremos a dinâmica conflituosa em torno dos direitos de propriedade neste mercado de
    trabalho camponês experimentado no imediato pós-abolição. Analisando – de forma tanto
    seriada como qualitativa – os testamentos, autos criminais e processos cíveis, além de outros
    tipos documentais, esta tese compreenderá este processo histórico atravessado por
    transformações sociais nas condições materiais de existência de fazendeiros, patrões e toda a
    camada de camponeses assentados nas propriedades cafeeiras.




  • 2024-04

    "Arcanjos do autoritarismo: O colaboracionismo dos juízes de menores na Doutrina de Segurança Nacional da ditadura empresarial-militar (1964-1985)".

    Título

    "Arcanjos do autoritarismo: O colaboracionismo dos juízes de menores na Doutrina de Segurança Nacional da ditadura empresarial-militar (1964-1985)".

    Autor
    Raphael Barroso Graciano
    Orientador(a)
    Gizlene Neder
    Data de Defesa
    2024-04-10
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    219
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Angelica Müller
    Gizlene Neder
    Rafael Vaz da Motta Brandão

    Resumo

    A Doutrina de Segurança Nacional (DSN) foi um sistema ideológico que permitiu o amontoamento de diversas ideologias fazendo que houvesse uma unificação de setores burocratas da sociedade civil em prol dos interesses da ditadura civil-militar. Em razão disso, a ditadura aliou-se com os setores conservadores da sociedade civil de ideais semelhantes ao da DSN a fim de expandir a propagação dos seus valores morais e consolidar a repressão sobre os opositores. Um desses setores foi o do Juizado de Menores. A lógica da guerra total definia que o inimigo não tinha um limite ético, com isso, faria de tudo para derrubar a ordem definida como natural da sociedade. Além disso, o inimigo poderia ser qualquer um, pois agiam não somente através da guerrilha, mas também pelas táticas de infiltrações e corrupções das virtudes dos indivíduos "saudáveis" utilizando até mesmo menores de idades para os seus objetivos. Nesse sentido, os juízes de menores foram auxiliares na consolidação do discurso que associava rebeldia juvenil como um caminho ao comunismo, legitimando com isso, o controle total da sociedade em favor da
    preservação dos bons costumes. Ademais, os juízes de menores auxiliaram no discurso da supervalorização do menor guerrilheiro através de sua omissão, validando com isso a repressão dos menores subversivos como se fossem adultos. Nessa perspectiva, compreender uma "peça da engrenagem", o setor do Juizado de Menores, ajuda a entender parte da totalidade do Estado ditatorial imposto em 1964. Ou seja, não somente amplia uma área que hoje em dia tem escassez de pesquisas sobre o tema, como colabora com outras pesquisas que tem como especificidade a DSN, o período da ditadura civil-militar e principalmente aquelas voltadas para a menoridade. Dessa forma, a pesquisa seguirá a linha do Poder e Sociedade da Historia Contemporânea III porque pretende abordar políticas de regulamentação/desregulamentação de controle do trabalho dentro de uma ditadura contra revolucionária. Significa que essa pesquisa analisará uma relação especifica de direito e poder do projeto de ordem que os intelectuais orgânicos da ditadura aplicaram sobre os menores de idade, em nome de uma nova lógica do trabalho imposta pelo bloco multinacional-associados ao qual assumiu o controle do Estado por meio do golpe civil-militar de 1964.




  • 2024-04

    "COM O APOIO DO POVO E A PROTEÇÃO DE DEUS": A trajetória do político fluminense Roberto Silveira (1946-1961)

    Título

    "COM O APOIO DO POVO E A PROTEÇÃO DE DEUS": A trajetória do político fluminense Roberto Silveira (1946-1961)

    Autor
    Andressa Cristina de Miranda do Carmo
    Orientador(a)
    Karla Guilherme Carloni
    Data de Defesa
    2024-04-09
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Américo Oscar Guichard Freire
    Fábio Koifman
    Karla Guilherme Carloni
    Renato Soares Coutinho
    Ricardo Antonio Souza Mendes

    Resumo

  • 2024-04

    O FEMININO NA PENA DAS MULHERES: REPRESENTAÇÃO NO TEATRO FRANCÊS DO SÉCULO XVIII

    Título

    O FEMININO NA PENA DAS MULHERES: REPRESENTAÇÃO NO TEATRO FRANCÊS DO SÉCULO XVIII

    Autor
    Amanda de Queirós Cruz
    Orientador(a)
    Guilherme Paulo Castagnoli Pereira Das Neves
    Data de Defesa
    2024-04-09
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Guilherme Paulo Castagnoli Pereira Das Neves
    Rossana Agostinho Nunes
    William de Souza Martins

    Resumo

  • 2024-04

    UMA EDUCAÇÃO SEXUAL REVOLUCIONÁRIA: O periódico Sexología y Sociedad e a educação sexual em Cuba

    Título

    UMA EDUCAÇÃO SEXUAL REVOLUCIONÁRIA: O periódico Sexología y Sociedad e a educação sexual em Cuba

    Autor
    Pedro Sampaio de Azevedo
    Orientador(a)
    Elisa de Campos Borges
    Data de Defesa
    2024-04-08
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Adriane Aparecida Vidal Costa
    Elisa de Campos Borges
    Norberto Osvaldo Ferreras

    Resumo

  • 2024-04

    "NÃO PERMITA DEUS QUE EU MORRA". A REINTEGRAÇÃO SOCIAL DOS PRACINHAS DA FEB COM NEUROSE DE GUERRA (1945-1975)

    Título

    "NÃO PERMITA DEUS QUE EU MORRA". A REINTEGRAÇÃO SOCIAL DOS PRACINHAS DA FEB COM NEUROSE DE GUERRA (1945-1975)

    Autor
    Clara Ferreira de Carvalho Souza
    Orientador(a)
    Karla Guilherme Carloni
    Data de Defesa
    2024-04-04
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    133
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Fábio Koifman
    Karla Guilherme Carloni
    Lívia Gonçalves Magalhães

    Resumo

    O objetivo desta pesquisa é entender como se deu a reintegração social dos pracinhas, militares de baixa patente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), que tiveram sintomas da neurose de guerra entre 1945 e 1975 no Rio de Janeiro. Foi realizada uma interlocução com a Psiquiatria, para analisar a neurose de guerra não somente enquanto uma questão de saúde e mas também enquanto um fenômeno social que é atravessado pela categoria de gênero. Para tal, foram utilizadas documentação oficial, periódicos, relatos de memória e literatura especializada.




  • 2024-04

    É santo para todo lado: os "candomblés" que benzeram a cidade do Rio de Janeiro. (c.1860 – c.1930)

    Título

    É santo para todo lado: os "candomblés" que benzeram a cidade do Rio de Janeiro. (c.1860 – c.1930)

    Autor
    Caio Sergio de Moraes Santos e Silva
    Orientador(a)
    Jonis Freire
    Data de Defesa
    2024-04-04
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Carlos Eduardo Moreira de Araújo
    Eduardo Possidonio
    Jonis Freire
    Larissa Moreira Viana
    Paulo Cruz Terra

    Resumo

  • 2024-04

    Gênero do Pecado e Controle Social em Portugal. Uma Análise do Tratado de Confissom (Séc. XV)

    Título

    Gênero do Pecado e Controle Social em Portugal. Uma Análise do Tratado de Confissom (Séc. XV)

    Autor
    Tatiana Ribeiro Besada Rodrigues
    Orientador(a)
    Mário Jorge da Motta Bastos
    Data de Defesa
    2024-04-01
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Elaine Cristine Dos Santos Pereira Farrell
    Mário Jorge da Motta Bastos
    Renata Rodrigues Vereza

    Resumo

  • 2024-04

    ENTRE A COROA E A CARTOLA: Empresários e Estado entre o Império e a República, 1870 - 1906

    Título

    ENTRE A COROA E A CARTOLA: Empresários e Estado entre o Império e a República, 1870 - 1906

    Autor
    Maurício Luiz Campelo Bertola de Almeida
    Orientador(a)
    Cezar Teixeira Honorato
    Data de Defesa
    2024-04-01
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    233
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Alcidesio de Oliveira Júnior
    Cezar Teixeira Honorato
    Fernando Sergio Dumas Dos Santos
    José Luís Honorato Lessa
    Thiago Vinícius Mantuano da Fonseca

    Resumo

    Esta tese apresenta como objeto de estudo a trajetória de um dos mais importantes financistas e empresários do período de passagem do Império para a República, Francisco de Figueiredo,
    Conde de Figueiredo. Assim como, de forma paralela, de outro grande empresário e financista da época, o Conselheiro Francisco de Paula Mayrink, concorrente e sócio de Figueiredo em
    vários empreendimentos e acerbos adversários políticos e empresariais. O estudo da trajetória desse personagem, sua fortuna de atuação econômica, política e social, visa demonstrar seu
    protagonismo na época, a saber, o período final do Império e inicial da República. Com destaque para a sua influência na elaboração da política econômica da época e sua atuação no âmbito do Estado, buscando compreender o processo de formação do empresariado brasileiro, notadamente neste período de transição, bem como observar a forma como a economia brasileira comportou-se face à mudança institucional. Buscamos também demonstrar o papel da fração carioca do empresariado em relação a tais processos políticos. Para tanto foram analisados extenso material referente à atuação dos dois personagens na imprensa da época, legislação, processos, na literatura e biografias e na documentação coligida, notadamente o testamento e o inventário de Francisco de Figueiredo, com o objetivo de quantificar sua fortuna frente ao empresariado da época.




  • 2024-03

    REVISITANDO AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO AFRICANO: O COMÉRCIO DE FERRO BRITÂNICO E O TRÁFICO DE ESCRAVIZADOS NA COSTA DO OURO DO SÉCULO XVIII

    Título

    REVISITANDO AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO AFRICANO: O COMÉRCIO DE FERRO BRITÂNICO E O TRÁFICO DE ESCRAVIZADOS NA COSTA DO OURO DO SÉCULO XVIII

    Autor
    Francisco de Oliveira Henriques
    Orientador(a)
    Felipe Paiva Soares
    Data de Defesa
    2024-03-28
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    130
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Estevam Costa Thompson
    Felipe Paiva Soares
    Leonardo Marques

    Resumo

    Até os dias de hoje, as respostas cedidas ao "subdesenvolvimento" da África são insatisfatórias. Walter Rodney afirmou, respondendo a hipóteses contrárias, que o tráfico de escravizados subdesenvolveu a África ao retirar pessoas e potencial produtivo do continente. No entanto, sua hipótese não se sustenta se observado alguns pontos específicos da produção interna africana da modernidade. Em especial, a cadeia produtiva do ferro na Costa do Ouro coloca alguns dos argumentos do autor à prova. A partir da problematização dos aspectos específicos da argumentação de Rodney, o presente trabalho explora os termos do "subdesenvolvimento" do continente africano através dos dados de produção e consumo de ferro na região, bem como através da análise do tráfico de escravizados. Quando analisados conjuntamente, as cadeias de ferro africana e europeia e o tráfico de escravizados parecem assumir uma relação singular de mútuo aprimoramento, onde o tráfico aumenta a demanda por ferro e vice-versa. Isso fica ainda mais evidente ao observar as intensas transformações que perpassaram a região entre meados do século XVII e ao longo do século XVIII, podendo ser interpretado como uma necessidade frente as demandas do tráfico de escravizados. Assim, o ferro, aliado a condições específicas do comércio atlântico e das sociedades africanas, parece ter sido o responsável por conceder aderência da região ao Sistema-Mundo Capitalista, efetivamente a transformando em uma periferia ao lhe obrigar a se reproduzir socialmente através do tráfico de escravizados dentro do ciclo de acumulação arquitetado por forças europeias – em especial, pelo Império Britânico.




  • 2024-03

    Políticas financeiras na crise da escravidão: sistema Bancário e transição conservadora no Brasil (1870-1892).

    Título

    Políticas financeiras na crise da escravidão: sistema Bancário e transição conservadora no Brasil (1870-1892).

    Autor
    Iago Frizzarin Dotti
    Orientador(a)
    Tâmis Peixoto Parron
    Data de Defesa
    2024-03-28
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Maria Alice Rosa Ribeiro
    Rodrigo Goyena da Silveira Soares
    Tâmis Peixoto Parron

    Resumo

  • 2024-03

    Nem Evas, Nem Marias. Martas. As mulheres no futebol Brasileiro (1941-1983)

    Título

    Nem Evas, Nem Marias. Martas. As mulheres no futebol Brasileiro (1941-1983)

    Autor
    Nathália Fernandes Pessanha
    Orientador(a)
    Lívia Gonçalves Magalhães
    Data de Defesa
    2024-03-27
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Leda Maria da Costa
    Lívia Gonçalves Magalhães
    Ludmila Nunes Mourão
    Renato Soares Coutinho
    Silvana Vilodre Goellner

    Resumo

  • 2024-03

    ETNÓLOGOS NUMA ÁFRICA COLONIAL: Wilfrid Hambly e Gladwyn Childs no Planalto Central de Angola

    Título

    ETNÓLOGOS NUMA ÁFRICA COLONIAL: Wilfrid Hambly e Gladwyn Childs no Planalto Central de Angola

    Autor
    Jéssica Evelyn Pereira Dos Santos
    Orientador(a)
    Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
    Data de Defesa
    2024-03-27
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    305
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Alexsander Lemos de Almeida Gebara
    Andrea Barbosa Marzano
    Felipe Paiva Soares
    Lorenzo Gustavo Macagno
    Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

    Resumo

    Esta tese discute os discursos etnológicos em torno dos povos do planalto central angolano
    contidos nas obras de Wilfrid Dyson Hambly e Gladwyn Murray Childs, etnólogos que situaram
    suas pesquisas de campo entre as décadas de 1920 e 1930. As etnografias de Hambly e Childs
    foram elaboradas em um momento de consolidação institucional da Antropologia, cujo campo
    ainda era caracterizado pela fluidez dos limites disciplinares. Desse cenário, emergiram figuras
    com múltiplas afiliações, como é o caso dos etnólogos em questão. Hambly teve uma trajetória
    que mesclou a atuação no campo acadêmico com as funções de curadoria museológica e de
    difusão do conhecimento sobre a África na esfera pública. Childs atuou tanto em universidades
    quanto na missão evangélica congregacional, identificando-se, então, como etnólogo e
    missionário, assumindo uma dupla função que o permitiu transitar entre as duas redes. Por meio
    da análise da trajetória e produção desses autores, o trabalho traça uma contextualização de suas
    experiências de campo na situação colonial, identificando o papel dos interlocutores locais
    (informantes, intérpretes e colaboradores), das redes missionárias e dos repertórios de
    referências nas construções dos discursos etnológicos. O enquadramento da análise no quadro
    referencial da produção sobre os povos nativos de Angola permitiu o exame de suas obras tanto
    do ponto de vista da História da Antropologia e da História Intelectual quanto da perspectiva
    da elaboração de discursos acerca dos africanos em contexto colonial. Ao adotar esse percurso,
    esta tese visa apreender os caminhos de escrita desses etnólogos, questionando a elaboração –
    em termos de condições materiais e construções simbólicas – dos repertórios de conhecimento
    e seus significados para a história e a antropologia dos povos da Angola central.




  • 2024-03

    Neopentecostalismo e Política: formação e atuação da Bancada Evangélica no Congresso Brasileiro (1986-2018)

    Título

    Neopentecostalismo e Política: formação e atuação da Bancada Evangélica no Congresso Brasileiro (1986-2018)

    Autor
    Carolina Bertassoni Dos Santos
    Orientador(a)
    Angelica Müller
    Data de Defesa
    2024-03-26
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    404
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Angela Moreira Domingues da Silva
    Angelica Müller
    Camille Goirand
    Christina Vital da Cunha
    Reinaldo Lindolfo Lohn

    Resumo

  • 2024-03

    "Conflitos fiscais, espacialidade e hierarquias sociais na arrecadação dos dízimos em Minas Gerais (1784-1810)".

    Título

    "Conflitos fiscais, espacialidade e hierarquias sociais na arrecadação dos dízimos em Minas Gerais (1784-1810)".

    Autor
    Thaiz Barbosa Freitas
    Orientador(a)
    Carlos Gabriel Guimarães
    Data de Defesa
    2024-03-26
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    Volumes
    Banca de Defesa
    Afonso de Alencastro Graça Filho
    Ângelo Alves Carrara
    Carla Maria Carvalho de Almeida
    Carlos Gabriel Guimarães
    Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

    Resumo

  • 2024-03

    O FESTIVAL DO DIA TREZE DE MAIO: Os significados em torno do encontro "Brancos contra Pretos" em São Paulo (1927-1932)

    Título

    O FESTIVAL DO DIA TREZE DE MAIO: Os significados em torno do encontro "Brancos contra Pretos" em São Paulo (1927-1932)

    Autor
    Thais de Souza Silva Pereira
    Orientador(a)
    Martha Campos Abreu
    Data de Defesa
    2024-03-22
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    120
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Martha Campos Abreu
    Renata Figueiredo Moraes
    Renato Soares Coutinho

    Resumo

    O presente trabalho tem como objetivo refletir sobre os significados em torno dos jogos realizados em São Paulo entre jogadores autodeclarados "pretos" e "brancos" na primeira década do século XX. Os jogos "Brancos contra Pretos" como ficaram conhecidos, foram disputados entre 1927 até 1932 em comemoração ao 13 de maio e viabilizaram o debate em torno da presença negra nos festejos e na sociedade paulista e brasileira na Primeira República. Através dos principais periódicos de São Paulo analisamos os diferentes momentos e conjunturas dos jogos e a participação do Clube Athletico Brasil (C.A.Brasil) e da Frente Negra Brasileira(FNB) a partir de 1930. O Pós-abolição como norteador do estudo nos permite compreender nesse trabalho, por meio dos festejos do Treze de Maio e do futebol, a reivindicação de direitos de homens e mulheres negras.




  • 2024-01

    Em busca do título de cidadão: a naturalização no Império do Brasil e seus limites (1850-1871)

     

    Título

    Em busca do título de cidadão: a naturalização no Império do Brasil e seus limites (1850-1871)

     

    Autor
    Cássila Cavaler Pessoa de Mello
    Orientador(a)
    Gladys Sabina Ribeiro
    Data de Defesa
    2024-01-24
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    280
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Beatriz Gallotti Mamigonian
    Marina Simões Galvanese
    Paulo Cruz Terra
    Vantuil Pereira

    Resumo

    Esta tese tem como tema central a aquisição do título de cidadão brasileiro por meio do processo
    de naturalização entre os anos de 1850 a 1871. Busca-se compreender os fatores que motivaram
    os indivíduos a solicitarem a naturalização e como se dava esse processo na prática. A
    identificação das estratégias e das dificuldades enfrentadas pelos sujeitos que buscavam o
    exercício da cidadania brasileira no século XIX são objetivos da pesquisa. Entendemos que
    existem dois aspectos muito importantes nesta análise: a avaliação da vontade do Estado e da
    vontade dos indivíduos. Por um lado, havia uma política gestada pelo Estado que facilitava a
    aquisição do título de cidadão por alguns e a dificultava para outros. A escolha de quem poderia
    usufruir do título de cidadão passava por questões como a necessidade de mão de obra, de
    defesa e de ocupação do território, a qualificação do título de cidadão, disputas políticas e
    disputas por mercado de trabalho. Por outro lado, existia a vontade do indivíduo de se tornar
    cidadão, o que estava associado ao modo como o Estado lidava com os estrangeiros que nele
    habitavam e à busca pela ampliação de direitos. É nosso objetivo perceber como os estrangeiros
    sofreram com a execução da política estatal e de que forma pressionaram para que a mesma
    fosse transformada e/ou implantada. Com esse intuito, avaliamos as petições enviadas aos
    senadores e deputados, as consultas e pareceres emitidos pelo Conselho de Estado nas suas
    Seções, a legislação, as decisões imperiais e os debates parlamentares. Por meio dessa
    documentação, foi possível perceber tanto as dificuldades enfrentadas pelos estrangeiros que
    poderiam motivar a busca pela naturalização quanto as dificuldades e inseguranças atreladas ao
    próprio processo de naturalização e à instabilidade do título de cidadão vivenciada por alguns.
    Além disso, fica evidente a pressão exercida pelos indivíduos sobre o aparato estatal para que
    houvessem transformações e respostas legais às suas demandas e direitos.




  • 2023-12

    Feminicídio no Brasil: Feminismo, História e Direito

    Título

    Feminicídio no Brasil: Feminismo, História e Direito

    Autor
    Raíssa Teixeira Almeida de Souza
    Orientador(a)
    Renata Torres Schittino
    Data de Defesa
    2023-12-22
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    150
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Gustavo França Gomes
    Jorgetânia da Silva Ferreira
    Renata Torres Schittino

    Resumo

    A partir dos debates feministas sobre o lugar das mulheres e sua histórica subalternização,
    compreendendo a violência contra as mulheres como parte da construção da sociedade de
    classes, a morte violenta de mulheres é pensada como estrutural, assim, o femícidio/feminicídio
    é nomeado a partir do entendimento da violência letal como parte da dominação masculina e
    da manutenção do capitalismo. Desta forma, o presente trabalho busca analisar a inserção do
    debate de violência nos movimentos feministas como processo de visibilização e
    desnaturalização da inferioridade das mulheres, influenciando na nomeação do crime como
    femicídio/feminicídio e a consequente judicialização do debate, para assim pensar as
    discussões ocorridas na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito — Violência Contra a
    Mulher, e o projeto de lei que veio a se tornar a Lei do Feminicídio (13.104/2015).




  • 2023-12

    ALIMENTANDO O CORPO E O INTELECTO: Murilo Miranda e a revista CULTURA E ALIMENTAÇÃO

    Título

    ALIMENTANDO O CORPO E O INTELECTO: Murilo Miranda e a revista CULTURA E ALIMENTAÇÃO

    Autor
    Angelina Raquel Pina Silva
    Orientador(a)
    Ana Maria Mauad de Sousa Andrade Essus
    Data de Defesa
    2023-12-18
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    342
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Ana Maria Mauad de Sousa Andrade Essus
    Angela Maria de Castro Gomes
    Lia Calabre de Azevedo
    Paulo Knauss de Mendonça
    Tania Regina de Luca

    Resumo

    Nesta pesquisa investigamos as estratégias de propaganda do governo do presidente Eurico Gaspar Dutra, um dos períodos menos estudados do período republicano, observando como este se opõe ao governo anterior, mas dá continuidade a elementos do projeto varguista, chegando até a aperfeiçoá-lo, como aconteceu no Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS) (1940-1964). Esta autarquia, que teve Murilo Miranda (1912-1971) como diretor de propaganda (1948-1954), produziu entre 1950 e 1951 a revista Cultura e Alimentação que foi objeto de investigação nesta tese. Além da revista ser uma excelente plataforma para a análise das questões ligadas a alimentação e nutrição ela também nos permitiu observar e compreender a organização social da época, revelada nos textos e imagens da revista. Ao analisarmos a equipe de artistas, escritores, editores e políticos que participaram da construção da publicação, reconstituímos as redes de sociabilidade compartilhadas por estes, com o objetivo de compreender o papel de intelectuais mediadores e suas redes na montagem e sucesso de projetos políticos em meados do século XX. Portanto, a pesquisa se insere no campo da História dos Intelectuais, História da Imprensa e da Propaganda e traz luz sobre os diferentes tipos atores envolvidos na montagem e publicização de projetos políticos na década de 1950, especialmente os intelectuais mediadores representados na figura de Murilo Miranda.




  • 2023-12

    A Sociedade De Resistêcia Dos Trabalhadores Em Trapiche E Café: Relações Raciais Na Formação Da Classe Trabalhadora Carioca (1905-1930)

    Título

    A Sociedade De Resistêcia Dos Trabalhadores Em Trapiche E Café: Relações Raciais Na Formação Da Classe Trabalhadora Carioca (1905-1930)

    Autor
    Camila Pizzolotto Alves Das Chagas
    Orientador(a)
    Sonia Regina de Mendonça
    Data de Defesa
    2023-12-15
    Nivel
    Doutorado
    Páginas
    328
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Álvaro Pereira do Nascimento
    Bárbara Araújo Machado
    Luiz Fernando Saraiva
    Marcelo Badaró Mattos
    Paulo Cruz Terra

    Resumo

    Esta tese tem como tema as relações raciais como integrantes da formação da classe trabalhadora do Rio de Janeiro entre 1905 e 1930, em especial nas categorias dos arrumadores portuários na Sociedade de Resistência dos Trabalhadores em Trapiche e Café. A pesquisa tem como objetivo geral analisar as relações entre raça e classe social nas experiências de organização política na experiência dos trabalhadores cariocas, tentando entender a totalidade de elementos que faziam parte do fazer-se da classe. O trabalho analisa o processo de organização não só a partir do mundo do trabalho no Porto do Rio de Janeiro, ainda que esse seja o foco principal, mas também a partir das associações recreativas e carnavalescas que os trabalhadores fizeram parte próximos aos seus locais de moradia. Este trabalho utilizou fontes da hemeroteca digital da Biblioteca Nacional e os arquivos do Sindicato Avulso em Capatazias e Arrumadores no Comércio
    Armazenador do Município do Rio de Janeiro.




  • 2023-12

    NEOPENTECOSTALISMO E NEOLIBERALISMO EM PERSPECTIVA HISTÓRICA: NOVOS DESAFIOS PARA O BRASIL RECENTE

    Título

    NEOPENTECOSTALISMO E NEOLIBERALISMO EM PERSPECTIVA HISTÓRICA: NOVOS DESAFIOS PARA O BRASIL RECENTE

    Autor
    Amanda Vilela Gomes
    Orientador(a)
    Elisa de Campos Borges
    Data de Defesa
    2023-12-12
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    147
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Elisa de Campos Borges
    Juniele Rabêlo de Almeida
    Rodrigo Turin

    Resumo

    O presente trabalho intenta tecer uma análise da atuação das lideranças evangélicas,
    mais especificamente neopentecostais, na corrida eleitoral de 2018, que culminou na vitória de
    Jair Messias Bolsonaro. Através do histórico de instalação e consolidação desse segmento
    religioso, buscamos compreender como se dá a ampliação de seu número de fiéis e quais suas
    implicações para a política brasileira. Dessa forma, exploraremos os processos através dos
    quais se amalgamam os valores neopentecostais e neoconservadores em um projeto político,
    evidenciando a consonância de tal projeto com o espraiamento do neoliberalismo. Procuramos
    observar como esses aspectos se reforçam mutuamente, através do compartilhamento de uma
    gramática que informa uma mesma teia de sentidos.




language

Siga-nos