Tesis de Maestría, Doctorado
  • 1976-03 A Evolução Política no Chile: Seu Significado (1879 - 1925).
    Título
    A Evolução Política no Chile: Seu Significado (1879 - 1925).
    Autor
    Nair Klinger Kortchmar
    Orientador(a)
    Pedro Freire Ribeiro
    Data de Defesa
    1976-03-15
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    176
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Antônio Traverso
    Francis William Orde Morton
    Pedro Freire Ribeiro

    Resumo
    Analisa as transformações no Chile e o desenvolvimento da classe média e do proletariado, graças à incorporação do salitre como importante atividade econômica após a guerra do Pacífico, na segunda metade do século XIX. O domínio da oligarquia unida à burguesia gerou um descontentamento desta nova classe de trabalhadores e uma grave crise paralisou a exportação do salitre, o que ocasionou divergência entre os grupos. Alessandre obtém, então, o apoio da classe média em sua campanha. Quando eleito, mantém um governo popular, desenvolvendo o setor industrial e a urbanização no país. Mas uma nova crise econômica e política surge abalando a gestão. No entanto, somente nas décadas de vinte e trinta inicia-se uma aliança mais forte entre os trabalhadores e a classe média, fortalecendo os governos de frente popular.
  • 1976-03 Clube 3 de Outubro.
    Título
    Clube 3 de Outubro.
    Autor
    Maria Célia Freire de Carvalho
    Orientador(a)
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Data de Defesa
    1976-03-12
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    76
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Afonso Arinos de Mello Franco
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Raimundo Faoro

    Resumo
    Durante a revolução de 1930, a incapacidade de organização levou os tenentes a integrarem a Aliança Liberal. A República Velha deteriorava-se gradativamente, recebendo grande oposição tenentista por ser esse grupo oriundo da classe média, sobre a qual pesavam todas as distorções. Entre elas, o predomínio político das oligarquias agrárias, em detrimento do anseio das classes urbanas de estabelecer um sistema cultural e institucional que atendesse à industrialização nascente. Com a revolução, constata-se a fragilidade ideológicade de seus organizadores. Assim, entre 1930 e 1934, surgem organizações políticas de variadas tendências. Entre elas, o Clube 3 de Outubro, porta-voz dos tenentes, encaminhou os postulados defendidos desde seus primeiros levantes.
  • 1976-03 A Diplomacia Brasileira e a Revolução Mexicana (1913 - 1915).
    Título
    A Diplomacia Brasileira e a Revolução Mexicana (1913 - 1915).
    Autor
    Francisco Luiz Teixeira Vinhosa
    Orientador(a)
    Pedro Freire Ribeiro
    Data de Defesa
    1976-03-12
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    124
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Antônio Traverso
    Carlos Daniel Valcarcel Esparza
    Pedro Freire Ribeiro

    Resumo
    Aborda o papel dimâmico desempenhado pela diplomacia brasileira em relação à Revolução Mexicana, no seu período mais trágico - de 1913 a 1915 -, apresentando uma síntese da revolução e de suas causas primordiais, dando destaque à questão agrária. Analisa o desempenho da diplomacia brasileira em relação ao governo de HUERTA, quando o Ministro Cardoso de Oliveira tornou-se responsável pelos interesses dos Estados Unidos no México, após o rompimento das relações entre os dois governos. Examina a participação do Brasil pela intermediação do embaixador Domício da Gama, nas conferências internacionais de 1914 e 1915. Estuda ainda a atuação do palácio do Itamaraty do pan-americanismo.
  • 1976-03 A Educação Brasileira no Estado Novo (1937 - 1945).
    Título
    A Educação Brasileira no Estado Novo (1937 - 1945).
    Autor
    Marinete Dos Santos Silva
    Orientador(a)
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Data de Defesa
    1976-03-12
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    73
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Magali Gouveia Engel
    Victor Vincent Valla

    Resumo
    Análise da educação brasileira durante o Estado Novo e de sua utilização para a preservação da estrutura de poder autoritário após o fim da ditadura de Getúlio Vargas. Segundo a pesquisa, o Estado autoritário apropriou-se da educação como instrumento para incutir nos populares a ideologia dominante. Buscava, com isso, a sedimentação do poder. O fim do Estado Novo em 1945 não resultou, porém, num abandono da reforma educacional empreendida pelo Ministro Gustavo Capanema em 1942.
  • 1976-03 Atividades Capitalistas em Sociedade Escravista, Estudo de Um Caso. A Companhia da Estrada de Ferro D. Pedro II (De 1855 a 1865).
    Título
    Atividades Capitalistas em Sociedade Escravista, Estudo de Um Caso. A Companhia da Estrada de Ferro D. Pedro II (De 1855 a 1865).
    Autor
    Almir Chaiban El-kareh
    Orientador(a)
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Data de Defesa
    1976-03-11
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    193
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    José Honório Rodrigues
    Ruy de Carvalho Bergsthom Lourenço Filho

    Resumo
    Estudo da Companhia da Estrada de Ferro D. Pedro II, que, como empresa capitalista, devia encontrar meios eficientes e modernos para prolongar a existência do escravismo brasileiro. Assim, através do estímulo à iniciativa privada capitalista e da aliança firmada com a burguesia brasileira emergente, os senhores escravistas fluminenses puderam reforçar sua organização, seu controle sobre o Estado e se impor como classe dominante. Essas alianças, conclui o autor, acabaram retardando o desenvolvimento como modo de produção dominante no Brasil.
  • 1976-03 Imprensa Republicana antes do 15 de Novembro (Introdução ao Estudo de Suas Formas e Conteúdo Ideológico).
    Título
    Imprensa Republicana antes do 15 de Novembro (Introdução ao Estudo de Suas Formas e Conteúdo Ideológico).
    Autor
    Maria Nazareh Capiberibe Azêdo
    Orientador(a)
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Data de Defesa
    1976-03-10
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    127
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Alexandre José Barbosa Lima Sobrinho
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Marcello de Ipanema

    Resumo
    Avalia-se o alcance da participação da imprensa na campanha de proclamação da República. Parte da investigação do comportamento das classes e dos setores sociais diante da campanha, bem como das condições econômicas e políticas que produziram e fortaleceram o ideal republicano. Para responder a essas questões, a autora estuda as formas materiais da imprensa e as condições técnicas e políticas nas quais se desenvolvia. A abordagem leva em consideração as dificuldades encontradas para a veiculação de idéias e os mecanismos que possibilitaram sua superação. Tudo isso, sem perder de vista o desenvolvimento da campanha e a dimensão que a idéia central do movimento ganhava no decorrer dos anos.
  • 1975-07 O Movimento Católico Leigo no Brasil (As Relações Entre a Igreja e o Estado - 1930 - 1937).
    Título
    O Movimento Católico Leigo no Brasil (As Relações Entre a Igreja e o Estado - 1930 - 1937).
    Autor
    Berenice Abreu de Castro Neves
    Orientador(a)
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Data de Defesa
    1975-07-31
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    157
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Nícia Vilela Luz
    Raimundo Faoro

    Resumo
    As relações entre os poderes temporal e espiritual no Brasil de 1930 a 1937 são estudadas por Berenice Cavalcante a partir da orientação e das atividades assumidas pelo movimento católico leigo no Brasil. A análise dos anos entre o fim da república Velha e a decretação do Estado Novo revela, segundo a autora, três momentos distintos: uma fase de sondagem, outra de reindivicações e por fim a de complementaridade. Em todas, porém, com maior ou menor intensidade, identificam-se traços comuns. As conclusões indicam o caráter conservador, moralista, elitista, antiverbal e anticomunista com os quais se cunhou o movimento.
  • 1974-08 O Republicanismo Fluminense (1887 - 1891).
    Título
    O Republicanismo Fluminense (1887 - 1891).
    Autor
    Hildiberto Ramos Cavalcanti de Albuquerque Júnior
    Orientador(a)
    Richard Graham
    Data de Defesa
    1974-08-16
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    144
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Jeanne Bearance de Castro
    Pedro Demo
    Richard Graham

    Resumo
    Descrição e análise da evolução do republicanismo na província do Rio de Janeiro, entre 1887 e 1891, com objetivo de demonstrar as reações e o desenvolvimento das idéias republicanas. O interessante, neste trabalho, é a avaliação, pelo autor, do alcance e dos limites desses ideais na sociedade da época. O Rio de Janeiro era, afinal, uma província eminentemente conservadora, escravista, além de economicamente decadente. É esse contexto, aliás, que permite a indagação de como, apesar de seus traços fortemente reacionários, a província fluminense pôde não ter sido refratária às novas idéias.
  • 1974-08 Município de Estrela (1846 - 1892).
    Título
    Município de Estrela (1846 - 1892).
    Autor
    Vânia Leite Fróes
    Orientador(a)
    Richard Graham
    Data de Defesa
    1974-08-15
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    118
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Luiz de Castro Faria
    Richard Graham
    Richard Morse

    Resumo
    Micro-história sobre o Município de Estrela, situado na Baixada Fluminense e atualmente extinto. A área que ocupou foi integrada às cidades de Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Petrópolis e Magé. Estuda as principais tendências do urbanismo, partindo do pressuposto de que a história regional deve ser intregada num estudo mais amplo. Assim, nesta ampliação de contextos, ressalta-se a importância do Município no século XIX, na História da Província fluminense e do país. Foi, afinal, neste época, que Estrela se destacou como entreposto comercial e centro de articulações com o setor de exportação. Analisa-se o Município como uma comunidade pré-industrial nos moldes de Henri Pirenne. Destacam-se sua intregração no sistema de transportes do Império brasileiro, sua conformação física, bem como as características da população no período de destaque. Avalia-se ainda a organização dos ofícios no Município e sua classificação em freguesias. A autora teve também a preocupação de traçar as principais tendências da historiografia sobre o tema na época.
  • 1974-08 Vida Econômica de Itaboraí no Século XIX.
    Título
    Vida Econômica de Itaboraí no Século XIX.
    Autor
    Ana Maria Dos Santos
    Orientador(a)
    Richard Graham
    Data de Defesa
    1974-08-15
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    125
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Arthur Cezar Ferreira Reis
    Richard Graham
    Richard Morse

    Resumo
    Estudo do desenvolvimento do Município de Itaboraí e de suas relações com o capitalismo da época colonial mercantilista, com base na especialização em produtos de exportação. sob formas de producão para o mercado externo, esse processo deu margem, em Itaboraí, à coexistência de dois setores exportadores paralelos. Um deles, o da cana-de-açúcar e o do café. O outro, uma atividade industrial urbana e uma produção para o mercado interno que também foram condicionadas, em seu desenvolvimento, pela escravidão e pelos limites por ela impostos. A manutenção de uma base canavieira, que não foi deslocada pelo café, e a diversificação econômica interna, afirma a autora, tornavam o município menos especializado, menos dependente e menos vulnerável em uma época em que o Recôncavo da Guanabara conhecia um acentuado declínio. E em que o café se transferia paraserra-acima.
  • 1974-08 As invenções de África e do afro-brasileiro na cultura nacional entre as década de 1930 e 1940.
    Título
    As invenções de África e do afro-brasileiro na cultura nacional entre as década de 1930 e 1940.
    Autor
    Sônia Bayão Rodrigues Viana
    Orientador(a)
    Richard Graham
    Data de Defesa
    1974-08-14
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    104
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Jeanne Bearance de Castro
    Michael A. Morris
    Richard Graham

    Resumo

  • 1974-08 A Constituinte de 1823: Uma Interpretação.
    Título
    A Constituinte de 1823: Uma Interpretação.
    Autor
    Dylva Araújo Moliterno
    Orientador(a)
    Richard Graham
    Data de Defesa
    1974-08-09
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    121
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Antonia Fernanda de Almeida Pacca Wright
    Pedro Calmon
    Richard Graham

    Resumo
    A Assembléia Constituinte e Legislativa do Brasil de 1823, ao estabelecer as instituições políticas do Brasil independente surge como uma espécie de marco na nossa história. A partir dela, defende a autora, emergem novas mentalidades, instituições e modalidades de vida política. Sob esse enfoque, ressalta-se a importância dos estudos políticos. A convocação de uma Assembléia em meados de 1822, afirma a autora, pretendia impedir qualquer possibilidade de fragmentação interna. E, se possível, evitar um movimento de caráter independentista com relação a Portugal. O estudo avalia os movimentos das províncias em suas relações com o centro de poder. Concluiu-se que enquanto algumas voltaram-se para a Corte, outras, como Pernambuco, assolaram o Império com o fantasma de desmembramento
  • 1974-07 Bertha Lutz e a Ascensão Social da Mulher (1919 - 1937).
    Título
    Bertha Lutz e a Ascensão Social da Mulher (1919 - 1937).
    Autor
    Rachel Soihet
    Orientador(a)
    Stanley Eon Hilton
    Data de Defesa
    1974-07-31
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    88
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Antonia Fernanda de Almeida Pacca Wright
    Richard Graham
    Stanley Eon Hilton

    Resumo
    Analisa as conquistas femininas no plano internacional aliadas às transformações na sociedade brasileira. Destaca a atuação de Bertha Lutz, pioneira e líder do feminismo no brasil, buscando compreender de que maneira ela contribuiu para o desenvolvimento de fenômeno idêntico em nosso país, revelou-se decisiva para o movimento. O estudo inicia-se no contexto da Revolução de 1930, que marcou nova fase na História do país, e conclui-se em 1937, quando a dissolução do Congresso impediu que o estatuto da mulher - da autoria de Bertha Lutz - entrasse em vigor. Rachel Soihet destaca, porém, que muitas das suas sugestões seriam posteriormente adotadas. Demonstrando, inclusive, que as reivindicações de Bertha Lutz não se limitaram à emancipação da mulher, embora tenha sido este o campo no qual sua atuação mais se destacou.
  • 1974-07 A Evolução do Sistema Financeiro na Época Vargas.
    Título
    A Evolução do Sistema Financeiro na Época Vargas.
    Autor
    Geraldo de Beauclair Mendes de Oliveira
    Orientador(a)
    Stanley Eon Hilton
    Data de Defesa
    1974-07-29
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    67
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Francisco de Assis Barbosa
    Richard Graham
    Stanley Eon Hilton

    Resumo
    Estudo do desenvolvimento do sistema de crédito entre 1939 e 1944, necessário ao entendimento sobre a questão da transferência de recursos para o setor industrial. Contrariando outros autores, esta pesquisa sustenta ter sido o crescimento industrial parte da prática política de Getúlio Vargas, tendo o presidente revelado ainda intensa preocupação com o crédito. O autor mostra como se procurou aperfeiçoar esse sistema através da introdução dos mais diversos recursos da técnica bancária. O setor bancário, sustenta, teve de desenvolver-se no período para atender à demanda da produção voltada para o mercado interno. Trata-se, afinal, de um período de queda das importações.
  • 1974-07 O Desenvolvimento Econômico na Época Vargas, 1930 - 1939.
    Título
    O Desenvolvimento Econômico na Época Vargas, 1930 - 1939.
    Autor
    Marize Arcuri Magalhães
    Orientador(a)
    Stanley Eon Hilton
    Data de Defesa
    1974-07-29
    Nivel
    Mestrado
    Páginas
    67
    Volumes
    1
    Banca de Defesa
    Richard Graham
    Ruy de Carvalho Bergsthom Lourenço Filho
    Stanley Eon Hilton

    Resumo
    Com base em vasto material empírico inédito, o trabalho pretende mostrar que Getúlio Vargas, de plena consciência, exerceu uma política econômica desenvolvimentista. A atuação de Vargas é examinada, face aos problemas da economia nacional, chegando às minúcias do inquérito industrial de 1936. Trata da problemática da Companhia Siderúrgica Nacional e, por fim apresenta um balanço industrial dos anos trinta. Privilegiam-se os anos de 1930 a 1939, quando as linhas mestras da política getulista estavam sendo formuladas. E a questão da indústria de base era uma de suas maiores preocupações.
language

Siga-nos