Logo

 

Página Inicial

Perfil

Linhas de Pesquisa

Publicações

Artigos

 

Pesquisadores

Pós-Graduandos

Graduandos

 

Projetos em Andamento

Dissertações e Teses

 

Simpósios

Agenda

Contato

Créditos

Links

 

 

Linhas de Pesquisa

Estado e Agricultura no Brasil

Desenvolver estudos e pesquisas voltadas para o levantamento e o mapeamento dos agentes e agências, tanto da sociedade civil, quanto da sociedade política, imbricados às políticas agrária e agrícola no país.

Estado e Políticas Públicas

Pesquisar as redes de agentes e/ou agências da sociedade civil organizada que se fazem presentes junto a organismos da sociedade política brasileira, neles imprimindo a marca de seus interesses peculiares. Busca-se entender as políticas públicas do Estado não como realizações de uma entidade situada acima e além da sociedade civil, mas sim enquanto fruto da inter-relação entre ambas, configurando-se, assim, o Estado Ampliado, a partir de conflitos.

Estado brasileiro: agências e agentes

Realizar o mapeamento das agências do Estado no Brasil, entendido enquanto Estado Ampliado, isto é, sociedade civil e sociedade política em sua inter-relação permanente, do século XIX à atualidade.

História do Poder e Idéias Políticas

Mapear as idéias veiculadas através de agentes ou agências das sociedades civil e política brasileiras enquanto representativas de conflitos de interesse ou visões de mundo em disputa por posições hegemônicas.

Intelectuais e Estado

Analisar o papel dos intelectuais enquanto organizadores da cultura junto à sociedade civil e seu papel mediador junto à sociedade política brasileira.

Poder e Sociedade

Investigar os mecanismos através dos quais Estado e Poder se imbricam no Brasil, enfatizando-se o estudo das práticas - institucionais ou não - voltadas para a produção/reprodução de lugares sociais e seus aspectos concorrenciais/conflitivos.

Educação, Saber e Poder no Brasil

Analisar as relações entre Educação, Saber e Poder no Brasil, sobretudo no plano do próprio Estado, de modo a verificar os mecanismos através dos quais os grupos sociais organizados - seja no plano da sociedade civil, seja junto a agências da sociedade política - utilizam o saber - escolarizado, em particular - enquanto instrumento de reprodução social de classe e de posições de classe no Brasil a partir do século XIX.

 

© NUPEP/UFF - 2007/2022