Pesquisador

Elisa Frühauf Garcia

Universidade Federal Fluminense

Fez graduação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) e mestrado (2003) e doutorado (2007) na Universidade Federal Fluminense, onde hoje é professora adjunta. Realizou ainda um estágio de pós-doutorado na Universidade Estadual de Campinas de 2007 a 2009. Desde o início dos seus estudos, quando se interessou pela história colonial, achava estranho o lugar reservado aos índios na bibliografia. Seu interesse pelo assunto surgiu da contraposição entre os fascinantes dados encontrados nos variados arquivos em que pesquisou e uma historiografia que reiterava ideias e, em alguma medida, projetos do século XIX. Sua tese de doutorado, “As diversas formas de ser índio”, foi premiada e publicada pelo Arquivo Nacional em 2009. É autora de vários artigos sobre as relações interétnicas e as reconfigurações identitárias características do mundo americano. Atualmente, atua tanto em pesquisas acadêmicas sobre as populações indígenas quanto em iniciativas relacionadas à divulgação científica da temática.

Obras publicadas

capa

As diversas formas de ser índio

Elisa Frühauf Garcia

Este livro busca compreender o processo pelo qual as populações indígenas situadas no atual estado do Rio Grande do Sul inseriram-se na sociedade colonial luso-brasileira na segunda metade do século XVIII e princípios do XIX. Para tanto, enfoca como os portugueses expandiram as suas fronteiras na América Meridional valendo-se de seus relacionamentos com os grupos nativos habitantes da região, enquanto o resultado de um longo e intermitente percurso de conflitos e negociações.