Data: 27-30/09/2017

XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monarquias Ibéricas (inscrições abertas)

Nações em movimento. Índios, africanos e cristãos-novos nos impérios ibéricos ultramarinos

Museu Histórico Nacional (Praça Marechal Âncora, Centro, Rio) e Museu Nacional (Quinta da Boa Vista, São Cristóvão, Rio)

27-30
set
2017

As Jornadas constituem a série de eventos anuais promovida por Red Columnaria – rede temática de estudos sobre as fronteiras das monarquias ibéricas. Neste ano elas ocorrerão no Rio de Janeiro, no Museu Histórico Nacional e no Museu Nacional. As inscrições para ouvintes já estão abertas (atenção, vagas limitadas, R$10,00 para estudantes de graduação comprovados, R$20,00 para os demais) por sistema Pay Pal neste site.

Organização: Rodrigo B. Monteiro, Elisa F. Garcia e Marcelo R. Wanderley

Secretaria: Mariana S. Duarte e Luísy A. Guimarães

Inscrições abertas !

Inscrição - XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monarquias Ibéricas Nações em movimento
27/09/2017
Vagas restantes: 80
É GRADUANDO
SIM
NAO
Realizando inscrição...
Inscrição realizada!
Aguardamos você!

ATENÇÃO!

  1. 1. A inscrição é feita apenas pelo sistema Pay Pal, para aqueles que não possuírem cartão de crédito existe a alternativa de pedirem para que outra pessoa realize o pagamento em seu nome, não esquecendo de enviar e-mail indicando o nome completo de quem pagou e também o nome completo de quem fez o pagamento. O assunto do e-mail deve ser: TROCA PAGAMENTO
  1. 2. Os graduandos devem enviar um comprovante de que estão regularmente inscritos. O assunto do e-mail deve ser: COMPROVANTE GRADUANDO
  1. 3. O e-mail  para contato é  nacoesemmovimento@gmail.com
  1. 4. Serão emitidos certificados para os ouvintes com ao menos 75% de presença.

 

A programação das XIII Jornadas Internacionais de Estudos das Monarquias Ibéricas encontra-se a seguir, os demais informes assim como os resumos estão disponíveis na página do facebook da Cia da Índias – https://www.facebook.com/Cia-das-%C3%8Dndias-1284914328204938/

PROGRAMAÇÃO

Museu Histórico Nacional

27/09 – 4a feira

09:00 h

Auditório

Abertura

10:00 h

Auditório

Mesa 1 – Redes de negócios

Debatedor – Gaetano Sabatini (Università degli Studi Roma Tre – Itália)

– Gente da Nação: a favor dos Filipes, mas perseguida pela Inquisição – o caso de um mercador cristão-novo no limiar da União Ibérica

Ronaldo Vainfas (UFF)

– Os cristãos novos portugueses e as redes comerciais no século XVII. Um estudo de caso dos negócios de António Fernandes d’Elvas

Ana Hutz (USP)

– Redes de comércio e estratégias de poder de um comerciante perseguido pela Inquisição: o caso sintomático do cristão-novo João Nunes Correia

Angelo Adriano Faria de Assis (UFV)

– Conflictos en los cielos. Las grandes familias de cristianos nuevos en el comercio del Caribe del s. XVII. El caso de Cartagena de Indias

Juan Marchena & Nayibe Gutierrez (Universidad Pablo de Olavide – Espanha)

Sala de cursos

Mesa 2 – Fronteira e conquista

Debatedora – Iris Kantor (USP)

– O gênero das nações: as mulheres indígenas na conquista do Brasil – século XVI

Elisa Frühauf Garcia (UFF)

– La provincia del Paraguay entre 1537 y 1580. Una frontera entre imperios y generaciones

Guillaume Candela (Université Paris III – França)

– Entre la resistencia y la negociación: los indios Darienes, llave de Tierra Firme al Mar del Sur, 1680-1750.

Elizabeth Montañez-Sanabria (Pontificia Universidad Católica de Valparaíso – Chile)

– “Tan antiguo en su origen como el del descubrimiento y conquista de aquella parte del mundo”: as repartições de limites ibéricas no norte da América portuguesa e as territorialidades indígenas (segunda metade do século XVIII)

Ângela Domingues (Universidade de Lisboa – Portugal)

14:00 h

Auditório

Mesa 3 – Integração

Debatedora – Hebe Mattos (UFF)

– Nação e “sinais” na diáspora africana: a formação dos etnônimos associados aos povos do Golfo do Benim no interior da América portuguesa (Mariana, 1711-1750)

Aldair Carlos Rodrigues (UNICAMP)

– Índios aldeados, índios “bravos” e mestiços entre aldeias e sertões do Rio de Janeiro (século XVIII)

Maria Regina Celestino de Almeida (UFF)

– Una “nación de infieles”: los indios de Maynas, estrategias y negociación con el poder político (Perú, 1790-1821)

Elizabeth Hernández García (Universidad de Piura – Peru)

Sala de cursos

Mesa 4 – Expressões culturais

Debatedora – Martha Abreu (UFF)

– O episcopado e as festas na cidade do Rio de Janeiro no século XVIII: o veto aos batuques

Beatriz Catão Cruz Santos (UFRJ)

– La emergencia de la literatura gauchesca en el Río de la Plata: negociaciones sociales (1770-1810)

Jaime Peire (Universidad Nacional de Tres de Febrero – Argentina)

15:30 h

Sala de cursos

Mesa 5 – Ideias políticas

Debatedor – Carlos Ziller Camenietzki (UFRJ)

– Nações, soberania e direito natural: expectativas de legitimação do império português na tratadística da segunda escolástica

Marcello José Gomes Loureiro (UFF)

– El otro cielo. Proyectos de gobierno y mediación política en el Nuevo Mundo: repúblicas de indios, pensamiento cristiano y hegemonía imperial, siglos XVI y XVII

Ana Díaz Serrano (Universidad de Murcia – Espanha)

17:00 h

Auditório

Palestra interativa – O Museu Histórico Nacional e as nações em movimento

Paulo Knauss (MHN-UFF)

Moderador – Luiz Carlos Soares (UFF)

28/09 – 5a feira

10:00 h

Auditório

Mesa 6 – Hierarquias

Debatedor – José Javier Ruiz Ibáñez (Universidad de Murcia – Espanha)

– Hierarquias sobrepostas nos sertões de Angola: sobas e funcionários da coroa portuguesa (séculos XVII – XVIII)

Flávia Maria de Carvalho (UFAL)

– Índios e mestiços na baixa nobreza lusitana

Ronald Raminelli (UFF)

– La integración de negros, mulatos y zambos al orden hispánico: los sitios de libres y la vecindad en el Nuevo Reino de Granada

Jorge Conde Calderón (Universidad del Atlántico – Colômbia)

Sala de cursos

Mesa 7 – Mitos e assimilações

Debatedora – Ana Paula Torres Megiani (USP)

– O contexto intelectual do Renascimento português: Preste João, mito e história

Rubens Leonardo Panegassi (UFV)

– Novos mundos, velhas profecias: a questão da origem dos povos americanos, as Dez Tribos de Israel e as mudanças no pensamento milenarista nos séculos XVI e XVII

Luís Filipe Silvério Lima (UNIFESP)

– Cristãos-novos de hábito e tonsura no império ultramarino português

Georgina Santos (UFF)

– Los criollos del Magreb hispano, los moros de paz y los mogataces. Los discursos racializados sobre las poblaciones de los presidios hispanos en el Norte de África (siglos XVI-XVIII)

Luis Fernando Fe Canto (Université de Limoges – França)

14:00 h

Auditório

Mesa 8 – Rebeliões

Debatedor – Rodrigo Bentes Monteiro (UFF)

– La influencia política del rumor en las rebeliones de esclavos negros y moriscos en los mundos hispánicos (s. XVI-XVIII)

Magdalena Díaz Hernández (Universidad de Huelva – Espanha)

– Vencidos pero no desaparecidos: nuevas formas de identidad y acción indígena en la sociedad colonial

Jesús Bustamante (Instituto de Historia – CSIC – Espanha)

– Povos coloniais: discursos em torno da resistência no Brasil

Luciano Figueiredo (UFF)

– Os sentidos de liberdade e igualdade para os escravos crioulos e escravos africanos na Conjuração Baiana de 1798

Patrícia Valim (UFBa)

Sala de cursos

Mesa 9 – Mobilidade territorial

Debatedora – Daniela Buono Calainho (UERJ)

– Instrucciones para hacerse invisible. Circulación de los indios en los márgenes de los Andes Meridionales

Romina Zamora (Universidad Nacional de Tucumán – Argentina)

– O direito de asilo para escravos fugidos no império espanhol

Maria Verónica Secreto (UFF)

– Fronteiras imperiais, diplomacia espanhola e a fuga de escravos no Caribe e no Rio da Prata, c. 1680-1790

Gabriel Aladrén (UFF)

– Heresias em movimento: os índios nos bispados de Lima, Nova Espanha e Grão-Pará (século XVIII)

Yllan de Mattos (UNESP)

29/09 – 6a feira

09:30 h

Auditório

Mesa 10 – A problemática das nações 

Debatedora – Maria Fernanda Bicalho (UFF)

– A invenção da nação rebelde. Inquisição, portugueses e a Restauração de 1641 na Nova Espanha

Marcelo da Rocha Wanderley (UFF)

– Nociones de nación: etnias prehispánicas, circunscripciones territoriales y luchas políticas en los Andes (siglos XVI-XX)

Mirko Solari Pita (Universidad Nacional Mayor de San Marcos – Peru)

– A inserção dos ingleses no império português: o caso da família Gulston no Rio de Janeiro, c. 1710-c.1720

Carlos Gabriel Guimarães (UFF)

Sala de cursos

Mesa 11 – Sancionar as nações?

Debatedora – Célia Tavares (UERJ)

– O debate sobre o batismo forçado de judeus e ameríndios nos escritos do arcebispo de Braga D. Frei Bartolomeu dos Mártires (século XVI)

Juliana Torres Rodrigues Pereira (USP)

Planctus Indorum: A formação do clero indígena, Peru (1750-1772)

Mariana Sarkis Duarte (UFF)

– Uma breve história dos índios com cargo de chefia nos aldeamentos paulistas (século XVIII e início século XIX)

Marcio Marchioro (UFPR)

14:00 h

Auditório

– Balanço das comunicações proferidas e debate

Museu Nacional

30/09 – sábado

10:00 h

Auditório

Mesa 12 – Coleções etnográficas, diplomacia e formação de impérios: indígenas, africanos e nativos do Pacífico

Debatedor – João Pacheco de Oliveira (MN-UFRJ)

João Pacheco de Oliveira (MN-UFRJ)

Edmundo Pereira (MN-UFRJ)

Mariza de Carvalho Soares (UFF)

Rita de Cássia Melo Santos (UFPB)