• contato
  • Perguntas frequentes
  • twitter
  • facebook

NORMAS DE PUBLICAÇÃO

NORMAS DE PUBLICAÇÃO

1 – POLÍTICA EDITORIAL

A Tempo é uma publicação digital do Departamento e do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal Fluminense (PPGH). Com uma periodicidade quadrimestral (Abril, Agosto e Dezembro), está aberta à divulgação de trabalhos inéditos e pesquisas originais sobre História ou Historiografia.

A revista é totalmente mantida com financiamento público, obtemos recursos para publicação nos editais lançados pelo CNPq, UFF, Faperj e Capes. Os autores não são submetidos a uma taxa de submissão de artigos e de avaliação (no APCs charges and no submission charges).

A revista online é open access e também pode ser acessada nos seguintes endereços:

http://www.scielo.br/revistas/man/iaboutj.htm http://www.globalhealthaction.net/index.php/gha/about/editorialPolicies#openAccessPolicy

Seus números são organizados a partir de:

1)      dossiês temáticos,

2)      artigos livres,

3)      resenhas; entrevistas; documentos.

2 – SUBMISSÃO DE ORIGINAIS

A Revista Tempo publica artigos e resenhas em português, espanhol, inglês e francês, em fluxo contínuo. Cerca de 30% dos artigos são traduzidos para a língua inglesa, de acordo com a seleção do Conselho Editorial. No caso de artigos oferecidos originalmente em francês e espanhol não serão necessariamente publicados em português. Aceitam-se, além de artigos e resenhas, entrevistas, transcrições de fontes comentadas, homenagens, comentários e moções. A avaliação será sempre feita pelo Conselho Editorial que terá especial atenção com os conflitos de interesses sobretudo no momento de escolher os avaliadores dos artigos. Para artigos de fluxo contínuo ou dossiês, pelo menos um dos autores deve possuir a titulação de doutor. Para resenhas, os autores devem estar cursando, pelo menos, o doutorado.

Os arquivos devem obedecer ao formato Word for Windows (doc. ou docx). Os artigos devem ter entre 36 mil e 64 mil caracteres com espaço, incluindo notas, legendas, tabelas e referências bibliográficas. Todo artigo deverá estar acompanhado de título, de um resumo com no máximo 950 caracteres (com espaço) e três palavras-chave em português, inglês, francês e espanhol. Não exagere no tamanho do resumo; não ultrapasse o número de palavras-chave. As Referências bibliográficas completas devem ser listadas em ordem alfabética, no final do artigo.

As resenhas devem ter entre 10 mil e 18 mil caracteres com espaço e devem conter o nome do autor seguido dos créditos da obra resenhada, no seguinte formato: SOBRENOME, Nome do(a) autor(a). Título. Cidade da editora: Editora, ano. Número de páginas. Exemplo: LUCAIOLI, Carina Paula. Abipones en las fronteras del Chaco. Una etnografía histórica sobre el siglo XVIII. Buenos Aires: Sociedad Argentina de Antropología, 2011. 352 p. As resenhas podem ser de livros publicados nos dois anos anteriores, contados a partir da data de apresentação da resenha.

O não cumprimento das exigências acima referidas implicará a exclusão da proposta.

Antes de submeter seu texto, verifique se o:

1. artigo segue as orientações contidas na seção “Formato dos originais” ;

2. título e o resumo estão redigidos de maneira clara e traduzem a ideia geral do artigo;

3. texto está bem escrito, organizado e apresenta reflexões originais;

Para apresentação de propostas deve ser utilizado o programa Submission, cujo preenchimento está franqueado no site da Revista (http://www.historia.uff.br/revista/index.php/tempo/index).

Formato dos originais

Os originais serão aceitos apenas quando cumprirem todas as normas técnicas exigidas pela Revista. Uma vez aprovados e escolhidos para a publicação, passam por uma revisão de copidesque, formatação e padronização sendo submetidos à aprovação final do autor.

Orientações gerais

  • As notas de rodapé devem ter caráter exclusivamente explicativo. Para referências, utilize a forma simplificada no corpo do texto.
  • As citações de até três (3) linhas deverão vir entre aspas no corpo do texto. As citações com mais de três (3) linhas devem vir destacadas, em corpo menor, sem aspas, com recuo à esquerda de 1,25cm, ambas seguidas das devidas notas indicativas. As eventuais intervenções no meio de uma citação (introdução de termos) devem ser colocadas entre colchetes. As omissões devem ser representadas por reticências entre parênteses.
  • Termos em língua estrangeira devem ser grafados em itálico. Caso seja preciso destacar alguma palavra ou frase, empregar também o itálico.
  • Os grifos do autor devem vir destacados apenas em itálico.
  • Os numerais até o dez, inclusive, devem vir escritos por extenso.
  • Os subtítulos não devem vir numerados, devem vir apenas em caixa alta e baixa.
  • Os numerais deveram ter seus milhares separados por ponto. Exemplo: 1.800, 1.365.214, etc. a fim de que não sejam confundidos com ano.
  • Uma vez publicados os trabalhos, à Tempo se reservam todos os direitos autorais. A reprodução do artigo em outras fontes deve ser objeto de consulta à Tempo, sempre com a devida citação da publicação original.
  • O conteúdo dos trabalhos publicados é da responsabilidade exclusiva dos seus autores.
  • Para permitir a avaliação cega por parte dos pareceristas, pedimos que a versão do artigo enviada não tenha identificação de autoria. Inclusive no corpo do texto e no rodapé.
  • No corpo do texto, as referências serão feitas de forma simplificada.

Formato: (Sobrenome do autor, Ano de publicação, página)

Exemplo: (Bicalho, 2003, p.175)

  • A citação completa da obra aparecerá apenas uma vez no fim do artigo, na seção “Referências bibliográficas”.

Formato: SOBRENOME, Nome do autor. Título. Cidade da editora: Editora, Ano de publicação.

Exemplo: BICALHO, Maria Fernanda Baptista. A cidade e o Império: o Rio de Janeiro no século XVIII. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

  • Em notas de rodapé, deverão constar apenas referências a fontes primárias (correspondências, normas, itens arquivísticos etc.) e pequenos textos explicativos. Na primeira citação, forneça o significado das abreviaturas que serão utilizadas. A listagem das fontes primárias não precisa constar na seção de Referências bibliográficas.

Exemplo: “Sigo as análises feitas por Sidney Chalhoub sobre as relações entre paternalismo e escravidão no romance machadiano. (Chalhoub, 2003, p. 27-57).”

Formato: Instituição de guarda, “Descrição”, Fundo, Localização.

Exemplo: Arquivo Histórico Ultramarino (AHU), “Requerimento de João Cordeiro, pedindo provisão, por um ano, para servir nos ofícios de tabelião, escrivão da Câmara e Almotaçaria na Vila de Pitangui, Comarca do Sabará”, Minas Gerais, Cx. 35, Doc. 01.

  • Gráficos, tabelas, imagens e/ou ilustrações serão tratados como elementos e, além de virem expostos no decorrer do texto, devem ser enviados em arquivo TIF ou JPG, preferencialmente coloridos e em boa resolução (com no mínimo 600dpi). Os referidos elementos só serão aceitos se forem de domínio público ou com autorização do proprietário. Devem ser encaminhados separadamente, devidamente numerados, com títulos e referências de créditos. Recomenda-se que o artigo não tenha mais que 8 (oito) elementos destes, mas, em casos excepcionais, o Conselho Editorial pode arbitrar sobre o maior número de elementos.
  • Agradecimentos e indicação de fontes de financiamento devem vir ao fim do artigo, antes das Referências bibliográficas.

Citações e Referências bibliográficas

Livros:

Formato: SOBRENOME, Nome do autor. Título. Cidade(s) da(s) editora(s): Editora, Ano de publicação.

Exemplo: DIAS, Maria Odila Leite da Silva. A interiorização da metrópole e outros estudos. São Paulo: Alameda, 2005.

Citações no corpo do texto ou em notas explicativas: (Dias, 2005, p.122)

Exemplo: REVEL, Jacques (Org). Jogos de escalas: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1998.

Citações no corpo do texto ou em notas explicativas: (Revel, 1998, p. 155)

Capítulos de livros:

Formato: SOBRENOME, Nome(s) do(s) autor(es), Título do capítulo. In: SOBRENOME, Nome do(s) organizador(es). Título. Cidade(s) da(s) editora(s): Editora, Ano de publicação. páginas.

Exemplo: ABREU, Martha Campos . Mulatas, crioulos and morenas: racialized gender in the love songs of pós-abolition, Brasil, 1890-1920. In: SCULLY, Pamela; PATTON, Diana. (Orgs.). Gender and slave emancipation in the Atlantic world. Durham: Duke University Press, 2005, p. 267-289.

Citações no corpo do texto ou notas explicativas: (Abreu, 2005, p. 267-289)

Dissertações e Teses não publicadas:

Formato: SOBRENOME, Nome do autor. Título. Natureza do trabalho (Especialidade/Área), Instituição em que o trabalho foi defendido. Cidade, Ano.

Exemplo: SOUZA, Elizabeth Santos de.  O mercado de crédito na Corte Joanina: experiências das relações sociais de empréstimos (c. 1808-1821). Dissertação (Mestrado em História), Universidade Federal Fluminense. Niterói , 2015.

Citações no corpo do texto ou notas explicativas: (Souza, 2015, p.139)

Revistas acadêmicas:

Formato: SOBRENOME, Nome(s) do(s) autor(es). Título do artigo, Nome do Periódico, volume, número, páginas, ano.

Exemplo: SECRETO, María Verónica. Os escravos de Buenos Aires. Do terceiro pátio à rua: a busca tolerável (1774-1814), Revista Tempo, vol. 18, n. 33, p. 23-49, 2012.

Citações no corpo do texto: (Secreto, 2012, p. 35).

Jornais e revistas:

Formato: SOBRENOME, Nome(s) do(s) autor(es). Título da matéria. Nome do jornal (Cidade), número, página(s), data.

Exemplo: SOIHET, Raquel. História das mulheres e relações de gênero: debatendo algumas questões. A Folha do Gragoatá (Niterói).  n.3, p.1, 8 jun. 2014.

Citações no corpo do texto: (Soihet, 2014, p. 1).

Entrevistas:

Exemplo: NEDER, Gizlene, entrevistada por Victor Tiribás, Niterói, 30 abr. 2012.

Citações no corpo do texto: (Neder, 2012).

Caso as entrevistas pertençam a um arquivo em particular:

Exemplo: TEIXEIRA, Silvino. Entrevista (Jongos, Calangos e Folias: memória e música negra no Rio de Janeiro). Niterói: Acervo UFF Petrobras Cultural/ Laboratório de História Oral e Imagem/ Universidade Federal Fluminense, 2007.

Citações no corpo do texto: (Teixeira, 2007).

Citações da internet:

Exemplo: BNRJ, Idade d’Ouro do Brazil. (Rio de Janeiro), n.1, s/p, 14 mai. 1811. Disponível em http://memoria.bn.br/docreader/DocReader.aspx?bib=749940. Acesso em  19 jun. 2015.

3 – EDITAL DE DOSSIÊS 2017-2018

O Conselho Editorial da Tempo, publicação do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense, convida professores universitários e pesquisadores com larga experiência de pesquisa a apresentarem propostas de dossiês temáticos a serem publicados no período entre 2017 e 2018.

1) Dinâmica geral da avaliação das propostas de dossiês e artigos:

1.1 – A Tempo fará chamada pública para organização de dossiês e receberá as propostas que serão julgadas pelo Conselho Editorial;

1.2 – Depois de aprovados os dossiês, a Tempo fará chamada pública para artigos referentes às temáticas dos dossiês;

1.3 – A primeira etapa da avaliação, a escolha de artigos pertinentes a cada dossiê, ficará sob a responsabilidade do organizador com a supervisão do Conselho Editorial;

1.4 – A segunda etapa da avaliação do mérito dos artigos seguirá a mesma dinâmica dos artigos avulsos publicados pela Tempo (avaliação cega por pares). Assim, os artigos não serão identificados e tampouco os pareceristas.

1.5 – A terceira etapa, sob a responsabilidade do organizador com a supervisão do Conselho Editorial, constitui a montagem do dossiê que deverá ter, no máximo, quatro artigos e mais a apresentação; excepcionalmente, após avaliação do Conselho Editorial, o dossiê poderá contar com cinco artigos e a apresentação.

1.6 – Depois de aprovados, todos os dossiês e artigos entrarão em fase de produção independentemente da ordem de publicação estabelecida pelo Conselho Editorial. Esta norma visa proteger a revista dos atrasos e cancelamento dos dossiês.

2 ) Sobre os critérios da escolha dos organizadores de dossiês:

2.1 – Os organizadores dos dossiês concorrerão à chamada pública desde que tenham grau de doutor e reconhecida liderança em sua área;

2.2 – O organizador do dossiê não deverá ter mais de um artigo que integre o referido número da revista;

2.3 – A proposta de dossiê delimitará um tema que expresse uma contribuição historiográfica relevante. Não serão aceitas contribuições que repitam temáticas publicadas nos últimos cinco anos por esta revista;

2.4 – As propostas de dossiê devem conter resumo de até 30 linhas que justifique a relevância historiográfica e a originalidade temática;

2.5 – Serão excluídas as propostas que não atenderem aos critérios que regem as normas de publicação, disponíveis no site da Tempo.

3) Sobre os critérios de avaliação dos artigos:

3 .1 – Após a aprovação dos dossiês, a revista fará chamada pública para artigos (em português, inglês, espanhol e francês) com temas pertinentes aos dossiês, e os autores terão 7 (sete) meses para a entrega do trabalho pronto;

3.2 – Os autores devem ter grau de doutor;

3.3 – Na composição do dossiê, o organizador deve escolher os artigos atendendo às normas da revista e seguindo critérios de qualidade e diversidade institucional dos autores. Neste sentido, quando possível, pelo menos dois autores devem ser vinculados a instituições estrangeiras;

3.4 – Os artigos devem ser inéditos, ter originalidade, clareza na exposição e relevância historiográfica;

3.5 – Os artigos recusados quanto à forma ou quanto ao mérito não serão publicados, mesmo que tenham sido aprovados na primeira fase da avaliação.

4) Do calendário e das etapas de avaliação:

4.1 – A apresentação das propostas de dossiê se fará por envio de mensagem à Tempo (tempouff2013@gmail.com) contendo as seguintes especificações: título, justificativa e objetivo dos dossiês, em 30 linhas. Os proponentes brasileiros devem anexar link do currículo Lattes enquanto os estrangeiros devem enviar o curriculum vitae em PDF;

4.2 – As propostas de dossiê devem ser apresentadas até o dia 15 de abril 2016;

4.3 – Tais propostas depois de recebidas serão analisadas pelo Conselho Editorial da Tempo, levando-se em conta os critérios do presente edital e normas de edição da revista publicadas no seu site (ver especialmente as Normas de Publicação com diretrizes para autores);

4.4 – O Conselho Editorial ficará responsável pela avaliação de dossiês e divulgação dos resultados até dia 20 de abril de 2016;

4.5 – A validade dessa seleção expira a cada ano, podendo as propostas não selecionadas serem reapresentadas no ano seguinte;

4.6 – Depois de aprovar os dossiês e a ordem se sua publicação, a Tempo fará chamada pública de artigos para cada dossiê;

4.7 – Os artigos deverão ser encaminhados à Tempo através do sistema de submissão, encontrado no site da revista. Na página inicial de cada trabalho, deve constar o nome do dossiê ao qual se destina;

4.8 – Os artigos serão analisados inicialmente pelos organizadores dos respectivos dossiês sob a supervisão do Conselho Editorial;

4.9 – Depois de selecionados os artigos pelos organizadores, eles seguirão para avaliação às cegas, com pareceristas escolhidos pela Tempo;

5) Sobre as atribuições do organizador dos dossiês aprovados para publicação;

5.1 – Obedecer às disposições e normas vigentes no momento de entrega do dossiê completo, zelando pelo bom cumprimento das normas da Tempo;

5.2 – Divulgar amplamente seu dossiê e incentivar pesquisadores a enviar artigos para a chamada pública;

5.3 – Com a supervisão do Conselho Editorial, escolher os artigos pertinentes aos dossiês, sendo esta a primeira etapa da avaliação;

5.4 – Preparar um texto de apresentação denso, capaz de problematizar sob o ponto de vista historiográfico o tema escolhido;

5.5 – Compor a versão final do dossiê, com a supervisão do Conselho Editorial.

6) Sobre política editorial relativa aos dossiês:

6.1 – Os originais dos artigos integrantes dos dossiês serão submetidos a pareceristas (peer review), para análise quanto ao mérito, obedecendo às mesmas regras dos artigos avulsos conforme as normas de publicação;

6.2 – Em princípio, serão publicados quatro dossiês no biênio 2017-2018 (02 por ano), mas podem ocorrer cancelamentos;

6.3 – Caberá ao Conselho Editorial escolher as datas de publicação dosdossiês dentro do ano;

6.4 – Só serão publicados aqueles dossiês que tiverem o mínimo de 3 (três) artigos com pareceres favoráveis;

6.5 – Em caso de impossibilidade de publicação de algum dos dossiês aprovados, será convidado o próximo classificado pelo Conselho Editorial; e assim sucessivamente caso seja necessário;

6.6 – A ordem inicial de publicação estabelecida pelo Conselho Editorial poderá ser alterada, caso ocorra atraso na editoração do dossiê.

6.7 – Os artigos aprovados dos dossiês cancelados poderão ser publicados como artigos avulsos para atenuar os problemas advindos com o cancelamento;

6.8 – Os casos omissos serão analisados pelo Conselho Editorial.

Niterói, em 19 de janeiro de 2015.

4 – AVALIAÇÃO E SELEÇÃO DE ORIGINAIS

Todos os artigos – de dossiês e livres – passam por um rigoroso processo de avaliação: primeiramente, são apreciados pelo Conselho Editorial da Revista Tempo; depois de uma seleção prévia, os textos são submetidos a um exame para conferência de plágio e, em seguida, desidentificados e encaminhados para dois pareceristas anônimos. Os originais são avaliados por 2 (dois) pareceristas. Professores da UFF não podem opinar sobre textos de colegas. A aprovação de um texto deverá acompanhar os critérios abaixo:

Avaliação de originais – Pareceristas externos
Parecerista 1 Parecerista 2 Parecerista 3 Resultado Final
Aceito Aceito Aprovado
Aceito Recusado Aceito Aprovado
Aceito Recusado Recusado Recusado
Aceito Recusado Aceito com modificações Recusado
Aceito Aceito com modificações Aprovado após segunda avaliação do Parecerista 2 *
Aceito com modificações Aceito com modificações Aprovado após segunda avaliação dos Pareceristas 1 e 2 **
Recusado Aceito com modificações Recusado
Recusado Recusado Recusado
* A reprovação implicará a avaliação de um terceiro parecerista.
Avaliação de originais – Pareceristas externos
Parecerista 1 Parecerista 2 Parecerista 3 Resultado Final

Aceito Aceito Aprovado

Aceito Recusado Aceito Aprovado

Aceito Recusado Recusado Recusado

Aceito Recusado Aceito com modificações Recusado

Aceito Aceito com modificações Aprovado após segunda avaliação do Parecerista 2 *

Aceito com modificações Aceito com modificações Aprovado após segunda avaliação dos Pareceristas 1 e 2 **

Recusado Aceito com modificações Recusado

Recusado Recusado Recusado

* A reprovação implicará a avaliação de um terceiro parecerista.