Pesquisar historia.uff.br:

Lista de Teses Online

Autor: William Da Silva E Silva

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 16/04/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1410

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Andréa Casa Nova Maia
Samantha Viz Quadrat
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Título: Grafite Urbano Contemporâneo: Cultura na era da Globalização.

Resumo:

Autor: Erika Natasha Cardoso

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 15/04/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1409

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Martha Campos Abreu

Título: Carlos Zéfiro e os discursos morais no Brasil 1950/1970

Resumo:

Autor: Anderson Da Silva Almeida

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 09/04/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1408

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Carlos Fico da Silva Júnior
Américo Oscar Guichard Freire
Daniel Aarão Reis Filho
Angela Maria de Castro Gomes

Título: ...como se fosse um deles. Almirante Aragão: Memórias, silêncios e ressentimentos.

Resumo:

Autor: Bianca Rihan Pinheiro Amorim

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 08/04/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1407

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Alessandra Carvalho
Lucia Grinberg

Título: Nas Entrelinhas da Distensão: A construção de memórias no Arquivo pessoal de Ernesto Geisel

Resumo:

Autor: Juliana Oakim Bandeira De Mello

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 04/04/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1406

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Leticia De Luna Freire

Título: "Urbanização Sim, Remoção Não". A atuação da Federação de Associações de Favelas do Estado da Guanabara nas décadas de 1960-1970

Resumo:

Autor: Flávio Santos Do Nascimento

Orientador: Larissa Moreira Viana

Data de Defesa: 01/04/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1405

Banca de Defesa:
Larissa Moreira Viana
Georgina Silva dos Santos
Anderson José Machado de Oliveira

Título: Andando com fé: Os atores e os atos da irmandade do rosário da vila sergipana do Lagarto em Perspectivas (1850-1888).

Resumo:

Autor: Bianca Miranda Cardoso

Orientador: Adriene Baron Tacla

Data de Defesa: 31/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1400

Banca de Defesa:
Adriene Baron Tacla
Elaine Farias Veloso Hirata
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Título: Depósitos de Sacrifícios Humanos a “Terrenos de Enterramentos Formais”: O Caso de Gordion e a População Gálata

Resumo:

Autor: Marcos Felipe De Brum Lopes

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 31/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1404

Banca de Defesa:
Maria Inez Turazzi
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Helouise Lima Costa
Paulo Knauss de Mendonça
Milton Roberto Monteiro Ribeiro

Título: Mario Baldi - Fotografias e narrativas da alteridade na primeira metade do século XX

Resumo:

Autor: André Carlos Furtado

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 31/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1402

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Angela Maria de Castro Gomes
Eliana Regina de Freitas Dutra

Título: As Edições do Cânone. Da fase Buarqueana na coleção História Geral da Civilização Brasileira (1960-1972)

Resumo:

Autor: Érika Vital Pedreira

Orientador: Adriene Baron Tacla

Data de Defesa: 31/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1403

Banca de Defesa:
Adriene Baron Tacla
Claudia Beltrão da Rosa
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Título: Transmitindo mensagens: A representações das Deusas-Mães da Britânia Romana(I e II d.C.)

Resumo:

Autor: Alan Dos Santos Ribeiro

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 31/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1401

Banca de Defesa:
Rafael De Bivar Marquese
Luiz Fernando Saraiva
Carlos Gabriel Guimarães

Título: "The leading commission-house of Rio de Janeiro " A firma Maxwell, Wright & Co. No comércio do Império do Brasil (c.1827-c.1850)

Resumo:

Autor: Clarice De Paula Ferreira Pinto

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1399

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Luiz Fernando Saraiva
Pedro Eduardo Mesquita De Monteiro Marinho

Título: “O Imperador Reina, Governa e Administra”: O Visconde de Uruguai e a Construção do Estado Imperial (1836-1843)

Resumo:

Autor: André Souza Brito

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1390

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Daniel Aarão Reis Filho
José Ricardo Garcia Pereira Ramalho
Alexandre Fortes
Caetana Maria Damasceno

Título: "Cristianismo ateu": O movimento ecumênico nas malhas da repressão militar do Brasil, 1964-1985.

Resumo:

Autor: Daniel Precioso

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1396

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Luiz Geraldo Santos Da Silva
Anderson José Machado de Oliveira
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Marcelo Da Rocha Wanderley

Título: Terceiros de cor: Pardos e crioulos em ordens terceiras e arquiconfrarias (Minas Gerais,1760-1808)

Resumo:

Autor: Luana De Amorim Donin

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1391

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Adriana Barreto de Souza
Luiz Fernando Saraiva

Título: Academia de Marinha: Normatização da Formação Militar Naval no Período de Construção do Estado Imperial Brasileiro (1837-1858)

Resumo:

Autor: Fernanda Ribeiro Haag

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1392

Banca de Defesa:
Marcos Alvito Pereira de Souza
Luiz Fernando Saraiva
João Manuel Casquinha Malaia Santos

Título: “Nascido para jogar futebol”: Futebol e Identidade Nacional na publicidade televisiva brasileira(1982-2012)

Resumo:

Autor: Thiago Roza Ialdo Montilha

Orientador: Magali Gouveia Engel

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1394

Banca de Defesa:
Magali Gouveia Engel
Maria Letícia Corrêa
Laura Antunes Maciel

Título: “A República e os Políticos nas crônicas de Olavo Bilac (1897-1908)"

Resumo:

Autor: Giovanna De Abreu Antonaci

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1393

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Myrian Sepulveda Dos Santos
Sonia Regina de Mendonça

Título: Os presos comunistas nos cárceres da Ilha Grande (1930-1945)

Resumo:

Autor: Letícia Dos Santos Ferreira

Orientador: Pedro de Almeida Cardim

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 1   Número: 1395

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Paulo Cavalcante de Oliveira Junior
Ronaldo Vainfas
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
George Evergton Sales Souza

Título: É Pedido, não Tributo. O donativo para o casamento de Catarina de Bragança e a paz de Holanda (Portugal e Brasil c.1660 - c.1725)

Resumo:

Autor: Paulo Roberto De Azevedo Maia

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 28/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1398

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Maria Paula Nascimento Araújo
Lucia Grinberg
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Alessandra Carvalho

Título: Abertura: televisão e a luta pela democracia no Brasil (1979-1980).

Resumo:

Autor: Mariana Dantas Batista

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1386

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Mário Fernandes Correia Branco
Célia Cristina da Silva Tavares

Título: Presbiterium: O predicante Vicente Soler e a missionação calvinista no Brasil holandês.

Resumo:

Autor: Talita De Oliveira Costa

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1383

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Robert Sean Purdy
Thaddeus Gregory Blanchette

Título: Dos Estados Unidos para o Chile: memórias de um ativismo de esquerda transnacional

Resumo:

Autor: Rodrigo Marins Marretto

Orientador: Larissa Moreira Viana

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1384

Banca de Defesa:
Larissa Moreira Viana
Carlos Gabriel Guimarães
Ricardo Henrique Salles

Título: A escravidão velada: A formação de Nova Friburgo na primeira metade do século XIX

Resumo:

Autor: Nívea Silva Vieira

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1338

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Rita De Cássia Da Silva Almico
Monica Piccolo Almeida
Pedro Henrique Pedreira Campos
Cezar Teixeira Honorato

Título: ACRJ e o Porto: definição e redefinição de políticas públicas para o Porto do Rio de Janeiro

Resumo:

Autor: Gustavo Pereira Da Silva

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1387

Banca de Defesa:
George Evergton Sales Souza
William de Souza Martins
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Título: O deplorável estado da Igreja neste século corrupto e rebaixado: Repercussões de um sermão de São Pedro e das políticas regalistas pombalinas

Resumo:

Autor: Vânia Nara Pereira Vasconcelos

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1381

Banca de Defesa:
Cecilia Maria Bacellar Sardenberg
Giselle Martins Venâncio
Suely Gomes Costa
Cristina Scheibe Wolff
Samantha Viz Quadrat

Título: "É um romance minha vida" - a trajetória de Dona Farailda - uma "casamenteira" no sertão baiano: memória, gênero e construção de si".

Resumo:

Autor: Luís Emílio Gomes

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1389

Banca de Defesa:
Marcus Ajuruam De Oliveira Dezemone
Marcia Maria Menendes Motta
Marina Monteiro Machado

Título: Entre Déspotas e Heróis: Conflitos pela terra em Campos dos Goytacazes e suas visões na historiografia (1674-1752)

Resumo:

Autor: Luciano Cesar Da Costa

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1385

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Jacqueline Hermann
Marcelo Da Rocha Wanderley

Título: A Hierarquia das Precedências no Portugal Restaurado

Resumo:

Autor: Jamila Aparecida Silva Câmara

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 27/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1382

Banca de Defesa:
Rita De Cássia Da Silva Almico
Marina Monteiro Machado
Marcia Maria Menendes Motta

Título: Nas sombras dos Cafezais: Produção de subsistência em uma região cafeeira na segunda metade do século XIX (1850-1888)

Resumo:

Autor: Marcos Arêas Coimbra

Orientador: Roberto Godofredo Fabri Ferreira

Data de Defesa: 26/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1379

Banca de Defesa:
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Vânia Leite Fróes
Miriam Cabral Coser

Título: A ascensão da Nobreza Secundogênica no processo de legitimação e consolidação da Dinastia de Avis: O caso de Nuno Álvares Pereira

Resumo:

Autor: Gustavo Alves Cardoso Moreira

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 26/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1380

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Gizlene Neder
Humberto Fernandes Machado
Ilmar Rohloff de Mattos
Pedro Eduardo Mesquita De Monteiro Marinho

Título: Legislação Eleitoral e Política Regional: Um estudo sobre o impacto das reformas de 1855, 1860 e 1875 no sul fluminense

Resumo:

Autor: Daniela Pereira Bonfim

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 25/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1377

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Daniela Buono Calainho
Georgina Silva dos Santos

Título: "Não Possui fama nem rumor em contrário": Limpeza de sangue e Familiares do Santo Ofício (Bahia 1681-1750)

Resumo:

Autor: Letícia Sousa Campos Da Silva

Orientador: Edmar Checon de Freitas

Data de Defesa: 25/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1378

Banca de Defesa:
Edmar Checon de Freitas
Leila Rodrigues da Silva
Mário Jorge da Motta Bastos

Título: "Sobre o Reino de Deus, a igreja e a política: os projetos de afirmação episcopal na Gália do sexto século a partir dos casos de Arles e Tours"

Resumo:

Autor: Sebastião Eugenio Ribeiro De Castro Junior

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 24/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1375

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Keila Grinberg
Marcello Otávio Neri de Campos Basile

Título: Francisco Montezuma e os dilemas da mestiçagem e da cidadania na construção do Império do Brasil.

Resumo:

Autor: Maria Isabela Mendonça Dos Santos

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 24/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1374

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Mariana De Aguiar Ferreira Muaze
Maria Teresa Villela Bandeira De Mello

Título: Cenas Cariocas: O Rio de Janeiro através das estereoscopias de Guilherme Santos (1910-1957)

Resumo:

Autor: Michele De Barcelos Agostinho

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 24/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1376

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Antonio Carlos de Souza Lima
Mariza de Carvalho Soares

Título: O Museu em Revista: a produção, a circulação e a recepção da revista arquivos do museu nacional (1876-1887)

Resumo:

Autor: Juliana Muylaert Mager

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 24/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1373

Banca de Defesa:
Juniele Rabelo De Almeida
Consuelo Da Luz Lins
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Título: História, memória e testemunho: O método do documentarista Eduardo Coutinho em Jogo de cena (2007)

Resumo:

Autor: Marco Antonio Serafim De Carvalho

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 21/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1370

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Gladys Viviana Gelado
Hector Alberto Alimonda

Título: De Julio Florencio a Julio Cortázar: O peronismo visto atráves da literatura, 1946-1956.

Resumo:

Autor: Eric Assis Dos Santos

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 21/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1369

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Maria Paula Nascimento Araújo
Ricardo Antonio Souza Mendes

Título: A transição à democracia no Chile: rupturas e continuidades do projeto ditatorial (1980-1990)

Resumo:

Autor: Franklin Maciel Tavares Filho

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 21/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1372

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Vânia Leite Fróes
Paulo André Leira Parente

Título: Os arautos no Portugal quatrocentista: Dom João I e a reforma do Sistema Heráldico (1385-1433)

Resumo:

Autor: Mariana Simões Lourenço

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 21/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1368

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Andréa Viana Daher
Vitor Manoel Marques da Fonseca

Título: Do acervo ao livro: as Publicações do Arquivo Nacional (1886-1922)

Resumo:

Autor: Juliana Cordeiro De Farias Bosslet

Orientador: Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

Data de Defesa: 21/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1371

Banca de Defesa:
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
Andrea Barbosa Marzano

Título: A Cidade e a Guerra: Relações de poder e subversão em São Paulo de Assunção de Luanda

Resumo:

Autor: Sabina Ferreira Alexandre Luz

Orientador: Luiz Carlos Soares

Data de Defesa: 20/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1364

Banca de Defesa:
Luiz Carlos Soares
Carlos Augusto Addor
Moema De Rezende Vergara

Título: O estabelecimento da hora legal brasileira: o Brasil adota o meridiano de Greenwich

Resumo:

Autor: Raphael Oliveira Da Silva

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 20/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1367

Banca de Defesa:
Denise Rollemberg Cruz
Carlos Fico da Silva Júnior
Marcus Ajuruam De Oliveira Dezemone

Título: Otimismo em tempos de repressão: a publicidade inspirada na propaganda do Governo Médici

Resumo:

Autor: João Paulo De Oliveira Moreira

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 20/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1365

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Bernardo Kocher
Maria Letícia Corrêa

Título: A Construção do Consenso Privatista: o Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS) e os seus agentes (1976-1990)

Resumo:

Autor: Dandara Arsi Prenda

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 20/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1366

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Beatriz Juana Bissio Staricco Neiva Moreira
Edmar Checon de Freitas

Título: Kalila e Dimna: Procedimentos e ações necessárias à manutenção do poder nos primeiros anos do Califado Abássida (750-775 D.c)

Resumo:

Autor: Laila Luna Liano De León

Orientador: Luiz Carlos Soares

Data de Defesa: 18/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1363

Banca de Defesa:
Luiz Carlos Soares
Georgina Silva dos Santos
Heloisa Meireles Gesteira

Título: William Hogarth e o moderno objeto moral: educação, moral e gosto na Inglaterra do século XVIII

Resumo:

Autor: Luiz Fabiano De Freitas Tavares

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 18/03/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1362

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Jacqueline Hermann
Jean Marcel Carvalho França
Ronald José Raminelli
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Título: O Novo Mundo na França: discursos e poderes (c. 1530 - c. 1630)

Resumo:

Autor: Raquel Braun Figueiró

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 18/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1361

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Paulo Roberto Staudt Moreira
Alexsander Lemos De Almeida Gebara

Título: O médico, a raça e o crime: A apropriação das teorias raciais pelo médico porto-alegrense Sebastião Leão no Final do Século XIX

Resumo:

Autor: Bárbara Araújo Machado

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 11/03/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1360

Banca de Defesa:
Marcos Alvito Pereira de Souza
Marcelo Badaró Mattos
Amilcar Araujo Pereira

Título: "Recordar é preciso": Conceição Evaristo e a intelectualidade negra no contexto do movimento negro brasileiro contemporâneo (1982-2008)

Resumo:

Autor: Guilherme José Motta Faria

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 25/02/2014   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1359

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Rachel Soihet
Marilene Rosa Nogueira Da Silva
Marcelo de Souza Magalhães
Matthias Wolfram Orhan Röhrig Assunção

Título: O G.R.E.S. Acadêmicos do Salgueiro e as representações do negro nos desfiles das escolas de samba nos anos 1960

Resumo:

Autor: Jair Paulo Labres Filho

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 24/02/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1358

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Avelino Romero Simões Pereira
Leonardo Affonso de Miranda Pereira

Título: "Que Jazz é esse?": As Jazz-bands no Rio De Janeiro da década de 1920.

Resumo:

Autor: Thiago Henrique Mota Silva

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 23/01/2014   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1357

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Daniela Buono Calainho
Alexandre Vieira Ribeiro

Título: A Outra Cor de Mafamede: Aspectos do Islamismo da Guiné em três narrativas luso-africanas (1594-1625)

Resumo:

Autor: Luís Francisco Munaro

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 19/12/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1356

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Lucia Maria Bastos Pereira das Neves
Carlos Gabriel Guimarães
Jean Marcel Carvalho França
Alexandre Mansur Barata

Título: O jornalismo luso-brasileiro em Londres (1808-1822). Um olhar hermenêutico

Resumo:

Autor: Bernardo Galheiro Poças

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 20/11/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1355

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Pierre Alves Costa
Rita De Cássia Da Silva Almico

Título: 1964 -1979: A luta pela hegemonia na Petroquímica Brasileira

Resumo:

Autor: Guilherme Gomes Moerbeck

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 19/11/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 242   Volumes: 1   Número: 1354

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
José Antônio Dabdab Trabulsi
Greice Ferreira Drumond
Francisco Carlos Teixeira da Silva
Claudia Beltrão da Rosa

Título: O pensamento de Eurípides e a política durante a Guerra do Peloponeso

Resumo: Uma hipótese heurística de caráter teórico é nossa reflexão inicial, a saber: a de que as instituições e a dinâmica da participação política na Atenas do século V a.C. acabam por configurar uma arena de lutas e consagração de tipo política, que pode ser caracterizada como um campo político à moda bourdieusiana. E, como corolário: no campo político Ateniense é possível discernir e caracterizar as Grandes Dionísias como um espaço de lutas simbólicas, um festival religioso que canalizava tensões, ritualizava as divisões sociais, representava o poder de Atenas e punha em cena as próprias disputas políticas dos atenienses. O objeto de pesquisa da tese consiste em analisar como se caracterizou a produção textual da última geração do século V a.C., sobretudo no que se refere ao problema da política e da guerra em As Suplicantes e As Fenícias de Eurípides e, como contraponto, em algumas peças de Sófocles, Aristófanes, bem como Tucídides. As obras teatrais a serem utilizadas são aquelas que foram produzidas durante a Guerra do Peloponeso, conflito que, com alguns armistícios, cobriu praticamente os últimos trinta anos do século V a. C. Além de determinados temas como a política e a guerra, serão analisadas as estruturas política e social que punha em destaque as obras teatrais no contexto ateniense. Neste caso, será fundamental uma análise detalhada da dinâmica de funcionamento do maior festival ateniense no qual eram representadas tragédias e comédias, isto é, as Grandes Dionísias.

Autor: Tiago De Oliveira

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 18/11/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1353

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Muniz Gonçalves Ferreira
Ricardo Figueiredo de Castro

Título: Reorganização do movimento trotskista no Brasil - A formação da Organização Socialista Internacionalista(1968-1976). Um capítulo da IV Internacional no Brasil. Uma contribuição à história do trotskismo no Brasil.

Resumo:

Autor: Viviane de Oliveira Barbosa

Orientador: Suely Gomes Costa

Data de Defesa: 31/10/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 266   Volumes: 1   Número: 1352

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Marcia Maria Menendes Motta
Rachel Soihet
Maria Da Glória Guimarães Correia
Caetana Maria Damasceno

Título: Mulheres do babaçu: gênero, maternalismo e movimentos sociais no Maranhão

Resumo: O presente trabalho trata de histórias de mulheres quebradeiras de coco babaçu no Maranhão, no que se referem a representações sociais, relações de trabalho, gênero e maternalismo, construção de identidades, problemas agrários e ambientais, modelos e mecanismos de organização e constituição de movimento social. Este trabalho estrutura-se em alguns eixos básicos e complementares de investigação. Destaca a importância de uma economia doméstica do babaçu amparada no trabalho feminino, analisando as representações sociais desse recurso natural e evidenciando a invisibilidade dos extrativistas diante dos setores dominantes. Analisa as relações de gênero e trabalho e os usos do tempo entre camponeses maranhenses envolvidos com a agricultura e a quebra do coco, apontando para sinais de maternalismo nos discursos e nas práticas das quebradeiras de coco. Aborda também experiências de quebradeiras de cocoque, com ou sem a participação de outros agentes e grupos, construíram identidades coletivas e desenvolveram estratégias de mobilização e formas de resistência num contexto de conflitos e lutas pela terra e pelo acesso e preservação dos babaçuais. E percorre, ainda, o processo de construção da identidade de quebradeira de coco e outras identidades a ela relacionadas (“mulher”, “negra” “quilombola”, “indígena” etc.), analisando conquistas e mudanças na trajetória de mulheres extrativistas depois de sua inserção no MIQCB, inclusive no tocante à ampliação de sua autonomia e na construção de ideais de igualdade de gênero.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Tony Leão da Costa

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 18/10/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 311   Volumes: 1   Número: 1351

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Adriana Carvalho Lopes
Antonio Maurício Dias Da Costa
Carlos Vicente De Lima Palombini
Marildo Jose Nercolini

Título: "Música de subúrbio": Cultura popular e música popular na hipermargem de Belém do Pará

Resumo: O presente estudo trata de um duplo e complementar fenômeno histórico. Primeiro, elucida a elaboração de uma tradição de música popular no Pará a partir da cidade de Belém. Essa tradição foi constituída de uma vertente de música identitária, que tem no carimbó o seu principal símbolo, e de uma segunda vertente de música popular “povão”, a qual se estabeleceu marginalmente junto à primeira. Essas duas vertentes constituíram a tradição local que está, por sua vez, em constante processo de mudança e reelaboração. Como pano de fundo desse processo esteve a “hipermargem” da cidade de Belém, entendida como o território da cultura popular e musical dos subúrbios e periferias, e suas conexões com o interior do estado do Pará e com o “centro” da cidade. Esse território marginal é visto aqui como mediador, por excelência, de gostos musicais subalternos, que em alguns momentos tenderam a se expandir e a contribuir para a constituição da tradição musical local. O segundo tema aqui estudado é a relação de aproximação e/ou afastamento entre essa tradição local e a grande tradição da música popular no restante do Brasil. Os contatos da “música regional” com a música “brasileira” estiveram sempre permeados por uma tensão constituinte, geradora de diferenciação e de identidades mais ou menos intercambiáveis. Observou-se, portanto, que, a partir da hipermargem da cidade de Belém, gostos e gêneros musicais foram cultivados, reelaborados e expandidos para a tradição local, mediados por agentes como a indústria cultural, a intelectualidade artística e a rede de festas populares. Em um circuito mais amplo, essa mesma tradição local estabeleceu contatos com a grande tradição nacional ou com tradições musicais alternativas, como a música caribenha. O mundo cultural da hipermargem e as conexões de sua cultura popular e musical a partir de Belém constituíram uma narrativa sonora subalterna e divergente à narrativa oficial e aos padrões de gosto da tradição musical do Pará e do Brasil.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Leonardo Alexandre De Siqueira Oliveira

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 10/09/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 240   Volumes: 1   Número: 1350

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Roberto Guedes Ferreira
Marília Nogueira Dos Santos

Título: Rede de Poder em governanças do Brasil à Angola: Administração e comércio de escravos no Atlântico-Sul (Luís César de Meneses, 1697-1701)

Resumo: Em finais do século XVII, as conexões entre Brasil e Angola estavam firmadas em torno do comércio marítimo, sobretudo, de escravos. Neste cenário, homens de prestígio exerciam seus cargos de governança em ambos os lados do Oceano Atlântico, buscando ascender em suas carreiras no mesmo passo em que aumentassem seus cabedais a partir das prerrogativas dos postos ocupados. O propósito deste trabalho é analisar as relações administrativas e comerciais no Atlântico Sul, entre Brasil e Angola, a partir das redes de poder de Luís César de Meneses, governador de Angola. Além de suas incumbências administrativas, este governante organizou uma complexa companhia mercantil tendo como principal mercadoria escravos africanos. Para seu funcionamento contava com uma grande rede de indivíduos a ele subordinados ou associados exercendo múltiplas funções para conectá-lo de Angola ao Brasil, como também ao Reino, diminuindo as distâncias.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Roseane Corrêa Pinto Lima

Orientador: Gladys Sabina Ribeiro

Data de Defesa: 29/08/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1349

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Mariza de Carvalho Soares
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
José Maia Bezerra Neto
Ricardo Henrique Salles

Título: Barbadianos negros e estrangeiros trabalho, racismo, identidade e memória em Bélem de início do século XX

Resumo: O projeto investiga a presença de trabalhaodores negros vindos do Caribe inglês para a Amazônia, nas primeiras décadas do século XX. Visa analisar, de formas mais específicas, a imigração dos chamados - de forma genérica - de barbadianos, denominação que guarda relação não só com origem, mas também tem contornos raciais, sociais, culturais e religiosos. Discute-se o significado dessa persença negra no contexto marcado pela urbanização advinda do crescimento da economia gomífera e do entrecruzamento entre as políticas de imigração e branqueamento no Brasil.

Autor: Renata Azevedo Lima

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 29/08/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 141   Volumes: 1   Número: 1348

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Luiz Fernando Saraiva
Mônica de Souza Nunes Martins

Título: Conflitos de Terra e Quilombos na Colonização do Rio de Janeiro (1808-1831)

Resumo: Esta pesquisa aborda conflitos de terra que configuraram a ocupação territorial fluminense submetida ao projeto colonizador português. O objeto de destaque nestas disputas é uma localidade denominada Quilombo, atualmente situada no município de Casimiro de Abreu (RJ). A presença deste nome em mapas contemporâneos como designação oficial de uma região onde não há negros, mas descendentes de colonos suíços, foi o indício primordial para uma investigação acerca da resistência escrava naquela localidade. Em cartas, ofícios e declarações produzidos durante a década de 1820, colonos suíços afirmaram que prenderam quilombolas e destruíram quilombos, se apossando de suas terras. Notícias de jornal e mapas das três primeiras décadas do século XIX também forneceram informações sobre quilombolas e suas instalações nesta região. No âmago das relações de trabalho que constituíram o escravismo colonial brasileiro, o marco cronológico de limiar desta pesquisa é a implantação da família real e corte portuguesas no Rio de Janeiro, em 1808, quando mudanças demográficas expressivas ocorreram, expandindo a colonização antes concentrada no litoral para o interior, com a ocupação da Serra do Mar onde se localizavam quilombos. O marco que finaliza o período desta pesquisa é o término do reinado de D. Pedro I, em 1831, quando foi promulgada a Lei Feijó, que garantia liberdade aos escravos chegados ao país a partir desta data, e ano de suspensão oficial das imigrações europeias.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luciana Dos Santos Rodrigues

Orientador: Gladys Sabina Ribeiro

Data de Defesa: 26/08/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 99   Volumes: 1   Número: 1347

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Carlos Gabriel Guimarães
Vantuil Pereira

Título: Os exaltados: política e identidade na corte regencial (1831 – 1834)

Resumo: Os liberais exaltados foram abordados pela historiografia do próprio Oitocentos tanto como sinônimos de luta pela liberdade quanto como rebeldes anárquicos, ao sabor da tendência política daqueles que os descreviam, ficando identificados com a Regência imperial e seu clima geral de “experiência republicana”. Recentemente, estudos sobre a imprensa da década de 1830 tem se utilizado de ferramentas diferentes para a análise dos grupos e de sua prática política. Essa dissertação tem como objetivo avaliar este grupo, política e ideologicamente, à época da Regência Trina (1831 – 1834). Deixando de lado a grande imprensa exaltada e seus principais jornais, extensivamente analisados em belos trabalhos, atentamos para um número de pequenas publicações que inundaram o espaço público da Corte nos primeiros anos após a Abdicação de Dom Pedro I.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luiz Gustavo Santos Cota

Orientador: Humberto Fernandes Machado

Data de Defesa: 23/08/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 318   Volumes: 1   Número: 1345

Banca de Defesa:
Humberto Fernandes Machado
Maria Helena Pereira Toledo Machado
Andréa Santos Da Silva Pessanha
Eduardo Silva
Martha Campos Abreu

Título: Ave, Libertas: Abolicionismos e luta pela liberdade em Minas Gerais na última década da escravidão

Resumo: O objetivo principal deste trabalho é compreender o desenrolar do processo de extinção da escravidão em Minas Gerais, especialmente no que tange à atuação abolicionista durante a década de 1880, analisando as ações de militantes antiescravistas, escravos, senhores e autoridades públicas, através de um corpus documental formado por jornais, relatos memorialísticos, correspondência policial e relatórios oficiais. Levando em consideração a diversidade regional que compõe o cenário abarcado na pesquisa, foi possível visualizar uma diversidade de posicionamentos em relação à campanha pela abolição e mesmo o crescimento de um clima de tensão e violência frente à rebeldia escrava e a atuação de grupos abolicionistas espalhados pela província.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rosemere Olimpio de Santana

Orientador: Suely Gomes Costa

Data de Defesa: 23/08/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1346

Banca de Defesa:
Suely Gomes Costa
Ismênia de Lima Martins
Rachel Soihet
Miriam Cabral Coser
Fábio Henrique Lopes

Título: Tradições e Modernidades: Raptos consentindos na Paraíba (1920-1940)

Resumo:

Autor: Juliana Do Carmo Cardoso Alves

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 21/08/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 144   Volumes: 1   Número: 1344

Banca de Defesa:
Marcos Alvito Pereira de Souza
Robson Laverdi
Samantha Viz Quadrat

Título: Memória dividida: Narrativas acerca do movimento reivindicatório dos praças da Polícia Militar de Minas Gerais no ano de 1997

Resumo: A dissertação trata do movimento reivindicatório dos praças da Polícia Militar de Minas Gerais no ano de 1997. A realização de entrevistas foi a principal fonte de pesquisa desse trabalho. Utilizando-se da História Oral buscou-se através das análises das memórias narradas, compreender que tipo de representações foram construídas por aqueles que vivenciaram os acontecimentos. As narrativas evidenciaram a existência de uma “memória dividida”. Esse conceito foi trabalhado por Alessandro Portelli para explicar a possibilidade da existência de múltiplas e fragmentadas memórias acerca de um acontecimento. Os praças enfatizaram principalmente a ideia de que realizaram um movimento reivindicatório, o governador do Estado uma rebelião, os oficiais motim e a imprensa não chegou a um consenso. Dessa forma, praças, oficiais, governo e imprensa, cada um deles, percebeu, sentiu e justificou os fatos de diferentes formas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rodrigo Farias De Sousa

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 19/08/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 371   Volumes: 1   Número: 1343

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Francisco Carlos Teixeira da Silva
Thaddeus Gregory Blanchette
Modesto Florenzano
Antônio Pedro Tota

Título: William F. Buckley Jr., National Review e a crítica conservadora ao liberalismo e os direitos civis nos EUA, 1955-1968

Resumo: O conservadorismo é hoje a mais importante família ideológica no cenário político norte-americano. Seu significado, no entanto, comporta muitas ambiguidades e suas manifestações ao longo da história americana têm sido as mais variadas. Sua expressão mais recente, uma coalizão de movimentos de oposição ao moderno liberalismo americano, toma forma logo depois da Segunda Guerra Mundial e deve muito de seus temas e posicionamentos ao trabalho de um dos seus "pais fundadores", o jornalista William F. Buckley Jr., e sua revista National Review, criada em 1955. A fim de entender esse conservadorismo do pós-guerra, procede-se a uma breve discussão teórica sobre o conservadorismo como um conceito e, em seguida, a um panorama de algumas das suas principais manifestações na história do pensamento político americano. Depois, usa-se uma seleção de escritos de Buckley e de seus colegas na National Review para uma caracterização da crítica geral que formularam ao "Establishment" liberal dos anos 1950 e 60, a partir do tratamento dado a vários episódios da época. Finalmente, como um caso especial, analisa-se a abordagem de National Review a respeito do movimentos dos direitos civis, com ênfase na luta pela dessegregação escolar nos anos 50 e as campanhas de Martin Luther King na década seguinte.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Clara Ferreira Leite Garcia

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 13/08/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 216   Volumes: 1   Número: 1342

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Paulo Knauss de Mendonça
Ana Paula Spini

Título: Iraque em cena: Cinema: Opinião pública e o mito da guerra nos Estados Unidos da América

Resumo: Este trabalho tem como objetivo principal analisar os filmes de ficção norte-americanos sobre a Guerra do Iraque produzidos entre 2003 e 2010, associando-os ao mito da guerra e à opinião pública sobre o conflito. Inscrevendo-se na perspectiva da ―história do tempo presente‖, a pesquisa foi motivada pela preocupação com os rumos da política externa estadunidense no século XXI e pela importância da cultura da mídia na vida contemporânea. O cinema, concebido dialeticamente como produto e agente social, é uma rica fonte para a compreensão dos elementos que permeiam o mito da guerra em geral e de cada conflito em particular. Ao mesmo tempo, o discurso crítico sustentado pelos filmes que abordam a Guerra do Iraque se relaciona à opinião pública norte-americana, que se tornou gradualmente contrária à guerra ao longo dos anos. Buscou-se, ainda, traçar uma hipótese explicativa para o surpreendente fracasso nas bilheterias dessas obras. Por fim, adotando a caracterização da cultura da mídia como um terreno de disputas, procuramos avaliar, através do estudo dos filmes, se é possível produzir cinema de dissenso em Hollywood.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Manuel Rolph De Viveiros Cabeceiras

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 17/07/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1341

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Lívia Lindóia Paes Barreto
Norma Musco Mendes
Regina Maria da Cunha Bustamante
Marcos José de Araújo Caldas

Título: Urbi et Orbi, nós e os outros: Romanidade(s), Fronteira étnica e a História como escrita dos dilemas pátrios

Resumo: O objetivo da pesquisa é identificar o modo como foram sendo fixados e modificados os símbolos identitários romanos, nos discursos historiográficos em língua latina, no decurso do período por nós delimitado, tendo como premissas as seguintes hipóteses: 1) no discurso historiográfico latino, o investimento tímico na construção da identidade étnica romana implicou na ressignificação do espaço à sua volta como um todo coerente, tendo a cidade (ciuitas e urbe) como o seu eixo fundamental; 2) na reconstrução dessa fronteira étnica (constantemente redesenhada por cada autor em cada novo desafio) há um deslocamento, entre os autores estudados, da grecidade como alter ego fundamental aos romanos na elaboração de sua auto-imagem, para a germanidade.

Autor: Carolina Rocha Silva

Orientador: Georgina Silva dos Santos

Data de Defesa: 27/06/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 222   Volumes: 1   Número: 1340

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Daniela Buono Calainho
Samantha Viz Quadrat

Título: O Sabá do Sertão: feiticeiras, demônios e jesuítas no Piauí Colonial (1750-58)

Resumo: Esta dissertação tem como eixo principal os depoimentos de duas escravas mestiças, Joana e Custódia de Abreu, que assumiram participar de encontros noturnos firmados por pactos diabólicos no Piauí colonial. O documento foi escrito e enviado ao Tribunal do Santo Ofício de Lisboa pelo jesuíta Manuel da Silva e possui descrições muito semelhantes com os elementos que definem o complexo sabático europeu. O texto foi resultado da confluência de diversas crenças mágico-religiosas, a descrição dos encontros noturnos com o diabo se aproximou ora da magia popular, ora dos calundus coloniais e ora do sabá europeu. As intenções do padre ao enviar as confissões para a Inquisição parecem vir da vontade de denunciar o estado de “abandono religioso” dos sertões e de destacar a importância da Ordem do qual fazia parte. As fontes também funcionaram como indícios que levaram a compreensão de um cenário mais amplo e multifacetado, no qual foi possível investigar: o amplo uso de práticas mágicas no reino e na América Portuguesa; o papel da Companhia de Jesus no processo de colonização e catequização dos ameríndios, e as adaptações que a Instituição sofreu no Brasil; a ocupação dos sertões através da “Guerra dos Bárbaros”; e a formação cultural e religiosa do Piauí no século XVIII.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Alexandre Santos De Moraes

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 25/06/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 260   Volumes: 1   Número: 1339

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Maria de Fátima Sousa e Silva
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Fábio de Souza Lessa
Sônia Regina Rebel de Araújo

Título: Curso de Vida e Construção Social das Idades no Mundo de Homero (Séc. X ao IX a.C.): Uma Análise sobre a formação dos Habitus Etários na Ilíada e Odisseia

Resumo: Esta tese busca analisar as concepções relativas às diferenças etárias no mundo de Homero (séc. X ao IX a.C.). Através da Ilíada e da Odisseia, observaremos os fatores intervenientes que contribuiram para o desenvolvimento dessas concepções, a influência das mesmas na construção dos comportamentos e papeis sociais atribuídos às personagens e as maneiras pelas quais as idades da vida se tornaram decisivas para a organização da vida social no mundo representado por Homero. O conceito de habitus etário, proposto com base na perceptiva sociológica de Pierre Bourdieu, permite-nos demonstrar a importância que os aedos associam ao curso de vida como fator de produção e reprodução das estruturas sociais. Defendemos que as idades com que as personagens são caracterizadas atuam de modo decisivo para a compreensão de seus espaços de atuação, permitindo assim a análise dos sistemas de valores vigentes no período.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Melissa De Miranda Natividade

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 25/06/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 168   Volumes: 1   Número: 1338

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Renato Luís do Couto Neto e Lemos
Marcelo Badaró Mattos

Título: A questão agrária no Brasil (1961-1964): uma arena de luta de classe e intraclasse.

Resumo: O presente trabalho aborda a questão agrária no Brasil no período do governo de João Goulart (1961-1964), tendo basicamente três objetivos: i) analisar criticamente os debates em torno da questão agrária brasileira no período, ocorridos no Congresso Nacional e em determinados aparelhos privados de hegemonia, tendo como pano de fundo, o tipo de consideração que estes emanavam sobre as ações do Executivo de João Goulart; ii)identificar que interesses de classe estão presentes em projetos de reforma agrária discutidos no Congresso Nacional, e apresentados por diversas entidades de classe, no eferido período e iii) demonstrar até que ponto, e de que forma, as disputas em torno da questão da reforma agrária expressaram elementos das conjunturas político-ideológicas nacional e internacional no período em questão.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Nathália Sanglard De Almeida Nogueira

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 29/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 133   Volumes: 1   Número: 1336

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Giselle Martins Venâncio
Leonardo Affonso de Miranda Pereira

Título: Margear o outro: viagem, experiência e notas de Euclides da Cunha nos sertões baianos

Resumo: Esta dissertação propõe remontar a feitura d‘Os sertões, de modo a recuperar as imagens traçadas por Euclides da Cunha a respeito das terras agrestes, desde sua mocidade aos escritos posteriores. Assim, preliminarmente, serão analisadas as oscilações euclidianas em torno do sertão, entre uma tônica idílica, nos poemas e artigos da juventude, e uma atordoante, nos registros ulteriores, marcados por leituras cientificistas. Em seguida, a partir de sua estada na Bahia, cruzando-se um "ter estado lá" e tendências do pensamento científico e histórico à época, pretende-se avaliar a centralidade do contato do autor com as coisas e pessoas deste canto de um Brasil ignoto e perceber como o exercício de um olhar etnográfico converteu a viagem em impulso e embrião para sua obra-mestra, o que se ambiciona corroborar em função do cotejo entre sua caderneta, suas correspondências enviadas ao jornal O Estado de S. Paulo e o livro em questão. Por último, estuda-se o mecanismo de tradução da alteridade sertaneja, perdida em recônditas trilhas, onde haveria o mais genuíno, anacrônico, aterrador e vigoroso Brasil.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Rodrigues Da Silva

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 29/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 143   Volumes: 1   Número: 1337

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Marcelo Da Rocha Wanderley
Mônica Da Silva Ribeiro

Título: Secretários do Governo no Centro Sul da América Portuguesa - 1688-1750 - Burocracia, segredo e missões

Resumo: Esta dissertação analisa especificamente o cargo de secretário de governo no centro-sul da América Portuguesa. O corte cronológico se dá entre 1688 (ano da criação do cargo para Angola) e 1750, ano que inicia uma década onde os secretários tiveram uma menor atuação. O texto toca no fenômeno do recrudescimento da escrita enquanto mecanismo de governo, discutindo o surgimento de poderosos secretários de Estado na Península Ibérica. Sobre os secretários que atuaram na América, foco da pesquisa, são discutidas suas carreiras, méritos, missões e os trabalhos cotidianos destes homens. Especial análise se dá sobre a relação destes funcionários especializados nos papéis com seus poderosos governadores.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rafael Ale Rocha

Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida

Data de Defesa: 28/05/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 322   Volumes: 1   Número: 1334

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Elisa Frühauf Garcia
Rafael Ivan Chambouleyron
João Luís Ribeiro Fragoso
Maria Regina Celestino de Almeida

Título: A Elite Militar no Estado do Maranhão: Poder, Hierarquia e Comunidades Indígenas (Século XVII)

Resumo: Este Trabalho aborda a elite militar do Estado do Maranhão entre os anos de 1640 e 1684. Especificamente, por um lado, a chamada tropa regular e, por outro, as elites indígenas que poderiam ser enquadradas como oficiais – isto é, estavam integradas à sociedade colonial e eram elites legitimamente confirmadas pelo rei ou pelos governadores. Quanto aos oficiais das tropas regulares, o ponto chave é entender a forma de prover os postos mais altos – o capitão mor, o sargento mor e o capitão de companhia. Em síntese, pretendemos mostrar que a coroa procurava enviar a esses cargos os mais “qualificados” reinóis que atuaram nos principais momentos de Guerra do império – a guerra contra os holandeses no Brasil (1630-1654) e a Guerra da Restauração de Portugal (1640-1668). Contudo, alguns daqueles que poderiam ser enquadrados como uma elite local – os que moravam há muitos anos no Estado do Maranhão ou eram naturais da região – também procuravam atuar nos cargos mencionados. Esses correspondiam àqueles que chegarm no Estado durante os primeiros anos da conquista e que conheciam as formas de Guerra local. Formas que exigiam um profundo relacionamento com os índios da região. Ou seja, a questão central é a relação entre a “qualidade” e a “experiência” e entre as conjunturas internacionais e as locais. Em relação às elites indígenas, da mesma forma, pretendemos mostrar que os chefes indígenas tornaram-se parte da elite colonial a partir da sua ligação com a elite local mencionada.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Daniel Jacuá Sinésio

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 28/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 146   Volumes: 1   Número: 1335

Banca de Defesa:
Mariana De Aguiar Ferreira Muaze
Luiz Fernando Saraiva
Carlos Gabriel Guimarães

Título: A questão Christie e a atuação do secretário João Batista Calógeras (1862-1865)

Resumo: O objetivo dessa dissertação é analisar o desenvolvimento e o amadurecimento do Estado imperial e sua política externa em meados do século XIX, particularmente, no que se refere ao incidente diplomático conhecido como Questão Christie. Pretendemos, portanto, problematizar e discutir os limites e avanços da política externa brasileira, e comparar as versões de Brasil e Grã-Bretanha em relação ao ocorrido. Ao mesmo tempo, intentamos investigar a trajetória de João Batista Calógeras, um funcionário que trabalhou por quinze anos no ministério e que participou das negociações políticas entre Brasil e Grã-Bretanha, com isso, abrir um novo caminho para a compreensão da burocracia imperial nos negócios do Estado. Desse modo, pensamos em demonstrar que a agressividade da diplomacia britânica de combate ao tráfico de escravos combinado com uma política defensiva e autônoma do Império foram às causas fundamentais para o rompimento diplomático entre os dois países.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gilciano Menezes Costa

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 28/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 197   Volumes: 1   Número: 1333

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Martha Campos Abreu
Nielson Rosa Bezerra

Título: A escravidão em Itaboraí: Uma vivência às margens do Rio Macacú (1833-1875)

Resumo: A presente pesquisa analisa a escravidão negra em Itaboraí nas regiões próximas ao Rio Macacu no período de 1833 a 1875. Um estudo que demonstra que a diversificação econômica do século XIX, somada à presença dos portos fluviais, proporcionou o surgimento de locais onde a relação de trabalho pautada na especialização da mão de obra escrava na grande lavoura monocultora não era predominante. O que se pretende demonstrar é que tal contexto gerou a presença de diferentes relações de trabalho dos escravos em Itaboraí e uma ampliação de seus espaços de atuação. Assim, o objetivo é desenvolver uma história pública da cidade, através da compreensão de sua organização socioeconômica, focando na investigação da diversidade das relações escravistas na região.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Nilza Licia Xavier Silveira Braga

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 27/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 302   Volumes: 1   Número: 1332

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Marcos Guimarães Sanches
Carlos Gabriel Guimarães

Título: Entre negócios e vassalagem na corte Joanina: a trajetória do homem de negócio, comendador da ordem de cristo e deputado da real junta de comércio Elias Antônio Lopes (c.1770-1815)

Resumo: A presente dissertação discute a trajetória mercantil e honorífica de Elias Antonio Lopes, um dos maiores negociantes que atuou na praça mercantil do Rio de Janeiro em fins do século XVIII e nos primeiros quinze anos do século XIX. Ele emigrou da cidade do Porto para o Rio de Janeiro em aproximadamente 1770, para tentar a sorte nos ofícios mercantis. Ele concentrou em suas mãos uma grande fortuna, advinda de diferentes ramos mercantis, como o tráfico negreiro, arrecadação de contratos reais, comércio interno e externo. O negociante angariou variadas mercês, fundamentais em sua mobilidade social ascendente, em fins do século XVIII e principalmente após a vinda da Corte joanina em 1808. Isso aconteceu, após o negociante ter doado sua chácara em São Cristóvão e futura Quinta da Boa Vista para servir de residência da família real portuguesa. Neste sentido, discutiremos que o ideal aristocrático do Antigo Regime português esteve presente no início do século XIX quando os negociantes procuraram status social ao serem agraciados com mercês em retribuição aos serviços prestados a Dom João. Elias Antonio Lopes faleceu no ano de 1815 deixando uma grande herança, disputada entre seus herdeiros e a Coroa portuguesa pelo fato de ele não ter deixado testamento. Portanto, este estudo perpassa, desde a emigração de Lopes para o Rio de Janeiro, até sua trajetória mercantil e honorífica, encerrando-se com seu falecimento e disputa por sua herança.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Diego Pimentel De Souza Dutra

Orientador: Luiz Carlos Soares

Data de Defesa: 23/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 122   Volumes: 1   Número: 1331

Banca de Defesa:
Heloisa Meireles Gesteira
Georgina Silva dos Santos
Luiz Carlos Soares

Título: A Cultura Dos Descobrimentos em Portugal: Um estudo da relação entre a Sabedoria do Mar e o Conhecimento Acadêmico na Renascença

Resumo: Nesse trabalho abordaremos de que modo o processo de Expansão Ultramarina, com prioridade para o cenário português quinhentista, inaugurou uma nova modalidade de saber que, por sua vez, começou a ganhar espaço e, ao mesmo tempo, passou a dialogar diretamente com o conhecimento acadêmico renascentista: a Cultura dos Descobrimentos. Por meio de um estudo sobre a Sabedoria do Mar, isto é, do campo científico pertencente à Cultura dos Descobrimentos, buscaremos analisar de que forma se apresentavam seus postulados, métodos e teorias, a fim de compreender quais as suas principais contribuições para a eclosão da Ciência Moderna.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Clarissa Costa Mainardi Miguel De Castro

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 17/05/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 179   Volumes: 1   Número: 1330

Banca de Defesa:
Lucia Grinberg
Mônica Almeida Kornis
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Título: O Governo Democrático de Getúlio Vargas através dos Cinejornais.

Resumo: Analisar os Cinejornais do Governo Democrático de Vargas como produções construtoras de uma memória e imagem do período pela ótica do Estado. A relação entre Vargas e os meios de comunicação e a utilização destes canais como veiculadores de propagandas políticas, permite o estudo da exibição de um poder que, não mais pela força, mas pelo esforço de convencimento e persuasão, através da produção midiática, busca sua legitimação perante o público receptor. Identificar nestes Cinejornais tanto o tipo de conteúdo por eles veiculado quanto elementos da linguagem cinematográfica presentes em suas construções, permite-nos analisar o discurso que permeia tais produções e as enxergar como escolhas feitas a partir de intenções e interesses que, em contato com o público receptor, podem ou não atingir seus objetivos. Parte de uma Cultura Política criada em torno da figura de Vargas, os Cinejornais desse período são uma das expressões do diálogo entre o Poder e seus interlocutores.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rafaella Caroline Azevedo Ferreira De Sousa

Orientador: Edmar Checon de Freitas

Data de Defesa: 30/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 117   Volumes: 1   Número: 1329

Banca de Defesa:
Edmar Checon de Freitas
Gracilda Alves
Vânia Leite Fróes

Título: O rei, os poderes e a literatura: virtudes e pecados na prosa civilizadora de D. Duarte e D. Pedro (Portugal – sécs. XIV e XV)

Resumo: Neste trabalho, intitulado O Rei, os poderes e a literatura: virtudes e pecados na prosa civilizadora de D. Duarte e D. Pedro (Sécs. XIV e XV), analisamos as virtudes e pecados que formam um modelo de conduta veiculado por D. Duarte no Leal Conselheiro e por D. Pedro no Livro da Virtuosa Benfeitoria. Num contexto de disputa entre poderes no Portugal do século XV, os príncipes de Avis teriam como objetivo disseminar esse modelo de homem virtuoso entre a nobreza do reino para civilizá-la, modificar seu comportamento, tomando como exemplo de perfeição o próprio rei. Assim, os nobres aceitariam a preeminência régia na sociedade e não mais disputariam o poder, permitindo aos Avis seguir com seu projeto de centralização política.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Bruno Guedes De Carvalho

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 30/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 187   Volumes: 1   Número: 1327

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Rodrigo Patto Sá Motta
Jorge Luiz Ferreira

Título: Nas prensas e nos quartéis: As demandas dos militares subalternos através da coluna "Plantão Militar" (1957-1964)

Resumo: A presente pesquisa trata das demandas dos militares subalternos das Forças Armadas, em especial a graduação dos sargentos, não apenas em prol de melhorias em seu duro cotidiano profissional, como também na busca pela extensão de direitos básicos de cidadania. Reivindicações que encontraram espaço e difusão privilegiados na coluna "Plantão Militar", assinada pelo jornalista, e sargento reformado do Exército, João Batista de Paula, no jornal Última Hora, durante a segunda metade da década de 1950 e a primeira de 1960. Através da análise sobre as várias edições da coluna, procurou-se atestar como se dava a discussão sobre questões profissionais específicas que, em grande medida, afetavam o cotidiano profissional destes militares. Problemas como a falta de leis gerais relativas à promoção ao círculo dos oficiais, a má qualidade da alimentação servida em algumas unidades militares e a falta de assistência trabalhista a que estavam sujeitos os funcionários civis das Forças Armadas. Questões relacionadas à extensão de certos direitos básicos, relativos ao exercício da cidadania, dos quais muitos sargentos estavam excluídos, também foram objeto de debate em "Plantão Militar": o direito ao voto, ao casamento e acesso à casa própria. A comparação da situação vivida pelos sargentos com a dos demais trabalhadores, no meio civil, era, quase sempre, inevitável. Fator que levava a abordagem jornalística in loco, de caráter opinativo, empreendida por seu colunista sobre o setor militar, a considerar os rumos pelos quais certos debates de caráter político mais geral eram encaminhados dentro das Forças Armadas. Iniciativa que, necessariamente, implicava em considerar a conjuntura política que o cercou durante os anos de publicação de sua coluna, bem como seus efeitos dentro da Instituição Militar.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Crenivaldo Regis Veloso Júnior

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 30/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 194   Volumes: 1   Número: 1328

Banca de Defesa:
Mariza de Carvalho Soares
Elisa Frühauf Garcia
João Pacheco de Oliveira Filho

Título: Os "curiosos da natureza": Freire-Allemão e as práticas etnográficas no Brasil do século XIX

Resumo: A dissertação analisa as relações entre ciência, etnografia, nação e populações indígenas no Brasil do século XIX. O objetivo central é o estudo de usos e significados atribuídos à etnografia e temas correlatos (raça e nação) por parte de intelectuais brasileiros na metade do oitocentos. O eixo norteador é a trajetória de Francisco Freire-Allemão, naturalista (médico e botânico) que se envolveu com estas questões, bem como a rede social em que estava inserido. Analiso as atividades científicas e etnográficas da Sociedade Vellosiana, associação científica criada por Freire-Allemão em 1850, bem como a relação entre memória, história e etnografia no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e no Museu Nacional. Por fim, faço uma análise da produção etnográfica da Comissão Científica Nacional, que entre 1859 e 1861 percorreu várias províncias do Império do Brasil.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Anna Carla Monteiro De Castro

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 29/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 186   Volumes: 1   Número: 1325

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Renata Rozental Sancovsky
Raquel Alvitos Pereira

Título: Que ningún judío non sea osado - estudo sobre as práticas políticas e representações dos judeus no reinado de Alfonso X (Castela 1252-1284).

Resumo: Estudo sobre as práticas políticas e representações dos judeus durante o reinado de Afonso X, através de fontes de cunho literário e normativo produzidas pelo círculo régio. Buscou-se analisar as diferentes formas de representação e as disposições referentes à tal comunidade. Utilizou-se como fundamento teórico o conceito de representações, de Georges Duby e Roger Chartier; de marginalização, de Bronislaw Geremek; de pária, de Louis Dumont; e de alteridade relativa, de Paul Zumthor, para compor o quadro de nossa análise. Buscamos demonstrar a forte relação existente entre processos de marginalização dos judeus com um projeto de centralização e construção de identidade para o reino. A conclusão apontou para a importância de pensarmos os processos de marginalização em sua dinâmica com a centralidade. Observamos movimentações de aproximação e distanciamento, com a construção de margens fluidas que situam grupos numa condição de alteridade relativa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Alessandra Pinto Antunes Do Vale

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 29/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 135   Volumes: 1   Número: 1324

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Mário Jorge da Motta Bastos
Moacir Elias Santos
Sônia Regina Rebel de Araújo

Título: O conto de Apepi e Sequenenra (Reino Novo, XIXª Dinastia): Uma análise histórico-literária

Resumo: A contenda de Apepi e Sequenenra encontra-se preservada em uma única versão: o Papiro Sallier I. Esse documento foi redigido durante a XIXª dinastia, tendo sido escrito no período de reinado do faraó Merenptah (c. 1213-1203 a.C.). Apesar de escrito no Reino Novo, o Conto de Apepi e Sequenenra aborda, ficcionalmente, um episódio de meados do século XVI a.C., envolvendo personagens históricos do final do Segundo Período Intermediário: o faraó hicso Apepi, da XVª dinastia, e o rei Sequenenra, da XVIIª dinastia tebana. Através dele é possível levantar alguns interessantes questionamentos, dentre os quais dois se destacam: (1) a disputa entre governantes – Apepi, hicso, e Sequenenra, egípcio; (2) e a oposição entre deuses, nesse caso especificamente Amon-Ra e Seth (Sutekh, para os hicsos), paralela à dos reis que lhes prestavam culto monolátrico
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Renake Bertholdo David das Neves

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 29/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 339   Volumes: 1   Número: 1326

Banca de Defesa:
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Miguel Àngel Vedda
Marcela Alejandra Pronko
Marcelo Badaró Mattos
João Márcio Mendes Pereira

Título: Adeus ao patrão: Experiência e consciência política dos trabalhadores das organizações piqueteiras e das empresas recuperadas na Argentina (1966-2011).

Resumo: A pesquisa que desembocou nessa tese pretende se inserir nos estudos que se dedicam ao exame da reconfiguração da relação entre capital e trabalho no capitalismo contemporâneo (pós-1970), tendo como eixo de análise a questão da consciência de classe. Para tanto, optamos por examinar dois interessantes processos que emergem em meados da década de 1990 na Argentina: a recuperação de empresas por seus trabalhadores e o surgimento de movimentos de trabalhadores desempregados (piqueteiros). Nosso estudo busca entender a formação da consciência de classe em conjunto com as tensões e contradições presentes na constituição da subjetividade, em diversas instâncias da vida desses trabalhadores, especialmente aquelas que constituem o cotidiano. As fontes primárias utilizadas para realizar essa pesquisa foram documentos escritos produzidos por ambos os tipos de movimentos de trabalhadores abordados nesta tese e, sobretudo, entrevistas de história de vida com seus integrantes.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Nívia Da Conceição Pombo

Orientador: Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Data de Defesa: 26/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 395   Volumes: 1   Número: 1323

Banca de Defesa:
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Iris Kantor
Caio Cesar Boschi
Marcia Maria Menendes Motta

Título: O Palácio de Queluz e o Mundo Ultramarino: Circuitos ilustrados (Portugal, Brasil e Angola,1796-1803)

Resumo: O final do século XVIII na Europa ficou marcado pelo desmantelamento das denominadas sociedades de Antigo Regime. Os efeitos desta crise – provocada pela atmosfera crítica do pensamento ilustrado nos domínios da moral, da religião, da política, da sociedade e do pensamento econômico –, foram sentidos de modo peculiar pelo Império português. O estudo que se apresenta tem como propósito examinar as tensões e resistências que se revelam do choque entre duas visões de mundo distintas: as tradições e comportamentos típicos de uma sociedade estamental e corporativa versus os ideais da Ilustração presentes, sobretudo, nas atitudes governativas da chamada geração de 1790. Destaque desta geração, o ministro D. Rodrigo de Souza Coutinho (1756-1812), considerado pela historiografia um dos maiores expoentes do reformismo ilustrado português. Sua atuação no centro do poder político, entre os anos de 1796 e 1803, mostra-se privilegiada para a identificação dos pontos nevrálgicos desse embate: no rescaldo da Revolução Francesa, a loucura da rainha, D. Maria I, coloca a monarquia portuguesa sob a turbulenta regência de D. João. Dos bastidores do Palácio de Queluz, emergem oposições cortesãs e intrigas políticas que colocaram em xeque o ideal de um Império luso-brasileiro. Entre jantares ilustrados e políticas reformistas, D. Rodrigo depara-se com resistências corporativas que o impedem de colocar em prática as medidas que acreditava serem fundamentais a modernização do reino de Portugal. Encurralado, o reformismo buscou asilo no mundo ultramarino, encontrado entre governadores e elites ilustradas, mas não a salvo das resistências dos poderes locais, como revelam os casos de Minas Gerais, Pará e Angola.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Fábio Pereira De Carvalho

Orientador: Maria Verónica Secreto Ferreras

Data de Defesa: 26/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 190   Volumes: 1   Número: 1322

Banca de Defesa:
Maria Verónica Secreto Ferreras
Larissa Moreira Viana
Carolina Vianna Dantas

Título: Vassouras: comunidade escrava, conflitos e sociabilidade (1850-1888).

Resumo: O objetivo geral dessa dissertação é reconstruir a lógica das relações dentro da comunidade de escravos em Vassouras/RJ entre 1850 e 1888, tendo em conta que essas relações não foram de forma alguma homogêneas ou estáticas. Correspondiam ao contexto em que os escravos estavam inseridos, sua própria composição e sua visão de mundo. Através da discussão historiográfica, brasileira e norte-americana, do que seja uma comunidade escrava, são analisados apenas processos criminais em que réu e vítima sejam escravos entre o fim do tráfico transatlântico de escravos e o fim da escravidão.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: João Cerineu Leite de Carvalho

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 25/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 339   Volumes: 1   Número: 1321

Banca de Defesa:
Marcos Guimarães Sanches
Mário Jorge da Motta Bastos
Maria Filomena Coelho
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Renata Rodrigues Vereza

Título: Domínio e exploração sociais na emergência do Estado Moderno Português (D.Pedro e D. Afonso V - 1438-1481)

Resumo: O objetivo central da tese parte de uma leitura crítica das intepretações historiográficas mais tradicionais sobre a Baixa Idade Média portuguesa, em especial àquelas inscritas no período compreendido entre a regência do Infante D. Pedro até o fim do reinado de D. Afonso V (1438-1481), ao qual muitas vezes se atribui o adjetivo de neosenhorial, pivô de retrocessos na geração histórica do Portugal Moderno. Dessa forma, formulam-se análises que veem a estruturação estatal baixo-medieval lusitana como difusora e reprodutora de mecanismos de dominação nobiliárquica e de exploração feudal, por meio da teorização e prática de um projeto político ligado à ascensão da dinastia de Avis, apelidado projeto avisino. Longe de uma centralização despótica por parte da Coroa, proponho uma interpretação na qual a instituição monárquica ocupava papel central, sem com isso significar uma subversão do sistema social enraizado no senhorialismo perpetuado em toda Cristandade Ocidental. Buscando o afastamento de perspectivas estadualistas, anacrônicas em sua execução, opto pela identificação e pela compreensão das condições materiais de produção e de reprodução do poder e dos instrumentos de exploração. Levando, assim, em consideração a realidade social na qual tais relações se estabeleceram e ordenaram, assim como as condições conjunturais às quais precisaram se adaptar e agir no Portugal avisino do século XV.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Daniela Rabelo Costa Ribeiro Paiva

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 25/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 113   Volumes: 1   Número: 1320

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Francisco Carlos Cardoso Cosentino
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Título: As Descrições da Cidade de Lisboa: Escrita, Poder e Socedade no Portugal Dos Filipes.

Resumo: Portugueses ou estrangeiros, os autores que dedicaram os seus escritos à cidade de Lisboa foram muitos. Sendo que, os escritos se tornaram mais expressivos durante a União Ibérica. O incentivo que os Filipes ofereceram às atividades de impressão e o desenvolvimento da história urbana em toda Europa ajudam a compreender melhor essa produção, que ainda pode ser explicada pela própria condição de Lisboa na época. Quando Portugal foi incorporado à monarquia católica, os reis Filipes optaram por não residir em sua principal cidade. Desta sorte, a antiga residência dos Avís perdeu seu status de corte régia e aos poucos se viu transformar em uma simples capital de província. A historiografia identificou a ausência real como tônica para se compreender o período. A proposta da pesquisa de dissertação é avaliar em que medida a retórica de uma Lisboa sem Rei está presente nas representações feitas sobre a cidade, em especial as descrições que tiveram maior repercussão na época. E também identificar outros elementos que compõem o seu imaginário, como as adversidades vivenciadas pela urbe, guerras, epidemias e crises de abastecimento, que marcaram o cotidiano dos citadinos e merecem projeção historiográfica.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Lima Mondêgo

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 25/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 145   Volumes: 1   Número: 1319

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Muniz Gonçalves Ferreira
Luiz Fernando Saraiva

Título: As Visões da Crise Econômica dos Anos 60: As Análises de Celso Furtado e Roberto Campos

Resumo: A presente dissertação tem como objetivo analisar o pensamento econômico de Celso Furtado e Roberto Campos e suas respectivas visões sobre a crise econômica que nossa economia sofreu no começo dos anos 1960. A crise dos anos 1960 foi a primeira grande crise econômica sofrida pelo país enquanto economia subdesenvolvida industrial madura e dependente. Celso Furtado e Roberto Campos são dois dos grandes intelectuais brasileiros que se debruçam sobre o tema visando extrair o melhor diagnóstico da crise e a melhor maneira de sair dela. A presente dissertação começa com uma pequena elaboração do conceito de desenvolvimento econômico tirado de autores como Paul Singer e Esther Kuperman e, como contraponto a essa visão, temos o professor Bresser Pereira. Nos dois capítulos seguintes temos a análise de Celso Furtado e Roberto Campos sobre a crise dos anos 1960. Os dois intelectuais são vistos aqui como desenvolvimentistas. Procuramos dar ênfase inicialmente às visões dos respectivos intelectuais na importância do Estado e do capital estrangeiro no desenvolvimento econômico interno e a partir disso analisar a visão de cada um sobre a crise econômica dos anos 1960.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rodrigo Castro Rezende

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 19/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 397   Volumes: 1   Número: 1318

Banca de Defesa:
Alexandre Vieira Ribeiro
Keila Grinberg
Douglas Cole Libby
Carlos Gabriel Guimarães
Luciana Mendes Gandelman
Mariza de Carvalho Soares

Título: Crioulos e crioulizações em Minas Gerais: Designações de cor e etnicidades nas Minas Sete e Oitocentista

Resumo: Este trabalho tem por objetivo investigar as representações sobre os "homens de cor" das Minas Gerais, nos séculos XVIII e XIX, assim como a fomentação de alguns dos diversos processos de crioulizações que ocorreram na região. Para tanto, utilizamos de fontes documentais de vários arquivos existentes em Minas Gerais. Formulação do conceito de crioulização e de crioulo, demografia histórica, estratégias escravas e senhoriais nas cartas de alforrias, cultura material e herança imaterial, e os compromissos das irmandades foram algumas das documentações analisadas. Assim, a nossa ideia principal era a de mostrar como os atores históricos vivenciavam o processo de crioulização de diferentes maneiras, formando um mosaico com várias formas de simbolizar e de adequar suas tradições culturais à sociedade mineira.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Luciana Lamblet Pereira

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 16/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1317

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Luis Edmundo de Souza Moraes
Mônica de Souza Nunes Martins
Pedro Henrique Pedreira Campos
Felipe Santos Magalhães

Título: "A Iluminação Profana": O teatro de Bernard Shaw da Crise ao Pessimismo

Resumo:

Autor: Flávia Maria De Carvalho

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 15/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 285   Volumes: 1   Número: 1316

Banca de Defesa:
Mariza de Carvalho Soares
Maria Cristina Cortez Wissenbach
Roberto Guedes Ferreira
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Regina Maria Martins Pereira Wanderley

Título: Os homens do rei em Angola: sobas, governadores e capitães mores, sécs. XVII e XVIII

Resumo: Nossa pesquisa tem como objetivo analisar as relações travadas pelos governadores portugueses enviados às possessões portuguesas da África Centro Ocidental, principalmente de Angola e Benguela, durante os séculos XVII e XVIII. Temos como meta compreender o processo de expansão das áreas controladas pelos funcionários da Coroa, com ênfase as relações estabelecidas junto às chefias dos sertões, os chamados sobas. Analisamos também a formação e a dinâmica política e cultural desses sobados, buscando trazer para a discussão personagens até então pouco considerados pela historiografia, como macotas, tandalas, ngolamboles e mafougnes. Utilizamos como ferramenta para compreender as etapas de entrada dos portugueses junto à regiões estratégicas para a captação de escravos, os autos de vassalagens – termos de compromisso impostos aos sobas derrotados militarmente pelos portugueses e suas tropas aliadas. Observando a trajetória dos avassalamentos é possível mapear a geografia das áreas que passaram a ser submetidas às intenções da Coroa Portuguesa. Localizamos o texto completo de um total de doze autos de vassalagem entre os séculos XVII e XVIII cuja lista se encontra em anexo. Desses autos dez estão publicados e dois são manuscritos inéditos que localizamos na documentação do Arquivo Histórico Nacional de Angola e outro na Coleção Lamego no acervo do IEB-USP. Em outra etapa de nossa pesquisa analisamos os impasses vivenciados pela metrópole portuguesa que pretendia se modernizar, e que tem nas Reformas Pombalinas seu ícone de modificações nas diretrizes de sua política ultramarina, mas que ao mesmo tempo mantinha a mercantilização dos corpos escravos como a sua principal atividade econômica. Nesse ambiente a historiografia portuguesa exaltou os feitos do governador português encarregado de administrar Angola no período entre 1762 e 1774, lido por autores como o grande reformador de Angola. Em nossa pesquisa questionamos essa forma de interpretar as práticas governativas do dito governador, considerando que seus feitos se limitaram muito mais a manifestações propagandísticas, típicas de uma política ilustrada. Em síntese analisamos os desdobramentos das Reformas Pombalinas analisando gestões posteriores ao governo de Dom Francisco Inocêncio de Sousa Coutinho.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Paula Da Rocha Serrano

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 12/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 301   Volumes: 1   Número: 1315

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Silvana Louzada Da Silva
Letícia Cantarela Matheus

Título: De frente para a imagem: o Prêmio Esso e o fotojornalismo no Brasil Contemporâneo- 1960 a 1979.

Resumo: Este trabalho analisa a relação entre o Prêmio Esso e o seu papel na consolidação do fotojornalismo brasileiro nas décadas de 1960 e 70. O Prêmio Esso de Jornalismo é um programa institucional, criado pela companhia petrolífera em 1955 com o objetivo de julgar e premiar os melhores trabalhos veiculados na imprensa nacional ao longo de um ano. Desde 1961 a fotografia vem sendo considerada uma categoria específica para premiação contando, inclusive, com júri especializado composto por fotógrafos atuantes e reconhecidos. Analisa-se a estreita relação entre Prêmio Esso e o fotojornalismo no Brasil contemporâneo, ao se reconhecer a importante influência que a premiação exerceu na consolidação de uma linguagem fotográfica própria ao fotojornalismo; e indicar que criação de um concurso especializado demonstra o crescimento do interesse da imprensa pela imagem como suporte de informação. Paralelamente, avalia-se que, o prestígio e o reconhecimento proporcionado aos fotógrafos laureados com um Esso, foram importantes para o fortalecimento da categoria profissional dentro da hierarquia das redações. Destaca-se, por fim, a contribuição do Premio Esso para a conformação de protocolos visuais que definem o que é hoje uma "boa" fotografia para os propósitos da imprensa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Moema De Bacelar Alves

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 11/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 191   Volumes: 1   Número: 1313

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Aldrin Moura De Figueiredo
Marize Malta Teixeira

Título: Do Lyceu ao Foyer: exposições de arte e gosto no Pará da virada do século XIX para o século XX.

Resumo: O Pará de fins do século XIX e início do XX viveu um momento de desenvolvimento econômico proporcionado pelo comércio da borracha e nesse contexto o estudo e a apreciação das Belas Artes eram vistos como fundamentais para o progresso moral e econômico de um povo. A partir desse ponto de vista, várias iniciativas - públicas ou particulares - foram implementadas no campo artístico. Esse é, então, o ponto de partida desse trabalho, que aborda o mundo das artes no Pará de entres séculos. Percorrendo os espaços físicos e simbólicos das exposições ocorridas no período, o trabalho discute, também, a construção do gosto naquela sociedade.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Paula Leite Vieira

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 11/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 192   Volumes: 1   Número: 1314

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Angela Maria de Castro Gomes
Ana Maria Bandeira De Mello Magaldi

Título: Cecília Meireles e a educação da infância pelo folclore (1930-1964)

Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar as contribuições de Cecília Benevides de Carvalho Meireles (1901-1964) para os temas da educação e do folclore brasileiros, mais precisamente na relação estabelecida por ela entre estas duas esferas. Cecília Meireles possui uma trajetória de atuação social riquíssima, figurando como poetisa, educadora, folclorista, cronista na grande imprensa, crítica literária e até mesmo tradutora de livros estrangeiros. Envolveu-se com o movimento de renovação educacional dos anos 1920 e 1930, sendo uma das signatárias do Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova (1932). Nos três primeiros anos da década de 1930, dirigiu a Página de Educação no jornal Diário de Notícias, através da qual expressava e difundia os ideais da Escola Nova para o público em geral. Também esteve envolvida, já no final da década de 1940, com o Movimento Folclórico brasileiro (1947-1967), participando ativamente de suas atividades nacionais e regionais. Sua atuação como educadora é mais conhecida e estudada, ao contrário de seu lado folclorista, que recebeu pouca atenção da bibliografia especializada. Será este o foco deste estudo, que procurará entender suas diferentes formas de atuação social como um projeto único de nação.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Michel Mendes Marta

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 10/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 140   Volumes: 1   Número: 1312

Banca de Defesa:
Mariza de Carvalho Soares
Ismênia de Lima Martins
Luciana Mendes Gandelman

Título: Em busca de honras, isenções e liberdades: As milícias de homens Pretos forros na cidade do Rio De Janeiro (meados do século XVII e início do XIX)

Resumo: Este trabalho tem como objetivo discutir a formação do oficialato de homens pretos forros nos chamados terços de auxiliares da cidade do Rio de Janeiro. Buscamos compreender suas estratégias para adquirir prestígio e honras através do serviço das armas. Pertencer ao terço era, fundamentalmente, uma estratégia de legitimação da liberdade. Partimos da ordem régia de 1766, um marco para o terço de homens pretos, buscando compreender o modo como os postos do oficialato foram providos, visualizando os deslizamentos entre a percepção do oficialato de cor e das tropas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Joana Medrado Nascimento

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 09/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 255   Volumes: 1   Número: 1310

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Ricardo Ferreira Ribeiro
Paulo Pinheiro Machado
José Augusto Valladares Pádua
Luiz Fernando Saraiva

Título: DO PASTOREIO À PECUÁRIA: A invenção da modernização rural nos sertões do Brasil Central

Resumo: Esta tese investiga o processo de industrialização da pecuária no Brasil Central entre os anos de 1898 e 1928 quando são instalados os frigoríficos no Brasil e quando acontecem as principais importações de reprodutores bovinos da Índia (realizadas por criadores fluminenses e mineiros do Triângulo) gerando polemica com aqueles criadores que defendiam as raças europeias ou a seleção genética do gado bovino nacional. Tais incrementos tecnológicos e produtivos - que fortaleceram o mercado de carne e o mercado de reprodutores em um contexto de aumento das demandas por este alimento no mercado interno e externo - foram os elementos consagrados na escassa historiografia sobre o tema, para definir os marcos da modernização rural brasileira em uma clara adoção do "viés tecnológico" e da "ética do melhoramento". Para recontar essa história reavaliamos o conceito de modernização rural reperiodizando o debate. Analisamos o pensamento sobre o tema no final do século XVIII com a disseminação de livros e manuais sobre o "melhoramento das economias rústicas", para entender o que havia de continuidade e ruptura com o ideal de uma "fazenda moderna" no alvorecer do século XX, baseada nos saberes da zootecnia, veterinária e agronomia gestados ao longo do XIX. Mais do que um avanço de saberes zootécnicos ou resposta automática às demandas do mercado, a mudança no sistema criatório de pastoreio para pecuária reflete uma conjugação de fatores, dentre os quais a disputa por poder entre as elites rurais que queriam voz e espaço no Estado republicano. Nesse sentido vincularam a defesa da pecuária aos seus projetos de nação e modernização rural.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Luiza Zelesco Barretto

Orientador: Edmar Checon de Freitas

Data de Defesa: 09/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 155   Volumes: 1   Número: 1311

Banca de Defesa:
Edmar Checon de Freitas
Paulo André Leira Parente
Roberto Godofredo Fabri Ferreira

Título: A construção da imagem de Luís IX, o “rei das três ordens” (século XIII)

Resumo: Estudo sobre o avanço do poder real à época de São Luís, rei de França, visto através do relacionamento deste com os trabalhadores urbanos de sua principal cidade e capital do reino, Paris. Para tanto, utilizou-se o Livro dos ofícios de Paris, compilação contendo os estatutos e regulamentos de todos os ofícios da cidade. Através da mesma fonte estudouse também a relação inversa, isto é, a visão que estes citadinos formam de seu rei e a representação que eles sub-repticiamente propõem, acerca de seu soberano, nos seus estatutos. O posicionamento e atuação destes personagens em relação à ideologia da tripartição funcional da sociedade constitui o pano de fundo do trabalho. Como lente de análise teórica, utilizei as formulações de Bourdieu a respeito da dinâmica das relações sociais, a partir dos conceitos de habitus, campo de significado e poder simbólico. A principal questão é a atuação do rei no espaço urbano parisiense e a percepção desta atuação pelos mercadores e artesãos naturais deste espaço.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Pâmella Santos Dos Passos

Orientador: Katia Faria De Aguiar

Data de Defesa: 05/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 267   Volumes: 1   Número: 1307

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Katia Faria De Aguiar
Ana Lucia Silva Enne
Adriana Carvalho Lopes
Juarez Tarcísio Dayrell

Título: Lan house na favela: cultura e práticas sociais em Acari e no Santa Marta.

Resumo: Tendo sido apontada como responsável por 49% dos acessos à internet no país, em 2007, as lan houses assumiram importante papel no debate sobre inclusão digital no Brasil. Equipadas com computadores conectados à internet e cobrando por suas horas de uso, esses estabelecimentos espalharam-se rapidamente, sobretudo, nos espaços populares. Partindo do acompanhamento de duas lan houses situadas em favelas cariocas: Acari e Santa Marta, analisamos seus impactos sociais nos territórios em que estão inseridas. Elegendo três pontos analisadores: o Estado, os donos de lan house e seus frequentadores, refletimos acerca dos usos e mediações que observamos em nosso trabalho de campo. Nesse contexto, escolhemos a lan house como dispositivo para reflexão das Políticas Públicas no campo da segurança e da educação. Compartilhando dos referenciais da pesquisa-intervenção, recorremos à realização de oficinas que serviram como grupos focais, entrevistas semiestruturadas e observação participante. Com isso, buscamos tecer encontros entre uma pesquisa etnográfica e as concepções da cartografia na produção de uma análise histórica do tempo presente. Priorizando a dimensão qualitativa, o trabalho orienta-se pela valorização da experiência e do cotidiano, para compreender a cultura popular a partir de suas significações no seio dos embates da indústria cultural.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rafael Vaz Da Motta Brandão

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 05/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 391   Volumes: 1   Número: 1308

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Théo Lobarinhas Piñeiro
Bernardo Kocher
Alberto Di Sabbato
Ary Cesar Minella
Monica Piccolo Almeida

Título: Ajuste neoliberal no Brasil: privatização e desnacionalização do sistema bancário brasileiro no Governo FHC (1995-2000)

Resumo: A desnacionalização e as privatizações do sistema bancário brasileiro no governo Fernando Henrique Cardoso (1995/2002) constituem o principal objeto de estudo desta tese. Nela, são discutidas a crise do Estado de Bem-Estar Social nas décadas de 1960 e 1970 e a emergência de um novo regime de acumulação baseado na dominância do capital financeiro e no modelo neoliberal. O neoliberalismo, colocado em prática pela primeira vez enquanto programa de governo no Chile sob a ditadura Pinochet na década de 1970, tornou-se hegemônico nos países do capitalismo avançado na década de 1980, especialmente no Reino Unido no governo Thatcher e nos EUA no período Reagan. Nos anos 90, diversos governos da América Latina também passaram a implantar o modelo neoliberal em seus países. No Brasil, o ajuste neoliberal teve o seu início no governo Fernando Collor (1990/1992) e foi aprofundado pelo governo FHC (1995/2002), responsável pela estabilização macroeconômica, consubstanciada no Plano Real, e pela reforma do Estado brasileiro, cujas duas principais características foram a abertura da economia ao capital estrangeiro e as privatizações de empresas estatais. No setor bancário, o resultado desta política levou a um intenso processo de desnacionalização do setor, com o crescimento de instituições bancárias controladas pelo capital estrangeiro, e a uma forte redução no número de bancos públicos estaduais, que foram privatizados e tiveram o seu controle repassado para o capital privado.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Carolina Lima Almeida

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 05/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1305

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Susani Silveira Lemos França
Ricardo Luiz Silveira Da Costa
Therezinha Barcellos Baumann Zavataro
Marcelo Santiago Berriel

Título: "Falar ao feminino, falar ao masculino: as mulheres e as virtudes na Florença de Boccaccio"

Resumo: Esta pesquisa busca discutir o contexto de Florença do século XIV através de cinco obras – Commedia delle ninfe fiorentine, Amorosa visione, Decamerão, De casibus virorum illustrium e De mulieribus claris – de Giovanni Boccaccio. O recorte espacial e cronológico focaliza o contexto de produção das fontes utilizadas, a Itália, sobretudo, Florença entre 1341 a 1375. O recorte temático, situado em uma questão de gênero e de história das idéias políticas e sociais, circunscreve-se ao estudo do projeto de Boccaccio para a sociedade florentina do século XIV. O autor, inserido na tradição humanista do final do XIV, propõe que os cidadãos cultivem a virtude com o objetivo de defender e fortalecer a forma comunal de governo de Florença. Desta forma, a virtude é concebida como um importante instrumento de prática social. E a identificação das virtudes com o feminino aponta para a importância do papel das mulheres naquela sociedade.

Autor: Marco Marques Pestana De Aguiar Guedes

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 05/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 248   Volumes: 1   Número: 1309

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Rafael Soares Gonçalves
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: A união dos trabalhadores favelados e a luta contra o controle negociado das favelas cariocas (1954-1964)

Resumo: Essa dissertação tem como objeto principal as mobilizações dos favelados cariocas construídas por meio da União dos Trabalhadores Favelados, fundada em 1954. Descartando categorias imprecisas, como a de “pobres”, parte da caracterização da imensa maioria dos favelados como membros da classe trabalhadora e, portanto, sujeitos às condicionantes estruturais impostas a essa classe pelo modo de produção capitalista. A partir daí, a análise volta-se para a compreensão do papel da organização de base constitutiva da UTF na produção da alternativa elaborada pelos trabalhadores favelados ao modelo de “controle negociado” imposto pelo Estado e pelas classes dominantes. Por fim, analisa a evolução das políticas públicas implementadas entre os anos de 1945-1964 com o fito de adequar esse modelo de controle negociado a cada novo avanço surgido da organização e da luta dos trabalhadores favelados.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rivadávia Padilha Vieira Júnior

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 05/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 223   Volumes: 1   Número: 1306

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Silvia Patuzzi
Maria Beatriz de Mello e Souza

Título: Retratos do Poder. A Imagem Pictória de Felipe de Habsburgo por Ticiano Vecellio e Antonio Moro (1548-1558)

Resumo: Este estudo dedica um olhar mais aprofundado às continuidades e especificidades produzidas para a constituição da imagem pictórica do príncipe Felipe de Habsburgo (1527-1598), a ser conhecido como Felipe II de Espanha (1556-1598), nos retratos realizados pelos pintores Tiziano Vecellio (ca. 1488-1576) e Antonio Moro (ca. 1519-1576). Destaca-se o marco cronológico para o contexto do estudo entre os anos de 1548 e 1558, período que contempla a educação política do príncipe; as tratadísticas e cerimônias de seu matrimônio com a rainha Maria Tudor da Inglaterra (1516-1558), entre 1554 e 1558; os períodos de sua atuação como regente dos reinos espanhóis nas décadas de 1540 e 1550; o conflito desencadeado dentro da casa de Áustria sobre a sucessão da coroa imperial; além de suas viagens realizadas no período em que foi apresentado como herdeiro de seu pai, o imperador Carlos V (1500-1558). Na intenção de construir a imagem de um legítimo herdeiro do imperador, Ticiano Vecellio e Antonio Moro fizeram uso de uma ampla e variada linguagem simbólica, baseada na tradição secular e religiosa do Ocidente, a partir de ideais e mitos inspirados na Antiguidade, no cristianismo e no medievo. Esta produção cultural está intimamente vinculada às relações de poder que regiam as ligações entre nobres mecenas encomendantes dos retratos analisados e os pintores para a produção de uma imagem idealizada e persuasiva. Desta forma, analisamos as tradições formativas e interpretativas da imagem pictórica do príncipe Felipe de Habsburgo para compreender quais foram os ideais e influências presentes em seus retratos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Débora Mendes Bregue Daniel

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 05/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 111   Volumes: 1   Número: 1304

Banca de Defesa:
Ricardo Gomes Lima
Emerson César De Campos
Paulo Knauss de Mendonça

Título: Se essa rua fosse minha: espaço urbano e políticas públicas e percursos de artistas de rua em Florianópolis

Resumo: A presente dissertação tem como objeto de estudo a questão do lugar da arte de rua na cidade de Florianópolis a partir da década de 1980. Do ponto de vista da história do tempo presente, aborda a construção de política pública municipal para a arte pública, desde a criação de lei de incentivo específica até as ações de repressão aos artistas de rua que levaram a proibição dos mesmos de ocuparem certos espaços urbanos. Este trabalho aborda ainda a questão da disputa de sentidos por parte do poder público em duas praças: a Praça XV de Novembro, ocupada no passado; e a Praça Bento Silvério, ocupada no presente por estes artistas. Além disso, por meio da história oral caracteriza percursos de artistas de rua em Florianópolis. Através da história destas duas praças, da legislação de incentivos à arte pública e, também, dos relatos dos artistas de rua, é possível perceber os incentivos e os limites para a arte pública na cidade de Florianópolis.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Yllan de Mattos Oliveira

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 01/04/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 258   Volumes: 1   Número: 1303

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Angelo Adriano Faria de Assis
Jacqueline Hermann
Georgina Silva dos Santos
Isabel Maria Ribeiro Mendes Drumond Braga

Título: A Inquisição Contestada: críticos e críticas ao Santo Ofício (1605-1681)

Resumo: Os críticos da ação inquisitorial em Portugal fizeram uso de panfletos, memoriais ou mesmo de sua voz para forjar, posto que sem intenção, uma imagem literária do Santo Ofício que foi amplamente utilizada por diversos de seus adversários, sejam eles cristãos-novos ou velhos. Fato é que estes escritos ganhavam certa unidade dentro de uma diversidade de personagens que ocupavam lugares dispares ou mesmo tinham intenções diversas com suas palavras. Assim, esta investigação lança luz sobre a gestação e consolidação de um pensamento crítico acerca do Santo Ofício luso.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Henrique Alves Cruz

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 01/04/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 223   Volumes: 1   Número: 1302

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Elisa Frühauf Garcia
Maria Leonia Chaves De Rezende

Título: Inquéritos Nativos: Os pajés frente à Inquisição.

Resumo: A pesquisa dedica atenção às práticas de pajelança descritas em crônicas de viagens e correspondências religiosas (séculos XVI-XVII), e, especialmente, em denúncias inquisitoriais (século XVIII). A partir de tal documentação, o intuito foi demonstrar que longe de serem portadores de uma “resistência surda”, os pajés e suas tradições se transformaram ao longo das vivências coloniais e contatos interétnicos. O exercício missionário e a catequização dos indígenas são destacados como produtores de novas necessidades simbólicas, espaços de interações culturais e simbólicas que modificavam os limites do campo de ação religiosa. Foi perante a estas mudanças que os pajés procuravam se “refazer”, no sentido de satisfazerem as novas demandas e também de reproduzirem autonomamente elementos do próprio cristianismo, ampliando suas áreas de atuação e “clientes”. São eles os principais personagens desta análise, atores que rearticulavam padrões religiosos e morais do “mundo cristão” e “indígena” em uma maneira própria de agir no espaço e no convívio do viver em colônia.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Tiago Da Silva Ferreira

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 28/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 211   Volumes: 1   Número: 1301

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Renata Torres Schittino
Miriam Cabral Coser

Título: Revista Realidade: gênero e sexualidade na imprensa brasileira (1966-1968)

Resumo: O presente trabalho busca refletir sobre a revolução sexual e de costumes que se iniciou em meados do século passado e sua relação com certas teorias psicanalíticas e essencialistas, tomando como fonte Realidade, revista símbolo do Brasil dos anos 60. Através da crítica de Foucault à hipótese repressiva, ou seja, à ideia de que vivemos um período de liberalização e frouxidão em relação ao sexo, pretendo desvendar os saberes e poderes que estavam em jogo nos anos 60, bem como as permanências e rupturas dessa ordem disciplinar nos dias de hoje.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Sandro Ramon Ferreira da Silva

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 294   Volumes: 1   Número: 1300

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Marcelo da Silva Timotheo da Costa
Marcelo Ayres Camurça
Cecília Loreto Mariz
João Marcus Figueiredo Assis

Título: O Tempo das Utopias: Religião e Romantismos Revolucionários no Imaginário da Teologia da Libertação dos anos 1960 aos 1990

Resumo: A partir dos anos 1960, a América Latina conheceu um período de grandes transformações com o crescente número de golpes e contragolpes de Estado, que fizeram emergir regimes políticos autoritários, amparados nas Doutrinas de Segurança Nacional e, em certos lugares, numa modernização conservadora do capitalismo, que agravou ainda mais as precárias condições de vida da enorme maioria da população do continente, isto é, os milhares de trabalhadores pobres no campo e nas cidades. Nesse contexto, ganharam força os vários grupos de esquerda que, inspirados num certo romantismo revolucionário e no retumbante sucesso da Revolução Cubana, acreditaram ser possível construir uma modernidade alternativa para a América Latina. Alguns setores da Igreja latino-americana beberam profundamente dos ideais compartilhados nessas esquerdas e passaram por um significativo processo de transformação nas suas práticas, crenças e ideários, gestando um movimento social que tem sido chamado de cristianismo de libertação. As várias reflexões de homens da Igreja sobre as então desejadas mudanças políticas, econômicas, sociais e eclesiais no continente, beneficiadas pelas encíclicas sociais dos papas João XXIII e Paulo VI, pelos documentos oriundos do Concílio Vaticano II e de Medellín, deram origem à teologia da libertação, que se tornou um suporte teórico das esquerdas católicas da América Latina. Assim, padres, bispos, religiosos e fieis leigos, no Brasil e no restante do continente, compartilharam vivamente uma nova cultura política que redefinia continuamente a maneira do cristão estar no mundo e sua visão sobre ele. Estabelecendo uma forte conexão entre fé e vida, religiosidade e lutas sociais. Professando uma grande centralidade na relação Deus-pobre, que conduziria à vitória do Projeto de Deus para as sociedades históricas. Com uma hermenêutica bíblica compreendida a partir de uma chave de leitura marxista, projetou novas representações coletivas de um de Jesus revolucionário, de um Moisés guerrilheiro, de Che Guevara como lutador do Reino, e da Revolução Sandinista como Sagrada. Bem como ressignificou outras, milenares, da tradição cristã como Reino de Deus, profetismo, martírio etc. Transformando, assim, todo o patrimônio cultural e religioso do catolicismo romano. Tais perspectivas ajudaram a criar um imaginário social de uma guerra do Deus cristão, libertador, contra os deuses opressores do capitalismo e dos regimes políticos compreendidos como injustos, e transformaram a Bíblia numa espécie de aporte teórico para a revolução. Motivaram diversas lutas sociais no campo e nas cidades, principalmente através das Comunidades Eclesiais de Base e da ação dos setores mais progressistas da Hierarquia católica. Geraram adesões e rejeições dentro da própria Igreja, na imprensa e nos diversos meios sociais, criando um grande debate e um grande embate ideológico-religioso que se manteve extremamente intenso, pelo menos, até os anos 1990. Para melhor compreender esse imaginário social com as mediações que utilizou, as representações coletivas que projetou e as construções de sentidos que forjou, recorremos aos pressupostos da História Cultural, dialogando, sempre que possível, com as disciplinas da linguística, da sociologia e da antropologia social. Além de beneficiarmo-nos intensamente com as metodologias da História Oral.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Fernando Gaudereto Lamas

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 298   Volumes: 1   Número: 1299

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Luiz Fernando Saraiva
Marcia Sueli Amantino
Antônio Carlos Jucá de Sampaio
Ângelo Alves Carrara

Título: Conflitos agrários em Minas Gerais: o processo de conquista da terra na área Central da Zona da Mata (1767-1820)

Resumo: O objetivo central desse trabalho é analisar os conflitos em torno da terra ocorridos na área Central da Zona da Mata de Minas Gerais entre os últimos 25 anos do século XVIII e os primeiros 20 anos do século XIX, momento este que se mostrou crucial para a efetivação da colonização da região, uma vez que desde a criação do aldeamento de são Manoel, às margens do rio Pomba, a pressão sobre as terras indígenas aumentou de maneira significativa resultando, nas primeiras décadas do Oitocentos na deflagração da Guerra aos Botocudos pelo então Príncipe Regente João (1808).
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Paula Cresciulo De Almeida

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 111   Volumes: 1   Número: 1297

Banca de Defesa:
Jorge Luiz Ferreira
Juniele Rabelo De Almeida
Felipe Santos Magalhães

Título: Um samba de várias notas: Estado, imprensa e povo no Brasil (1932-1935)

Resumo: Durante esses anos iniciou-se a tentativa de institucionalizar o carnaval. As escolas de samba se reuniram numa organização, a União das Escolas de Samba, para buscar seu reconhecimento e lutar pela oficialização dos desfiles. Esta organização tinha interesses em comum com a prefeitura do Rio de Janeiro. A investigação abrangeu o período entre 1932, ano em que o carnaval foi oficializado pela prefeitura do Rio de Janeiro, passando a fazer parte do calendário oficial da cidade e 1935, mesmo ano em que as escolas de samba foram oficializadas, e como consequência começaram a receber auxilio financeiro. O estudo se justifica por entender ser importante analisar como as classes populares não permaneceram passivas frente às discriminações sociais e culturais ao longo do século XIX. Os “homens do samba” usaram como estratégia para conseguir apoio a sua música e sua festa, que, ao final, se tornaram símbolos culturais do país. Os sambistas buscaram reconhecimento oficial e contaram com apoio capaz de incentivar suas manifestações, ajudando na divulgação de seu trabalho; Este apoio foi fornecido pela imprensa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rafael Cupello Peixoto

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 263   Volumes: 1   Número: 1292

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Lucia Maria Bastos Pereira das Neves
Humberto Fernandes Machado

Título: O poder e a lei: o jogo político no processo de elaboração da "lei para inglês ver" (1826-1831)

Resumo: O presente trabalho visa apresentar o processo de elaboração da Lei de 7 de novembro de 1831, passada para a História como "lei para inglês ver". Percebendo-a como associada às disputas políticas pelo controle do Estado Imperial durante a conjuntura de 1826-31, buscamos aferir de que maneira a questão da abolição do comércio da escravatura no Brasil foi utilizado como importante instrumento político pelas facções políticas da época, divididos, num primeiro momento, entre partidários e opositores à figura de D. Pedro I, e, depois, entre moderados, exaltados e caramurus. Neste contexto, procuramos destacar a atuação política do marquês de Barbacena, Felisberto Caldeira Brant Pontes de Oliveira Horta, figura central na política do Primeiro Reinado e autor da referida lei.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mariana Figueiredo Virgolino

Orientador: Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 211   Volumes: 1   Número: 1296

Banca de Defesa:
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Adriene Baron Tacla
Fábio de Souza Lessa

Título: Fertilidade e Prosperidade na Ásty de Corinto: O Santuário de Deméter e Koré nos Períodos Arcaico e Clássico.

Resumo: O objetivo desta dissertação é perceber como o santuário de Deméter e Koré localizado na ásty da pólis de Corinto se configurava durante os Períodos Arcaico (séculos VIII-VI a.C) e Clássico (séculos V e IV a.C) como um lugar antropológico, ou seja, um espaço identitário, histórico e relacional. Acreditamos que ali as mulheres coríntias podiam tanto construir e reforçar sua posição de cidadãs através das práticas religiosas. A tirania Cypsélida buscou beneficiar cultos populares como o de Deméter e Koré, ao mesmo tempo que bucava modos de inibir a influência aristocrática.Vemos, todavia, que a harmonia entre os grupos femininos da cidade não era completa, uma vez que oblações votivas de alto custo marcavam o contraste social entre as mais abastadas e as pertencentes às camadas mais humildes. Os banquetes que ocorriam no santuário refletem o pertencimento das mulheres coríntias ao corpo social e cívico através da promoção de uma “cidadania religiosa”. Entendemos ainda que as transformações arquitetônicas a que o sítio foi exposto são materializações da história e dos acontecimentos políticos da Grécia como um todo e de Corinto em particular. Naquele espaço religioso as mulheres publicizavam a esfera doméstica e suas atividades, rompendo as fronteiras entre os espaços público e privado de uma maneira que invertia, renovava e reforçava os valores vigentes na pólis.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Demian Bezerra de Melo

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 335   Volumes: 1   Número: 1298

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Renato Luís do Couto Neto e Lemos
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Eurelino Teixeira Coelho Neto
Ruy Gomes Braga Neto

Título: Crise orgânica e ação política da classe trabalhadora brasileira: a primeira greve nacional (5 de julho 1962).

Resumo: Em 5 de julho de 1962, os trabalhadores brasileiros realizaram uma greve geral, intervindo decisivamente na crise política nacional, quando o Congresso Nacional estava prestes a aprofundar o esvaziamento dos poderes do presidente João Goulart, a partir da imposição de um gabinete parlamentarista hostil. Hegemonizado por uma aliança entre comunistas e trabalhistas de esquerda, o movimento sindical brasileiro fazia uma aparição contundente na cena política, mesmo porque, embora decretada para apoiar as posições políticas de Goulart, a greve também encaminhou uma pauta de reivindicações econômicas, entre as quais a aprovação da Lei do 13º Salário. Partindo de considerações críticas quanto a certas tendências da historiografia recente, um dos objetivos deste trabalho é também intervir no debate historiográfico sobre a crise dos anos sessenta. Nesse sentido, tomando emprestado o conceito de revisionismo, este estudo pretende-se como uma contribuição crítica.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Beatriz Carvalho Dos Santos

Orientador: Alexsander Lemos De Almeida Gebara

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 1   Volumes: 105   Número: 1295

Banca de Defesa:
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Monica Lima E Souza

Título: Entre Mouros e Cristãos: os mandingas da "Guiné de Cabo Verde" (séc. XVI e XVII).

Resumo: Inserida no contexto das discussões sobre o Ultramar e do chamado Mundo Atlântico, a região denominada pelos portugueses de “Guiné do Cabo Verde” reconhecidamente apresentou desde os primeiros contatos, durante o período expansionista português, características singulares. No entanto, o foco sobre o estudo da cultura da Guiné parece ter sido sempre ofuscado pelas curiosidades e potencialidades que as interações, de diversas naturezas, entre europeus, africanos e árabes geravam. Dessa forma, apresenta-se nesta dissertação um estudo que visa dar um passo em direção ao preenchimento dessa lacuna deixada em aberto. Para este fim, o objetivo aqui é o de contextualizar a região no período dos séculos XVI e XVII e seu lugar dentro da lógica do mundo Ultramarino. Tendo como proposta principal promover uma análise sobre um dos grupos étnicos mais conhecidos do período, os mandingas. Esta proposta utiliza como fontes os relatos de três viajantes cabo-verdianos que comerciaram na região durante décadas. Assim apresenta-se aqui uma análise reflexiva a respeito de vários assuntos pertinentes a temática de estudos da cultura, história da África e das imagens deixadas aos historiadores, por meio das fontes, do período da expansão marítima
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Ricardo Luiz Mosna Ferreira Da Silva

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 136   Volumes: 1   Número: 1293

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Jorge Luiz Ferreira
Márcia de Almeida Gonçalves

Título: TRAJETÓRIAS EM PAPEL E TINTA: Biografia e escritas autobiográficas de Carlos Lacerda (1965-1977).

Resumo: Em março-abril de 1964, o Brasil passou por um período de grande instabilidade e incertezas. A grande radicalização política acabou por gerar o Regime Militar que, com seus generais, governou o país pelos 21 anos seguintes. Essa dissertação analisa a rajetória de Carlos Lacerda, um dos protagonistas políticos do período, depois do golpe civil-militar de 1964, centrando-se, particularmente, em seus escritos autobiográficos e na biografia elaborada por John F. Dulles. Busca-se perceber como Lacerda construiu sua imagem perante a população e os políticos; e como a sua vida foi reelaborada por suas palavras e também as de seus biógrafos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Adriano Ribeiro Paranhos

Orientador: Gizlene Neder

Data de Defesa: 26/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 156   Volumes: 1   Número: 1294

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Lúcia Maria Paschoal Guimarães
Gisálio Cerqueira Filho

Título: Idéias jurídico - políticas de José de Alencar 1855-1877

Resumo: Essa pesquisa analisou as ideias jurídicas e políticas de José de Alencar no período de 1855 à 1877. Três temas foram privilegiados: primeiro tratamos do pensamento de lencar no tocante a constituição. Em seguida, as ideias sobre a codificação civil produzida por esse publicista. E por fim, as concepções de Alencar no momento da discussão da “reforma do elemento servil”, no final da década de 1860. Sobre esse último ponto, foram analisadas o pensamento produzido por ele quando ministro da justiça e parlamentar. Trabalhamos com diversos tipos de fontes: jornalísticas, manuscritas, Anais do parlamento, panfletos e livros ficcionais e analíticos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Isabele De Matos Pereira De Mello

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 25/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 360   Volumes: 1   Número: 1291

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Nuno Gonçalo Pimenta de Freitas Monteiro
Carlos Gabriel Guimarães
Ronald José Raminelli
Antonio Filipe Pereira Caetano

Título: Magistrados a serviço do rei: a administração da justiça e os ouvidores gerais na comarca do Rio de Janeiro (1710 - 1790).

Resumo: O presente trabalho tem sua análise centrada na comarca do Rio de Janeiro, entre os anos de 1710 e 1790. Trata-se de um estudo sobre a administração da justiça a partir da Ouvidoria Geral do Rio de Janeiro e de seus ouvidores gerais. Essa instituição foi criada em 1608 e efetivamente extinta somente em 1833. O cargo de ouvidor geral era um ofício trienal, de nomeação régia. Durante o período mencionado foram nomeados vinte e três bacharéis formados na Universidade de Coimbra. Realizamos uma análise das carreiras e trajetórias desses magistrados. Em 1696, foi criado o cargo de juiz de fora e com isso a administração régia no campo da justiça passou a ser de responsabilidade de dois funcionários. Em 1752, foi instalado um novo Tribunal da Relação com sede na cidade do Rio de Janeiro. Assim, analisamos os aspectos institucionais e as relações estabelecidas entre as três instâncias de justiça presentes na comarca do Rio de Janeiro no século XVIII: a Ouvidoria Geral, o Tribunal da Relação do Rio de Janeiro e o Juizado de Fora.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Lucas Mendes Menezes

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 25/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 239   Volumes: 1   Número: 1290

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Solange Ferraz de Lima
Maria Teresa Villela Bandeira De Mello

Título: Entre apertadores de botão e aficionados - prática fotográfica amadora em Belo Horizonte (1951-1966).

Resumo: Nosso ponto de partida é o desenvolvimento da prática fotográfica amadora em Belo Horizonte nas décadas de 1950 e 1960. Esse período corresponde à atuação do Foto Clube de Minas Gerais (FCMG), associação formada por um grupo de fotógrafos que se distinguiam por defender uma perspectiva artística para a imagem fotográfica. Em um primeiro momento, o clube vai configurar um dos polos previstos na pesquisa: os aficionados. Contudo, o percurso previsto não implica fazer uma história da agremiação, mas tentar relacionar a criação, a atuação e o desenvolvimento das atividades do clube a fenômenos mais abrangentes. Desta forma, nosso olhar também irá se dirigir a questões como: o aperfeiçoamento tecnológico de aparelhos voltados ao público amador, as sociabilidades entre clubes, a difusão e a apropriação de práticas artísticas, além das relações entre a fotografia amadora e o poder público na capital mineira.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luiz Guilherme Burlamaqui Soares Porto Rocha

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 25/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 232   Volumes: 1   Número: 1289

Banca de Defesa:
Marcos Alvito Pereira de Souza
Edison Luis Gastaldo
Simoni Lahud Guedes

Título: A outra razão: os presidentes de futebol entre práticas e representações.

Resumo: Esta dissertação tem um objetivo de natureza modesta: o de iluminar determinadas práticas e certas representações de uma fração do campo esportivo ainda pouco estudada: a dos presidentes de futebol. Tendo em vista o crescimento exponencial da bibliografia sociológica, antropológica e a historiografia na temática futebolística, observou-se que pouco havia sido dito acerca dos presidentes de futebol. Nesse sentido, tomando como pedra angular a metodologia da história oral, realizei um conjunto de doze entrevistas com presidentes do Clube de Regatas do Flamengo e do Fluminense Futebol Clube [entre 1975-1997] para tentar depreender as categorias fundamentais a partir das quais estes elaboravam seus discursos e construíam determinadas ideias sobre o poder e a política. Dialogando com questões nodais da antropologia política e econômica, a hipótese central construída era de que o ideário da honra e da dádiva fornecia sentido e substância às maneiras de narrar sua ascensão ao poder e de gerir os clubes. Sendo assim, esta dissertação foi dividida numa estrutura tripartite: a primeira parte destinada ao estudo das duas agremiações clubísticas aqui em questão numa perspectiva diacrônica e da formação dos grupos dirigentes enquanto entidade à parte do futebol-espetáculo; a segunda parte pretendia mergulhar nas categorias sincrônicas das entrevistas que apareciam nos discursos como constantes, a independer do tempo, do lugar e do clube; a terceira parte indagava, por sua vez, sobre as possíveis diferenças de “estilo de gestão” a partir da análise dos lugares de memória dos clubes estudados e de dois mandatos de dois presidentes-tipo ideais – Francisco Luiz Cavalcanti Horta e Márcio Baroukel de Souza Braga. (1975-1980).
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carlile Lanzieri Júnior

Orientador: Roberto Godofredo Fabri Ferreira

Data de Defesa: 22/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 300   Volumes: 1   Número: 1288

Banca de Defesa:
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Vânia Leite Fróes
Ricardo Luiz Silveira Da Costa
Paulo André Leira Parente
Edmar Checon de Freitas

Título: Aprender para ensinar, doutrinar para salvar: a formação da sabedoria cristã do Abade Guiberto de Nogent (c.1055-c.1125) Monodiade(c.1115)

Resumo: Esta pesquisa analisa as diferentes etapas da formação intelectual do abade Guiberto de Nogent (c.1055-c.1125) em Monodiae (c.1115) e outros de seus escritos. Entretanto, ela vai além do desenvolvimento deste personagem no sentido estritamente acadêmico ou letrado. Como as orientações monásticas, inspiradas na Antiguidade, não separavam ética (sapientia) e saber (scientia), pretende-se entender Guiberto em sua procura por ascensão espiritual através da sapiência que acumulou e situá-lo na pedagogia e debates intelectuais de sua época. Pedagogia que se dividia em punições, exercícios práticos e diálogos constantes; sapiência que estava na base de um cristianismo mais vivido que teorizado, e que se situava além dos muros de igrejas e mosteiros. Cristianismo vivido que acompanhou Guiberto e se mostrou presente em tudo que escreveu e que permitiu observar o quanto eram porosas as fronteiras entre escrito e oral no medievo. Assim, o ambiente cultural no qual Guiberto viveu foi reconstruído não somente a partir das palavras que deixou, mas também com base no que ele possivelmente leu, ouviu e experienciou. Igualmente, foi demonstrado que o autor de Monodiae, baseado em vivências particulares, descobriu ocasião propícia para expressar sua maneira de compreender a vida e ensinar a possíveis leitores como edificar um mundo melhor. Para Guiberto, tarefa possível pela conquista da sabedoria que não estava apenas nos livros ou aulas com importantes mestres.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Eduardo Pinto de Pinto

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 22/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 344   Volumes: 1   Número: 1286

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Francisco Das Chagas Fernandes Santiago Júnior
Marly Silva da Motta
Antonio Carlos Amancio da Silva
Paulo Knauss de Mendonça

Título: Imaginar a cidade real o cinema novo e a representação da modernidade urbana carioca (1955-1970)

Resumo: A tese aborda a representação da cidade do Rio de Janeiro pelo Cinema Novo entre 1955 e 1970, abarcando o surgimento das ideias que embasariam o movimento nos anos 1960, bem como suas mutações ao longo da década. A vinculação do Cinema Novo à vivência urbana carioca define um de seus perfis – estando o outro associado ao sertão – e fornece elementos para a elaboração de imaginários sociais na e sobre a cidade, que vivia um momento de reconfiguração. Capital federal em 1955, o Rio começa a década de 1960 sendo transformado em Estado da Guanabara, depois de perder o posto de cabeça do país para Brasília. Ainda assim, a capitalidade é o eixo norteador das obras analisadas, que – através de variados processos intertextuais – mobilizam duas estratégias distintas de representação. A primeira, vinculada ao ideário nacional popular, contrapõe dois aspectos da capitalidade ao opor a modernidade urbana às mazelas sociais, sendo este o caso de Rio, 40 graus, Cinco vezes favela e A grande cidade. A segunda, menos focada nos contrastes sociais, evoca a capitalidade em sua relação com os traços identitários da jovem classe média, como Os cafajestes, O desafio, Garota de Ipanema e Todas as mulheres do mundo. Através de agenciamentos diversos, os atores sociais abordados pela pesquisa – profissionais envolvidos nas produções dos filmes, críticos, teóricos, políticos e outros – se apropriam das obras, pondo em disputa os imaginários urbanos e as práticas sociais que estes possibilitam.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: William Vaz De Oliveira

Orientador: André Luiz Vieira de Campos

Data de Defesa: 22/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 299   Volumes: 1   Número: 1287

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Laurinda Rosa Maciel
Cristiana Facchinetti
Anna Beatriz De Sá Almeida
André Luiz Vieira de Campos

Título: A Assistência a Alienados na Capital Federal da Primeira Repúlblica: discursos e práticas entre Rupturas e Continuidades

Resumo: A Assistência a Alienados na cidade do Rio de Janeiro durante as primeiras décadas de seu funcionamento, esteve sob os cuidados diretos da caridade religiosa. No Hospício de Pedro II, primeiro estabelecimento destinado exclusivamente ao tratamento dos alienados no Brasil, as irmãs de caridade estiveram à frente dos serviços pelo menos até o ano de 1890, quando um decreto republicano, atendendo às inúmeras reivindicações dos médicos vinculados à Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, promove a desanexação do Hospício da Santa Casa de Misericórdia colocando a assistência sob os cuidados do Estado. Somente a partir daí é que os médicos puderam almejar de fato um lugar de autoridade no processo de consolidação dos saberes e práticas psiquiátricas no Brasil. Neste sentido, este trabalho tem como objetivo principal compreender não apenas o processo de constituição da psiquiatria enquanto um campo de saber específico sobre a loucura, transformada em doença mental, mas, sobretudo, cercar os discursos, práticas e disputas políticas que marcaram a Assistência a alienados na cidade do Rio de Janeiro durante a Primeira República. Busca, neste sentido, fazer uma análise da assistência como um todo, tentando compreender as disputas travadas entre médicos e irmãs de caridade, bem como as histórias e particularidades de cada um de seus estabelecimentos e respectivas seções, caracterizar as atividades terapêuticas, os métodos utilizados no tratamento dos pacientes, práticas cotidianas de vivências, condições de vida dos internos, as dissonâncias e consonâncias entre médicos, diretores e funcionários.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Flávia Cópio Esteves

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 21/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 338   Volumes: 1   Número: 1285

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Paulo Knauss de Mendonça
Joana Maria Pedro
Sonia Cristina da Fonseca Machado Lino

Título: Reinventando o político nas telas: gênero, memória e poder no cinema brasileiro (décadas de 1970 e 1980)

Resumo: O cinema, como um veículo para interpretação de um contexto histórico particular, mantém estreitas relações com a conjuntura na qual é concebido e visto. O diálogo entre filmes e história é focalizado neste trabalho através dos personagens femininos de quatro produções brasileiras: S. Bernardo (Leon Hirszman, 1972); Lição de amor (Eduardo Escorel, 1975); Parahyba mulher macho (Tizuka Yamasaki, 1983) and Eternamente Pagu (Norma Bengell, 1988). Esta pesquisa tenta compreender uma proposta de cinema político que leva às telas mulheres expressivas como protagonistas ou personagens essenciais na narrativa — elas se convertem em instrumentos para se questionar aspectos do poder que extrapolam a política institucional. Tais filmes pertencem a um contexto no qual as artes no Brasil enfrentam os efeitos de um governo ditatorial, como a censura e a repressão política, além do crescimento de uma indústria cultural. Cabe aqui discutir se a opção por observar aspectos subjetivos e relações pessoais, em cada uma das produções analisadas, acaba por produzir uma concepção distinta de política e de um cinema que busca a crítica social. Para além de elementos que sugerem aceitação do mercado cinematográfico e as limitações do contexto político, tais personagens femininas, apropriadas de décadas anteriores na história do Brasil, expressam certo olhar questionador sobre relações familiares, pessoais ou amorosas, ou mesmo sobre os papéis femininos na sociedade. Relações sociais cotidianas e conflitos subjetivos compõem, através das personagens femininas, um espaço para a análise do poder em suas múltiplas dimensões — em outras palavras, concebendo e vivenciando o privado como político.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ariadne Ketini Costa

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 21/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 182   Volumes: 1   Número: 1284

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Carlos Gabriel Guimarães
Antônio Carlos Jucá de Sampaio

Título: Uma "casa" Irlandesa no Maranhão: Estudo da trajetória da família Belfort, 1736-1808

Resumo: Este estudo pretende destacar a trajetória dos Belfort entre 1736 a 1808, período que equivale sobrevivência das duas primeiras gerações desta família na capitania do Maranhão. A análise é centrada nas práticas genealógicas que sustentaram sua reprodução social, com destaque para a integridade patrimonial e a preservação do sobrenome, como marca da tradição familiar. Assim, usaremos seus membros com referência para a abordagem das táticas de enobrecimento através do serviço régio, do mercado matrimonial e dos negócios mercantis, responsáveis pela manutenção desta “casa” no cenário público maranhense.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Raquel De Fátima Dos Reis

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 20/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 111   Volumes: 1   Número: 1283

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Laura Antunes Maciel
Mariana De Aguiar Ferreira Muaze

Título: A fotografia em Campanha: Paulino Araújo entre retratos e vistas constituindo memórias (1907-1970)

Resumo: Este trabalho investiga a trajetória de Paulino Araújo a partir da memória material e simbólica em torno da sua atuação como fotógrafo na cidade de Campanha no Sul de Minas Gerais durante seis décadas do século XX. Busca-se entender o circuito social da fotografia, a demanda social por imagens e a prática que o fotógrafo desenvolveu, registrando pessoas e paisagens. Discute-se também acerca da Coleção Paulino Araújo, sua caracterização, temas e limitações e se estabelece uma análise acerca das representações sociais e urbanas na cidade de Campanha.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Renato Soares Coutinho

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 19/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 196   Volumes: 1   Número: 1282

Banca de Defesa:
Jorge Luiz Ferreira
Paulo Roberto Ribeiro Fontes
Andréa Casa Nova Maia
Angela Maria de Castro Gomes
Giselle Martins Venâncio

Título: Um Flamengo grande, um Brasil maior: O Clube e Regatas do Flamengo e o imaginário político nacionalista popular (1930-1955).

Resumo: O trabalho tem como objetivo investigar os fatores que contribuíram para a popularidade e para a abrangência nacional do Clube de Regatas do Flamengo. O período analisado – 1933 a 1955 – foi marcado pela implantação do regime profissional no clube e pelo progressivo processo de fidelização de torcedores em todo território nacional. As campanhas de marketing das gestões dos presidentes José Bastos Padilha e Gilberto Cardoso serão interpretadas a fim de associar a construção da identidade do clube mais popular do Brasil aos símbolos e valores sociais correntes no imaginário político nacionalista divulgado pela propaganda estatal nas décadas de 1930 e 1940.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Pedro Augusto Pimenta

Orientador: Elisa Frühauf Garcia

Data de Defesa: 19/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 156   Volumes: 1   Número: 1281

Banca de Defesa:
Elisa Frühauf Garcia
Ronaldo Vainfas
Célia Cristina da Silva Tavares

Título: Jesuítas no Japão: o discurso sobre os percalços da cristianização

Resumo: O presente trabalho buscará compreender o discurso dos jesuítas sobre os percalços encontrados na evangelização do Japão. Embora a presença do cristianismo não tenha durado mais de um século, os religiosos conseguiram atingir grandes cifras de conversões, apesar da cultura nipônica se mostrar tão diferente da ocidental. Porém, ainda que tenham obtidos inúmeros êxitos, os jesuítas também se deparavam com diversos percalços na tentativa de expandir a fé cristã na região. Buscaremos analisar nas cartas produzidas pelos religiosos, como suas justificativas sobre os reveses da cristianização eram alteradas de acordo com o contexto político e social japonês. Ao longo do trabalho, destacaremos também importantes questões como as interações culturais entre Ocidente e Oriente, influência política e militar dos jesuítas na Japão, bem como a construção do discurso nas missivas inacianas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Stephanie Caroline Boechat Correia

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 18/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 213   Volumes: 1   Número: 1280

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Marina de Mello e Souza
Alexandre Vieira Ribeiro

Título: O REINO DO CONGO E OS MISERÁVEIS DO MAR: O CONGO, O SONHO E OS HOLANDESES NO ATLÂNTICO 1600-1650

Resumo: Esta pesquisa tem o objetivo de conhecer as relações construídas e desfeitas entre holandeses, portugueses e congoleses no período de 1600 a 1650, prestando maior atenção, aos aspectos políticos e religiosos dessas relações. Para tal, foi importante perceber como as identidades dos senhores locais, sobretudo os mani Congo e Sonho, foram sendo construídas através das disputas travadas e como, muitas vezes, os discursos e as práticas possuíram diferenças enormes de acordo com os interesses e com as situações. Suas mudanças de posicionamentos políticos, seu fazer e desfazer de alianças em relação a holandeses, portugueses, espanhóis e italianos são pontos importantes da pesquisa e são vistos como contradições próprias das relações sociais. Categorias como católico, pagão e herege tinham enorme importância e eram manejadas de acordo com as exigências de cada situação. Foram justamente essas situações que impuseram discursos e práticas identitárias – por vezes aparentemente contraditórias – que se destacaram ao longo da pesquisa e que constituíram o foco de atenção deste trabalho.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Diego De Morais Salim

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 15/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 329   Volumes: 1   Número: 1279

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Lucia Grinberg

Título: Pegou a guitarra e foi ao cinema: rock e juventude na filmografia de Lael Rodrigues nos anos 1980.

Resumo: A década de 1980 foi um período de transformações e reconfigurações da vida em sociedade, após um longo tempo de cerceamento das liberdades individuais. Os desafios impostos pela nova realidade questionavam os papéis sexuais, os valores morais, o comportamento, a participação política e traziam para o centro das questões do país, os grupos juvenis, ávidos por expressarem suas práticas culturais. Nesse cenário, o rock se manifestou em diversos pontos do Brasil, atingindo um grande sucesso comercial e aumentando o interesse da indústria fonográfica sobre essa produção. O cinema, apoiado pela emergência das culturas juvenis, encontrou no rock um elo fundamental para a expressão de uma nova safra de filmes, ancorados no gênero juvenil. Livros, revistas e publicações, em geral, confluíam em meio a essa efervescência juvenil em voga nos anos 1980. O cinema brasileiro desse período celebrou o encontro entre a juventude e o rock, seguindo uma tendência já tradicional no cinema internacional e experimentado em décadas anteriores pela produção nacional. Como síntese dessa experiência, a filmografia do diretor Lael Rodrigues é levantada como o eixo da incorporação de questões e problemáticas daquele tempo, através dos seus longas-metragens produzidos e lançados nos anos 1980: ―Bete Balanço‖ (1984), ―Rock Estrela‖ (1985) e ―Rádio Pirata‖ (1987). As trilhas sonoras, os videoclipes e os diferentes usos dos sons são marcas dessa produção que, apesar de pouco duradoura, escreveu suas linhas na história do cinema brasileiro.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rita De Cássia Vianna Rosa

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 14/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 419   Volumes: 1   Número: 1276

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Miriam Cabral Coser
Sonia Cristina da Fonseca Machado Lino
Suely Gomes Costa
Sônia Regina Rebel de Araújo

Título: "A General das Letras": a literata Cosette de Alencar e a "sua" cidade - Juiz de Fora (MG) - 1918 a 1973

Resumo: Esta tese propõe a análise da trajetória biográfica e da obra literária de uma mulher, Cosette de Alencar, que nasceu (1918), viveu e faleceu (1973) em Juiz de Fora (Minas Gerais) e que encontrou nas letras um espaço para a realização feminina. O objetivo deste trabalho é compreender as estratégias adotadas pela literata para através da memória salvar do esquecimento um período histórico no qual sua cidade natal ficou conhecida como “Atenas Mineira”. Ao longo do século XX Juiz de Fora sofreu mudanças em vários aspectos: econômico, social, político, urbanístico e cultural. Para Cosette de Alencar o setor cultural foi muito prejudicado com as transformações ocorridas na cidade. A cultura local se esvaziou com a migração ou o falecimento de vários literatos que participaram no início do século XX da fundação da Academia Mineira de Letras. Nesse contexto, a literata utilizou suas crônicas publicadas inicialmente no jornal “Gazeta Comercial” (1938 a 1939) e posteriormente no “Diário Mercantil” (1939 a 1973), ambos editados em Juiz de Fora, para denunciar a situação cultural da cidade. Após o falecimento de seu pai, o literato Gilberto de Alencar, a escritora adicionou à sua luta a questão da preservação da memória paterna e da obra literária do mesmo. Com longa carreira na imprensa de Juiz de Fora e colaboração em periódicos de Belo Horizonte, São João Del Rei e Rio de Janeiro, a maior parte da produção literária de Cosette de Alencar encontra-se nos jornais, pois publicou apenas um livro: o romance “Giroflê, Giroflá”. As fontes utilizadas neste trabalho foram: crônicas, poemas, artigos, seções, correspondências, o romance; assim como as matérias publicadas na imprensa e os artigos escritos por contemporâneos da literata.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Pedro Vieira Da Silva Peixoto

Orientador: Adriene Baron Tacla

Data de Defesa: 14/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1275

Banca de Defesa:
Adriene Baron Tacla
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Elaine Farias Veloso Hirata

Título: A morte sobre rodas: gênero, hierarquias sociais e práticas mortuárias nos enterramentos do norte da Bretanha nos séculos IV- III a.C.

Resumo:

Autor: Pedro Portocarrero Pinheiro

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 14/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 268   Volumes: 1   Número: 1278

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Flavio Limoncic
Thaddeus Gregory Blanchette

Título: Para entender o fenômeno Carter: governo, partido e movimentos sociais num contexto de crise.

Resumo: Este trabalho procura dar conta da ascensão de Jimmy Carter dentro do Partido Democrata, no caminho percorrido por ele até chegar à presidência dos EUA. Não se trata, contudo, de uma biografia; o trabalho procura inserir a trajetória pessoal de Carter no contexto maior das transformações políticas, sociais e econômicas pelas quais passavam os EUA na década de 70. Para tanto, concebemos uma tríade de atores sociais, composta por militantes profissionais do partido, integrantes de movimentos sociais e funcionários tecnocratas da área econômica. Nosso objetivo é observar pontos de interação e atritos entre esses agentes, dentro e fora do governo, de modo a compreender a formação de uma cultura política específica do Partido Democrata, cuja origem está no seu processo de nacionalização e unificação. Procuramos ainda relacionar a crise de governabilidade enfrentada por Carter durante seu mandato com as estratégias legislativas do governo, as condicionantes econômicas e políticas do período, e a percepção do governo e da liderança pessoal de Carter por parte da opinião pública.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: José Inaldo Chaves Júnior

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 14/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 284   Volumes: 1   Número: 1277

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Adriana Romeiro
Carlos Gabriel Guimarães

Título: "As Duras Cadeias de Hum Governo Subordinado": história, elites e governabilidade na Capitania da Paraíba (c. 1755- c. 1799).

Resumo: Na segunda metade do século XVIII, os territórios das capitanias do Norte do Estado do Brasil estiveram, por determinação régia, anexados administrativamente ao governo da capitania de Pernambuco. No caso da Paraíba, a anexação perdurou ao longo de quarenta e quatro anos, entre 1756 e 1799, e institucionalizou redes sociais há muito estabelecidas entre segmentos das elites da Paraíba e seus congêneres da vizinha Pernambuco. Constituída capitania real ainda no final do século XVI, a Paraíba teve sua jurisdição política, administrativa e econômica subtraída sob a alegação da inexistência de meios financeiros para a manutenção de um governo autônomo. A privação da autonomia governativa produziu uma vastidão de contenciosos entre os governadores das duas capitanias, fosse pelo desrespeito ou indefinição dos limites jurisdicionais de cada um, fosse pelo não-reconhecimento de parte das elites da Paraíba da autoridade do capitão-mor desta capitania. As falas irritadas dos governadores da Paraíba, notadamente de Jerónimo José de Melo e Castro (1764-97), contrários à anexação, foram quase sempre tomadas pela historiografia paraibana, notavelmente aquela ligada ao Instituto Histórico e Geográfico Paraibano (IHGP), como arautos de independência e bravura frente ao domínio da poderosa capitania vizinha. No entanto, uma releitura dos eventos que rodearam àquele tenso meio século repleto de intrigas entre os governadores da Paraíba e as elites locais, sempre dispostas a consorciar-se com os de Pernambuco, tem demonstrado o estabelecimento, sob a chancela da Coroa, de redes supracapitanias que interligavam tais espaços a partir dos negócios e da política, ensejadas numa cultura política de Antigo Regime nos trópicos. Portanto, esse estudo busca uma observação micro-analítica das consequências da anexação de 1756 a partir das dinâmicas das elites locais da Paraíba, inseridas no contexto do Império português, i.é., as relações que conformavam os vínculos com Pernambuco, precisamente com os negociantes da praça mercantil do Recife e com os governadores-generais, fazendo-as duelar contra aqueles que tentavam prejudicar os interesses em jogo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Marcio Felipe Almeida Da Silva

Orientador: Renata Rodrigues Vereza

Data de Defesa: 14/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 132   Volumes: 1   Número: 1274

Banca de Defesa:
Renata Rodrigues Vereza
Edmar Checon de Freitas
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva

Título: In fronteria maurorum: espaço e fronteira em Castela no século XIII

Resumo: Nossa pesquisa analisa os conceitos de fronteira a serem empregados para o estudo do reino de Castela no século XIII. O recorte temporal que adotamos se concentra no período compreendido entre a vitória cristã em Las Navas de Tolosa e os anos finais do Reinado de Afonso X. Acreditamos que esta ofensiva marcou o início da projeção castelhana sobre Andaluzia, além de acentuar o processo de avanço das fronteiras de Castela em direção ao sul Mais do que isso, um estudo da sociedade de fronteira e sua forma de vida tem sua credibilidade como fator histórico precisamente por seu caráter de separação, não só de duas sociedades, mas de duas identidades distintas. Mesmo investigando com certo ardor o período do governo de Fernando III, nossa pesquisa mantém o foco nos anos em que Afonso X esteve à frente da coroa castelhana.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Lívia Gonçalves Magalhães

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 12/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 239   Volumes: 1   Número: 1273

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Marcos Alvito Pereira de Souza
Alessandra Carvalho
Bernardo Borges Buarque De Hollanda
Samantha Viz Quadrat

Título: Com a taça nas mãos: sociedade, Copa do Mundo e ditadura no Brasil e na Argentina

Resumo: A tese discute as diferentes manifestações sociais no Brasil e na Argentina durante as Copas do Mundo de 1970 e 1978, respectivamente. Apesar de terem sido elemento da propaganda oficial de ambos os regimes, estas competições possuem outras interpretações além do uso feito pelas ditaduras. Jogadores, comissão técnica, jornalistas, torcedores: todos tiveram suas formas de viver aqueles dias que culminaram na vitória da seleção nacional no torneio mais importante do futebol mundial. São distintas também as memórias sobre as conquistas, que se tornaram um espaço de disputa que permite uma análise das próprias relações sociais que marcaram as últimas ditaduras civil-militares de Brasil e Argentina.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Luiz Salgado Neto

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 12/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 289   Volumes: 1   Número: 1272

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Flavio Limoncic
Leopoldo Osório Carvalho De Oliveira

Título: UMA PEQUENA AMÉRICA NO ORIENTE: fundamentos culturais do apoio ao sionismo nos Estados Unidos (1936-1948).

Resumo: A presente pesquisa tem o objetivo de analisar os fundamentos culturais do apoio ao sionismo nos Estados Unidos. Por meio da análise de cinco periódicos de amplitude nacional, buscou-se apreender os elementos culturais presentes em avaliações sobre a Questão da Palestina e em discursos pró-sionistas no período de 1936 e 1948. O objetivo do estudo foi analisar como essas avaliações e esses discursos mobilizaram representações, valores, percepções, crenças e imagens na análise do conflito entre árabes e sionistas, bem como na defesa da criação de um Estado judeu na Palestina. Esta pesquisa propôs uma articulação entre política e cultura. Dessa forma, buscou-se avaliar, ao fim do estudo, como fundamentos culturais influenciaram a postura política de uma parcela significativa da sociedade norte-americana, que pressionava o governo dos Estados Unidos a apoiar a criação de um Estado judeu na Palestina.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Jackson Luiz De Oliveira Pires

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 11/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 182   Volumes: 1   Número: 1271

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Larissa Moreira Viana
Fernando Luiz Vale Castro

Título: "Empreendimento Missionário e Americanismo: o modelo educacional granberyense e o universo político cultural de Juiz de Fora (1889-1930)"

Resumo: Este trabalho analisa os encontros, assimilações, conflitos e tensões que envolveram ab história do Colégio Americano Granbery, em Juiz de Fora, entre 1889 e 1930, face ao empreendimento missionário metodista ao qual a instituição estava ligada. Nesse sentido, o objeto central do estudo é o modelo educacional construído por seus dirigentes missionários estadunidenses. Considerando a zona de contato cultural construída entre os missionários e o corpo de intelectuais liberais da elite da cidade, procuro entender, também, como foi compartilhada uma cultura política ancorada em uma imagem de progresso e modernidade dos Estados Unidos, voltada para a consecução do projeto educacional. Esse trabalho discute ainda os diferentes significados que a noção de americanismo assumiu nos debates políticos e identitários nos Estados Unidos e no Brasil, a partir do processo de extroversão norte- americana, na passagem do século XIX para o século XX, considerando o papel do missionarismo protestante nesse processo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Hevelly Ferreira Acruche

Orientador: Maria Verónica Secreto Ferreras

Data de Defesa: 11/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 207   Volumes: 1   Número: 1270

Banca de Defesa:
Maria Verónica Secreto Ferreras
Elisa Frühauf Garcia
Keila Grinberg

Título: Escravidão e liberdade em territórios coloniais: Portugal e Espanha na fronteira platina.

Resumo: O objetivo deste dissertação é analisar a porosidade das fronteiras, especificamente as do sul da América, a luz dos Tratados de limites assinados entre as Coroas de Portugal e Espanha na segunda metade do século XVIII. Ao mesmo tempo, intentamos analisar a relação entre as convulsões e alianças políticas formadas no Velho Mundo e seus reflexos no andamento das políticas de domínio e soberania nas Conquistas americanas. Para tal, pretendemos observar os efeitos destas leis, de caráter internacional, no continente americano; seja no processo demarcatório em si, seja na contenção do comércio ilegal e das fugas escravas. Deste modo, pensamos em demonstrar que um conjunto de práticas e mecanismos viabilizou a continuidade do contrabando entre lusos e hispânicos na fronteira platina e que, embora a escravidão tenha fundamental importância na América espanhola, na fronteira sul os conflitos militares em torno da posse da Colônia do Sacramento levaram a uma construção da ideia de liberdade no além – fronteira.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Renan Marques Birro

Orientador: Edmar Checon de Freitas

Data de Defesa: 07/03/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 261   Volumes: 1   Número: 1269

Banca de Defesa:
Edmar Checon de Freitas
Álvaro Alfredo Bragança Junior
Mário Jorge da Motta Bastos

Título: "Rex perpetuus Norvegiæ: A sacralidade régia na monarquia norueguesa e a santificação de Óláfr Haraldsson (c. 995-1030) à luz da literatura nórdica latina e vernacular (sécs. XI-XII)"

Resumo: A pesquisa de mestrado intitulada Rex perpetuus norvegiæ: a sacralidade dos reis noruegueses e a santificação de Óláfr Haraldsson (c. 995-1030) à luz da literatura nórdica latina e vernacular (sécs. XI-XII) é um inquérito sobre as diferentes tradições de sacralidade régia na Noruega durante a Era Viking e a Escandinávia Medieval, sobre a santificação do viking, rei, mártir e santo norueguês Óláfr Haraldsson, além da utilização de sua imagem como padroeiro do reino para consolidar a monarquia, a Igreja da Noruega e a recepção da biografia sagrada do santo norueguês por parte dos fieis. Óláfr Haraldsson (c.995-1030) viveu como viking durante alguns anos. Em 1015 ele retornou à Noruega para reclamar o trono após ser batizado em Rouen. A grande tarefa deste rei foi consolidar a conversão de seu povo ao cristianismo, tarefa que cumpriu à maneira de Carlos Magno: conversões forçadas e destruição de objetos e espaços de veneração pagãos. Ele foi banido do reino após a derrota na Batalha de Helgeå (1026). Após como proscrito, ele retornou em 1030, mas foi morto na Batalha de Stiklestaðir (1030). O rei morto transformou-se num objeto de veneração pouco após a sua morte, e um ano após a derradeira batalha, seu corpo foi transladado das cercanias de Nidaróss para o seio dessa cidade, que ficava na região onde este rei encontrava o maior número de seus detratores. Há indícios de peregrinações em massa para o seu santuário, e os inimigos do controle dinamarquês sobre a Noruega viram em Óláfr a possibilidade de se fortalecer, assim como a Igreja local, que tentava se unir a monarquia para ganhar forças e sobreviver num território recém-convertido à fé cristã. Seus sucessores empenharam- se em utilizar o rei-mártir para fortalecer seu poder político no reino. Entrementes, elementos da antiga sacralidade régia pagã foram reaproveitados, como o hamingja (“sorte”), além da incorporação da sacralidade régia cristã e do monarca defunto como padroeiro do reino e rei perpétuo da Noruega. O modelo inicial da biografia sagrada do santo seguia o padrão anglo-saxão de reis mártires, embora tenha sofrido influências da cultura local e respondido aos anseios da comunidade.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rodrigo de Azevedo Weimer

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 01/03/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 497   Volumes: 1   Número: 1268

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Jean Michel Louis Hébrard
Paulo Roberto Staudt Moreira
Verena Alberti
Martha Campos Abreu

Título: A gente da Felisberta. Consciência histórica, história e memória de uma família negra no litoral rio-grandense na pós-emancipação (c.1847-tempo presente)

Resumo: No presente trabalho tenho como objetivo analisar como o passado escravista e o período subsequente à Abolição da escravidão vêm sendo lembrados ao longo do século XX na região do litoral norte do Rio Grande do Sul. Para tanto, analisou-se a trajetória de um casal de escravos e sua descendência desde meados do século XIX até a aurora do século XXI. Inscreve-se na perspectiva da “história da memória”, não obstante a experiência vivida seja recuperada como forma de contextualizar os processos de rememoração. Temáticas como a relação entre a oralidade e a cultura escrita, as experiências de gênero e de racialização, a valorização da memória do cativeiro face a disputas políticas contemporâneas e as práticas de nominação foram costuradas através do conceito de “consciência histórica”, por meio da qual procuro traduzir uma disposição investigativa – ainda que não “científica” ou “acadêmica” – do grupo estudado face a seu próprio passado.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Pedro Cassiano Farias De Oliveira

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 28/02/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 163   Volumes: 1   Número: 1267

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Regina Angela Landim Bruno

Título: Extensão Rural e interesses patronais no Brasil : uma análise da Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural - ABCAR (1948-1974)

Resumo: Nesta dissertação será analisada a trajetória da extensão rural no Brasil, no período de 1948 a 1974. O projeto de extensionismo surgiu, no Brasil, devido a uma iniciativa privada bem-sucedida firmada em 1948 entre a Associação Internacional Americana (AIA) — controlada por Nelson Rockefeller — e o governo do Estado de Minas. Logo em 1956 o extensionismo virou uma política nacional, com a criação da Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural-ABCAR. Durante essa trajetória, a extensão rural foi projetada como o veículo de propagação de técnicas agrícolas e sanitárias aos pequenos produtores. Ressalta-se, no trabalho, a relação entre a ABCAR e as agremiações do patronato rural brasileiro, sobretudo a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e a Sociedade Nacional de Agricultura (SNA). Nos anos 70, no que se convencionou chamar de “modernização” da agricultura, os objetivos da ABCAR também foram redirecionados para atender à nova demanda das frações da classe dominante agroindustrial. Uma nova orientação para o extensionismo consolidou-se na extinção da ABCAR em 1974. Portanto, a extensão rural no Brasil contribuiu para intensificar a desigualdade no campo ao longo de sua existência.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gabriel Romero Lyra Trigueiro

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 26/02/2013   Nível: Mestrado

Páginas: 191   Volumes: 1   Número: 1266

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Sabrina Evangelista Medeiros
Erica Simone Almeida Resende

Título: Crise da Identidade: Uma análise dos argumentos de Dissent Magazine Sobre a Guerra do Afeganistão e a Guerra do Iraque( 2000 - 2006)

Resumo: Este trabalho aborda as reações às guerras do Afeganistão e Iraque de diversos intelectuais envolvidos com a revista norte-americana de esquerda Dissent Magazine. Afinados com aquilo que chamo de campo liberal-left, parte substantiva desses intelectuais não hesitou em prover apoio às medidas militares adotadas pelo governo de George W. Bush. As causas originárias desse apoio são examinadas na presente pesquisa, bem como os argumentos daqueles que, no mesmo periódico, membros da mesma cultura política em questão, se puseram a criticar as ações de política externa do governo Republicano – bem como, por conseguinte, seus colegas de revista. A natureza desses embates e as consequências intelectuais para a cultura política liberal-left são investigadas a seguir.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Henrique César Monteiro Barahona Ramos

Orientador: Gizlene Neder

Data de Defesa: 19/02/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 317   Volumes: 1   Número: 1265

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Adriana Pereira Campos
Keila Grinberg
Cláudia Henschel De Lima
Gisálio Cerqueira Filho

Título: Os "Doutores da Lei": medicalização social e jurisdição civil (Brasil-Portugal - Século XIX)

Resumo: A presente tese visa à investigação de como a jurisdição civil brasileira refletiu o modelo de medicalização social no século XIX, como resultado da apropriação, pelo direito, da metodologia e dos conceitos da medicina social. Um indício dessa hipótese é a ressignificação da palavra “remédio” (“remedium juris”) para designar as ações ou os recursos judiciais, que até o século XVIII era um “meio” para se perseguir em juízo um direito violado, no caso das ações, ou a correção de um ato do juiz praticado no processo, no caso dos recursos. No entanto, ao longo do século XIX, o conceito de “remédio” sofreu o deslizamento semântico da medicina para o direito passando a significar, já no final do Oitocentos, um medicamento para a cura dos males das partes em juízo, ao mesmo tempo em que a jurisdição se constituiu, na generalidade dos casos, como uma terapêutica social nos moldes da medicina higienista.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Raphael Freitas Santos

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 05/02/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 371   Volumes: 1   Número: 1264

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Claudia Maria Das Graças Chaves
Carla Maria Carvalho De Almeida
Antônio Carlos Jucá de Sampaio
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: Minas com Bahia: Mercados e negócios em um circuito mercantil setecentista.

Resumo: Esta tese procura analisar a dinâmica econômica e social de um circuito mercantil que nas primeiras décadas do século XVIII teve um papel fundamental na história da América portuguesa: o Caminho dos Sertões e dos Currais da Bahia. Através de dados, informações, registros e, sobretudo, da trajetória de indivíduos que atuaram nas rotas comerciais que ligavam Minas à Bahia buscamos descortinar, não apenas o fluxo mercantil, mas também as práticas e as estratégias adotadas pelos agentes durante a sua vivência dos mercados. Com isso tornou-se possível conhecer melhor nuances sobre a história de lugares entrecortados pelo circuito mercantil em foco, bem como alcançar interessantes conclusões com relação a aspectos da colonização portuguesa da América, e da dinâmica do comércio Atlântico, antes da emergência efetiva do Capitalismo.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Isabel Ribeiro Lenzi

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 22/01/2013   Nível: Doutorado

Páginas: 267   Volumes: 1   Número: 1263

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Arno Wehling
Temístocles Américo Correa Cezar
Márcia Regina Romeiro Chuva
Giselle Martins Venâncio

Título: "Para aprendermos a história sem nos fatigar": a tradição do antiquariado e a historiografia de Gilberto Ferrez

Resumo: A tese tem como objeto de estudo a historiografia de Gilberto Ferrez e como fonte principal os documentos de seu arquivo pessoal existente no Arquivo Nacional, além de suas obras publicadas e pareceres para o SPHAN. O trabalho se insere no campo dos estudos da história da escrita da história e caracteriza como a obra de Gilberto Ferrez exemplifica o antiquariado enquanto forma de construção do conhecimento histórico. Discute também de que maneira esse modelo se mantém atual, contrariando a tendência a vê-lo apenas enquanto uma expressão da Época Moderna. Para definição do antiquariado, nos valemos de conceitos desenvolvidos por Arnaldo Momigliano. Considerando que Gilberto Ferrez também foi um colecionador notório, a pesquisa evidencia de que modo a prática de colecionar se constituiu como a base de sua formação de pesquisador em história, definindo o documento de época, sobretudo imagens, como objeto de estudo principal da História. Ao lado disso, a partir de Michel de Certeau, discute-se o lugar social da construção de sua historiografia, demarcando sua participação no IHGB e no Conselho Consultivo do SPHAN e sua rede de colaboração, descrevendo um ambiente de sociabilidade intelectual marcada por laços pessoais. Em seguida, a tese discute suas práticas de pesquisa, explorando os trabalhos publicados, os pareceres produzidos para o SPHAN e a correspondência mantida com seus pares. É apresentada ainda uma interpretação de sua leitura da história do Brasil como memória da civilização europeia, associada a estrangeiros que viveram no Brasil.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rita de Cassia Colaço Rodrigues

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 27/11/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 371   Volumes: 1   Número: 1262

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
João Bosco Hora Góis
Sergio Luis Carrara
Myrian Sepulveda Dos Santos
Maria Celina Soares D´Araujo

Título: De Daniele a Chrysóstomo: Quando travestis, bonecas e homossexuais entram em cena.

Resumo: Entendendo as lutas dos homossexuais como disputas de representação, nos marcos da história cultural, através dos aportes de Roger Chartier e da teoria das estruturas sociais de Pierre Bourdieu, analiso a entrada de travestis, bonecas, viados, gueis e lésbicas na cena política brasileira, reivindicando o direito à vida livre de discriminação. A investigação é desenvolvida através de dois movimentos, considerando como ponto zero o ano de 1978 e os eventos consagrados na literatura como fundantes do movimento homossexual brasileiro, isto é, a constituição do grupo Somos/SP e a edição do jornal Lampião da Esquina. Um, em direção ao passado, até o ponto mais remoto cujo registro foi possível conhecer, onde se verifique a vocalização da demanda por uma vida livre do preconceito e da discriminação. O outro, em direção ao futuro, trata da sua constituição e trajetória, privilegiando suas lutas nos espaços normativos, tendo como marco final a participação no processo constituinte. O objetivo é compreender como se deram tais vocalizações e disputas. Na medida em que essa trajetória é atravessada pela pandemia da aids, que por suas conseqüências termina por impor o privilegiamento do campo jurídico como espaço de reconhecimento, o objetivo adicional é verificar quais as representações da homossexualidade de que são portadores os diversos agentes do campo nesse período. O que termina por fazer surgir uma problemática adicional, que consiste em verificar a validade e o alcance da tríplice retórica que estrutura esse campo (universalidade, impessoalidade e neutralidade), explicitada por meio de princípios ou axiomas, como o da isonomia jurídica (“todos são iguais perante a lei”), da presunção da inocência (“todos são inocentes até prova em contrário”, “in dúbio pro reo”) etc. em relação a agentes tidos como desqualificados. Para cumprimento dessa problemática suplementar será examinado o processo criminal movido contra um dos editores do jornal Lampião da Esquina, em 1981, no Rio de Janeiro, em razão de sua representatividade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Débora Paiva Monteiro

Orientador: Giselle Martins Venâncio

Data de Defesa: 12/11/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 107   Volumes: 1   Número: 1261

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Larissa Moreira Viana
Carolina Vianna Dantas

Título: O sonho de todo folião: um ano com dois carnavais (Rio de Janeiro - 1912)

Resumo: No ano em que se comemora seu centenário, o presente trabalho pretende analisar as manifestações carnavalescas ocorridas no carnaval de 1912, no Rio de Janeiro. Em virtude do falecimento de José Maria da Silva Paranhos Júnior - o barão do Rio Branco, então ministro das Relações Exteriores - às vésperas dos festejos carnavalescos, surgiu um movimento que clamava pelo adiamento da festa, como forma de prestar homenagem ao recente morto. A polêmica foi acompanhada pela imprensa e invadiu as páginas dos jornais, o que justifica esta como a principal fonte de pesquisa utilizada para esta dissertação. O resultado foi a realização de duas festas naquele ano, uma na data prevista pelo calendário – em fevereiro – e a outra na data proposta para a transferência – em abril. Esta pesquisa, portanto, busca compreender os acontecimentos festivos daquele ano, numa tentativa de refletir sobre a importância do tempo da festa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Flávio Lemos Alencar

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 05/11/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 212   Volumes: 1   Número: 1260

Banca de Defesa:
Paulo Emílio Vauthier Borges De Macedo
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Título: A política religiosa da monarquia inglesa sob Jaime I e a crítica de Francisco Suárez na "Defensio Fidei" (1613)

Resumo: O objetivo da dissertação é estudar, por um lado, a relação entre teoria política e teologia na Inglaterra do rei Jaime I, atentando para a ligação entre os pressupostos religiosos protestantes e a afirmação da supremacia régia sobre a Igreja; por outro, pretende estudar a crítica a tais concepções e práticas levada a cabo por Francisco Suárez, jesuíta espanhol, que expõe, nos livros III e VI de sua obra Defensio fidei catholicae, uma teoria política acorde com a teologia católica e com a tradição política ibérica. O primeiro capítulo detém-se nas concepções políticas presentes nos principais reformadores que influenciaram o pensamento de Jaime I e o protestantismo inglês e escocês: Martinho Lutero, João Calvino e John Knox; bem como na fundação da Igreja anglicana, pelo rei Henrique VIII, e a evolução da doutrina anglicana durante seu reinado. O segundo capítulo aborda as vicissitudes da relação entre Elizabeth I e os católicos ingleses, em que a mãe de Jaime I, a rainha Maria I da Escócia, teve um papel de especial relevância. O terceiro capítulo, por fim, trata da ascensão do rei Jaime VI da Escócia ao trono inglês, sob o nome de Jaime I, e sua política religiosa, particularmente a imposição a todos os católicos de uma nova fórmula de juramento de fidelidade; e da crítica filosófica e teológica ao texto desse juramento, desenvolvida por Francisco Suárez.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Elizabeth Castelano Gama

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 25/10/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 213   Volumes: 1   Número: 1259

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Verena Alberti
Martha Campos Abreu

Título: Mulato, homossexual e macumbeiro: que rei é este? Trajetória de Joãozinho da Goméia (1914-1971)

Resumo: Privilegiando a narrativa biográfica como escrita da história, este trabalho propõe direcionar a lupa para João Alves de Torres Filho, o Babalorixá Joãozinho da Goméia, para analisar o desenvolvimento do Candomblé no Estado do Rio de Janeiro. A aproximação com o conhecimento sobre a vida, o costume, as estratégias, os conflitos enfrentados pelos adeptos da religião candomblé na cidade do Rio de Janeiro possibilitará compreender, a partir da análise social, de que forma os religiosos se inseriram e interagiram com a sociedade em um período de intensos debates sobre as relações raciais no Brasil, que possibilitaram novas representações sobre a religião principalmente através da imprensa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Claudia Peçanha da Trindade

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 19/10/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 260   Volumes: 1   Número: 1258

Banca de Defesa:
Lia De Mattos Rocha
Marcela Alejandra Pronko
Marcelo Badaró Mattos
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Orlando Alves Dos Santos Junior

Título: "Não se faz omelete sem quebrar os ovos". Política pública e participação social no PAC Manguinhos - Rio de Janeiro

Resumo: Esta tese foi desenvolvida a partir do interesse em compreender o processo de implementação e execução do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC, na região de Manguinhos, zona norte da cidade do Rio de Janeiro. O “PAC Manguinhos”, como se convencionou chamar, é analisado dentro de um quadro mais geral de políticas públicas direcionadas às favelas cariocas, levando-se em conta a multiplicidade de atores sociais e as conexões políticas por eles protagonizadas. Elaborado durante um período que se estende entre os anos de 2007 e 2012, o trabalho de campo no qual está ancorado o presente estudo se deu tanto nas diferentes favelas que compõem o “Complexo de Manguinhos”, quanto a partir do acompanhamento de uma agenda pública de eventos relacionados ao PAC fora dos limites geográficos de Manguinhos. Aos históricos de urbanização e ocupação da região em questão, se somam os debates sobre sociedade civil e participação social, à luz dos estudos sobre a nova sociabilidade do capital e suas implicações nos processos contemporâneos de intervenção urbana.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Francisco Carvalho Dos Santos Rodrigues

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 25/09/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 142   Volumes: 1   Número: 1257

Banca de Defesa:
Edison Luis Gastaldo
Rosana Da Câmara Teixeira
Marcos Alvito Pereira de Souza

Título: Amizade, trago e alento - A Torcida Geral do Grêmio (2001 - 2011) da rebeldia à institucionalização: mudanças nas relações entre torcedores e clubes no campo esportivo brasileiro.

Resumo: O presente trabalho pretende analisar as transformações ocorridas nas relações entre os torcedores do Grêmio Foot-Ball Portoalegrense. Mais precisamente a partir de 2001, ano em que surgiu um movimento completamente novo para os padrões referentes aos espectadores em estádios de futebol no Brasil: a Torcida Geral do Grêmio. Apesar de se tratar de um movimento recente, o processo de surgimento e consolidação desta que é hoje a maior torcida do clube suscita de maneira exemplar todas as contradições que envolvem a introdução de relações capitalistas no campo esportivo, marcadamente a partir do começo dos anos 2000. Período que marca a entrada de grandes investidores, circulação de jogadores, transformação do esporte em um produto televisivo e dos torcedores em consumidores do futebol de espetáculo. O processo de formação da Torcida Geral do Grêmio tem em sua origem a marca da contestação às transformações que afetaram de maneira determinante as relações entre clubes e torcedores. Uma nova cultura que manifesta em um amplo sistema de representações simbólicas as transformações do sistema econômico e cultural na qual estão inseridas; marcadamente pela contestação às políticas de vigilância, elitização e controle, aos padrões das torcidas uniformizadas hegemônicas nos anos 1990 e à direção do clube. A cultura que hoje em dia é dita no meio futebolístico como inerente ao torcedor gremista teve uma origem e este estudo se propõe a analisar em que condições este processo se desenvolveu. Por se tratar de um movimento até então não institucional e de surgimento recente, aliadas a falta de uma estrutura hierárquica formal e uma sede, não havia fontes escritas sobre o tema. Pude contar então somente com a memória de seus frequentadores e fundadores, em registros orais através de entrevistas. Após um exaustivo levantamento etnográfico, que incluiu o convívio com torcedores em cinco estádios diferentes, duas viagens, arquibancadas e arredores do Estádio Olímpico, bares e bairros onde moram, pude fazer o registro e contar através de seus relatos uma versão para o surgimento da torcida, o processo no qual se consolidou e veio a se tornar, praticamente, uma instituição gremista.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rafael Maul De Carvalho Costa

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 20/09/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 263   Volumes: 1   Número: 1256

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Magali Gouveia Engel
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Flávio dos Santos Gomes
Leonardo Affonso de Miranda Pereira

Título: A "Escravidão Livre" na corte: escravizados moralmente lutam contra a escravidão de fato (Rio de Janeiro no processo da abolição)

Resumo: Durante a segunda metade do século XIX, na Corte imperial brasileira, trabalhadores livres e escravizados partilhavam espaços e condições de vida e trabalho. Esse compartilhamento era marcado e tinha como consequência a produção de experiências comuns entre esses trabalhadores. Como elemento dessa experiência desenvolvia-se a percepção da exploração da força de trabalho como sendo uma forma de “escravidão livre”, ou “escravidão moral”. Aqueles que, não escravizados de fato, teriam suas condições de existência rebaixadas em função da permanência do regime de escravidão. Desta forma os trabalhadores “livres”, em geral assalariados, de diversos ofícios agiram no sentido de transformação da realidade, formando e se incorporando nos debates centrais de seu período. Esta tese vem contribuir no debate sobre o processo de abolição da escravidão como elemento imprescindível para a formação da classe trabalhadora no Rio de Janeiro (e no Brasil). Parte-se, assim, da hipótese de que existia um movimento abolicionista composto por diversas frações da sociedade na cidade de Rio de Janeiro, um movimento composto por vários movimentos. Os diversos grupos sociais se articulavam, porém, apresentavam interesses e efetuavam ações muitas vezes contraditórias, evidenciando suas diferenças e marcando as relações estabelecidas por eles. Para além das ações parlamentares e do protagonismo dos próprios trabalhadores escravizados, os trabalhadores assalariados, organizados em suas associações, tiveram importante papel nas lutas pela liberdade. Neste movimento torna-se necessária também a busca pela compreensão dos elementos de dominação e de luta contra a dominação de classe, que entrelaçam-se e inundam as relações estabelecidas pelos diversos agentes sociais. Debate este que precisa ser entendido a partir de uma discussão conceitual em torno da luta de classes e dos direitos de cidadania, que tem, necessariamente, como referencial o momento em que escrevemos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Cacilda Maesima

Orientador: Ismênia de Lima Martins

Data de Defesa: 31/08/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 219   Volumes: 1   Número: 1254

Banca de Defesa:
Ismênia de Lima Martins
Mariléia Franco Marinho Inoue
Elisa Massae Sasaki Pinheiro
Gilmar Arruda
Satiê Mizubuti

Título: Japoneses, Multietnicidade e Conflito na Fronteira: Londrina, 1930/1958

Resumo: Ao investigar historicamente as relações interétnicas entre japoneses – imigrantes e descendentes, e os outros – brasileiros e outras etnias, este estudo objetiva verificar como este grupo, discriminado inicialmente no Brasil, inseriu-se na sociedade receptora e construiu uma memória da imigração japonesa, comemorada até os dias de hoje. A pesquisa contempla o período entre os anos de 1930 – data em que os japoneses adquiriram os primeiros lotes de terras em Londrina – e 1958 – ano da visita da família imperial japonesa à região norte do Paraná, em comemoração ao jubileu da imigração japonesa. Utilizando-se de fontes como autos criminais, periódicos, censos, leis municipais e publicações memorialísticas locais, buscou-se analisar, a partir dos aportes teórico-metodológicos da história cultural, a ocupação do território e as estratégias de mobilidade social, bem como de negociação de identidades entre etnias e culturas tão diferentes. Além disso, ao proporcionar o contexto histórico do desenvolvimento regional, procurou-se enfatizar seu caráter multiétnico, as especificidades de um território de fronteira e discutir a imagem da harmonia entre as raças, construída nos primórdios do povoamento da cidade. Finalmente, destacou-se a visibilidade que os japoneses e seus descendentes adquiriram na sociedade local, por meio de equipamentos sociais que criaram, assim como as atividades econômicas e políticas que desenvolveram na década de 1950, quando na região as estruturas de poder já se apresentavam consolidadas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Leandro Manhães Silveira

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 31/08/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 184   Volumes: 1   Número: 1255

Banca de Defesa:
Laura Antunes Maciel
Leonardo Affonso de Miranda Pereira
Magali Gouveia Engel

Título: Nas trilhas de sambistas e "povo do santo": memórias, cultura e territórios negros na cidade do Rio de Janeiro (1905-1950).

Resumo: Esta pesquisa busca mapear experiências de homens e mulheres, em sua maioria negros, empenhados na criação e manutenção de terreiros, sambas e batuques na cidade do Rio de Janeiro entre 1905 e 1950. Problematizando a imagem e a memória da “Pequena África” como “único território negro” na cidade, segregado e fechado em si mesmo, procuro neste trabalho reconhecer e dar visibilidade histórica a outras redes de sociabilidade e territórios constituídos por eles. Recorrendo a depoimentos orais e outros conjuntos documentais, produzidos por instituições e pesquisadores diversos e em diferentes conjunturas, acompanhei trajetórias de pessoas e grupos organizados em torno do samba e da religiosidade afro-brasileira - particularmente do candomblé e do omolocô -, para identificar e reconhecer formas de organização e sobrevivência social e cultural desta população na cidade do Rio de Janeiro. Através das memórias de sambistas e pessoas de santo, formados dentro de tradições culturais diversas, procurei recuperar algumas praticas sócio religiosas (re)criadas e preservadas analisando o que e como cada um rememorou estas experiências, para compreender como elas ganham novos contornos e significados ao longo dos anos. A pesquisa evidenciou ao longo desse período histórico, diversas matrizes e experiências culturais negras em franco processo de (re)organização e (re)enraizamento nos subúrbios e, também, em outros municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro. Esse movimento de expansão geográfica e cultural se deu de forma simultânea a partir de laços de solidariedade e de pertencimento constituídos por sambistas e membros de terreiros de diferentes filiações e matrizes étnicas e grupais em meio a trocas, tensões e reinvenções de práticas sócio culturais. A partir da análise das marcas e especificidades de cada nação religiosa, as escolhas e negociações definidas pelos grupos, busquei entender as diferentes estratégias de expansão e articulações das experiências partilhadas e as variadas formas de organização dos modos de viver, trabalhar, cultuar e fazer samba.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Cristiana Ferreira Lyrio Ximenes

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 29/08/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 269   Volumes: 1   Número: 1253

Banca de Defesa:
Mariza de Carvalho Soares
Ismênia de Lima Martins
Nielson Rosa Bezerra
Regina Maria Martins Pereira Wanderley
Maria José Rapassi Mascarenhas

Título: Bahia e Angola: redes comerciais e o tráfico de escravos (1750-1808)

Resumo: Ao pesquisar a dinâmica do comercio transatlântico, notadamente o de escravos originários da região da África centro-ocidental (Luanda e Benguela), para a Cidade da Bahia, este estudo objetiva analisar as redes comerciais tecidas entre os agentes do comercio e do trafico de escravos nessas praças mercantis ampliando o olhar para as relações sócio-econômicas e de poder forjadas entre esses agentes estabelecidos nos dois lados do atlântico, além de perceber a presença do contingente de africanos centro-ocidentais traficado para a Bahia. A pesquisa contempla o período entre os anos de 1750, início do período pombalino e 1808, ano da abertura dos portos colônias ao comercio internacional, tendo como perspectiva de observação e abordagem as conjunturas de mudanças significativas, especialmente as do governo de Pombal, da transferência da capital da colônia para o Rio de Janeiro e da abertura do comércio brasileiro. Utilizando-se de fontes como os dados disponibilizados do Slave Trade Database e o seu cruzamento com outras fontes, tais como: memórias de cronistas e viajantes, inventários post mortem, livros de notas (procurações e escrituras), correspondências particulares, trocadas entre os comerciantes, e da administração colonial (representações, alvarás, provisões, cartas régias), processos cíveis (ações de libelo) e livros de termos de irmãos e de bangüês buscou-se analisar, esses números, tendo como premissa a interface entre comércio e dinâmica sociocultural e a importância dos grupos mercantis locais envolvidos nos dois lados do Atlântico. Além disso, procurou-se, reconstituir as atividades mercantis da praça da Bahia e a atuação de alguns homens de negócios para compreender não apenas a atividade mercantil como, também, a influência daqueles homens sobre quase todas as esferas da vida social baiana
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Charleston José De Sousa Assis

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 28/08/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 533   Volumes: 1   Número: 1252

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Ismênia de Lima Martins
Laura Antunes Maciel
Olga Brites
Marly Silva da Motta

Título: EXPERIÊNCIAS CRUZADAS - a participação popular no Plano Cruzado em perspectiva histórica

Resumo: Em 28 de fevereiro de 1986, o presidente Sarney, em cadeia nacional, anuncia o Plano Cruzado, que recebe imediata e surpreendente adesão popular. Após o fracasso do plano – e do governo – cristalizou-se na memória social que a entusiástica participação popular resultara da manipulação exercida pelos meios de comunicação, que conduziram a uma adesão cega, irrefletida e apolítica do povo ignorante. Entendendo que a participação popular no plano ocorreu porque o mesmo pareceu ser o ponto inicial de transformações sociais exigidas pela população havia décadas, bem como porque havia laços identitários previamente formados bem antes do anúncio do plano, notadamente durante a luta contra a ditadura militar, e partindo de reflexões propostas por autores como E. P. Thompson, S. Hall e B. Anderson, esta pesquisa, pretendeu refletir sobre a participação popular ao referido plano econômico estritamente em uma perspectiva histórica, isto é, que levasse em conta a dimensão processual desta participação, dando voz a sujeitos sociais que não os formuladores do plano, e seus associados. A identidade comum exibida durante as ações de fixação de preços do Cruzado resultara das experiências sociais excludentes - materiais e/ou simbólicas - que atingiram a praticamente todos os segmentos sociais durante a ditadura, combinadas a experiências com sentimentos nacionalistas que identificavam como “estrangeiros” todos os agentes políticos e econômicos que estavam no campo oposto ao da criação de um regime democrático igualitário e socialmente justo. Como atestam registros impressos (periódicos), audiovisuais, musicais, e, sobretudo, cartas enviadas pela população à Assembleia Nacional Constituinte em 1986/7, o Cruzado adquiriu contornos morais que estavam muito além da luta contra a inflação. Nos inúmeros conflitos ocorridos, o historiador pode apreender muitos elementos da cultura política dos trabalhadores e integrantes de outros segmentos, que, naquele processo histórico, tiveram suas diferenças inibidas a ponto de assumirem um protagonismo que chegou a assustar autoridades e empresários. Foi possível, portanto, evidenciar que a adesão não fora acrítica, mas eminentemente condicional, como atestam o sem-número de greves, protestos, quebra-quebras contra o governo Sarney após ficar evidente o caráter transitório do Cruzado, os quais desmentem certa interpretação e memória de que seu sucesso fora construído apenas em função de mecanismos de controle social operados pelos meios de comunicação.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Jaques Mario Brand

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 27/08/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 321   Volumes: 321   Número: 1251

Banca de Defesa:
Estevão Chaves De Rezende Martins
Jacqueline Hermann
Ismênia de Lima Martins
Lúcia Maria Paschoal Guimarães
Ronaldo Vainfas

Título: Névoas contra o sol. Revolta & viés na historiografia de D. Francisco Manuel de Melo - com uma leitura analítica das "Alterações de Évora" (1649)

Resumo: A Fortuna pregou uma peça no grande escritor seiscentista Francisco Manuel de Melo, ao repartir sua vida em duas metades, separadas pela notícia da Restauração portuguesa, que lhe chegou por um correio urgente de Madri quando andava guerreando na Catalunha, em dezembro de 1640. Meses mais tarde, ao desembarcar em Lisboa à frente de uma frota que trazia mercenários, armas e alimentos da Holanda, para ajudar na defesa do novo regime português, ele daria um passo decisivo para completar a confusão de sua vida. Veremos como ele acabou gastando boa parte da segunda metade tentando livrar-se da confusão em que se meteu, e como esse esforço para livrar-se dela implicou na tentativa de explicar a primeira metade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Roberto Bitencourt da Silva

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 23/08/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 301   Volumes: 1   Número: 1250

Banca de Defesa:
Lucília De Almeida Neves Delgado
Lucia Maria Lippi Oliveira
Norberto Osvaldo Ferreras
Giselle Martins Venâncio
Jorge Luiz Ferreira

Título: Alberto Pasqualini: Trajetória Política e Pensamento Trabalhista

Resumo: O trabalho tem em vista realizar um estudo da trajetória e das ideias políticas de Alberto Pasqualini, ex-senador pelo Partido Trabalhista Brasileiro (1951-1955). O marco temporal privilegiado, mas não exclusivo, corresponde aos anos de 1946 a 1955, período em que o personagem manteve as suas atividades no PTB. O estudo procura pôr em evidência a relevância política e teórica de Pasqualini para o trabalhismo e o PTB, assim como visa a explorar, com a experiência pasqualinista, determinadas nuanças da antiga organização petebista, notadamente no que diz respeito ao exercício da sua dimensão educativa em face do eleitorado. Para isso, foi analisada a recepção das ideias e das propostas de Pasqualini nos círculos jornalísticos e políticos – tanto pelos trabalhistas e seus aderentes, quanto pelos opositores. Procurei também demonstrar a correlação de forças políticas na temporalidade, por meio das controvérsias e dos posicionamentos divergentes de Pasqualini frente aos adversários, notadamente os do campo liberal-conservador, de sorte a situar o pensamento político do personagem, assim como o seu partido, na seara esquerdista da política brasileira de meados das décadas de 1940 e de 1950.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Danielle Lopes Bittencourt

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 22/08/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 170   Volumes: 1   Número: 1249

Banca de Defesa:
Laura Antunes Maciel
Marcelo Tadeu Baumann Burgos
Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Título: "O morro é do povo": memórias e experiências de mobilização em favelas cariocas

Resumo: Este trabalho analisa múltiplas experiências de mobilização dos moradores de favelas do Rio de Janeiro na luta contra despejos ou remoções e pelo direito à moradia entre as décadas de 1930-60. Tratadas como “problema urbano”, as favelas foram alvo de políticas e projetos que ameaçaram ou obtiveram sua eliminação física e buscaram deslegitimar ou intervir em formas de organização e resistência autônoma dos moradores. Embasadas e/ou fortalecidas por estudos e pesquisas "técnicos" produzidos por instituições públicas ou privadas e nas definições, conceitos e argumentos que forjaram, estas ações reforçaram ideias de "inadequação" dos moradores à vida urbana e da favela como ameaça política, à beleza, à saúde, à ordem urbana e à segurança pública. Privilegiando documentos produzidos pelos próprios moradores que pudessem demonstrar os sentidos e as formas de compreensão sobre a realidade que viviam, este trabalho buscou dar visibilidade às variadas formas de mobilização e luta em diferentes localidades, mapeando suas ações, suas reivindicações, associações e alianças a fim de compreender como vivenciaram essas experiências e os meios usados para construir a legitimidade de sua permanência nestes espaços da cidade. O trabalho discute ainda diferentes projetos de construção de memória das e em favelas, procurando identificar e analisar quais deles pretendem se constituir como um contraponto à memória oficial e como parte das disputas pela cidade e se, em alguma medida, a lembrança de lutas passadas serve como instrumento e apoio às lutas no presente.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: João Braga Arêas

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 10/08/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 359   Volumes: 1   Número: 1248

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Dênis de Roberto Villas Boas de Moraes
Muniz Gonçalves Ferreira
Marialva Carlos Barbosa

Título: Batalhas de O Globo (1989 - 2002): O neoliberalismo em questão

Resumo: Esta tese trata da cobertura do jornal O Globo das políticas neoliberais implementadas no Brasil dos anos 90, em especial, das privatizações. O jornal é entendido como um “partido” das frações das classes dominantes interessadas na adoção do programa neoliberal. Enquanto procurou criar um consenso entorno das privatizações, O Globo procurava desqualificar as organizações das classes subalternas com perspectivas contra-hegemônicas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Andre Franklin Palmeira

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 11/07/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 244   Volumes: 1   Número: 1247

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Marcelo Badaró Mattos
José Ricardo Garcia Pereira Ramalho

Título: A nova face da "Cidade do Aço": Crise do Capital, Trabalho e Hegemonia em Volta Redonda (1992-2008)

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar as transformações ocorridas na cidade de Volta Redonda no período de 1992 a 2008, tendo como base a análise da ofensiva neoliberal, entendida como reflexo da crise estrutural do capitalismo enfrentada desde a década de 1970, e enfocando o cenário pós-privatização da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), marcado por significativas mudanças no cenário político, econômico, social e cultural. Analisar a trajetória da cidade neste novo contexto e, sobretudo, os rearranjos político-econômicos que possibilitaram a hegemonia política de uma fração de classe essencialmente comercial – em contraposição ao isolamento e à derrota do movimento popular organizado – são os principais objetivos da presente dissertação. Para isso, analisaremos os “rachas” das esquerdas no município e as disputas políticas que favoreceram a derrota dos movimentos populares na cidade e a ascensão política de Antônio Francisco Neto, que, após assumir a Prefeitura Municipal de Volta Redonda, aproximou de forma umbilical o Poder Público Municipal aos aparelhos privados de hegemonia dos setores comercial e de serviços, criando uma nova imagem para o município. Para entender esses processos de mudança e construção hegemônica, analisaremos as políticas públicas implementadas no período, que levaram Volta Redonda a se tornar o principal pólo de serviços do sul fluminense, assim como a relação conflituosa entre a cidade e a CSN, uma empresa conglomerizada e internacionalizada.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rael Fiszon Eugenio Dos Santos

Orientador: Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

Data de Defesa: 28/06/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 182   Volumes: 1   Número: 1246

Banca de Defesa:
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Monica Lima E Souza
Amilcar Araujo Pereira

Título: A África na Imprensa Negra Paulista (1923-1937)

Resumo: Analisamos nesta dissertação as referências à África em quatro importantes jornais da imprensa negra paulista da primeira metade do século XX (Getulino, Progresso, Clarim da Alvorada e Voz da Raça). Para tanto, nos debruçamos primeiramente sobre a análise das relações raciais, da situação do negro e da formação desta imprensa no pós-abolição.Em termos gerais, constatamos que as discussões sobre o negro na imprensa negra estavam marcadas, em grande parte, por certo nacionalismo que frisava a importância do negro para a formação nacional brasileira e por certo ideal de modernidade, muitas vezes transnacional, ligada à disciplina, ao trabalho, ao esporte, à educação e à música. Também constatamos que, apesar da África não aparecer como elemento central na luta política desses sujeitos, ela não está ausente. Em termos gerais, há referências à África sobretudo quando se trata da origem do negro brasileiro e, no que se refere à notícias do continente africano, ganha destaque as referências à Etiópia/Abissínia.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Michelle Reis De Macedo

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 26/06/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 184   Volumes: 1   Número: 1245

Banca de Defesa:
Marco Aurélio Santana
Américo Oscar Guichard Freire
João Trajano De Lima Sento Sé
Karla Guilherme Carloni
Jorge Luiz Ferreira

Título: Recusa do passado, disputa no presente. Esquerdas revolucionárias e a reconstrução do trabalhismo no contexto da redemocratização brasileira (décadas de 1970 e 1980).

Resumo: A tese propõe-se a analisar as memórias de setores das esquerdas sobre o trabalhismo, formuladas durante o período de transição para a democracia, nas décadas de 1970 e 1980. Através de discursos publicados em jornais, essas esquerdas pretendiam (re)construir sua identidade a fim de legitimar seu projeto político como o melhor para a conjuntura brasileira. Para isso, disputavam entre si e com o trabalhismo de Leonel Brizola a hegemonia no movimento de oposição contra a ditadura e o título de porta-voz dos trabalhadores. Muitas vezes, a estratégia utilizada foi desqualificar a tradição trabalhista e a trajetória política do seu único herdeiro naquele momento.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Paulo Henrique De Souza Martins

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 13/06/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 128   Volumes: 1   Número: 1244

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Carolina Vianna Dantas
Walter Da Silva Fraga Filho

Título: Escravidão, Abolição e Pós-Abolição no Ceará: sobre histórias, memórias e narrativas dos últimos escravos e seus descendentes no sertão cearense

Resumo: A pesquisa discute e produz diálogos possíveis entre História e Memória em três circunstâncias da história do sertão cearense: a escravidão na segunda metade do século XIX, a Abolição na década de 1880 e o Pós-Abolição na Primeira República. Privilegiou-se a discussão sobre o espaço rural do município sertanejo de Santa Quitéria-CE. Num primeiro momento problematizo o processo de Abolição no Ceará e seus desdobramentos na seara dos discursos ao longo do século XX, apontando como a imagem do pioneirismo da Abolição só se fez pelo silenciamento de outros atores e nesse sentido, de outras histórias. Adiante passo a ponderar as lembranças da escravidão por meio de entrevistas de História Oral como bases para a discussão sobre as relações entre essas memórias e as vivências dos escravos no século XIX, indicando a proximidade entre história e memória. Por fim, os dilemas e circunstâncias vivenciados pela primeira geração de libertos e livres do cativeiro, bem como as de seus descendentes, apontam para compreendermos como os tempos de liberdade possibilitaram novas configurações políticas, sociais e identitárias no mundo rural analisado.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Lucia Nunes Penha

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 05/06/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 260   Volumes: 1   Número: 1243

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Ricardo Henrique Salles
Walter Luiz Carneiro De Mattos Pereira
Théo Lobarinhas Piñeiro
José Jobson de Andrade Arruda

Título: Nas águas do canal: política e poder na construção do canal Campos-Macaé (1835-1875)

Resumo: Este trabalho busca investigar as relações econômicas e políticas engendradas na construção do canal Campos - Macaé, ambicioso projeto que pretendeu ligar esses dois municípios fluminenses, favorecendo o circuito de mercadorias entre o norte fluminense e o Rio de Janeiro através do porto de Imbetiba, em Macaé. Entre seus principais protagonistas destacou-se José Carneiro da Silva, visconde de Araruama, importante chefe político regional. Objeto da expectativa de fazendeiros locais e da administração provincial fluminense a obra iniciada por volta de 1845 estendeu-se por quase trinta anos sem, contudo, alcançar os resultados que eram esperados. A pretexto de investigar as etapas da construção do extenso canal, a pesquisa procura situar os avanços e retrocessos da obra no cenário político das décadas de 1830 a 1870. As inserções políticas dos fazendeiros do norte fluminense no âmbito da administração provincial e do governo central estiveram no centro das questões envolvendo o canal e outras obras de infraestrutura na província, revelando a imbricada relação entre política e economia no Império.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: César Augusto Martins De Souza

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 04/06/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 264   Volumes: 1   Número: 1242

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Daniel Aarão Reis Filho
Denise Rollemberg Cruz
Carlos Fico da Silva Júnior
Rodrigo Patto Sá Motta

Título: "A estrada invisível: Memórias da Transamazônica"

Resumo: O anúncio pelo general-presidente Ernesto Garrastazu Médici, em 1970, da construção da Transamazônica, gerou euforia, receios e debates em diferentes setores da sociedade. Ocupar a Amazônia com a gigantesca estrada seria a concretização do milagre brasileiro, como foi divulgado pelo regime, buscando afirmar, perante a opinião pública, que o país caminhava para se tornar uma potência mundial. A Transamazônica era mais que uma estrada, pois, além de integrar os dois oceanos, Atlântico e Pacífico, entre Cabedelo, na Paraíba e Lima, no Peru, buscava ocupar os chamados vazios demográficos da Amazônia, com despossuídos do nordeste e do sul do Brasil. Os tecnocratas, planejadores da estrada, defendiam que, com ela, poderiam desenvolver a agropecuária, explorar as riquezas minerais, a fauna e a flora amazônicas e garantir a posse desta região. A análise de relatórios, propagandas e discursos oficiais, decretos-lei, imagens, obras literárias, ensaios de memorialistas, imprensa, entrevistas com moradores da região e filmes, nos permite revisitar e problematizar memórias sobre a imensa rodovia que se tornou invisível aos olhos de boa parte da população nacional. As batalhas da memória, levaram mais de 5 mil quilômetros de estrada que atravessam os maiores estados do Brasil a, juntamente com uma população de mais de um milhão de habitantes, desaparecer no cenário nacional. O estudo da história da Transamazônica permite compreender os debates sobre a construção da rodovia, os núcleos de colonização, a chegada dos colonos, o cotidiano dos operários e das populações locais, bem como confrontar memórias de diferentes atores e segmentos da sociedade, que se iniciam durante a ditadura civil militar brasileira e se estendem por períodos posteriores. Desta forma, estudar as diferentes memórias e visões sobre a Transamazônica, bem como compreender o cotidiano das obras, das pessoas que para lá se deslocaram e das populações que vivem na/da estrada, permite conhecer um pouco mais sobre um pedaço importante do Brasil que atravessa alguns momentos da história do país.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Manuela Areias Costa

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 04/06/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 140   Volumes: 1   Número: 1240

Banca de Defesa:
Angela Maria de Castro Gomes
Marcelo de Souza Magalhães
Martha Campos Abreu

Título: "VIVAS À REPÚBLICA": Representações da banda "União XV de Novembro" em Mariana -MG (1900-1930)

Resumo: Este estudo consiste em uma análise das práticas da Sociedade Musical “União XV de Novembro”, entre c.1901 e 1930. Criada por iniciativa do Dr. Gomes Freire de Andrade, um dos mais expressivos representantes do Partido Republicano em Mariana-MG, a banda tinha o objetivo de divulgar e consolidar valores republicanos. Para tanto, a “União XV de Novembro” atuava nos meetings e nas demais manifestações públicas organizadas pelo Partido Republicano, ocasiões em que propagava os seus projetos políticos. Assim, procuramos demonstrar que as bandas de música, além de serem lócus de prática cultural, também eram canais privilegiados de propagação de ideias políticas. Em nossa análise, recorremos ao conceito de “culturas políticas”, compreendendo a sociedade musical como um espaço de manifestação cultural e política. O presente trabalho ampara-se em variadas fontes documentais, que englobam jornais da época (entre eles, o jornal republicano Rio Carmo, que depois veio a se chamar O Germinal), partituras musicais, fotografias e documentos administrativos encontrados no acervo documental da própria Sociedade Musical “União XV de Novembro”. Por meio deste estudo, esperamos fornecer uma leitura distinta dos desdobramentos da Primeira República na cidade de Mariana.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Juliana Lessa Vieira

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 04/06/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 148   Volumes: 1   Número: 1241

Banca de Defesa:
Marcos Alvito Pereira de Souza
Rômulo Costa Mattos
Marcelo Badaró Mattos

Título: "O Samba e Cultura da Classe Trabalhadora Carioca (1900-1930)"

Resumo: Esse trabalho tem a hipótese central de que o samba das três primeiras décadas do século XX pode ser considerado como uma manifestação cultural da classe trabalhadora carioca, expressando, por isso, um conjunto de valores, uma visão de mundo e um modo de vida próprios dos trabalhadores. A partir dessa ideia, procurou-se perceber de que forma as letras de samba, os depoimentos de alguns sambistas e a documentação policial do período nos oferecem elementos que nos autorizam a pensar o samba dessa maneira. Nessa lógica, estabeleceu-se um debate com outras duas perspectivas: aquela que concebe o samba como uma manifestação da cultura popular carioca; e outra que entende o ritmo como uma forma de resistência étnica dos negros contra a opressão da cultura branca/europeia. Por fim, buscou-se compreender as transformações sofridas pelas formas de composição e de fruição do samba, quando este entrou no circuito do mercado cultural, e o modo pelo qual os próprios sambistas contribuíram para esse processo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fernanda Santa Roza Ayala Martins

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 30/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 121   Volumes: 1   Número: 1238

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Eli de Fátima Napoleão de Lima
Marcelo Badaró Mattos

Título: O serviço de proteção aos índios e localização de trabalhadores nacionais e a política agrária na Primeira República: Grupos agrários, projetos e disputas no Maranhão (1910-1918)

Resumo: Criado em 1910, o Serviço de Proteção aos Índios e Localização de Trabalhadores Nacionais (SPILTN) inaugurou formalmente uma política indigenista na República. No entanto, o Serviço não contemplava somente as populações indígenas, voltando-se também para um contingente de trabalhadores rurais mais amplo, tratando de formá-lo e viabilizá-lo como mão-de-obra capaz de se inserir nos padrões “racionais” e “modernos” de plantio, cultivo e mercado. Com sede na Capital Federal e implementado por meio de Inspetorias Regionais que abarcavam todos os Estados da federação, o Serviço se dividia entre o trabalho de “incorporação dos índios à sociedade civilizada” por meio de sua fixação em Postos e Colônias Agrícolas e a localização e estabelecimento do “trabalhador nacional” junto à Centros Agrícolas. Ambas as práticas caminharam juntas, sob os auspícios do mesmo Serviço, até o ano de 1918 quando, por meio de reforma institucional, parte das atribuições desta instituição, correspondente à Localização do Trabalhador Nacional, foi deslocada para o Serviço de Povoamento, igualmente sob os auspícios do Ministério da Agricultura Indústria e Comércio (MAIC). Este trabalho busca analisar o processo de institucionalização dessa política indigenista, bem como sua aplicação no Estado do Maranhão, de modo a considerálas como parte das disputas nos marcos da política agrária da Primeira República.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Letícia Miranda Paula

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 30/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 136   Volumes: 1   Número: 1239

Banca de Defesa:
Giselle Martins Venâncio
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Leonardo Affonso de Miranda Pereira

Título: Quem somos nós? Surgimento, identidade e legitimidade na trajetória teatral do Grupo Nós do Morro

Resumo: O Grupo Nós do Morro foi criado em 1986, na favela do Vidigal, a partir do contato entre profissionais de teatro com os jovens moradores, através dos anos, se transformou em uma das mais importantes iniciativas no âmbito de trabalhos artísticos e sociais criados e desenvolvidos no Brasil. A proposta inicial do grupo era um teatro feito “da comunidade para a comunidade”, sendo assim, as peças deste período abordavam temas que refletiam a realidade dos moradores com o objetivo de formar uma plateia local. Mas que plateia era essa? No final dos anos setenta, a construção de prédios na subida do Vidigal fez surgir uma nova vizinhança composta por pessoas de classe média e artistas, entre eles o fundador e diretor geral do grupo, Guti Fraga. Compartilhando do mesmo universo geográfico, a classe média convivia com os moradores mais humildes, ocupantes da parte média e alta do morro. São para estes atores sociais que o discurso do grupo se volta, buscando atrair um público pouco habituado a frequentar teatro. Com o passar do tempo, o Nós do Morro sente a necessidade de perder sua essência amadora e tentar obter reconhecimento da classe profissional. A construção de uma sede própria, após a ocupação de vários espaços dentro do Vidigal, como uma igreja desativada e os fundos de uma escola municipal, reflete essa necessidade do grupo afirmar sua autonomia artística. E foi aí, que, em 1996, o Nós do Morro inaugurou um teatro com capacidade para oitenta espectadores, o Teatro do Vidigal. Com a peça escolhida para inaugurar o teatro, Machadiando, reunião de textos de Machado de Assis, o grupo conquistava o primeiro prêmio oficial, o Prêmio Shell. O prêmio foi recebido com grande entusiasmo pela companhia, que, a partir deste momento, acreditava estar legitimada no mercado não mais em função de um trabalho social realizado em uma favela carioca. Porém, o Nós do Morro vencia como “categoria especial”, ou seja, a crítica especializada valoriza mais um trabalho comunitário do que o espetáculo em si. Somente anos mais tarde, em 2002 é que o grupo ganharia o Prêmio Shell por uma categoria tradicional com a apresentação da peça Noites do Vidigal, primeira montagem do grupo a estrear fora da favela de origem. O espetáculo foi bem recebido pela crítica e foi contemporâneo, também, a participação dos atores no filme Cidade de Deus. O 7 sucesso do longa de Fernando Meirelles impulsionou a carreira de vários integrantes do Nós do Morro para produções no cinema e na televisão. Diante destes acontecimentos pretendemos discutir a legitimidade conquistada pelo Nós do Morro e o significado desta legitimidade para os diversos atores sociais que se apropriam do trabalho do grupo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Cristiane Da Costa

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 28/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 157   Volumes: 1   Número: 1237

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Lúcia Maria Paschoal Guimarães
Adriana Barreto de Souza

Título: "Práticas de pensões de estudos no Império: um olhar sobre pensionários militares (1825)"

Resumo: Ao analisar a correspondência recebida e expedida entre o Ministério dos Negócios da Guerra e dos Estrangeiros entre 1822 e 1831, depositada no Arquivo Histórico do Itamaraty, chamou-nos atenção o numero relativamente expressivo de concessão de pensões de estudos no exterior, principalmente, no ano de 1825 aos militares. Apos o complexo momento de ruptura politica entre Brasil e Portugal, foi possível perceber que a cultura de pensões do Estado se manteve no recém-fundado Império Brasileiro, embora não se verifique uma regularidade com politicas especificas. Dada à carência de funcionários em diversos ramos da administração do Estado Imperial, houve a necessidade de nomear indivíduos para se instruírem no estrangeiro a fim de que adquirissem conhecimentos e consequentemente aplicassem na administração do império. Embora a elite imperial formada nos quadros de Coimbra seja representativa, os pensionistas de d. Pedro I formados na Franca chamam atenção para se pensar outra cultura politica presente neste período.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Graciella Fabrício Da Silva

Orientador: Bernardo Kocher

Data de Defesa: 24/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 174   Volumes: 1   Número: 1235

Banca de Defesa:
Mônica Leite Lessa
Carlos Alberto Barão
Bernardo Kocher

Título: "O que fazer com Castro" Time, Life e a Revolução Cubana (1959-1962)

Resumo: Este trabalho tem o objetivo de analisar a cobertura feita pelas revistas Time e Life à Revolução Cubana. A imprensa é aqui compreendida enquanto um ator político e social. A partir disto, é empreendida uma análise do posicionamento político do fundador da revista Henry Luce. O engajamento político de Luce encontra-se enraizado numa longa tradição de pensamento político americano, especialmente no campo da política externa americana e quanto ao papel dos Estados Unidos no mundo. Este engajamento se manifestou em diversos momentos de sua trajetória, defendendo propostas e estratégias que, acreditava, contribuíram para fortalecer os Estados Unidos na luta contra o seu principal inimigo da Guerra Fria, representado pela União Soviética. Por isso, recorreu-se a observações não somente em relação ao papel político da imprensa, mas também da relação entre ela e a política externa, bem como sobre o conjunto das relações entre Estados Unidos e América Latina.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fernando Fiorotti Poltronieri

Orientador: Bernardo Kocher

Data de Defesa: 24/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 203   Volumes: 1   Número: 1236

Banca de Defesa:
Bernardo Kocher
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Eurelino Teixeira Coelho Neto

Título: O fardo do Passado contra a Emancipação: uma análise da alternativa Pós-Marxista

Resumo: O objetivo desta pesquisa é refletir sobre a teoria da história subjacente ao pós-marxismo de Ernesto Laclau e Chantal Mouffe. Este fenômeno teórico nasce de uma junção entre o marxismo, de autores como Antonio Gramsci e Louis Althusser, e do pós-modernismo, de pensadores como Jacques Derrida e Richard Rorty. Desta união, entre matrizes teóricas tão distintas, emergem perspectivas que se amparam em um novo conjunto de categorias e conceitos para defender uma discursivização do real e o aprofundamento do discurso democrático como estratégia para a emancipação. O jogo que se estabeleceria na contemporaneidade seria o da hegemonia, onde um processo de eterna rearticulação dos discursos ocorreria sob uma condição contingente e fugidia. No bojo da hegemonia, o nexo temporal passado-presente-futuro é representado de forma a valorizar a dimensão do presente, já que este é o lócus de rearticulação do discurso, e ainda porque o passado não deteria nenhuma positividade sobre o mesmo. Esta rejeição objetivaria libertar o jogo político da contemporaneidade das constrições da história sem, no entanto, abrir mão de uma agenda voltada para a emancipação social. O pós-marxismo é investigado como produtor implícito de uma teoria historiográfica que mantém estreitos laços com uma teoria da história pós-moderna. Este trabalho não se furta a tecer considerações críticas ao pós-marxismo, o contrapondo a um fazer historiográfico que, inspirado no materialismo histórico, não cai nos becos sem saída que a teoria pós-marxista apresenta.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Felipe Vagner Silva De Farias

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 22/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 102   Volumes: 1   Número: 1234

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Giselle Martins Venâncio
Mauricio Barreto Alvarez Parada

Título: Orientalismo revisitado a cobertura da Veja ao islamismo e ao "mundo árabe" no pós-11 de setembro

Resumo: Este trabalho visa a analisar a cobertura da revista Veja ao islamismo e ao chamado “mundo árabe” no pós-11 de setembro .Destacando como a revista, em consonância com grande parte da imprensa mundial, utilizou o conceito de cultura para justificar mais uma missão civilizadora estadunidense. Neste sentido, o artigo analisa a postura de alinhamento da Veja aos interesses estadunidenses, mostrando como ela justifica as intervenções armadas dos Estado Unidos, e como adere a estratégia utilizada por Washington de criação de um novo inimigo, contribuindo assim para conferir ao islamismo o status de uma religião belicosa e potencialmente ameaçadora à paz mundial e à “civilização ocidental”. Destacando também como a Veja ignorou o papel da política estadunidense para o Oriente Médio no fortalecimento do antiamericanismo na região e no aumento dos ataques terroristas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Roberta Lobão Carvalho

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 17/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 208   Volumes: 1   Número: 1233

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Célia Cristina da Silva Tavares
Felipe Charbel Teixeira

Título: Crônica e História: a Companhia de Jesus e a construção da história do Maranhão (1698-1759)

Resumo: O objetivo dessa pesquisa é compreender a ideia de História que se encontra nas crônicas jesuíticas do século XVII e XVIII referentes ao Maranhão colonial. Para tal utilizou-se como objeto de estudo três crônicas escritas em momentos diferentes da História do Maranhão. A primeira foi escrita pelo padre João Felipe Bettendorff e se intitula Crônica dos Padres da Companhia de Jesus no Estado do Maranhão (1627-1698). A segunda é intitulada Chonica da Companhia de Jesus da Missão do Maranhão [1720] foi escrita pelo padre Domingos de Araújo; e a terceira se deve ao padre José de Moraes, intitulada História da Companhia de Jesus na Extinta Província do Maranhão e Pará (1759). Para realizar esse estudo fez-se necessário estar atenta a algumas questões. A primeira foi entender a formação do pensamento histórico na época que se convencionou chamar Moderna, a segunda consistiu em compreender as especificidades do cenário maranhense da época em relação ao Oriente e ao Brasil, e por último, compreender que os textos das crônicas jesuíticas tratam de assuntos que geralmente ocorreram muitos anos antes de serem escritos, e antes de serem publicados passavam por correções e censuras, filtros teológicos e políticos, estando menos preocupados “com o que realmente aconteceu” e mais preocupados em edificar, através de exemplos, de criar uma verdade pedagógica.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Tatiana Pereira Leite Pinto

Orientador: Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

Data de Defesa: 14/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 135   Volumes: 1   Número: 1232

Banca de Defesa:
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
Roberto Carlos Da Silva Borges

Título: "Etnicidade e racismo em Angola: Da luta de libertação ao pleito eleitoral de 1992"

Resumo: Esta dissertação discutirá como racismo e etnicidade estiveram presentes nos embates políticos e sociais em Angola em contextos variados, entre 1961 e 1992. Não existe a pretensão de construir uma história pormenorizada do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), mas sim de realçar os diversos momentos em que argumentos étnico-raciais se transformaram em valiosos capitais políticos, tanto nas crises internas do MPLA quanto nos embates entre este movimento e os dois movimentos de libertação rivais: a Frente Nacional de Libertação de Angola (FNLA) e a União Nacional para Independência Total de Angola (Unita).
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luiz Filipe Alves Guimarães Coelho

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 10/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 149   Volumes: 1   Número: 1231

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Luís Filipe Silvério Lima
Jacqueline Hermann

Título: "Os Reinos de Daniel: profecia e política em Portugal e na Inglaterra do século XVII"

Resumo: Grandes mudanças políticas abalaram os reinos de Portugal e Inglaterra. Após 60 anos, um rei português voltava a se sentar sobre o trono luso, restaurando consigo o antigo prestígio e todos os símbolos da monarquia portuguesa. Poucos anos depois o monarca inglês Carlos I (1625-1649) seria julgado e condenado por alta traição contra seus próprios súditos. A coroa inglesa entrara em descrédito, derrubada por um novo desafio à ideia do poder divino dos reis. Neste conturbado mundo do século XVII, dentre as muitas interpretações que surgiram alavancadas por estes acontecimentos históricos únicos, destacamos duas, que partindo de uma base semelhante, as visões do profeta bíblico Daniel, chegaram a conclusões distintas. Porém, ao serem observadas lado a lado, as ideias proféticas de John Rogers – um dos nomes de destaque entre os Homens da Quinta Monarquia – e do padre António Vieira – autor e defensor da fé na vinda eminente do Quinto Império Português – podem nos servir para revelar que algumas das pretensas fronteiras desta Europa em crise, como a linha confessional exacerbada na Guerra dos Trinta Anos, poderiam ser mais permeáveis do que se havia postulado. Como as diferenças e as semelhanças entre os discursos do pregador inglês e do jesuíta português podem nos revelar os traços distintos destes mesmos personagens históricos bem como de seus próprios conturbados reinos? Foi a partir destas questões que procuramos realizar este trabalho.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Vasconcelos Ottoni

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 08/05/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 326   Volumes: 1   Número: 1230

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Marialva Carlos Barbosa
Marcos Luiz Bretas
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Américo Oscar Guichard Freire

Título: " O paraíso dos ladrões: Crime e criminosos nas reportagens policiais da imprensa (Rio de Janeiro, 1900-1920)"

Resumo: O estudo aborda as representações sobre o crime e os criminosos no Rio de Janeiro, entre 1900-1920, produzidas por reportagens policiais. No centro da atenção estão as notícias de crimes cometidos por ladrões e cabos eleitorais/capangas de políticos divulgadas pelos três maiores jornais cariocas da época – Jornal do Brasil, Correio da Manhã e Gazeta de Notícias. Procura-se avaliar as justificativas para os crimes e ações de criminosos produzidas pelas reportagens policiais da imprensa carioca no início do século XX. Para isso, optamos por privilegiar determinadas variáveis localizadas na própria documentação. São elas: problemas de ordem social/nacional e/ou racial, motivações políticas/eleitorais e deficiências no policiamento. Segundo as notícias e seus redatores, essas variáveis contribuíram para explicar a criminalidade e sua expansão na cidade durante o período em foco. Demonstramos que no interior das reportagens policiais dos jornais produziam-se diferentes e divergentes representações sobre o crime e os criminosos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Fábio Ferreira Ribeiro

Orientador: Maria Verónica Secreto Ferreras

Data de Defesa: 07/05/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 258   Volumes: 1   Número: 1228

Banca de Defesa:
Maria Verónica Secreto Ferreras
Graciela Bonassa Garcia
Juliana Beatriz Almeida de Souza
Carlos Gabriel Guimarães
Larissa Moreira Viana

Título: "O general Lecor, os voluntários reais e os conflitos pela Independência do Brasil na Cisplatina (1822-1824)"

Resumo: A trajetória política do militar Carlos Frederico Lecor, no período compreendido entre os anos de 1807 e 1828, é o objeto do estudo ora proposto. A partir da história de vida do personagem, que lutou nas guerras napoleônicas e governou a Província Cisplatina durante os reinados de D. João VI e D. Pedro I, a tese buscará analisar a história política luso-brasileira no corte temporal ora proposto, bem como suas correlações com a região do rio da Prata e os interesses britânicos para a América do Sul.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marcelo Dias Lyra Júnior

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 07/05/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 189   Volumes: 1   Número: 1229

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Carlos Ziller Camenietzki
William de Souza Martins

Título: "Arranjar a Memória, que ofereço por defesa:Cultura política e jurídica nos discursos de defesa dos rebeldes Pernambucanos de 1817"

Resumo: Esta dissertação estuda as defesas dos réus da Rebelião Pernambucana de 1817, produzidas pelo advogado baiano Antônio Luiz de Brito Aragão e Vasconcelos. A análise desses escritos tem por objetivo compreender como as representações jurídicas interpretavam à implicação dos indivíduos na revolta, atentando para suas referências jurídicas e políticas, suas concepções de sociedade e seu entendimento das relações políticas entre a Coroa Portuguesa e seus vassalos americanos. Nesse sentido, busca-se refletir a historicidade desses escritos à luz da ordem político-jurídica portuguesa e suas transformações a partir de meados do século XVIII; da específica realidade social e política em que se deu a revolta; e do contexto das novas circunstâncias políticas colocadas pela transferência da Corte em 1808.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Avelino Romero Simões Pereira

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 04/05/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 434   Volumes: 1   Número: 1227

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Maria Helena Rolim Capelato
Maria Verónica Secreto Ferreras
Gladys Viviana Gelado
Samuel Mello Araujo Junior

Título: Buenos Aires, História e Tango: Crise, Identidade e Intertexto nas Narrativas Tangueras

Resumo: O trabalho articula os campos da história, musicologia e crítica literária, reconhece o tango como fenômeno complexo – dança, música, poesia, memória e identidade social – e o problematiza como parte da cultura histórica argentina. Analisa relações entre tango, sociedade e política, mobilizando uma história social da cultura e uma história política, informadas pelas noções de memória social e de culturas políticas. Duas temáticas interrelacionadas – crise e identidade – sinalizam o tango como representação identitária e vivência estética das crises sociais, possibilitando analisar ações e valores compartilhados ou confrontados pelos sujeitos sociais, na interseção entre o tempo dos eventos e o das estruturas. Focando a cidade de Buenos Aires, os limites temporais são dados pelo “tango criollo” do princípio do século XX e o “tango nuevo” dos anos 50 e 60. A pesquisa ampla e diversificada de fontes inclui nas narrativas “tangueras” as chamadas “histórias do tango”, composições musicais, textos literários, testemunhos e memórias, analisados como uma rede intertextual que canoniza temas e objetos. Inicialmente, apresenta-se a “desmontagem” das narrativas produzidas por Carlos Vega, José Gobello e Horacio Ferrer, textos e autores significativos pela difusão e pelas instituições que fundaram. Em seguida, tensionando a temporalidade histórica, uma cronologia retrogradada demonstra as pressões do passado sobre o presente e analisa diversas conjunturas de crise e expansão, questionando marcos temporais e temas consagrados pela tradição narrativa: a “revolución piazzolleana” e a “desperonização” dos anos 50 e 60; da crise dos anos 30 à militância “tanguera” junto ao peronismo; identidades sociais e musicais nos anos 20; as “origens” do tango na Buenos Aires “fin-de-siècle”.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Fernanda do Nascimento Thomaz

Orientador: Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

Data de Defesa: 27/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 305   Volumes: 1   Número: 1225

Banca de Defesa:
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Monica Lima E Souza
Peter Henry Fry
Silvio de Almeida Carvalho Filho

Título: Casaco que se despe pelas costas: a formação da justiça colonial e a (re)ação dos africanos no norte de Moçambique, 1894 - c. 1940

Resumo: O tema inicial da pesquisa buscava entender como os africanos reagiram ao processo de consolidação e a implementação do Estado colonial português em Moçambique, nas regiões sul, centro e norte. Aos poucos, comecei a perceber que o assunto era muito amplo, e que dificilmente eu conseguiria realizá-lo em apenas quatro anos. À medida que as dúvidas incomodavam, eu passava a ter certeza de que era necessário começar os estudos a partir de uma dessas áreas geográficas. Propositalmente, iniciei a investigação pelo extremo norte, porque era uma região que eu pouco conhecia, para não dizer que nada conhecia
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marisa Schincariol de Mello

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 27/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 223   Volumes: 1   Número: 1226

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Dênis de Roberto Villas Boas de Moraes
Rômulo Costa Mattos
Frederico Oliveira Coelho
Victor Hugo Adler Pereira

Título: Como se faz um clássico da literatura brasileira? Análise da consagração literária de Érico Veríssimo, Jorge Amado, Graciliano Ramos e Rachel de Queiroz (1930 - 2012)

Resumo: Estudo sobre o processo histórico de consagração literária de quatro autores – Erico Verissimo, Graciliano Ramos, Jorge Amado e Rachel de Queiroz – a partir de suas posições no campo intelectual, desde suas formações intelectuais e estreias literárias, na década de 1930, passando por suas inserções profissionais, até os dias de hoje, quando seus livros se encontram consolidados enquanto clássicos da literatura brasileira e a internet vem modificar a organização da indústria editorial. Os processos de profissionalização do escritor, de consolidação do campo literário e da indústria cultural de massas, no Brasil, acontecem simultaneamente durante as décadas de 1930 a 1960. São privilegiadas na análise as instâncias de consagração próprias ao campo literário, como as editoras, os prêmios literários, a Academia Brasileira de Letras, a crítica, entre outras, e sua ligação permanente, ora de proximidade e ora de conflito, com outros campos, como o político e o econômico, além da recepção pelo público leitor. Trata-se de buscar uma especificidade em cada trajetória e situação, e ao mesmo tempo reconstituir as formas de funcionamento coletivo do movimento literário brasileiro ao longo do século XX e na primeira década de século XXI.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Eduardo Borges De Carvalho Nogueira

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 27/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 168   Volumes: 1   Número: 1224

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Célia Cristina da Silva Tavares
Patrícia Souza De Faria

Título: "Pagodes do diabo: Sociedade e Religiosidade Hindu na Goa Portuguesa (1510-1560)"

Resumo: O estudo tem por objetivo analisar parte das relações entre portugueses e hindus na região de Goa entre, aproximadamente, os anos de 1510 e 1560. O foco utilizado para a análise restringiu-se às tensões políticas e religiosas entre estes grupos, levando-se em consideração os reflexos da conjuntura político-religiosa europeia na região abordada. Através do exame de documentações eclesiásticas, régias, vice-reinais, dentre outras, percebemos o destaque da figura do chamado pagode em meio às tensões supracitadas, revelando, para além dos conflitos, interações e miscigenações culturais entre hindus e portugueses.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Jerônimo Duque Estrada De Barros

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 26/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 184   Volumes: 1   Número: 1223

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Ronald José Raminelli
Ana Paula Torres Megiani

Título: "Impressões de um tempo: a tipografia de Antônio Isidoro da Fonseca no Rio de Janeiro (1747-1750)"

Resumo: Esse estudo contextualiza a implantação e a repressão de uma oficina tipográfica instalada no Rio de Janeiro entre 1747 e 1749, dirigida por Antônio Isidoro da Fonseca, até então um tipógrafo estabelecido em Lisboa. Valendo-se de recentes discussões acerca da cultura letrada, da circulação de livros e do controle de impressos na América portuguesa, a dissertação debate historiograficamente o tema, buscando renovar paradigmas explicativos. A análise tenta apreender os sentidos da política de controle do discurso impresso nas sociedades luso-americanas de meados do século XVIII. Ademais, situa a função do impresso no processo de colonização e manutenção dos poderes centrais nessa específica e ascendente região ultramarina. Prioriza também a análise documental referente à tipografia fluminense. Revisitando documentos conhecidos e adicionando outros, o estudo problematiza antigas percepções e formula novas interpretações do episódio. Desse modo o funcionamento da tipografia no Rio de Janeiro insere-se no contexto sociocultural daquela praça colonial. A reprodução impressa relaciona-se assim aos hábitos gerais da população que, fomentada pela pu­ jança comercial da cidade, vivia uma intensa urbanização, abrigando ainda disputas entre os seus poderes na primeira metade do Setecentos
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Izabel Mazini Do Carmo

Orientador: Ismênia de Lima Martins

Data de Defesa: 25/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 215   Volumes: 1   Número: 1222

Banca de Defesa:
Paola Cappellin Giuliani
Gladys Sabina Ribeiro
Ismênia de Lima Martins

Título: "Nelle vie della città - Os italianos no Rio de Janeiro (1870 - 1920)"

Resumo: A dissertação em questão tem por objetivo estudar a imigração italiana urbana para a cidade do Rio de Janeiro, entre os anos de 1870 e 1920 (época denominada “Grande Imigração”). Primeiramente, estudou-se o conturbado período por que passava a Itália na referida época. Buscou-se compreender os imigrantes inseridos na lógica social das grandes transformações urbanas que a então Corte e, posteriormente, Capital Federal vivenciava, bem como localizar os bairros em que tais italianos se concentraram. Do mesmo modo, traçou-se um perfil socioeconômico dos imigrantes em questões. O trabalho baseou-se no método dialético marxista, para sua consecução, tendo como bases teóricas Antonio Gramsci e Eric Hobsbawm. Utilizou-se fontes do Arquivo Nacional, Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, Arquivo Histórico do Museu Histórico Nacional, Biblioteca Nacional, Arquivos Paroquiais, Recenseamentos do IBGE.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Inácio Luiz Guimarães Marques

Orientador: Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

Data de Defesa: 24/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 132   Volumes: 1   Número: 1221

Banca de Defesa:
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Vantuil Pereira

Título: Memórias de um Golpe: O 27 de Maio de 1977 em Angola

Resumo: No dia 27 de maio de 1977 ocorreu em Luanda, capital de Angola uma tentativa de golpe de Estado, comandada por um grupo que pertencia as fileiras do Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), a organização politica que geria o Estado independente, desde novembro de 1975. Este trabalho investigará não apenas as razões desta crise politica interna, mas, sobretudo, as memórias e os diferentes enfoques produzidos sobre o 27 de maio.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Augusto Addor

Orientador: Ismênia de Lima Martins

Data de Defesa: 20/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 404   Volumes: 1   Número: 1220

Banca de Defesa:
Ismênia de Lima Martins
Frederico Alexandre de Moraes Hecker
Alexandre Ribeiro Samis
Magali Gouveia Engel
Jorge Luiz Ferreira

Título: "Um homem vale um homem. Memória, História e Anarquismo na obra de Edgar Rodrigues"

Resumo: em Portugal. A partir da análise da obra deste autor, composta por mais de cinquenta livros e cerca de mil e oitocentos artigos, publicados, tanto os livros como os artigos, em vários países, e produzida ao longo de um período que ultrapassa cinco décadas, procuramos escrever, ou reescrever, uma história do anarquismo e de suas relações com o movimento operário e sindical no Brasil, num recorte cronológico bastante amplo, que se estende da Proclamação da República, em 1889 até o Golpe Civil-Militar de 1964. Buscamos sempre relacionar a obra de Edgar Rodrigues à sua vida e ao contexto histórico no qual o autor viveu e produziu: num primeiro momento, Portugal, do seu nascimento em 1921 até a migração para o Brasil, em 1951. Desse ano, e até a sua morte em 2009 na cidade do Rio de Janeiro, trabalhamos com a vida e, principalmente, com a vasta obra de Edgar Rodrigues, produzida, em sua quase totalidade, nesse segundo momento, no país que o acolheu, e onde se naturalizou brasileiro. Pensamos que a tese pode contribuir para estudos, pesquisas e debates, não só sobre a obra de Edgar Rodrigues, mas também sobre a história do anarquismo, em especial no Brasil, e seus valores fundamentais: socialismo e liberdade
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rogério Marques de Paiva

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 17/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 133   Volumes: 1   Número: 1219

Banca de Defesa:
Victor Hugo Adler Pereira
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Indústria Cultural de Guerra em Hollywood Ideologias e contraideologias governamentais no cinema norte-americano pós-Guerra Fria

Resumo: O presente trabalho trata da importância do estudo crítico do cinema e de sua viabilidade como fonte de pesquisa histórica. Tem como meta demonstrar como os discursos e ideologias dos produtos cinematográficos estão diretamente relacionados com o contexto histórico e político de sua produção. Dessa maneira, optou-se pela análise de três produções norte-americanas dos anos 1990 que apresentam em seus enredos todo o panorama da política externa dos Estados Unidos no pós-Guerra Fria. O Cinema com seus discursos e representações pode influenciar sua audiência e fornecer material ideológico com vias a legitimar o estabelecimento de projetos políticos, militares e econômicos de grupos poderosos. Pode organizar-se com os demais meios de comunicação e ser porta-voz da máquina ideológica governamental, na propagação e naturalização de supostas verdades absolutas, maniqueísmos e padrões de comportamento. Com isso, pretende-se explicitar os diferentes tipos de direcionamentos políticos adotados em Hollywood e suas ligações diretas com Washington. Assim como dialogar com as ideias de intelectuais, historiadores e analistas políticos que trabalham com o tema. E dessa forma, demonstrar como peculiaridades da política externa dos Estados Unidos estão intrinsecamente relacionados com elementos originais da formação do país, de seu povo e de suas tradições como um todo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Saulo Santiago Bohrer

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 13/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 176   Volumes: 1   Número: 1218

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Luiz Fernando Saraiva
Cezar Teixeira Honorato
Mônica de Souza Nunes Martins
Pedro Eduardo Mesquita De Monteiro Marinho

Título: "Mercado de seguros Luso Brasileiro: A Casa de Seguros de Lisboa e do Rio de Janeiro (1758-1831)"

Resumo: A transferência da Corte, em 1808, para o Rio de Janeiro proporcionou a cidade uma série de importantes mudanças. Dentre elas, houve a criação de série de instituições públicas que compunham o Estado Joanino no Brasil. A criação da Provedoria de Seguros do Rio de Janeiro junto a Real Junta de Comércio, Agricultura, Fábricas e Navegação cumpria o objetivo de se organizar os negócios do Reino no momento turbulento. Os negociantes do Rio se aproveitaram da situação para que pudessem ampliar seus empreendimentos. Assim, surgiram as principais Companhias de Seguro do Rio de Janeiro ligadas ao comércio de abastecimento da corte. Os negreiros por necessitarem de uma boa estrutura de crédito e cobertura da travessia do Oceano Atlântico, estavam interessados em controlar as seguradoras, para que assim também mantivessem seus interesses seguros. O controle da Provedoria, portanto, seguia na estratégia dos homens de negócios de manter o controle das diversas faces dos negócios e, ao mesmo tempo, demonstra a forma pela qual estes atuavam na organização do Estado no Brasil.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marta Lucia Lopes Fittipaldi

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 13/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 135   Volumes: 1   Número: 1217

Banca de Defesa:
Jorge Luiz Ferreira
Giselle Martins Venâncio
Andréa Casa Nova Maia

Título: Um golpe e duas cidades: Memórias dos moradores de Carmo e Além Paraíba sobre o golpe civil-militar de 1964.

Resumo: O trabalho recupera a conjuntura política do governo João Goulart e do golpe civil-militar de 1964 com base em fontes orais, tendo como recorte espacial dois municípios– Carmo e Além Paraíba – que embora localizados, respectivamente, nos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerias, são vizinhos, podendo ser incluídos no seguinte critério geográfico: Bacia Hidrográfica do Vale Médio-Inferior do Paraíba do Sul. Objetiva evidenciar a pluralidade da memória sobre a polarização política daquela temporalidade, apresentando duas principais hipóteses: a história localmente valorizada pela institucionalização da memória ferroviária vem inibindo as vozes dissonantes sobre os confrontos ideológicos do período, agravados pela luta de representação dos vários grupos sociais pela afirmação de suas identidades; as narrativas revelam a valorização de nomes, símbolos e representações, apontando para a força e legitimidade do trabalhismo como importante elemento da cultura política local
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Jorge José De Melo

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 11/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 138   Volumes: 1   Número: 1216

Banca de Defesa:
Denise Rollemberg Cruz
Maria Paula Nascimento Araújo
Samantha Viz Quadrat

Título: Boilesen, um empresário da ditadura: A questão do apoio do empresariado à Oban/Operação Bandeirantes, 1969-1971

Resumo: A Oban – Operação Bandeirantes, criada em São Paulo, em 1969, foi um laboratório para o aparelho repressivo, a partir da colaboração de empresários paulistas com o Exército brasileiro, e serviu de modelo depois ao DOI-CODI. A unir os dois órgãos, a prática da tortura que produziu mortos e desaparecidos. O apoio financeiro de empresários paulistas teve em Henning Albert Boilesen, executivo dinamarquês naturalizado brasileiro, morto no dia 15 de abril de 1971, por um comando formado por duas organizações guerrilheiras, o símbolo dessa colaboração. Este trabalho discute esse apoio e a conexão entre projetos políticos, repressão às organizações de esquerda e a aliança entre empresários e a ditadura civil militar brasileira.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Maria do Carmo Teixeira Rainho

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 10/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 290   Volumes: 1   Número: 1215

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Paulo Knauss de Mendonça
Ulpiano Toledo Bezerra de Meneses
Laura Graziela Figueiredo Fernandes Gomes
Mauricio Lissovsky

Título: "Moda e Revolução nas páginas do "Correio da Manhã": Rio de Janeiro 1960-1970"

Resumo: Esta tese aposta na potência da roupa e da moda para pensar as sociedades, seus conflitos, hierarquias, rupturas e permanências. Na contramão de uma história historicista da moda, investiga de que maneira a roupa nos permite analisar o tempo e a sua aceleração nos anos 1960, as revoluções nos costumes, na sexualidade, nas relações de gênero, mas, também as tensões e as imposições de gostos. Tendo como foco o Rio de Janeiro, trata das mutações do vestuário da década de 1960 por meio do processo de figuração do “sujeito da moda” articulando pose, roupa, corpo e gênero. Para tanto, são mobilizadas as fotografias produzidas pelo jornal carioca Correio da Manhã entre 1960 e 1970. A tese investiga também em que medida situações e temas evidenciados nas fotografias de moda se relacionam à comportamentos amplamente aceitos. Cotejando estas imagens com aquelas do fotojornalismo, examina como as fotografias organizam a experiência temporal, se haveria nelas uma contemporaneidade imaginada. Outra questão abordada se refere aos sujeitos construídos por aquele gênero fotográfico: quem eram então seus protagonistas e quem estava excluído daquela comunidade?
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Paulo Henrique De Carvalho Pachá

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 03/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 163   Volumes: 1   Número: 1214

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Mario Duayer De Souza
Leila Rodrigues da Silva

Título: Formas de Intercâmbio e Dominação: As Relações de Dependência Pessoal no Medievo Ibérico (IV-VIII)"

Resumo: Esta pesquisa elege como seu objetivo primordial uma contribuição para o desvelamento das lógicas e dinâmicas da sociedade alto-medieval ibérica (séculos IV- VIII). A hipótese central vincula as principais formas de intercâmbio alto-medievais – dom e comércio – com o processo de transformação, expansão e generalização das relações de dependência pessoal, aqui enquadradas como as relações sociais fundamentais no alto-medievo ibérico. Para alcançar tal objetivo, analisamos um corpus documental extenso e variado, reunindo hagiografias, legislação régia e atas dos concílios visigóticos e hispano-romanos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Aline Pinto Pereira

Orientador: Gladys Sabina Ribeiro

Data de Defesa: 02/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 302   Volumes: 1   Número: 1212

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Humberto Fernandes Machado
Lucia Maria Bastos Pereira das Neves
Norberto Osvaldo Ferreras
Silvana Mota Barbosa

Título: "A monarquia constitucional representativa e o lócus da soberania no Primeiro Reinado: Executivo versus Legislativo no contexto da Guerra da Cisplatina e da Formação do Estado no Brasil"

Resumo: A pesquisa investiga as repercussões da Guerra da Cisplatina no cenário político brasileiro, recuperando os debates travados no Parlamento, quando em foco a extensão da soberania do governante, os fundamentos da legitimidade do Estado e, consequentemente, o equilíbrio de poderes do Brasil Imperial. Para tanto, temos como cenário os anos turbulentos do Primeiro Reinado. Pretendemos pensar a soberania a partir de uma análise sobre o papel do Imperador e a natureza da instituição parlamentar, sustentando que uma das implicações da contenda no Prata foi trazer a noção de representação para o cerne dos debates na Assembleia Geral, que promoveu intensa discussão sobre os poderes do Império. Interessa-nos demonstrar o recrudescimento da crítica a D. Pedro e os duros embates entre os poderes no Brasil, principalmente após 1827, quando em tela a discussão sobre o artigo 102 da Constituição de 1824, que resguardava as prerrogativas políticas do Executivo. Não à toa, os parlamentares questionavam os termos do referido artigo, que, dentre outras atribuições, garantia ao Imperador o direito de fazer a guerra, declarar a paz e firmar acordos. A principal critica dos tribunos era a de que esses tratados chegavam ‘prontos’ e que eles pouco podiam contribuir quanto aos acordos de paz, evidenciando como, de fato, o que se reivindicava era uma maior inserção na vida pública, pois, a soberania não mais era um atributo exclusivo do Imperador e sim um direito da representação da Nação que se forjava.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Gabriel Aladrén

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 02/04/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 374   Volumes: 1   Número: 1211

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Marcus Joaquim Maciel de Carvalho
Ronaldo Vainfas
Rafael De Bivar Marquese
João Luís Ribeiro Fragoso

Título: "Sem respeitar fé nem tratados: escravidão e guerra na formação da fronteira sul do Brasil (Rio Grande de São Pedro, c. 1777 - c. 1835)"

Resumo: Esta tese analisa as conexões entre escravidão e guerra no processo de constituição da fronteira sul do Brasil, entre os anos de 1777 e 1835. Argumenta-se que a consolidação dos limites meridionais dependeu da formação de uma sociedade escravista no Rio Grande do Sul, ela mesma uma decorrência das guerras de independência no Rio da Prata e das transformações do mundo atlântico na era das revoluções. Emprega-se como método a variação de escalas de observação, alternando o exame de trajetórias individuais com o de processos políticos e econômicos de média e longa duração. O espaço geográfico selecionado consiste no território adjacente às atuais linhas divisórias do Brasil com o Uruguai e a Argentina. Pretende-se, por meio da análise da estrutura produtiva, do tráfico negreiro, da demografia, da política internacional, da ideologia e da resistência escrava, demonstrar como a guerra, a fronteira e a escravidão foram fenômenos indissociáveis na formação da sociedade rio-grandense e do Império luso-brasileiro.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Reis Marques Ribeiro

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 02/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 240   Volumes: 1   Número: 1210

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Luiz Cláudio Moisés Ribeiro
Sydenham Loureço Neto

Título: "Das missões à comissão: ideologia e projeto desenvolvimentista na "Missão ABBINK" (1948) e da Comissão Mista Brasil-Estados Unidos (1951-1953)"

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar a influência das experiências das missões e comissões de cooperação técnica e econômica envolvendo Brasil e Estados-Unidos para a construção da ideologia e do projeto desenvolvimentista brasileiro. Tais missões e comissões se realizaram a partir da Segunda Guerra Mundial sendo permeadas pelo tenso contexto político e militar do período. Analisamos o caso da Missão Abbink (1948) e, especialmente, a Comissão Mista Brasil-Estados Unidos (1951-1953).Apesar de comumente ser associado a algum tipo de nacionalismo (sendo a fórmula nacional-desenvolvimentismo consagrada), procuramos entender a influência do imperialismo norte-americano na construção da ideologia e do projeto de desenvolvimento na sociedade brasileira. Levando em consideração o contexto geopolítico internacional (Segunda Guerra Mundial e Guerra Fria) e suas influências sobre a dinâmica econômica, procuramos observar quais os diferentes significados dessas experiências – tanto no lado norte-americano (especialmente entre os representantes do Departamento de Estado, do Eximbank e do Banco Mundial) quanto do lado brasileiro. Procuramos dar ênfase nas causas apontadas pelas missões e comissões par o crescimento econômico e para as recomendações de mudanças no aparelho econômico do Estado, sendo o BNDE o caso mais importante. Além disso, destacamos as inovações técnicas disseminadas por essas experiências, o papel jogado pelos membros da seção brasileira e qual o lugar da Missão Abbink e da Comissão Mista na história do desenvolvimento capitalista brasileiro.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: André Barbosa Fraga

Orientador: Angela Maria de Castro Gomes

Data de Defesa: 02/04/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 168   Volumes: 1   Número: 1213

Banca de Defesa:
Angela Maria de Castro Gomes
Márcia de Almeida Gonçalves
Giselle Martins Venâncio

Título: "Os heróis da pátria: Política cultural e História do Brasil no governo Vargas"

Resumo: O presente estudo tem como objetivo analisar a construção de heróis nacionais e a celebração de personagens históricos no primeiro governo Vargas, momento estratégico, na história do Brasil, de “recuperação do passado nacional”. Com base em múltiplas fontes, ao longo desta dissertação objetivamos compreender essa valorização de “grandes homens” em seu conjunto, como um projeto bem definido e de longo prazo. Dessa forma, mostramos como eles foram fundamentais para o plano do governo de elaboração de uma identidade nacional e para sustentar um regime político que alcançou o poder com o uso da força, necessitando, portanto, de símbolos a lhe conferir legitimidade. Acompanhamos muitas iniciativas político-culturais elaboradas com o propósito de fazer os vultos nacionais presentes na memória da população, aprofundando nossa análise em duas delas. A primeira, intitulada “Os nossos grandes mortos”, criada pelo Ministério da Educação e Saúde, consistia em uma série de conferências apresentada de 1936 a 1938 e publicada em livros pela editora Agir, em 1945. A segunda iniciativa, denominada “Vultos. Datas. Realizações”, foi elaborada pelo Departamento de Imprensa e Propaganda, nos anos de 1944 e 1945, e consistia em uma coleção de livros.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Cláudia Regina Salgado De Oliveira Hansen

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 30/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 285   Volumes: 1   Número: 1208

Banca de Defesa:
Maria Letícia Corrêa
Alexandre Macchione Saes
Sonia Regina de Mendonça
Cezar Teixeira Honorato
Carlos Gabriel Guimarães

Título: Eletricidade no Brasil da Primeira República: A CBEE e os Guinle no Distrito Federal (1904-1923)

Resumo: O tema desta pesquisa é o das estratégias usadas pelos dirigentes da Companhia Brasileira de Energia Elétrica para a conquista do mercado de eletricidade do Distrito Federal, na Primeira República. Partindo de uma reflexão acerca da conjuntura favorável ao surgimento de empresas de eletricidade, no Brasil, e do crescimento e fortalecimento do mercado de eletricidade do Distrito Federal, são analisados os investimentos dos Guinle no setor elétrico brasileiro, especialmente, a Companhia Brasileira de Energia Elétrica. À análise da fundação e organização da Companhia Brasileira de Energia Elétrica – que representou a consolidação dos interesses dos Guinle no setor elétrico brasileiro -, articula-se uma investigação acerca dos seus aspectos econômico-financeiros. Em seguida, procurando investigar sobre as estratégias utilizadas pelos dirigentes da Companhia Brasileira de Energia Elétrica para a conquista do mercado de eletricidade do Distrito Federal, são analisadas a presença e participação de membros da família Guinle e seus parceiros na Associação Comercial do Rio de Janeiro, no Clube de Engenharia e no Centro Industrial do Brasil, assim como suas articulações com ocupantes de cargos públicos diretamente vinculados às concessões dos serviços públicos e particulares de eletricidade do Distrito Federal. Por fim, foi feita uma análise essencialmente quantitativa acerca da posição tomada por alguns periódicos cariocas na disputa travada entre os Guinle e os dirigentes da empresa canadense The Rio de Janeiro Tramway Light and Power, pelo mercado carioca de eletricidade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marta De Carvalho Silveira

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 30/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 236   Volumes: 1   Número: 1209

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Renata Rodrigues Vereza
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Leila Rodrigues da Silva
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva

Título: "As penalidades corporais e o processo de organização do Poder Monárquico Afonsino ( 1254-1284)"

Resumo: Este trabalho desenvolve uma reflexão sobre o processo de consolidação da monarquia castelhana, especificamente, durante o reinado afonsino. Consideramos o reinado de Afonso X um marco para a consolidação do poder real graças a elaboração de uma política de busca pelo fim da pluralidade jurídica a fim de sobrepor a autoridade monárquica às forças nobiliárquicas atuantes no reino castelhano. A fim de dimensionar a questão do processo de consolidação do poder monárquico em Castela, elegemos as penalidades corporais como objetos específicos de análise, pois as consideramos como mecanismos jurídicos eficazes na promoção e extensão do poder do rei às diversas comunidades do reino. Sendo assim, neste trabalho, implementamos uma análise das penalidades corporais à luz do Fuero Real, que começou a ser concedido por Afonso X à região da Castilla la Vieja, em 1255 e, posteriormente foi estendido à Estremadura, a Transierra, ao reino de Toledo, Andaluzia e Murcia. As penalidades corporais por nós classificadas e analisadas foram a pena de morte, a mutilação corporal, o corpo à mercê, a prisão e o desterro.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Luisa Quarti Lamarão

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 30/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 270   Volumes: 1   Número: 1207

Banca de Defesa:
Denise Rollemberg Cruz
Marcos Francisco Napolitano De Eugenio
Márcia Regina Tosta Dias
Santuza Cambraia Naves
Samantha Viz Quadrat

Título: "A crista é a parte mais superficial da onda. Mediações culturais na MPB (1968-1982)"

Resumo: A tese trata das mediações culturais que influenciaram na construção da Música Popular Brasileira (MPB) no período entre 1968 e 1982. Para além das análises que priorizavam a trajetória dos movimentos musicais e/ou dos artistas de sucesso, a pesquisa busca mostrar que o êxito simbólico e comercial da MPB deve-se também a outros elementos que permitiram a aproximação da música com o público. Ao proporcionarem a circulação dessa mercadoria, os mediadores culturais facilitaram o acesso do público a ela, reafirmando valores caros ao projeto de diferentes veículos de comunicação que lucravam com essa atividade. Para exemplificar o conceito de mediação cultural, foram examinados os fascículos História da Música Popular Brasileira, da Editora Abril, que apresentava um encarte com a biografia e análises da obra do artista e um LP com suas principais músicas; os artigos de diferentes veículos de três jornalistas da chamada “nova onda” de críticos musicais: Ana Maria Bahiana; Nelson Motta e Tárik de Souza; e os shows do “Circuito Universitário”, série de espetáculos de MPB que percorreram cidades universitárias e capitais do Sudeste do Brasil. De diferentes formas, os três casos se constituem em importantes espaços de mediação que auxiliaram na divulgação das músicas, dos artistas e das práticas que englobaram a construção da instituição sócio-política chamada MPB.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Douglas Mota Xavier De Lima

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 30/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 266   Volumes: 1   Número: 1206

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Francisco José Silva Gomes
Paulo André Leira Parente

Título: "O Infante D. Pedro e as alianças externas de Portugal (1425-1449)"

Resumo: Estuda-se o papel do infante D. Pedro na contrução e na consolidação das alianças externas de Portugal na primeira metade do século XV. Analisa-se a viagem do Infante pela Cristandade (1425-1428), entendendo-a como um instrumento paradigmático das relações diplomáticas no medievo. O limite cronológico da pesquisa é a batalha de Alfarrobeira, acontecimento que gerou um abalo nas alianças externas do reino, exatamente porque afetou uma dos pilares de tais relações, o ilustre D. Pedro. Através do estudo de um amplo corpus documental, objetiva-se demonstrar a importância dos vínculos pessoais e das solidariedades de linhagem para a estruturação das alianças externas dos poderes da baixa Idade Média, e ainda evidenciar a ação do Infante na afirmação da dinastia de Avis.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Eduardo Valencia Villa

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 29/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 374   Volumes: 1   Número: 1204

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Tarcísio Rodrigues Botelho
Luiz Paulo Ferreira Nogueról
Luiz Fernando Saraiva
Ângelo Alves Carrara

Título: "A economia dos negros livres no Rio de Janeiro e Richmond, 1840-1860"

Resumo: Richmond no Estado da Virgínia nos Estados Unidos e o Rio de Janeiro no Brasil foram cidades que tiveram um forte incremento demográfico na primeira metade do século XIX. Esse incremento esteve ancorado na expansão econômica derivada das suas características de portos atlânticos pelos que se exportavam mercadorias agrícolas com algum valor agregado na manufatura e que eram produzidas nas regiões vizinhas das cidades. Essa produção tinha como fator fundamental o trabalho escravo que foi predominante tanto no setor rural quanto no urbano por várias décadas e chegou a seu ápice na metade do século. Grande parcela da população cativa urbana trabalhava para empregadores diferentes de seus senhores ou trabalhavam de forma autônoma sem supervisão permanente, em outras palavras o mercado de trabalho destas cidades estava formado pela compra e venda de escravos e pelo fornecimento e procura de trabalhadores, livres ou cativos, para contratar. Esta tese estuda a atividade econômica dos negros livres nestes contextos de expansão econômica e de consolidação desse tipo de mercados de trabalho. Para entender essa atividade se procura conhecer os vínculos entre ela e o ritmo econômico das cidades. Para atingir esse objetivo o texto tem cinco capítulos, o primeiro explica o contexto geral das duas cidades e os outros quatro estudam cada um dos ciclos econômicos: 1840-1846, 1847-1850, 1851-1856 e 1857-1860.As fontes para conhecer a atividade econômica foram aquelas que permitiram a construção de séries históricas, por exemplo: anúncios de jornal, escrituras registradas em cartórios, censos e pagamentos de impostos. Além disso, foram usados métodos quantitativos e de geoprocessamento.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Werneck Gonçalves

Orientador: Gizlene Neder

Data de Defesa: 29/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 181   Volumes: 1   Número: 1203

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Humberto Fernandes Machado
Jessie Jane Vieira de Sousa

Título: "Periodismo maçônico, política e cultura impressa na Corte Imperial brasileira (1871-1874)"

Resumo: A pesquisa intitulada Periodismo maçônico e cultura política na Corte imperial brasileira (1871-1874),Foi desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (PPGH-UFF) com o apoio financeiro da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Investigou-se a presença da imprensa maçônica difundida na Corte imperial brasileira, especialmente no período compreendido entre 1871 e 1874, buscando analisar o seu papel tanto na difusão da cultura impressa quanto na construção dos espaços públicos modernos. Foram analisados os jornais oficiais das maçonarias brasileiras, sob a guarda da seção de Periódicos da Fundação Biblioteca Nacional, instituição localizada na cidade do Rio de Janeiro. Tomamos o periodismo maçônico tanto como fonte quanto objeto de pesquisa. Trata-se de uma importante ferramenta para a análise da história da imprensa, entre o final do século XIX e início do século XX na cidade do Rio de Janeiro, período no qual a ação da instituição maçônica ligou-se ao campo liberal, especialmente em torno da luta pelo estabelecimento de uma sociedade secular. Assim, os posicionamentos anunciados pela imprensa maçônica eram contrários à visão de mundo preconizada pela Igreja católica. Durante o movimento ultramontano as autoridades católicas intensificaram as críticas em relação à maçonaria, deixando transparecer sua insatisfação com a emergência de uma nova sociedade. Ao mesmo tempo, os maçons travaram na imprensa uma luta com o clero ultramontano, o qual, em função de seu discurso conservador, foi considerado o maior inimigo do progresso e da civilização.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mariana Bonat Trevisan

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 29/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 272   Volumes: 1   Número: 1205

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva
Miriam Cabral Coser

Título: "CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES DE GENÊRO E AFIRMAÇÃO RÉGIA: os casais da realeza portuguesa entre os séculos XIV e XV a partir das crônicas de Fernão Lopes"

Resumo: Análise a respeito da relação entre a afirmação política de uma nova casa real e a construção de identidades de gênero para os membros da realeza portuguesa a partir da Crónica de D. Pedro I, da Crónica de D. Fernando e da Crónica de D. João I, obras de Fernão Lopes, cronista oficial da dinastia de Avis. No fim do século XIV Portugal passou por uma crise política que culminou na fundação da Casa de Avis por D. João I (1385-1433), filho bastardo do rei D. Pedro I (1357-1367). Para consolidar a nova dinastia diversos recursos foram utilizados, incluindo a construção de uma memória legitimadora para seu fundador e sua criação através das crônicas régias. O discurso político do cronista passa pela configuração do mundo da corte e dos principais personagens de seu contexto. Neste sentido, cabe ressaltar a relevância das relações entre gênero, parentesco e poder no período. Casamentos régios, casos amorosos e descendência ilegítima constituem elementos essenciais na configuração política dos reinos no mundo medieval e têm relação fundamental com a própria instauração da Dinastia de Avis em Portugal. Nosso intuito é analisar como são construídas no relato lopeano identidades de gênero para D. Pedro I e sua amante D. Inês de Castro (1325-1355), D. Fernando (1367-1383) e a rainha D. Leonor Teles (1350-1386), D. João I e a rainha D. Filipa de Lencastre (1360-1415). Comparando com outras fontes coevas ao cronista, buscamos perceber como os aspectos relacionados ao gênero são mobilizados no discurso, caracterizando as personagens de modo positivo ou negativo conforme os valores referentes ao imaginário da sociedade medieval e os propósitos da legitimação avisina.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Viviane Azevedo De Jesuz

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 28/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1202

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Raquel Alvitos Pereira
Renata Rodrigues Vereza

Título: "A cidade sob o texto: Um estudo acerca da sociedade urbana inglesa a partir da narrativa de Geoffrey Chaucer (segunda metade do século XIV)"

Resumo: Estudo sobre as relações de identidade urbana no mundo medieval, tendo como base Londres na segunda metade do século XIV. Partindo de uma narrativa de peregrinação, The Canterbury Tales, e dos Calendars of Letter Books, procura-se analisar de que forma a sociedade se inscreve na narrativa, criando um novo lugar de pertencimento a partir da presença dos ofícios e das relações que seus membros estabelecem com a cidade.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Daniele Chaves Amado

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 27/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 104   Volumes: 1   Número: 1201

Banca de Defesa:
Denise Rollemberg Cruz
Samantha Viz Quadrat
Alessandra Carvalho

Título: "Nem tudo que reluz é ouro: A última Hora, a Tribuna da Imprensa e a campanha de saneamento moral de Copacabana"

Resumo: O objetivo da dissertação é a análise do papel da imprensa como instrumento político. Através do estudo de dois periódicos que atuaram ativamente no cenário político do período, mais especificamente, durante o segundo governo de Getúlio Vargas, a Última Hora e a Tribuna da Imprensa. Assim, nosso objeto de estudo é o papel político destes dois jornais que possuíam orientações políticas antagônicas. Para entendermos esse papel, selecionamos uma questão específica que se transformou em foco de atenção dos dois jornais e, através da análise da forma de tratamento dado a esta, podemos verificar as estratégias adotadas pelos periódicos para promoverem seus posicionamentos políticos. Utilizaremos a campanha moralizadora do bairro de Copacabana, empreendida pelo periódico Última Hora. Tal campanha realizada pelo periódico durante o mês de setembro de 1952 pretendia, inicialmente, impedir que o bairro se transformasse no Bas-fond da cidade, após sofrer mudanças significativas devido à chegada e ao fluxo de novos freqüentadores da praia, novos moradores, veranistas, turistas e os tipos boêmios acarretando uma nova recomposição social com a redefinição dos padrões de moradia e sociabilidade do bairro. A campanha resultou em uma mesa-redonda que contou com a participação do chefe de polícia do Distrito Federal, general Ciro Rezende, do delegado de Costumes e Diversões, dr. Cícero Brasileiro de Melo, além de outras personalidades consideradas pertinentes para o debate pela Última Hora. A campanha de saneamento moral de Copacabana obteve resposta imediata por parte da Tribuna da Imprensa, através da publicação de denúncias quanto à corrupção de policiais da Delegacia de Costumes e Diversões Públicas envolvidos com a prática do lenocínio. A estratégia adotada por Carlos Lacerda, fundador e dono da Tribuna da Imprensa e opositor ferrenho de Vargas, consistia em apresentar reportagens que de alguma forma associassem o governo e especialmente a imagem do presidente da república, Getúlio Vargas, a expansão e normatização do meretrício e à corrupção policial devido à sua suposta associação à exploração da prostituição.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Brian Gordon Lutalo Kibuuka

Orientador: Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Data de Defesa: 27/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 141   Volumes: 1   Número: 1199

Banca de Defesa:
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Sônia Regina Rebel de Araújo
Fábio de Souza Lessa

Título: "Eurípides e a Guerra do Peloponeso:Representações da guerra nas tragédias Hécuba, Suplicantes e Troianas

Resumo: Este trabalho, intitulado Eurípides e a Guerra do Peloponeso: representações da guerra nas tragédias Hécuba, Suplicantes, e Troianas, trata do conjunto de imagens e representações da guerra nas tragédias euripidianas. Tais tragédias encenam a guerra mítica e, ao mesmo tempo, conservam alguma relação com a guerra de facto: a Guerra do Peloponeso. Visto que as tragédiassãotextos escritos para serem encenados diante de cidadãos, elas são dotadas de uma natureza cívica e, no caso de Eurípides, Hécuba, Suplicantes e Troianas informam e instruem cada uma delas em um momento distinto da guerra a respeito dos impactos dos conflitos entre Atenas e Esparta, e a respeito dos valores socioculturais que, reafirmados nos enredos, convidam à reflexão os cidadãos de Atenas e das cidades gregas pertencentes à Simaquia Ateniense. Esta pesquisa está dividida três capítulos. Oprimeiro capítulo trata das questões mais abrangentes relacionadas ao drama grego. A começar das questões fundamentais sobre as relações entre a história e a literatura, procura-se destacá-las no gênero trágico. O segundo capítulo apropria-se das conclusões do capítulo anterior e retoma a discussão tratando inicialmente da teoria da guerra. Em seguida, faz-se uma breve revisão bibliográfica com o objetivo de identificar a documentação da Antiguidade que teoriza a guerra, bem como as abordagens históricas que procuraram estabelecer a série de questões feitas à documentação e que culminam na teoria em vigor. Em seguida, esta pesquisa avança para a descrição das tragédias e do tragediógrafoEurípides, apresentando o conjunto de peculiaridades do drama euripidiano. O terceiro capítulo apropria-se da teoria de representação, estrutura, mito, pólis, espaço de encenação e da análise das estratégias euripidianas de modificação dos mitos, aplicando os resultados parciais de cada capítulo na análise de três peças, Hécuba, Suplicantes e Troianas, que correspondem a ciclos épicos distintos e a períodos distintos da Guerra do Peloponeso.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Patricia Cardoso Azoubel Zulli

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 27/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 200   Volumes: 1   Número: 1200

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Fábio de Souza Lessa
Adriene Baron Tacla

Título: "O conto dos dois irmãos e a literatura no período dos Ramsés: Uma análise literária"

Resumo: A presente dissertação consiste na análise de um documento literário do Período Raméssida (ca. 1295-1069 a.C.), O Conto dos Dois Irmãos. Para tanto, foi utilizada uma metodologia estruturalista da literatura criada por Tzvetan Todorov, que a denominou "Poética", em conjunto com a Sociologia da Literatura proposta pelo sociólogo Lucien Goldmann. O estudo, de característica transdisciplinar, verificou os usos do texto e as influências nele perceptíveis, tanto estruturalmente, mediante a análise filológica e o estudo de conceitos típicos da sociedade egípcia, quanto inserindo o conto em seu contexto histórico.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Tatiana Silva Poggi de Figueiredo

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 26/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 440   Volumes: 1   Número: 1197

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Antônio Pedro Tota
Francisco Carlos Teixeira da Silva
Bernardo Kocher
Norberto Osvaldo Ferreras

Título: "Faces do extremo: Uma análise do neofascismo nos Estados Unidos da América 1970-2010"

Resumo: Esta tese propõe-se a desenvolver um trabalho de análise e comparação entre três organizações neofascistas norte-americanas - National Alliance, White Aryan Resistance e Aryan Nations - de forma a compreender a diversidade de estratégias de ação e mobilização política dentro de um mesmo campo político-ideológico, o neofascismo. Nesse sentido, serão analisados os materiais de mídia produzidos pelas organizações, que visam construir consciência, promovendo uma visão de mundo racista, xenófoba, autoritária e violenta. A prática social das organizações será investigada não apenas pelo discurso construído por elas nos materiais de mídia, mas também a partir de documentos ligados à prevenção e combate dos crimes de ódio [hate crimes], produzidos por instituições públicas e privadas. Tomando com elemento estruturador as referências teóricas de Antonio Gramsci, buscaremos compreender o processo de expansão do conservadorismo, em suas vertentes neoliberal, segregacionista e neofascista, bem como a multiplicação de aparelhos privados e projetos políticos alinhados com elas no seio da sociedade norte-americana contemporânea. Parte-se da hipótese de que a crise do reformismo e o concomitante o processo histórico de rearticulação das forças conservadoras atingiram um ponto crítico nos anos 1960 e 1970. As reações às políticas de inclusão civil-democrática, bem como as mudanças observadas no mercado de trabalho, trazidas com a crise do padrão de acumulação fordista, e o decorrente depauperamento econômico vivenciado por setores dominados, catapultaram a vitória do conservadorismo como paradigma, desde suas expressões mais pragmáticas e individualistas, até as mais xenófobas e autoritárias.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rachel Gomes De Lima

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 26/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 212   Volumes: 1   Número: 1198

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Elione Silva Guimarães
Marcos Guimarães Sanches

Título: Ciranda da Terra: A Dinâmica Agrária e seus Conflitos Na Freguesia de São Tiago de Inhaúma (1850-1915).

Resumo: Com o objetivo de analisar a dinâmica agrária na freguesia rural de São Tiago de Inhaúma no Rio de Janeiro, optamos por esquadrinhar um conflito de reintegração de posse terras em Bonsucesso, no ano de 1912. Tal objeto permite a percepção de diversas continuidades do Império em um momento de ruptura política da Primeira República, dentre elas a presença do rural em uma onda de urbanização em princípio do século XX e a utilização e debate sobre as legislações coloniais e imperiais ainda utilizadas nas questões agrárias e civis que regeriam os conflitos até o ano de 1917, quando se instituiu o primeiro Código Civil brasileiro. Destaca-se o uso do Código Comercial de 1850 e seu Regulamento 737 do mesmo ano como base de discurso do litígio apresentado. A análise deste litígio nos permite ainda o estudo das famílias proprietárias na freguesia e suas redes de parentela iniciadas no século XVIII, dos mitos de origem da propriedade, das diferentes estratégias para se provar a posse e a comparação dos habitus dos senhores frente à disputa de uma antiga fazenda que teria, na última década do século XIX e primeiras do XX, sua área valorizada devido à instalação da linha férrea e do aumento populacional que ocorria em Inhaúma, por exemplo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Moacir Elias Santos

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 23/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 467   Volumes: 1   Número: 1195

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Margaret Marchiori Bakos
Regina Maria da Cunha Bustamante
Julio Cesar Mendonça Gralha
Sônia Regina Rebel de Araújo

Título: Jornada para a eternidade: As concepções de vida post-mortem real e privada nas tumbas Tebanas do Reino Novo - 1550-1070 a .C.

Resumo: O presente trabalho é um estudo que se insere na esfera da religião funerária dos egípcios antigos durante o Reino Novo, que reúne a XVIII, XIX e XX Dinastias, período que corresponde cronologicamente de 1550 a 1070 a.C.. A área geográfica de investigação compreende as necrópoles situadas na margem oeste da moderna Luxor, a antiga Tebas dos gregos ou Uaset, como era chamada pelos egípcios, e também a necrópole localizada no leste da atual Tell el-Amarna, ou Akhetaton conforme a denominação escolhida por Akhenaton. Na margem oeste de Tebas região foi criada uma vila, conhecida pelo nome de Deir el-Medina, com o objetivo de abrigar um grupo de trabalhadores e suas famílias, que estavam organizados hierarquicamente e que tinham um missão em comum: a construção das tumbas reais. Ao mesmo tempo em que trabalhavam neste projeto, estes construtores também se ocuparam de outros, entre os quais estavam as suas próprias tumbas. E é por meio destas, que verificamos todas as etapas da construção, desde a escolha do local até a finalização das pinturas, para que pudéssemos compreender as modificações nas formas, a sua função e a organização simbólica dos textos e da iconografia, que serviam tanto para os vivos quanto para os mortos. Em um segundo momento, avaliamos a cultura material funerária encontrada nas tumbas tebanas, por meio da qual apontamos as principais modificações que ocorreram durante a XVIII e XIX Dinastias e que serviram para explicar a existência de diferentes concepções de vida no além. Por último, investigamos o imaginário sobre a vida post mortem, por meio do qual explicamos a relação da dependência dos egípcios e dos estrangeiros com o faraó visto que, juntamente com Ra e Osíris, ele era o grande responsável por garantir aos mortos a vida eterna. Neste ponto tratamos também das ideias de Akhenaton que causaram profundas modificações na religião funerária, em especial na extenção passageira do outro mundo.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Maria da Costa Evangelista

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 23/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 262   Volumes: 1   Número: 1194

Banca de Defesa:
Jorge Luiz Ferreira
Lucília De Almeida Neves Delgado
Andréa Casa Nova Maia
Helena Maria Bousquet Bomeny
Karla Guilherme Carloni

Título: Arroz e feijão, livros e discos: História e memórias do serviço de alimentação da Previdência Social, SAPS (1940-1967)

Resumo: Este estudo tem como ideia nuclear compreender o sentido dado pelos trabalhadores e pelas camadas populares à política estatuída pelo governo Vargas, em 1940, traduzida como Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS). Essa autarquia era um órgão do Ministério do Trabalho e Previdência Social e fruto das realizações do trabalhismo construído no primeiro governo de Getúlio Vargas (1930-1945). A proposta do SAPS consistia em fornecer alimentação de qualidade e baixo preço para a classe trabalhadora e lhe proporcionar acesso a bens e atividades culturais. Para tanto, foram criados os Restaurantes Populares e, aglutinadas a eles, as Bibliotecas e as Discotecas Populares. No intuito de combater a fome e a carência nutricional, o SAPS assumiu a tarefa de educador alimentar, criando os primeiros cursos de Nutrição no Brasil. Além de nutricionistas, tais cursos formavam Visitadoras de Alimentação. Dessa forma, pode-se inferir que a instituição tinha múltiplas funções e que se tornou um espaço do trabalhador e das famílias com parcos recursos. Esses serviços foram extintos, em 1967, pela ditadura militar. Esta pesquisa tem como fulcro compreender como a classe trabalhadora se apropriou dessa política pública e o que representou sua extinção. A fundamentação teórica se baseou nos pressupostos da História Social da Cultura, da História Oral e dos estudos acerca de processos rememorativos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Pâmela Peregrino da Cruz

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 23/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 120   Volumes: 1   Número: 1193

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Ronaldo Rosa Reis
Victor Hugo Adler Pereira

Título: "A relação/tensão entre arte e capital no Brasil: a atuação de grupos teatrais contra-hegemônicos (1990-2010)"

Resumo: É possível produzir uma arte contra-hegemônica, comprometida com uma mudança profunda da sociedade brasileira em um contexto de adaptação (à) e valorização da lógica de mercado como o que vivemos? Buscando refletir sobre esta questão, analiso a relação/tensão entre arte e capital manifesta no desenvolvimento histórico de grupos teatrais que buscam transformações profundas, quando não revolucionárias, da realidade. Para tanto, analiso as formas que dois grupos de teatro paulistas procuraram, encontraram e/ou desenvolveram para suprir as necessidades financeiras de sua reprodução, problematizando a mercantilização da arte. Os grupos selecionados para o estudo foram o Teatro Popular União e Olho Vivo (TUOV) – fundado em 1966 – e a Companhia do Latão – formada em 1997. A referência para esta pesquisa é o materialismo cultural, desenvolvido por Raymond Williams, bem como conceitos como hegemonia (Gramsci), mercadoria (Marx) e as reflexões de Brecht e Benjamin sobre a produção artística dentro do capitalismo que busca superá-lo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Denise Felipe Ribeiro

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 23/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 141   Volumes: 1   Número: 1196

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Denise Rollemberg Cruz
Maria Paula Nascimento Araújo

Título: "A Anistia brasileira: antecedentes, limites e desdobramentos da ditadura civil-militar à democracia"

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar o debate travado no âmbito da sociedade e dos poderes Legislativo e Executivo relativo à anistia política aos penalizados a partir do golpe civil-militar de 1964. Procuramos analisar o início desse debate, as reações dos governos civil-militares e a preocupação do regime com sua imagem no exterior prejudicada pelas denúncias de violações de direitos humanos e de luta pela anistia. Considerando também a retomada desse debate no período democrático, buscamos compreender as políticas de justiça de transição que foram sendo constituídas aqui e em outros países que passaram por diferentes processos de transição à democracia, assim como as diferentes reações a tais ações.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Guilherme Babo Sedlacek

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 23/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 285   Volumes: 1   Número: 1192

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Luiz Fernando Saraiva
Andre Nunes De Azevedo

Título: "Companhia Estrada de Ferro Therezopolis: uma empresa do encilhamento em meio à política republicana fluminense (1890-1895)"

Resumo: Neste trabalho analiso a política e a economia da Primeira República brasileira, no contexto do estado do Rio de Janeiro, tomando como objeto a atuação política da Companhia Estrada de Ferro Therezopolis (E.F.T.). A princípio estabeleço uma revisão da literatura sobre a história do município de Teresópolis, na qual critico a tradicional construção de alguns mitos políticos. Procuro mapear os interesses comuns entre proprietários rurais, comerciantes e capitalistas a partir empresas das quais eram acionistas. As relações entre os empresários da E.F.T. e a classe dirigente fluminense durante os anos de 1890 e 1895 são investigadas ressaltando as continuidades na política econômica em lugar das alternâncias de governantes ou partidos no poder. Analiso também os contextos da proclamação da República, do Governo Provisório e do encilhamento a partir dos conceitos gramscianos de crise orgânica, revolução passiva e cesarismo. Por fim, estudo o movimento da reação ruralista no estado do Rio de Janeiro e suas consequências nas relações entre o grupo hegemônico no Partido Republicano Fluminense (PRF) e os diretores da E.F.T.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Priscila Aquino Silva

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 22/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 309   Volumes: 1   Número: 1191

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Paulo André Leira Parente
Dulce Oliveira Amarante Dos Santos
Maria Eurydice de Barros Ribeiro

Título: O príncipe perfeito e a saúde do reino (Portugal - século XV)

Resumo: Fala-se de uma época de transformações profundas. São mudanças trazidas pelos ventos do fortalecimento do poder régio que, no seio do século XV, toma contornos decisivos. Pelas firmes mãos de D. João II (1481 a 1495), Portugal vive um período de paz com Castela, de financiamento e incentivo à expansão marítima, de retirada dos privilégios e prerrogativas senhoriais da nobreza de terras. Mas o que nos interessa de perto nessa grande viragem rumo à modernidade é a esfera assistencial. Aquela que trata dos pequenos atores sociais, dos pobres e miseráveis, dos enfermos e marginais. Pobreza fortemente identificada com a vida de Cristo e depositária da salvação. E é no domínio da assistência que o Príncipe Perfeito e sua rainha, D. Leonor, têm um papel crucial na consolidação de um novo modelo assistencial, onde o Estado começa a centralizar as ações de amparo aos desvalidos, a justiça e a própria espiritualidade. Trata-se de um tempo no qual a caridade e o assistencialismo sofrem profunda remodelação, que tem expressão, principalmente, na construção do Hospital das Caldas da Rainha, e na construção do Hospital de Todos os Santos, de Lisboa. Urbe de onde irradiou a principal obra hospitalar do período e que foi palco de inúmeras intervenções régias com relação à Saúde do Reino – espiritual e corporal – Lisboa é foco privilegiado de análise. Nesse contexto de rupturas, as imagens heráldicas escolhidas pelo casal régio para figurar hospitais, gafarias, adentrar nas capelas e lugares sagrados revelam intenções de cunho cristão e messiânico: o pelicano e o camaroeiro, ou rastro.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Pedro Henrique Pedreira Campos

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 21/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 539   Volumes: 1   Número: 1190

Banca de Defesa:
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Sebastião Carlos Velasco E Cruz
Maria Letícia Corrêa
Renato Luís do Couto Neto e Lemos
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: "A ditadura dos empreiteiros: As empresas nacionais de construção pesada, suas formas associativas e o Estado ditatorial brasileiro 1964-1985"

Resumo: As empresas nacionais da indústria de construção pesada ao longo da ditadura civilmilitar brasileira (1964-1985) constituem o objeto de estudo desta tese de doutorado. Nela, é analisada a formação histórica do setor no país, bem como a trajetória das principais empreiteiras brasileiras e seu desenvolvimento ao longo da ditadura. Em uso do aparato teórico-conceitual marxista gramsciano, analisamos as formas de organização dessas construtoras em aparelhos privados da sociedade civil detidamente em capítulo específico, sendo abordadas também sua atuação junto à sociedade e ao aparelho de Estado. São analisadas as políticas estatais voltadas para o setor da construção, bem como as políticas mais gerais que incorreram em efeitos para a indústria de construção. Concluímos que ao final da ditadura, temos a consolidação de um capital monopolista no setor, com a conformação de grandes conglomerados econômicos diversificados liderados pelas construtoras, fazendo esses parte de um seleto grupo do grande capital monopolista e financeiro brasileiro. Além disso, verificamos a forte inserção dos empresários do setor e de suas formas organizativas junto ao bloco de poder e pacto político que deu base à ditadura civil-militar brasileira, sendo os empreiteiros de obras públicas bastante poderosos naquele período, com ampla participação nas agências estatais e mecanismos de decisão das políticas públicas postas então em prática.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Miguel Ángel Suárez Escobio

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 19/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 351   Volumes: 1   Número: 1189

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Wallace Dos Santos De Moraes
Carlo Maurizio Romani

Título: A Revolução como teodicéia. Simone Weil e a persistência da opressão

Resumo: Encaixada no eixo do progresso, a razão produtivista, e o domínio da natureza, a Modernidade tinha alimentado sonhos de expansão material ilimitada que, mesmo após a hecatombe da I Guerra Mundial, persistiam inalterados nos anos trinta do século passado. Impregnado deste ideário, o movimento operário proclamava a imperiosa necessidade de uma revolução exigida pelo esgotamento do papel histórico da burguesia. Não obstante, tanto marxistas, quanto anarquistas, fabianos ou sindicalistas revolucionários, salvo contadas exceções, defenderam uma transformação radical da sociedade que se levaria a cabo desde as mesmas plataformas sobre as que se tinha erigido o sistema social que pretendiam dinamitar; isto é, o progresso, a razão teórica e o industrialismo a grande escala. A singular pensadora que foi Simone Weil, em seus exíguos trinta anos de existência, refutou estas miragens funestas dos trabalhadores, alertando sobre a nocividade intrínseca das próprias bases da Modernidade industrialista, e sobre as monstruosas conseqüências que se podiam derivar da falta de correspondência entre meios e fins. Iluminada pelo sentido da mesura da Grécia clássica, Simone Weil driblou os abismos de um retorno a um passado imaginado e do messianismo revolucionário, para construir um pensamento profundamente crítico sobre as ilusões técnicas que tinham feito dos homens escravos do Estado e da máquina.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Tácito Thadeu Leite Rolim

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 16/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 336   Volumes: 1   Número: 1187

Banca de Defesa:
Jorge Luiz Ferreira
Robert Sean Purdy
Williams da Silva Gonçalves
Francisco Carlos Teixeira da Silva
Luiz Carlos Soares

Título: Brasil e os Estados Unidos no contexto da Guerra Fria e seus subprodutos: Era Atômica e dos mísseis,Corrida Armamentista e espacial,1945-1960

Resumo: O período entre 1945 a 1960 representa um momento marcante na consolidação da então chamada “Guerra Fria”. Foi neste período que se consolidaram as armas atômicas – e posteriormente as termonucleares – como instrumentos a serem utilizados na “iminente” Terceira Guerra Mundial: neste processo, surgiram os subprodutos da “Guerra Fria”, como a “Era Atômica e dos Mísseis” e a “Corrida Espacial e Armamentista”, que reforçam e são reforçados por ela. Por um lado, as armas nucleares e seus vetores eram desenvolvidos, projetados, testados, aperfeiçoados e operacionalizados, o que significou aumento no poder destrutivo de tais armas e na capacidade dos vetores de “entregá-las” no alvo. Por outro lado, quanto mais isso era feito, mais claro ficava que as armas nucleares não poderiam ser utilizadas sem que isso significasse a destruição de todo o planeta, de capitalistas, de comunistas e todo o entremeio. A percepção desta capacidade não apenas diminuiu a temperatura da “Guerra Fria” entre o sistema bipolar, mas também mostrou a relativa inutilidade das armas nucleares. Assim, é o componente estratégico (técnico-militar) – as armas nucleares – que manteve “fria” a “Guerra Fria”, e é ele que empresta sentido ao conceito; e não o componente político-ideológico (capitalismo versus comunismo). O objetivo desta tese de doutorado é partir do conceito revisitado de “Guerra Fria” e então investigar o papel desempenhado por ele – e por seus subprodutos – no Brasil no período de 1945-60, e então entender como se processou a perda de importância estratégica do Brasil e de toda a América Latina no pós-guerra. Objetiva-se analisar também a utilidade de um dos mecanismos de internalização daquela perda – a “barganha atômica” – durante o pós-guerra pelos nacionalistas, comunistas, “entreguistas”, dentre outros; bem como a postura destes mesmos agentes históricos diante do renascimento estratégico brasileiro de fins da década de 1950, quando a ilha de Fernando de Noronha foi cedida para os Estados Unidos. A pesquisa revelou que os minérios atômicos não pareciam um bom instrumento de barganha no processo de reversão da perda estratégica. Revelou ainda que o melhor instrumento de barganha do Brasil desde a Segunda Guerra Mundial – a ilha de Fernando de Noronha – foi desperdiçado e / ou subutilizado pelo governo brasileiro. A forte aderência ao componente ideológico criada pela historiografia no conceito de “Guerra Fria” – e ainda hoje observada – faz com que não se perceba que o elemento crucial dele são as armas atômicas e termonucleares (ou o “foco irradiador da ‘Guerra Fria’”).
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Araci Gomes Lisboa

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 16/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 252   Volumes: 1   Número: 1188

Banca de Defesa:
Cezar Teixeira Honorato
Maria Emília da Costa Prado
Márcia Regina Da Silva Ramos Carneiro
Carlos Alvarez Maia
Maria Esther Alvarez Valente

Título: Preservação do Patrimônio Científico Nacional (1970 - 1990)

Resumo: Nesta tese, apresentam-se os resultados da pesquisa que teve por objetivo analisar o processo de construção e consolidação da ciência e da tecnologia (C&T) no Brasil, entre as décadas de 1970 e 1990. A partir da análise de uma série de documentos depositados no Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) – arquivos institucionais e pessoais de cientistas –, foi possível identificar que a campanha de preservação do patrimônio científico organizada por um grupo de pesquisadores do Observatório Nacional, que culminou na criação do MAST, foi o fio condutor para destacar o distanciamento dos poderes públicos com as questões de ciência e tecnologia, assim como a movimentação dos grupos ligados à ciência e tecnologia frente às políticas públicas para essa área durante o processo de mudança negociado para o retorno do Brasil ao regime democrático. Como resultado, conclui-se que a construção do patrimônio científico estava atrelada à afirmação da ciência e tecnologia como fundamental para o crescimento econômico, político e social do país.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Aline Martins Dos Santos

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 16/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1186

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Alessandra Carvalho

Título: Udigrudi:O underground tupiniquim. Chiclete com Banana e o humor em tempos de redemocratização brasileira

Resumo: Esta dissertação analisa o surgimento da revista Chiclete com Banana, criada pelo cartunista Angeli em 1985 e que se tornou um marco no mercado editorial brasileiro dos anos 1980, não só pelos altos índices de vendagem, mas, sobretudo pela proposta de humor de costumes anárquicos e urbanos, criando figuras inigualáveis e tendo como seus principais consumidores, os punks. Durante o período de abertura democrática a revista irá deslocar o debate, anteriormente voltado para a crítica à política por conta da oposição à ditadura civil-militar, para uma crítica aos costumes, ao conservadorismo, as mazelas e contradições da sociedade burguesa, capitalista, liberal e antiquada. Tudo isso projetado no âmbito das representações culturais do universo urbano desenhado e imaginado pelos humoristas gráficos que tiveram seus trabalhos expostos na revista.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Felipe Abranches Demier

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 13/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 518   Volumes: 1   Número: 1185

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Renato Luís do Couto Neto e Lemos
Valerio Arcary
Alvaro Gabriel Bianchi Mendez

Título: O longo Bonapartismo Brasileiro(1930-1964): Autonomização relativa do Estado, populismo, historiografia e movimento operário

Resumo: A finalidade deste trabalho é assinalar a presença da idéia de autonomização relativa do Estado, fenômeno histórico-político abordado por alguns clássicos do pensamento marxista, em alguns dos destacados trabalhos científicos que se dedicaram ao chamado período populista da história nacional. Mais especificamente, buscaremos expor como o conceito de bonapartismo, tal como foi trabalhado e desenvolvido por autores como Marx, Engels, Trotsky e Gramsci, se encontra presente em uma parcela da produção bibliográfica acadêmica que visou à compreensão das relações entre classes sociais e Estado no período da república brasileira localizado entre 1930 e 1964. Ademais, este trabalho também objetiva evidenciar a existência de uma relação pouco conhecida – para não dizermos simplesmente ignorada – entre essas interpretações acadêmicas sobre o período populista brasileiro e aquelas que, bem antes, no calor dos acontecimentos, haviam sido elaboradas por organizações políticas do movimento operário entre os anos 1930-1964. Mais especificamente, intentamos expor como pequenos agrupamentos de extração trotskista (ou próximos ao trotskismo), como a Liga Comunista Internacionalista (LCI), o Partido Operário Leninista (POL), o Partido Socialista Revolucionário (PSR), o Partido Operário Revolucionário (POR) e a Política Operária (POLOP) anteciparam, em suas análises conjunturais sobre o caráter político assumido pela dominação de classe no país, muitos elementos que, mais tarde, reapareceriam nas tais interpretações acadêmicas sobre o período populista. Além de todas essas questões de caráter historiográfico, o presente trabalho traz também, ao seu final, uma proposta nossa de interpretação histórica do processo político brasileiro do período 1930-1964 realizada à luz do que chamamos de uma “teoria do bonapartismo”.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Paulo Cruz Terra

Orientador: Gladys Sabina Ribeiro

Data de Defesa: 12/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 313   Volumes: 1   Número: 1184

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Ismênia de Lima Martins
Marcelo Badaró Mattos
Paulo Roberto Ribeiro Fontes
Sidney Chalhoub

Título: Cidadania e Trabalhadores: Cocheiros e carroceiros no Rio de Janeiro (1870-1906)

Resumo: Esta tese tem como objeto as formas de organização e mobilização da categoria dos cocheiros e carroceiros no Rio de Janeiro, entre 1870 e 1906. Nesse período, o setor de transporte transformou-se substancialmente com a introdução das companhias de carris, sendo que estas acarretaram mudanças nas relações de trabalho. Ao investigar os cocheiros e carroceiros, analiso o papel dos trabalhadores no processo de formação da cidadania no Brasil. Sendo assim, abordo alguns aspectos do exercício e da luta pela ampliação dos direitos, como: os requerimentos enviados ao governo municipal ou central; as associações, tanto mutualistas quanto sindicais; além de algumas greves realizadas pela categoria, que por sinal foi a que mais empreendeu paralisações na cidade no referido recorte temporal.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Cláudia Maria de Farias

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 09/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 246   Volumes: 1   Número: 1183

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Jorge Luiz Ferreira
Leonardo Affonso de Miranda Pereira
Carlos Eduardo Barbosa Sarmento
Maria Izilda Santos de Matos

Título: Sonhos, lutas e conquistas: projeção e emancipação social das mulheres brasileiras nos esportes, 1932-1979

Resumo: Ao incorporar o gênero como categoria de análise histórica, sem desconsiderar a importância dos conflitos de classe e raça/etnia, a tese aborda as experiências e a projeção das mulheres brasileiras no espaço esportivo, desde 1932 - quando Maria Lenk competiu pela primeira vez em Olimpíadas - até 1979, ano em que foram revogadas as proibições para a prática esportiva feminina no país. Assim, entendendo a prática esportiva como campo de poder, tramas, lutas, tensões e investimentos, analiso as memórias e trajetórias de algumas exatletas brasileiras que, entre rupturas, negociações e consentimentos, protagonizaram importantes conquistas na busca pela afirmação dos seus direitos e das suas múltiplas identidades em diferentes contextos históricos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Wesley Rodrigues De Carvalho

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 09/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 170   Volumes: 1   Número: 1182

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Sonia Regina de Mendonça
Rômulo Costa Mattos

Título: Saúde e política no Rio de Janeiro de Pedro Ernesto (1931 - 1936)

Resumo: Orientado pelo materialismo histórico e dialético, este estudo aborda o governo de Pedro Ernesto no Rio de Janeiro (1931-1936), com foco em sua política de saúde (a Reforma Pedro Ernesto). A partir de duas esferas políticas fundamentais (a luta de classes e a construção e ascensão do Partido Autonomista) procuro construir um quadro explicativo para a expansão da assistência médica promovida pelo prefeito. O trabalho também se debruça sobre a ideologia com que o pensamento social e político envolveu a saúde no Brasil, observando seus sentidos burgueses.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Keila Auxiliadora Carvalho

Orientador: André Luiz Vieira de Campos

Data de Defesa: 08/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 246   Volumes: 1   Número: 1179

Banca de Defesa:
André Luiz Vieira de Campos
Ronald José Raminelli
Laurinda Rosa Maciel
Anny Jackeline Torres Da Silveira
Anna Beatriz De Sá Almeida

Título: COLÔNIA SANTA IZABEL: A LEPRA E O ISOLAMENTO EM MINAS GERAIS (1920 - 1960)

Resumo: Esta tese analisa as políticas sanitárias sobre a lepra no Brasil entre 1920 e 1962 - particularmente a política de isolamento compulsório regulamentada pelo Estado brasileiro nesse período - e os diferentes significados que foram atribuídos a essa enfermidade, os quais contribuíram para tornar o isolamento de prática imprescindível a prática desnecessária e arcaica. A Colônia Santa Izabel, situada na cidade de Betim em Minas Gerais, é tomada como caso específico de estudo, tendo em vista que foi uma das maiores instituições criadas no país com o objetivo de isolar os indivíduos portadores de lepra. Por isso, essa Colônia pode ser pensada como um lócus representativo das práticas empreendidas no controle desta doença no Brasil.Portanto, trata-se de uma pesquisa que privilegia não apenas as políticas de controle da lepra, como também o processo de construção social dessa doença, o qual levava à atribuição de diferentes significados a ela. Desse modo, como sem o “doente” não há doença ou, pelo menos, não se discute sobre ela, essa tese também evidencia a compreensão que o enfermo possui sobre sua enfermidade, bem como sobre as práticas profiláticas que são utilizadas para combatê-la
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Janaína Martins Cordeiro

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 08/03/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 333   Volumes: 1   Número: 1181

Banca de Defesa:
Angela Maria de Castro Gomes
Daniel Aarão Reis Filho
Celso Castro
Lucia Grinberg
Rodrigo Patto Sá Motta

Título: LEMBRAR O PASSADO, FESTEJAR O PRESENTE: As comemorações do sesquicentenário da Independência entre consenso e consentimento (1972).

Resumo: Esta tese analisa os processos de construção do consenso social em torno da ditadura civil-militar brasileira pós-1964. Considerando que o consenso é um processo mutável, plural e diversificado, parto do suposto de que este foi rapidamente alcançado pela ditadura desde 1964, porém, sua natureza ao longo dos anos não se manteve estável, adquirindo características específicas em momentos diferentes. Portanto, neste trabalho abordarei especificamente a natureza do pacto social durante os primeiros anos da década de 1970, quando ocupava a presidência o General Emílio Garrastazu Médici. Para tanto, tomei como referência as festas cívicas em comemoração aos 150 da Independência do Brasil, ocorridas entre abril e setembro de 1972. As festas evidenciam a importância do discurso cívico-patriótico como elemento fundamental do diálogo estabelecido entre ditadura e sociedade. Principalmente, demonstram a centralidade do chamado Milagre brasileiro – entendido aqui como um fenômeno social e 6 não apenas econômico – para a sustentação do regime. Habitualmente identificado pela memória coletiva como anos de chumbo, as festas demonstram que este período significou também e para expressivos segmentos da sociedade, anos de ouro, marcado por grande euforia desenvolvimentista, por expectativas de ascensão social e pelo entusiasmado sentimento de construção do futuro, do Brasil potência.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Nathalia Gama Lemos

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 08/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 130   Volumes: 1   Número: 1180

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Andréa Viana Daher
Carlos Gabriel Guimarães

Título: UM IMPÉRIO NOS TRÓPICOS: A atuação do Intendente Geral de Polícia, Paulo Fernandes Viana, no Império Luso-Brasileiro (1808-1821)

Resumo: Este trabalho analisa a correspondência trocada entre Paulo Fernandes Viana (Intendente Geral de Policia) e os diferentes membros do governo joanino. A análise destas cartas nos mostra como Paulo Fernandes Viana conectou o poder central e local no Império Luso-brasileiro entre 1808 e 1821, além de demonstrar como a Intendência Geral da Polícia da Corte era um elemento vital para a sustentação do projeto imperial durante um período de séria erosão da autoridade da Coroa portuguesa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fabio Lobão Marques Dos Santos

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 06/03/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 179   Volumes: 1   Número: 1178

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
João Luís Ribeiro Fragoso
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Título: ENTRE HONRAS, HERÓIS E COVARDES: invasões Francesas e disputas político-familiares (Rio de Janeiro, século XVIII)

Resumo: Em 1711, uma esquadra francesa liderada por Duguay-Trouin rompeu as defesas da baía de Guanabara, sitiou e sequestrou a cidade do Rio de Janeiro por várias semanas. Após o pagamento de um alto resgate em moedas e produtos, a cidade foi devolvida a seus moradores. As consequências desta invasão, atreladas ao sucesso dos naturais contra uma outra armada que tentara o mesmo feito pouco mais de um ano antes, revelaram um cenário de grandes disputas internas pela prevalência do poder político. Diferentes famílias e bandos se aliavam ou se enfrentavam pelos cargos da República. O evento militar de 1711 não significou o ponto de partida ou o fim destas disputas, mas colaborou para desdobramentos específicos e para acalorar as discussões. O objetivo do presente trabalho é analisar alguns destes desdobramentos a partir de três pontos: a morte de um dos principais da terra, Bento do Amaral Coutinho; a posição do governador Francisco de Castro Morais; e os pedidos de honras e mercês justificados pela participação no evento.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Arlindo José Reis de Souza

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 28/02/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 234   Volumes: 1   Número: 1177

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Ricardo Antonio Souza Mendes

Título: O ORIENTALISMO NO (LUSO) TRÓPICO AMERICANO: perspectivas brasileiras sobre a Conferência de Bandung

Resumo: O presente trabalho visa compreender o posicionamento de setores das elites brasileiras frente ao conclave Ásio-Africano de Bandung ocorrido em 1955 na Indonésia. Analisando fontes históricas como documentos diplomáticos, imprensa, e obras do diplomata Adolpho Justo Bezerra de Meneses, no escopo de descrever e compreender os discursos dos sujeitos históricos em questão, a presente dissertação propõe a utilização de um conceito que denominamos Orientalismo Lusotropical, conceito que pode ser compreendido tanto como uma ideologia quanto como um traço da cultura política brasileira da época perante o emergente ator coletivo internacional.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luís Rafael Araújo Corrêa

Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida

Data de Defesa: 10/02/2012   Nível: Mestrado

Páginas: 404   Volumes: 1   Número: 1176

Banca de Defesa:
Maria Regina Celestino de Almeida
Larissa Moreira Viana
Cláudia Rodrigues

Título: A aplicação da política indigenista pombalina nas antigas aldeias do Rio de Janeiro: dinâmicas locais sob o diretório dos índios (1758-1818)

Resumo: Considerando que a efetivação da política indigenista pombalina na América portuguesa foi condicionada pelas especificidades locais e pela interação constante com a política indígena, representada principalmente pelas lideranças indígenas, o principal objetivo é analisar a aplicação dessa política nas antigas aldeias da capitania do Rio de Janeiro, focando os rumos e os limites do Diretório, código legislativo que expressava a mencionada política. Esse trabalho pretende denotar a agência indígena, seus interesses e estratégias, em um contexto caracterizado pela intensificação das relações sociais e inter étnicas entre os índios e vários outros atores sociais e pela expansão colonial sobre as aldeias indígenas, estimuladas pelas medidas assimilacionistas do Diretório.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Edneila Rodrigues Chaves

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 25/01/2012   Nível: Doutorado

Páginas: 510   Volumes: 2   Número: 1175

Banca de Defesa:
Maria Emília da Costa Prado
Ângelo Alves Carrara
Luiz Fernando Saraiva
Carlos Gabriel Guimarães
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Hierarquias Sociais na Câmara Municipal em Rio Pardo (Minas Gerais, 1833 - 1872)

Resumo: O tema desta tese é a organização de grupos sociais e suas frações em torno do poder local no Brasil do século XIX. O estudo tem como referência a sociedade de Rio Pardo na província de Minas Gerais. Sustenta-se que a sociedade local do Império do Brasil tinha sua dinâmica baseada em hierarquias, que fundamentavam os poderes econômico, social e político. As relações sociais hierarquizadas estavam condensadas na câmara municipal, onde o segmento mais rico de representatividade mais expressiva reiterava sua dominação social. Baseando-se no quadro geral do sistema monárquico, demonstra-se que a regulamentação das câmaras municipais uniformizou sua organização e promoveu duas alterações substanciais. Seu caráter eletivo tornou-se mais abrangente e sua autonomia no exercício de suas atribuições foi reduzida, consoante a doutrina da tutela sobre as câmaras. A sociedade de Rio Pardo é tomada como referência para o estudo da dinâmica das relações sociais hierarquizadas, cuja correlação de forças se expressava na câmara municipal. Essa sociedade se conformou no processo de expansão demográfica da fronteira da agricultura de subsistência, constituinte do processo mais amplo do sistema agrário no Brasil. Seu sistema de produção local, de base agrária, estava fundado em relações de produção não capitalistas com regime de trabalho livre e escravo. A configuração da hierarquização é demonstrada mediante a classificação de três grupos sociais, com parâmetro na distribuição da riqueza. Verifica-se um pequeno grupo constituído de indivíduos mais ricos, um grupo intermediário, de indivíduos com riqueza de nível médio, e um grupo bastante alargado, de indivíduos mais pobres. Conclui-se que as hierarquias locais eram a base de sustentação do poder econômico social e político de um grupo restrito, que usufruiu a riqueza e as relações parentais para sua reafirmação social. Na câmara municipal residia a correlação de forças sociais, configurando-se como locus de poder predominantemente do segmento de maior proeminência econômica e social, que reiterou sua dominação e exerceu uma direção sobre a sociedade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Vanessa Carneiro da Paz

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 15/12/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 142   Volumes: 1   Número: 1174

Banca de Defesa:
Denise Rollemberg Cruz
Alessandra Carvalho
Tatyana De Amaral Maia

Título: Encontros em defesa da cultura nacional: o Conselho Federal de Cultura e a regionalização da cultura na ditadura civil-militar (1966 - 1976)

Resumo: O presente trabalho se propõe a analisar a política cultural desenvolvida pelo Conselho Federal de Cultura (CFC) entre os anos de 1966 e 1976. O CFC durante esse período realizou três encontros nacionais em favor da cultura e do patrimônio histórico e artístico nacional, sendo tais encontros uma estratégia política do órgão para fortalecer a perspectiva da regionalização, como caráter da cultura nacional, fazendo parte de uma política de criação de um sistema nacional de cultura. Esta dissertação, portanto, tem um duplo objetivo: primeiro, investigar como os encontros nacionais conformaram importantes espaços de negociação, de convergência de interesses, e também de divergência, entre o CFC os conselhos estaduais de cultura e a cúpula do executivo durante a ditadura civil-militar (1964-1985); segundo, analisar como as ações do Conselho buscaram a estruturação do setor cultural do país ao desenvolver propostas e documentos, e também ao suscitar debates em torno das questões culturais do país, para assim, legitimar o seu lugar e a sua posição enquanto produtor de conhecimento e elaborar o Plano Nacional de Cultura.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rita de Cássia Azevedo Ferreira de Vasconcelos

Orientador: Humberto Fernandes Machado

Data de Defesa: 12/12/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 214   Volumes: 1   Número: 1173

Banca de Defesa:
Humberto Fernandes Machado
Carlos Gabriel Guimarães
Tânia Maria Tavares Bessone da Cruz Ferreira

Título: República sim, escravidão não: O Republicanismo de José do Patrocínio e sua vivência na República (1888-1905)

Resumo: José do Patrocínio trabalhou ao longo da sua vida como jornalista, chegou a ser proprietário da Gazeta da Tarde e Cidade do Rio. A sua grande causa foi a libertação dos escravos, e por ela dedicou muitos artigos e discursos para convencer a sociedade da necessidade moral, política e econômica da abolição. Trabalhou também pela instauração de uma República democrática e constitucional. Por suas convicções políticas arrumou inimizades com os próprios republicanos, como Quintino Bocaiúva e Silva Jardim, ao discordarem da prioridade de mudança necessária ao país, ou seja, para Patrocínio a ordem era abolição-república, para aqueles republicanos, república e abolição caso a monarquia deixasse o problema para eles. Por conta desse conflito é comum encontrarmos a afirmação de declínio e ostracismo de José do Patrocínio com a instituição do regime republicano. Após a abolição, momento auge de prestígio, teria vindo o esquecimento. É claro que nas comemorações da abolição do trabalho escravo, Patrocínio foi muito homenageado, chamado até de Redentor dos escravos, em conseqüência dos anos dedicados e da forma como se empenhou. No entanto, a sua vida e carreira não cessaram com o 13 de Maio, pelo contrário foi esse evento que deu a Patrocínio projeção nacional e internacional, lhe deu autoridade como jornalista e orador. E com isso se impôs em outras questões políticas durante o governo de Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. Palavras-chave: Abolição, República, José do Patrocínio
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Vera Lúcia Ferreira Vargas

Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida

Data de Defesa: 09/12/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1172

Banca de Defesa:
Maria Regina Celestino de Almeida
Elisa Frühauf Garcia
João Pacheco de Oliveira Filho
John Manuel Monteiro
Noêmia Dos Santos Pereira Moura

Título: "A DIMENSÃO SÓCIOPOLÍTICA DO TERRITÓRIO PARA OS TERENA: as aldeias nos Século XX e XXI"

Resumo: Esta tese tem por objetivo compreender as táticas desenvolvidas pelos Terena que habitam a região do atual estado do Mato Grosso do Sul, principalmente os que vivem nas aldeias Bananal, Colônia Nova e Ipegue, na Terra Indígena de Taunay/Ipegue e da aldeia Buriti, na Terra Indígena Buriti, para a conquista e a garantia de seus direitos territoriais, compreendido através do fortalecimento das suas relações com a aldeia e dessa com o seu entorno, entre o final do século XX e o início do século XXI. As ações reivindicatórias dos Terena pela posse do território, que eles denominam atualmente de “retomada” não é recente, ocorre desde o século XIX, principalmente após os conflitos da Guerra do Paraguai (1864-1870), pois intensifica o povoamento da região. Desde então, índios e não-índios disputam os territórios e dessa forma, os conflitos entre eles também se intensificaram e se estenderam para o século XX. Quando ocorre a demarcação das reservas indígenas, que embora não tenham respeitado a lógica dos índios sobre o território, reconheceram e demarcaram as terras onde eles deveriam permanecer sob a proteção do Estado brasileiro. Os Terena voltaram a se reorganizar dentro das reservas, em seus núcleos populacionais, vinculados pela relação do parentesco e dos interesses comuns que possuíam, esses núcleos foram chamados de aldeias. Nesse sentido, pretende mostrar as táticas que esses índios desenvolveram e desenvolvem para nelas permanecerem, fortalecendo as suas relações políticas e identitárias através da sua consciência histórica, elegendo o que é significativo para o grupo, a partir da aldeia, lugar que legitima ações e reconhece liderança e da escola por meio das ações dos professores Terena, na busca pela legitimação dos direitos indígenas. Essa pesquisa foi desenvolvida mediante fontes escritas e orais por meio dos depoimentos dos Terena nas aldeias mencionadas anteriormente, entre o período de 2007 a 2010, porém outros depoimentos realizados antes do desenvolvimento dessa tese também foram citados por serem relevantes para esse estudo. As informações obtidas indicam que a aldeia é o principal núcleo dos Terena, é através dela que se organizam e reorganizam buscando soluções para os seus problemas e necessidades, entre os quais, destaca-se a ampliação e demarcação do território. Entre as táticas estabelecidas, para as suas reivindicações junto ao Estado brasileiro, constam as atividades desenvolvidas pelos professores indígenas, apropriando-se do conhecimento acadêmico que foi produzido sobre eles, bem como produzindo o seu próprio, enquanto pesquisadores do seu povo e assim, ampliam o diálogo com a sociedade envolvente através das universidades e das escolas nas aldeias, provocando discussões em torno dos seus direitos indígenas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Camila Mendonça Pereira

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 01/12/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 141   Volumes: 1   Número: 1171

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Cláudia Regina Andrade dos Santos
Andréa Santos Da Silva Pessanha

Título: Abolição e Catolicismo: A Participação da Igreja Católica na Extinção da Escravidão no Brasil

Resumo: O presente trabalho investiga a participação do clero brasileiro no processo abolicionista. A historiografia indicou uma ausência dos membros da alta hierarquia da Igreja Católica no Brasil na questão escravista, mesmo durante o período em que o movimento abolicionista ganhou força entre diversos grupos da sociedade. As informações que foram difundidas pelos jornais da época e alguns escritos dos próprios membros do clero não condizem com essa acusação. O que pude averiguar foi uma efetiva campanha pelo fim do cativeiro realizada pelos prelados brasileiros. Essa campanha emancipacionista, porém, possuía seus próprios elementos ligados ao interesse desse grupo social específico.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Daniel José Eduardo

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 18/11/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 123   Volumes: 1   Número: 1170

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Mirna Busse Pereira
Laura Antunes Maciel

Título: Cidadãos e eleições no Rio de Janeiro da Primeira República: do "voto de cabresto" ao direito de ser eleitor

Resumo: Esta dissertação investiga a participação das classes populares no processo eleitoral na cidade do Rio de Janeiro durante a Primeira República, a partir de processos judiciais, valorizando práticas e experiências cotidianas articuladas à participação política e à construção da cidadania. Analisa os mecanismos legais para manter a exclusão de eleitores, a violência e outros impedimentos ao livre exercício do voto, as formas de resistência e atuação da população para burlar os impedimentos e intervir nas diversas etapas do processo eleitoral. Discute como as eleições foram observadas e registradas por alguns literatos e imprensa, acompanhando as imagens que fixaram sobre a participação política no período. Por fim, debate a utilização do judiciário como arena de lutas por direitos à participação política pela via eleitoral.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Camila Moraes Marques

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 16/11/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 126   Volumes: 1   Número: 1169

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Maria Verónica Secreto Ferreras
Elione Silva Guimarães

Título: À margem da economia: Cachaça e protocampesinato negro no litoral sul fluminense (1800 - 1888)

Resumo: No Brasil imperial, a província do Rio de Janeiro dividia-se em áreas econômicas específicas e interligadas que geralmente não se enquadravam ao modelo de plantation existente no Vale do Paraíba. O litoral sul fluminense especializou-se, durante a segunda metade do século XVIII, na fabricação da cachaça que, aos poucos, conquistava os mercados africanos fornecedores de escravos. A expansão do tráfico conduzida pelos negociantes cariocas esteve diretamente relacionada ao fortalecimento da produção da bebida em Angra dos Reis e Parati, até meados do Oitocentos. Neste momento, a abolição das importações de africanos inaugurava um novo contexto socioeconômico no litoral sul: a diminuição do comércio da cachaça ampliava a agricultura de abastecimento e, ao mesmo tempo, a venda de cativos para as áreas cafeeiras deslegitimava o escravismo, forçando o estabelecimento de novas relações de trabalho. As comunidades escravas cristalizaram-se e buscaram ampliar os espaços de autonomia dentro das grandes unidades rurais, formando o que chamamos de protocampesinato negro na segunda metade do século XIX
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Daniel Tomazine Teixeira

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 24/10/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 108   Volumes: 1   Número: 1168

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Mário Jorge da Motta Bastos
Carolina Coelho Fortes

Título: Enquadramento da Pobreza em Portugal do Baixo Medievo: Assistencialismo e Repressão Estatal (séculos XIV/XV)

Resumo: A presente dissertação tem por objetivo estudar as ações de enquadramento da Pobreza engendradas pelo Estado Baixo-Medieval português. Este processo se deu, pelo menos, a partir de 1211 – quando da publicação da primeira lei anti-vadiagem no reino –, culminando nosso estudo no reinado de D. Manuel I, já no século XVI. Baseamo-nos em fontes de caráter jurídico e em regulamentos de sociedades de auxílio aos pobres. Tais intervenções estatais produziram um duplo efeito sobre a pobreza: de um lado a repressão aos ditos “falsos pobres” e, por outro o início de uma política pública de assistência aos “verdadeiros necessitados”.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gabriel Filgueira Marinho

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 07/10/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 413   Volumes: 1   Número: 1167

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Paulo Knauss de Mendonça
Tania Siqueira Montoro

Título: A MIGRAÇÃO DAS IMAGENS: o uso de imagens de arquivo no cinema documentário brasileiro ( 1961 - 1984)

Resumo: Esse trabalho discute como que o cinema documentário opera diferentes representações políticas através do uso de imagens de arquivo. Partindo da analise de como que fotografias, fonogramas e filmes de origens diversas foram utilizados nos curtas metragens realizados pelo Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais, o IPÊS, entre 1962 e 1964, e no longa-metragem “Jango”(1984), dirigido por Silvio Tendler; busco compreender como a linguagem cinematográfica possibilitou que imagens geradas por uma organização engajada com valores anticomunistas pudessem contribuir para uma outra narrativa audiovisual, vinculada com valores politicamente opostos e realizada duas décadas depois. O objetivo desse trabalho é discutir a categoria imagem de arquivo como uma ferramenta do cinema para a construção de múltiplas narrativas históricas e seu papel no espaço de disputa de representações; questão que ultrapassa classificações como “verdade” e “inverdade”, ainda comuns nos debates a respeito de filmes documentários.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Marcus Vinicius Kelli

Orientador: Luiz Carlos Soares

Data de Defesa: 06/10/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1166

Banca de Defesa:
Luiz Carlos Soares
Carlos Gabriel Guimarães
Rômulo Garcia de Andrade

Título: Uma família em dois momentos: Os Röhe e as transformações econômicas no Rio de Janeiro (1831-c1885)

Resumo: O presente trabalho tem por objetivo, analisar as transformações econômicas ocorridas na cidade do Rio de Janeiro entre as décadas de 1830 e 1880. A partir da chegada de uma família de imigrantes oriundos de Altona, distrito de Hamburgo, atual Alemanha, os Röhe, especialistas na confecção de veículos de passageiros e, o seu desdobramento, a união dos seus descendentes, luteranos, com a família Macedo, de origem católica, em plena década de 1870, auge do conflito entre a Igreja e o Império, a segunda geração desta família ampliou os seus negócios mediante incorporação de um agente econômico externo, o Banco Industrial e Mercantil do Rio de Janeiro. O sucesso obtido na Exposição da Indústria Nacional, em 1881, e, o término das suas atividades, em 1883, permitem, por seu turno, reconstituir, a partir de uma perspectiva, as transformações estruturais vivenciadas pela sociedade imperial.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Giselle Marques Camara

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 30/09/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 134   Volumes: 1   Número: 1165

Banca de Defesa:
Julio Cesar Mendonça Gralha
Norma Musco Mendes
Ciro Flamarion Santana Cardoso

Título: MAAT: O princípio ordenador do cosmos egípcio. Uma reflexão sobre os princípios encerrados pela deusa no Reino Antigo (2649-2129 a.C) e no Reino Médio (2023-1720 a.C)

Resumo: A presente dissertação propõe uma reflexão sobre o significado expressado pela deusa/princípio Maat durante os Reinos Antigo (2649-2129 a.C.) e Médio (2023-1720a.C.) períodos esses que constituíram em parte a história do Egito Faraônico. Tal deusa encerrava em si os atributos de verdade/justiça/ordem/equilíbrio. De acordo com os mitos cosmogônicos egípcios, a referida divindade foi gerada no primeiro movimento da criação cósmica, juntamente com seu irmão gêmeo Shu, o sopro vital, e só após o nascimento de ambos o mundo dos deuses e dos homens pode então ser criado. Além de Maat ser a condição de existência necessária para que o processo de criação do cosmo pudesse ter continuidade, as atribuições a ela associadas não se restringiram apenas ao âmbito “religioso”, servindo, outrossim, de esteio para estruturação política e social da cultura em foco. Tratando-se de um povo cuja cosmovisão se assentava no mito e cuja função temporal do faraó, e por extensão da sociedade como um todo, era viabilizar a reprodução e a manutenção de uma ordem perfeita existente a priori, a deusa/princípio lançou as bases que legitimou o pacto de governabilidade do monarca para com o seu povo, e forneceu as diretrizes ao comportamento do homem egípcio, pois pode ser considerada a medida ética que orientou a conduta moral nos âmbitos individual e coletivo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Roselaine Navarro Barrinha da Silva

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 30/09/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 401   Volumes: 1   Número: 1164

Banca de Defesa:
Marcelo Dias Carcanholo
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Ana Maria Motta Ribeiro
João Márcio Mendes Pereira
Paulo Roberto Raposo Alentejano

Título: Trabalho integrado e reprodução ampliada do capital: um estudo de caso no Sudoeste do Paraná

Resumo: discussão do processo de valorização do capital tem concentrado os esforços de inúmeros pesquisadores ao longo do século XX. Diversas são as temáticas relacionadas à tal discussão, dentre as quais, as relações de trabalho vigentes na contemporaneidade. Marx evidenciou em O capital, as categorias que devem necessariamente estar presentes numa relação de produção especificamente capitalista. De um lado, a força de trabalho deve estar “livre”, desprovida das condições de produção, de outro, as condições de produção devem estar concentradas nas mãos do capitalista. É da combinação destas duas categorias, que essencialmente envolve a compra da força-de-trabalho pelo capitalista e a sua conjugação às condições de produção que resultará a mais-valia, categoria que representa o excedente econômico sob o capitalismo. É a definição das categorias essenciais que envolvem a extração do excedente econômico tipicamente capitalista e, portanto a caracterização da relação de produção/trabalho capitalista que lhe permite definir o que é trabalho produtivo/improdutivo nesta forma de sociedade. Por outro lado, a sociedade contemporânea tem evidenciado a existência de relações de produção que não se “encaixam” dentro do modelo tipicamente capitalista. O caso específico da avicultura, mais especificamente, do pequeno produtor do Sudoeste do Paraná integrado à Sadia é um exemplo típico deste “desajuste”. Neste sentido, nossa preocupação neste trabalho foi de entender essa aparente contradição. Qual a importância deste “pequeno produtor” integrado para o Capital? Qual o espaço que ele ocupa na sociedade capitalista, se ele não pode ser considerado como um trabalhador “produtivo”, do ponto de vista do capital - haja vista não ser um trabalhador livre? A resposta a estes questionamentos exige que resgatemos e participemos do debate acerca da existência/permanência do campesinato sob a contemporaneidade. Para resolver a problemática proposta, dividimos o trabalho em 7 capítulos. O primeiro resgatou na literatura marxista, as categorias do Trabalho Especificamente Capitalista – ou trabalho abstrato, do Trabalho Produtivo/Improdutivo e do Camponês. No segundo capítulo efetuamos um resgate teórico-histórico que nos evidenciasse a razão de ser da agricultura para o capital. Procuramos neste capítulo resgatar os movimentos do capital no sentido de aprofundar o processo de inserção do capital sobre a agricultura, recuperando aos mecanismos empregados no processo. No terceiro capítulo, buscando já apontar para o estudo de caso, resgatamos a colonização do Sudoeste do Paraná, relacionando-a com o desenvolvimento do capitalismo. No quarto capítulo buscamos apreender de que forma a região participou do processo de aprofundamento do capital sob a agricultura a partir da chamada Revolução Verde. No quinto capítulos buscamos a formação do complexo avícola no Brasil, relacionando o seu desenvolvimento ao avanço capitalista no âmbito dos países mais desenvolvidos. Foi esse atrelamento que nos levou ao entendimento da importação do modelo de avicultura vigente nos Estados Unidos para o país. No capítulo sete, tratamos especificamente da relação de produção firmada entre o pequeno produtor do Sudoeste do Paraná e a Sadia. Diante do desenvolvido nos capítulos anteriores buscamos responder as questões que incitaram esta pesquisa. Em resumo, apreender a razão de ser do camponês e do seu trabalho “improdutivo” do ponto de vista do capitalismo, para o Capital
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Francivaldo Alves Nunes

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 27/09/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 422   Volumes: 1   Número: 1163

Banca de Defesa:
José Maia Bezerra Neto
Cláudia Regina Andrade dos Santos
Marcia Maria Menendes Motta
Elione Silva Guimarães
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: SOB O SIGNO DO MODERNO CULTIVO: Estado Imperial e Agricultura na Amazônia

Resumo: As dimensões tomadas pela agricultura na Amazônia brasileira durante o Império, a partir do final da década de 1830, é o objeto central de análise desta tese. Buscamos, no entanto, o entendimento desta questão na heterogeneidade das interpretações, o que nos permitiu compreender que a atividade agrícola extrapolava os limites de uma prática econômica. Diante de uma discussão observada na imprensa e em documentos e pronunciamentos oficiais, e que suscitou diversas e diferentes interpretações, construímos uma proposição de análise que observava a agricultura para além de fenômenos relativos à produção, distribuição e consumo, ou ainda das rendas que poderiam gerar com a comercialização de seus produtos. Para a Amazônia, e isto toma uma dimensão maior do que para outras regiões do país, a agricultura se constituiu, nestas interpretações, como atividade moralizadora, disciplinadora, capaz de assegurar a constituição de propriedades e povoamento regular, além do que, possibilitaria a implantação de um modo de vida interpretado como civilizado e moderno. O caminho percorrido para este entendimento passou, necessariamente, pela compreensão de que os discursos construídos em torno da agricultura estavam associados às políticas de atuação do governo imperial, as contraposições entre as práticas de cultivo, as ações de auxílio e melhoramento agrícola, as políticas de colonização voltadas para o imigrante estrangeiro, os indígenas e as práticas de aproveitamento do colono nacional, e que tinham no Estado brasileiro, a partir da articulação com as forças políticas da região amazônica, seus executores.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Kênia Aparecida Miranda

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 02/09/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 400   Volumes: 1   Número: 1162

Banca de Defesa:
Sonia Maria Rummert
Eurelino Teixeira Coelho Neto
Roberto Leher
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Marcelo Badaró Mattos

Título: As lutas dos trabalhadores da educação: do novo sindicalismo à ruptura com a CUT

Resumo: Este trabalho tem como objeto as lutas dos trabalhadores da educação, organizados no Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação do Rio de Janeiro (SEPE-RJ) e no Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior (ANDES-SN), no período compreendido entre a eclosão do Novo Sindicalismo e meados da década de 2000, quando ocorreu a desfiliação dessas entidades da Central Única dos Trabalhadores (CUT). O processo histórico de constituição dos trabalhadores da educação como uma nova força política é analisado a partir dos embates travados entre esses atores sociais e o Estado nos momentos de radicalização da luta de classes, as greves. Também são abordadas as transformações no processo de trabalho docente, durante o mesmo períodoanda
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Emilly Couto Feitosa

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 31/08/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 320   Volumes: 1   Número: 1160

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Norberto Osvaldo Ferreras
Monica Esmeralda Bruckmann Maynetto

Título: As Assembléias de Poder Popular em Cuba: Uma História de Luta Democrática e de Participação Popular

Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo resgatar as tradições de luta democrática e de participação popular em Cuba desde as lutas de independência travadas contra a Espanha, em fins do século XIX, até meados dos anos 90, quando o país enfrentou uma das mais graves crises desde a vitória da revolução: o ―Período Especial em Tempos de Paz. Através do resgate dessas tradições, procuro analisar as bases sobre as quais foi criado o Sistema de Poder Popular cubano e o quanto esse sistema foi sendo aperfeiçoado de acordo com o contexto histórico vivido e com as novas demandas surgidas na sociedade. Nesse sentido, destaco como um contexto fundamental de redefinição dos rumos do processo revolucionário cubano, sobretudo com relação à questão do poder popular, a crise dos anos 90 e as reformas que se seguiram a ela. Essa redefinição se concretizou num amplo conjunto de reformas econômicas e políticas. As reformas econômicas foram caracterizadas pela introdução de elementos de uma economia de mercado no país como, por exemplo, a abolição do monopólio do Estado sobre o comércio exterior e a permissão da participação de capitais estrangeiros na economia. Já a reforma política foi caracterizada, sobretudo, por uma resignificação do papel do Estado e das formas de participação e representação, com a modificação da constituição em 1992 e as importantes alterações que gerou no sistema eleitoral cubano. O novo sistema político aprovado em 1992 e as novas atribuições das Assembléias de Poder Popular significaram uma descentralização administrativa das funções estatais e, assim, também uma maior participação da população na vida política do país. No entanto, o funcionamento deste sistema, o processo eleitoral e suas especificidades e, principalmente, os mecanismos de representação ainda não são conhecidos no Brasil, mesmo no campo das esquerdas. As Assembléias do Poder Popular são, nesse sentido, o foco da presente pesquisa
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mariana Bruce Ganem Baptista

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 31/08/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 254   Volumes: 1   Número: 1161

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Norberto Osvaldo Ferreras
Francisco Carlos Teixeira da Silva

Título: A "Democracia Participativa y Protagónica", o Povo e o Líder: A Experência dos Consejos Comunales na Parroquia 23 de Enero (Caracas/Venezuela)

Resumo: Os Consejos Comunales/CCs são uma experiência de poder popular praticada nos últimos anos na Venezuela. Trata-se de micro-governos construídos no interior das comunidades, compostos e geridos pelos próprios moradores e que possuem poder deliberativo e executivo sobre a gestão das políticas locais voltadas, principalmente, para a melhoria das condições de vida das classes populares. Os CCs fazem parte de um projeto nacional de construção de um Estado Comunal articulado por federações e confederações de Consejos Comunales e/ou por Comunas. É um projeto ambicioso, orientado por uma proposta para o Socialismo del Siglo XXI, para a construção de uma “democracia participativa e protagônica” que prevê não apenas a participação política do povo, mas também que este seja o sujeito principal na resolução dos seus problemas, além de envolver o desenvolvimento de um projeto econômico endógeno e autossustentável para o país. Apesar de fortemente incentivado pelo presidente Hugo Chávez Frias, este projeto encontra suas raízes em experiências e demandas existentes nas bases da sociedade desde longa data. Deste modo, a eleição de Chávez, em 1998, a posterior abertura de uma assembleia constituinte com um chamado para repensar o Estado Venezuelano e a proposta de construção da Asambleas de Ciudadanos y Ciudadanas como instâncias de poder local são fruto de um longo processo de desgaste da institucionalidade liberal que ocorreu durante o regime puntofijista anterior ao governo atual, bem como da articulação da sociedade civil sob diferentes formas com vistas a construir alternativas àquele regime. O objetivo desta dissertação é analisar de que maneira se deu esse processo de construção de uma “democracia participativa e protagônica” na prática, observando as tensões e dilemas provocados pelas pressões dos poderes desde arriba e os dinamismos das bases desde abajo, utilizando como estudo de caso a Parroquia 23 de Enero, de Caracas, por se tratar de um território reconhecido por suas tradições de organização popular anteriores à eleição de Chávez e por ser considerado um dos principais bastiões de sustentação do governo atualmente.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Neila Matias de Souza

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 29/08/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 201   Volumes: 1   Número: 1159

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Vânia Leite Fróes
Adriana Maria de Souza Zierer

Título: Modelando a cavalaria: Uma análise da demana do Santo Graal (século XIII)

Resumo: A pesquisa que desenvolvemos no decurso do mestrado aborda a cavalaria, no Ocidente Medieval do século XIII, enquanto instituição militar que foi ganhando no decurso de seu processo de formação contornos crescentemente religiosos. Percebemos que isso foi parte de uma ação da Igreja na tentativa de controlar uma nobreza que se apresentava cada vez mais violenta e sedenta de riquezas; com esse objetivo várias assembléias que culminaram com as instituições da Tregua Dei e Pax Dei foram realizadas com o claro intuito de limitar os excessos da nobreza guerreira. Essa questão está presente nas fontes com as quais trabalhamos, A Demanda do Santo Graal e O Livro da Ordem de Cavalaria, que divulgam valores cristãos a serem seguidos principalmente pelos cavaleiros tão envoltos no pecado. Para isso há vários exemplos sobre o comportamento desses guerreiros, que identificamos e caracterizamos como modelares, seja como um bom exemplo a ser seguido ou um mal a ser evitado. São os modelos extremos, o “bom” e o “mau”, que trataremos aqui, entendendo-os como uma procura da Igreja em domesticar a cavalaria, enquadrá-la nos limites cristãos, imputando àquela instituição uma moral religiosa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Beatriz Gomes Bellens Porto

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 29/08/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 146   Volumes: 1   Número: 1158

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Antônio Carlos Jucá de Sampaio
Carlos Gabriel Guimarães

Título: Nobres poderes: a atuação do Senado da Câmara fluminense na economia e os privilégios e deveres dos Homens Bons (1790-1807)

Resumo: A presente dissertação tem sua análise centrada no Senado da Câmara do Rio de Janeiro, entre 1790-1807, abordando quais eram seus deveres e privilégios administrativos e sua atuação na economia fluminense. Além disso, traçamos um perfil de quem eram os homens bons desta instituição, destacando duas importantes famílias da elite mercantil fluminense e oficiais camarários: os Carneiro Leão e os Velho da Silva. O pano de fundo do nosso trabalho é a virada do século XVIII para o XIX, pensando quais eram as diretrizes políticas, econômicas e institucionais na relação da América portuguesa no Reinado de D. Maria I, da regência de D. João VI, e pela herança administrativa do secretário de D. José I, o Marquês de Pombal. Também é fundamental entendermos a capitania do Rio de Janeiro, que, durante o século XVIII, passa a ser principal eixo e capital do Vice-Reinado, com sua economia e política e, consequentemente, seus órgãos político-administrativos fortalecidos. Estudos apontam que o Senado da Câmara fluminense perde sua importância em relação ao Império português quando muitos de seus contratos passam a ser administrados por outras instituições. Objetiva-se pensar se houve de fato uma queda em seu prestígio ao final do século XVIII, questionando-se, se, a partir do novo funcionamento da Câmara, houve uma reformulação da economia do bem comum, postulado por João Fragoso para o seiscentos. A presente dissertação tenta entender como funcionava a administração dos rendimentos e contratos fluminenses, ou seja, a economia colonial, através da perspectiva do Senado da Câmara, mas também a participação da elite mercantil na política fluminense, especialmente após conflitos no interior do Senado em meados do setecentos, entre elite agrária e elite mercantil.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Adriana Mattos de Oliveira

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 26/08/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 111   Volumes: 1   Número: 1157

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Samuel Mello Araujo Junior
Ana Lucia Silva Enne

Título: A JOVEM GUARDA E A INDÚSTRIA CULTURAL: análise da relação entre o movimento Jovem Guarda, a indústria cultural e a recepção de seu público

Resumo: Este trabalho tem por objeto de estudo o Programa Jovem Guarda, que foi exibido pela Rede Record de 1965 a 1968 e teve como apresentadores Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa, bem como o movimento que é anterior ao próprio programa e que foi por ele denominado. Nosso objetivo geral consiste em, a partir da análise de alguns pontos referentes ao Movimento Jovem Guarda, buscar o entendimento das estratégias utilizadas pela indústria cultural na criação de seus produtos, bem como as diferentes recepções efetuadas por seu público consumidor. Para isso, recorremos ao conceito cunhado por Theodor Adorno e Max Horkheimer em 1947 de indústria cultural, bem como às formulações de Raymond Williams acerca do materialismo cultural e de Jesús Martin-Barbero sobre as mediações existentes entre a produção da indústria cultural e sua recepção. Para isso, analisamos a música não como obra de gênios criadores, mas como um produto inserido na cadeia produtiva do sistema capitalista de produção, analisamos a chegada do rock and roll ao Brasil e sua apropriação local e partimos para um de seus desdobramentos, o movimento Jovem Guarda. Tendo como ponto de partida o movimento Jovem Guarda, analisamos alguns “produtos” a ele associados - o programa Jovem Guarda, o LP e o filme Roberto Carlos em Ritmo de Aventura -, até chegarmos ao seu público e análise das relações entre a indústria cultural e a recepção que o público realiza de seus produtos
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carolina Torres Alves De Almeida Ramos

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 25/08/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 266   Volumes: 1   Número: 1156

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Regina Angela Landim Bruno
Maria Letícia Corrêa
Marcelo Badaró Mattos
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: Capital e Trabalho no Sindicalismo Rural Brasileiro: uma análise sobre a CNA e sobre a CONTAG (1964-1985)

Resumo: A tese pretende analisar a atuação, entre os anos de 1964 e 1985, da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (CONTAG) e da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), sindicatos oficiais e de âmbito nacional dos, respectivamente, trabalhadores e proprietários rurais. Estas agremiações são regidas pela legislação sindical corporativista e estão subordinadas ao Ministério do Trabalho. Intenta-se averiguar a articulação das Confederações com setores da sociedade civil e da sociedade política, apontando para suas formas específicas de representação. Serão estudadas suas principais campanhas, a base econômica e trajetória política e profissional de seus dirigentes, bem como as similitudes e embates observados entre ambas.O posicionamento da CONTAG e da CNA frente às políticas públicas voltadas para a reforma agrária no período abarcado pela pesquisa consiste em um dos principais objetos de investigação da tese. Por fim, pretende-se analisar a crise de representação das Confederações no contexto da “abertura política”, identificando a redefinição de suas estratégias de atuação
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Luciana Penna Franca

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 17/08/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 118   Volumes: 1   Número: 1155

Banca de Defesa:
Laura Antunes Maciel
Leonardo Affonso de Miranda Pereira
Martha Campos Abreu

Título: Teatro Amador: A cena carioca muito além dos arrabaldes

Resumo: Esta dissertação analisa experiências de teatro amador na cidade do Rio de Janeiro entre o final do século XIX e as duas primeiras décadas do XX. Parte fundamental do cotidiano carioca no período, o teatro era exercitado por diferentes grupos sociais em bairros e espaços cênicos variados e assumiu múltiplos significados e formas. O “teatrinho”, como tantos se referiam ao teatro amador, ocupava, na verdade, espaço significativo na cidade, não apenas nos arrabaldes, mas também no centro e áreas nobres concorrendo e disputando platéias com as variadas formas de teatro comercial. Analisando os inúmeros jornais e revistas dedicados ao teatro, assim como os estatutos de grupos amadores e os pedidos de licença que encaminhavam à polícia foi possível mapear intenções e objetivos diversos articulados ao teatro produzido por amadores, reconhecer os locais de atuação e encenação em diferentes bairros do Rio de Janeiro e, também, alguns dos temas encenados. A organização e manutenção de um número expressivo de sociedades dramáticas, clubes e outras associações dedicadas ao teatro, criados e mantidos por imigrantes, operários, senhoras e senhores ‘da boa sociedade’ aponta para a popularização dessa prática e indica que o teatro constituiu um espaço importantíssimo de atuação e expressão social para diferentes grupos sociais na cidade. Para eles, as encenações teatrais podiam constituir uma identidade de grupo, expressar e canalizar tensões sociais bem maisamplas do que o bairro onde atuavam, servir como diversão ou lazer ou, ainda, doutrinar e formar a consciência social e política. Ao pesquisar o envolvimento e atuação de grupos diversos com o teatro minha intenção foi refletir sobre o papel dos amadores, não apenas no palco, mas na própria transformação geográfica, social e política da capital federal naquele período histórico.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Leandro Climaco Almeida de Melo Mendonça

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 18/07/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 149   Volumes: 1   Número: 1154

Banca de Defesa:
Heloisa de Faria Cruz
Marialva Carlos Barbosa
Laura Antunes Maciel

Título: Nas margens: Experiência de suburbanos com periodismo no Rio de Janeiro (1880-1920)

Resumo: Esta é uma pesquisa dedicada em compreender o processo de constituição e desenvolvimento do periodismo suburbano existente na cidade do Rio de Janeiro entre as décadas de 1880 e 1920. Através da análise de inúmeros materiais, especialmente das dezenas de periódicos produzidos nos subúrbios, busca-se entender as motivações que levaram homens e mulheres a investirem na publicação de jornais, revistas e almanaques naquele momento histórico. O estudo dessas experiências no passado nos permite apresentar múltiplas experiências motivadas por projetos distintos. Ao apresentarmos o conjunto do periodismo suburbano na cidade, essa dissertação tem a intenção de trazer os desafios concretos enfrentados por todos aqueles que estiveram envolvidos na produção desses órgãos de imprensa. A fragilidade do financiamento, a concorrência com os periódicos mantidos por grandes empresas, a necessidade de angariar apoio entre os suburbanos, a construção de uma rede de representantes nos subúrbios – são exemplos que demonstram as dificuldades em se lançar e manter um periódico nos bairros suburbanos. Em um período marcado pelo forte crescimento urbano da cidade, o conjunto da imprensa suburbana pode ser considerado um material indispensável para o estudo das áreas mais afastadas do Centro e sua população. Se muitos jornais foram criados como órgãos militantes dos interesses de uma classe média que buscava se constituir como uma elite suburbana, distante dos interesses populares, em outros periódicos foi possível mapearmos experiências críticas ao modelo de sociedade hegemônico. Inúmeras iniciativas jornalísticas defenderam projetos alternativos, populares, assim como se constituíram como atores políticos privilegiados envolvidos na formulação de novas formas de representação política, duramente críticas ao modelo construído no início do período republicano, marcado pela exclusão da grande maioria da população do processo decisório do país.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mario Sergio Ignácio Brum

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 12/07/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 362   Volumes: 1   Número: 1153

Banca de Defesa:
Marcelo Tadeu Baumann Burgos
Paulo Knauss de Mendonça
Lilian Fessler Vaz
Luciana Corrêa Do Lago
Márcia da Silva Pereira Leite

Título: Cidade Alta: História, memórias e estigma de favela num conjunto habitacional do Rio de Janeiro

Resumo: Como, afinal, o que é “Favela”? A facilidade com que qualquer carioca forma na mente, de imediato, um espectro de imagens a partir do enunciado da palavra é rapidamente substituída pela dificuldade em conseguir explicar a um interlocutor o que ela significa. Quais especificidades a favela possui que a tornam um lugar distinto... exatamente do quê? Por que determinado lugar é uma favela e outros não? Como ter uma definição que possa dar conta de uma gama variada de locais com imensa heterogeneidade, ao mesmo tempo que deva delimitar algo específico, de modo que outras áreas parecidas, mas diferentes, não sejam incluídas? É o que tentaremos responder neste estudo, a partir da construção, em processos internos e externos, do estigma de favela que paira sobre um conjunto habitacional surgido em 1969 para abrigar removidos, dentro do programa de remoções de favelas no Rio de Janeiro: a Cidade Alta.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Patrícia Ferreira Moreno Christofoletti

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 11/07/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 233   Volumes: 1   Número: 1152

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Sonia Cristina da Fonseca Machado Lino
Maurício De Bragança
Samantha Viz Quadrat
Lucia Grinberg

Título: AMÉRICA EM TRANSE: Cinema, Identidade e Revolução na América Latina (1965-1971).

Resumo: No início dos anos de 1960 verificamos o surgimento de uma forma particular de engajamento político nas produções cinematográficas de alguns países da América Latina. Temas ligados aos problemas comuns dos povos latino-americanos, como a exploração colonial, a descolonização, o neocolonialismo, o subdesenvolvimento e a alienação foram recorrentes nessas produções e orientaram seus realizadores no projeto de se criar uma nova forma de se fazer cinema. Surgia o Nuevo Cine Latino-Americano. As principais preocupações dos cineastas vinculados a este novo cinema estiveram presentes em diversos projetos de libertação, concebidos no decorrer da formação histórica dos povos latino-americanos. Esta pesquisa objetiva analisar como se deu a construção deste engajamento, entendendo-o como fruto da relação de um dado grupo que se fortaleceu por meio da construção de uma rede de sociabilidades. Trata-se de compreender como se deram os debates em torno de questões vistas como fundamentais para a consolidação do chamado Nuevo Cine Latino-Americano.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ricardo Gilberto Lyrio Teixeira

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 30/06/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 133   Volumes: 1   Número: 1151

Banca de Defesa:
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Marcelo Badaró Mattos
Esther Kuperman

Título: Reforma financeira e Banco Central do Brasil em tempos de capital monopolista (1964-1968).

Resumo: Este trabalho possui duas frentes de investigação. Na primeira, teórica, buscamos compreender a natureza e o papel do dinheiro na sociedade capitalista. Através dos escritos de Marx, trilhamos o processo de autonomização das formas do capital a fim de compreender como e porque o capital bancário assume o protagonismo na expansão e nas crises capitalistas. Buscamos também, apoiados em Lenin, explicar as formas de expansão do capital em sua fase imperialista. Por fim, na segunda frente, investigamos a formação histórica do Banco Central da República do Brasil. Criado com o Golpe de 1964 como sucessor da Superintendência da Moeda e do Crédito (SUMOC), sua criação foi marcada por longos debates no Parlamento e no Governo, que duraram cerca de vinte anos. As tensões pelo controle da moeda e do crédito no Brasil permearam as difíceis relações institucionais do Banco do Brasil com a SUMOC, além das possibilidades de acesso ao crédito. Agudizaram-se, assim, nos mesmos ritmos do desenvolvimento da economia capitalista no Brasil e das lutas sociais, com o período de 1962 a 1964, o Governo Goulart, representando o momento de maior conflito.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Pedro Henrique Belchior Rodrigues

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 27/06/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1150

Banca de Defesa:
Laura Antunes Maciel
Magali Gouveia Engel
Maria Do Rosario Da Cunha Peixoto

Título: Tristes Subúrbios: Literatura, Cidade e Memória na Experiência de Lima Barreto (1881 - 1922)

Resumo: Entre 1902 e 1922, o carioca Lima Barreto morou nos subúrbios. Neste período, que corresponde a toda a sua trajetória como escritor, dedicou romances, contos e diversas crônicas a questões do universo suburbano: feiras e mafuás, chalés e chácaras, “aristocracia” suburbana e trabalhadores pobres. Meu objetivo é compreender essa produção a partir da experiência social do escritor, cujos vestígios estão presentes em todo o universo ficcional e não-ficcional, além das anotações pessoais. De acordo com Raymond Williams, parto do princípio de que a literatura não é mero reflexo da sociedade, mas parte das relações sociais; institui e constitui a realidade. Assim, desejo compreender como o subúrbio do início do século XX, época de grandes reformas urbanas, emerge no interior de uma obra na qual estão presentes certas memórias da cidade – resgatadas e manipuladas sempre com um objetivo específico, o de combater as tais reformas e os “reformadores apressados” – e uma concepção própria da literatura, que lhe rendeu o reconhecimento de alguns intelectuais e o esquecimento de muitos outros.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Manoel Batista do Prado Junior

Orientador: Sheila Siqueira de Castro Faria

Data de Defesa: 17/06/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 210   Volumes: 1   Número: 1149

Banca de Defesa:
Sheila Siqueira de Castro Faria
Roberto Guedes Ferreira
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Título: Entre Senhores, Escravos e Homens Livres Pobres: Família, liberdade e relações sociais no cotidiano da diferença (Mangaratiba, 1831-1888)

Resumo: Esta dissertação tem por objetivo analisar o comportamento econômico de Mangaratiba, vila situada no litoral sul da então província do Rio de Janeiro, ao longo do século XIX. O ponto de partida para a compreensão da organização produtiva de pequenos, médios e grandes senhores de escravos no cotidiano são as relações sociais estabelecidas em torno da família e da liberdade em uma sociedade escravista e caracterizada pelo elevado índice de africanidade. O recorte cronológico escolhido para a análise dos processos em questão foi de 1831, ano em que a vila em questão conquista sua autonomia administrativa e, coincidentemente, se promulga a primeira lei que proibia o tráfico de escravos africanos para o Brasil e 1888, fim da escravidão. Através da análise de inventários post-mortem, testamentos e registros paroquiais de batismos de escravos, de terras, processos-crime e de liberdade e estimativas de desembarques de africanos, buscaremos compreender como, em meio às hierarquias sociais e contínuos fluxos culturais, se moldavam e recriavam as relações entre senhores, escravos e homens livres pobres.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Glaydson Gonçalves Matta

Orientador: Georgina Silva dos Santos

Data de Defesa: 16/06/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 212   Volumes: 1   Número: 1148

Banca de Defesa:
Georgina Silva dos Santos
Carlos Gabriel Guimarães
José Newton Coelho Meneses

Título: Tradição e modernidade: práticas corporativas e a reforma dos ofícios em Lisboa no século XVIII.

Resumo: Durante a época moderna, as corporações de ofícios contribuíram para a construção de uma complexa rede que regulava a produção e o comércio de mercadorias, além da atuação de novos artesãos no espaço urbano. Em Lisboa no século XVIII, estes oficiais mecânicos viram seus monopólios ameaçados pela intervenção direta da Real Junta De comércio e da Monarquia na organização das corporações, marcados por uma tradição medieval. Destacando a atuação da Casa Dos Vinte e Quatro, instituição que representava os artesãos de Lisboa junto à Câmara, este estudo busca compreender a pressão sofrida pelas corporações e as estratégias criada pelos artesãos para a manutenção de seus privilégios, o que culminou com uma ampla reforma dos ofícios em 1771, a segunda de sua história.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Henrique Drach

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 09/06/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 529   Volumes: 1   Número: 1147

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Flávia Camargo Toni
Tânia Maria Tavares Bessone da Cruz Ferreira
Verena Alberti
Cecília da Silva Azevedo

Título: A Rabeca de José Gerôncio: Luiz Heitor Corrêa de Azevedo - Música, Folclore e Academia na Primeira metade do século XX

Resumo: A partir de 1930, retoma-se o movimento em busca de uma identidade nacional, que datava quase da própria Independência em 1822. Atraídos por sua força gravitacional, várias correntes da intelectualidade brasileira passaram a orbitar então à volta de um Estado renovadamente autoritário, lançando-se à procura das raízes do Brasil, identificadas por alguns como folclore. No contexto mundial das inéditas dimensões trazidas pela I Guerra Mundial e pelas vertiginosas transformações industriais e tecnológicas que acompanharam a expansão capitalista, decompunham-se as formas tradicionais de convivência como os referenciais considerados absolutos, surgindo o mundo propriamente moderno. Ao mesmo tempo, se a fotografia, o cinema e os processos de gravação sonora criavam a expectativa de poder conservar o passado, o telégrafo, o automóvel, o avião e o rádio pareciam superar as barreiras de incomunicabilidade do presente entre povos e países. Na iminência de um segundo conflito mundial, ressurgiu, promovido pelos Estados Unidos, o ideal panamericano. Em seu bojo, como ocorria na Europa de tantas nacionalidades distintas, estava a proposta de elaborar um gigantesco arquivo de folclore, que assegurasse o mapeamento musical das Américas. Nesse momento, primeiro catedrático (1939) da cadeira de folclore nacional na Escola Nacional de Música do Rio de Janeiro, Luiz Heitor Corrêa de Azevedo aproveita o oferecimento de uma estadia de seis meses em Washington D.C. Ao retornar, realiza quatro viagens de pesquisas folclóricas entre 1942 e 1946 – a Goiás, Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Sul – com a missão de resgatar o que restava da essência da alma brasileira, antes que se desintegrasse para sempre diante das novidades trazidas pelas ondas do rádio. Esta tese examina a trajetória desse personagem desde sua formação no Colégio Anchieta dos padres jesuítas em Friburgo, RJ, até sua partida para Paris, em 1947, onde passou a atuar como alto funcionário da UNESCO. De um lado, busca-se contextualizar sua atuação, em especial, quanto ao papel exercido pelo panamericanismo e quanto ao lugar ocupado pelo folclore na academia brasileira. De outro, evidenciar a tensão, presente nas viagens que realizou, entre regras metodológicas rigorosas de pesquisa, que supostamente devia seguir, e uma compreensão hermenêutica, que lhe permitia abordar pessoas muito diferentes daquelas com as quais convivia. Num plano mais profundo, de maneira quase imperceptível, porém, indaga-se também a respeito do lugar da música na sociedade contemporânea
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Priscilla Gomes da Silva

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 03/06/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 177   Volumes: 1   Número: 1146

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Canrobert Penn Lopes Costa Neto
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: A incorporação da agroecologia pelo MST: reflexões sobre o novo discurso e experiência prática.

Resumo: Essa pesquisa possui o objetivo de analisar o processo de incorporação da Agroecologia nos planos discursivo e prático do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra - o MST. O paradigma sócio-produtivo agroecológico é tomado como referência para a entidade desde meados dos anos 1990, deslocando a referência dominante até então: o cooperativismo de origem produtivista. Pretendemos avaliar os mecanismos que redundaram na alteração destes modelos sócio-produtivos, e sobretudo a forma como a Agroecologia passou a ser introduzida no discurso oficial do movimento. Propomos também uma reflexão acerca de uma das experiências práticas do movimento em relação às transições agroecológica e camponesa, dinâmica esta que vem sendo empreendida na Comunidade Terra Livre, um acampamento do MST localizado no sul do estado do Rio de Janeiro.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Patricia Woolley Cardoso Lins Alves

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 31/05/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 330   Volumes: 1   Número: 1145

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Antonio Cesar De Almeida Santos
Sérgio Chahon
Anita Correia Lima de Almeida
Carlos Gabriel Guimarães

Título: D. João de Almeida Portugal e a Revisão do Processo dos Távoras: conflitos, intrigas e linguagens políticas em Portugal nos finais do Antigo Regime (c. 1777-1802)

Resumo: A segunda metade do século XVIII foi um período singular da história européia, caracterizando-se pela ampliação da alfabetização, pela construção de uma incipiente opinião pública e, especialmente, por acalorados debates acerca do poder dos reis, da Igreja, das leis e do papel da justiça. Nos principais centros intelectuais da Europa, tais como Paris, Londres, Viena e Milão, as obras de Voltaire e o livro do Marquês de Beccaria (Dos Delitos e das Penas) despertavam inquietações, contra-respostas e a circulação de panfletos diversos. Em Portugal, parte desse período correspondeu ao reinado de D. Maria (1777-1792). Ainda que comumente denominado “viradeira”, foi durante o reinado mariano que se procurou reorganizar a legislação portuguesa, assim como verificou-se um ambiente intelectual mais arejado, permitindo a recepção das discussões jurídicas e humanitárias que, desde pelo menos 1760, tinham espaço entre os círculos letrados estrangeiros. Foi nesse contexto, e pelas diligências de D. João de Almeida Portugal, 2º Marquês de Alorna, que se empreendeu a revisão do processo dos Távoras. Tratava-se de questão polêmica, e que pretendia passar a limpo um dos episódios mais desconcertantes da história portuguesa. O objetivo do presente trabalho é analisar, a partir dos discursos construídos e dos personagens envolvidos nessa revisão, as diferentes linguagens políticas e os discursos sobre o poder que tiveram lugar em Portugal no último quartel do século XVIII. Afinal, tal como ensinou Franco Venturi, a melhor maneira de se compreender esse período, seus elementos inovadores, mas, também, as suas muitas permanências, é analisando os discursos produzidos pelos personagens de carne e osso que fizeram e fazem a história. Assim, a figura de D. João de Almeida Portugal ganhou destaque no presente trabalho. Seus apontamentos políticos revelam que apesar de manter uma interpretação aristocrática e conservadora da política e da sociedade, foi, ao menos em alguns pontos, capaz de superá-la.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Carolina Huguenin Pereira

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 31/05/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 316   Volumes: 1   Número: 1144

Banca de Defesa:
Sidney Chalhoub
Nicolau Sevcenko
Bruno Barretto Gomide
Margarida de Souza Neves
Daniel Aarão Reis Filho

Título: Da casa verde ao subsolo: Machado de Assis e Dostoiévski entre modernidade e tradição

Resumo: A tese propõe uma reflexão sobre marcos essenciais da Modernidade: a afirmação da personalidade e da consciência individuais, a cientificidade e o ateísmo, a explosão de redes tradicionais de sociabilidade, gerando tensões e incertezas, a multiplicidade de vozes (polifonia). Questões às vezes recusadas, mas sempre presentes nos contextos históricos vivenciados, interpretados e reescritos, de formas específicas, por F. Dostoiévski, por Machado de Assis, e por seus interlocutores russos e brasileiros. Estudo comparado das obras de Machado de Assis e F. Dostoiévski, aproximando temas sobre os quais os autores escreveram – críticas, angústias, ambivalências e ambigüidades propostas diante de processos modernizantes, transformadas em expressões artísticas e registros históricos. A proximidade evidencia-se na comparação entre a crítica zombeteira formulada por Dostoiévski ao racionalismo moderno nas Memórias do Subsolo, cujo narrador apresenta-se como “um camundongo de consciência hipertrofiada”, e o ceticismo irônico de Machado de Assis ao narrar a trajetória ruinosa de Simão Bacamarte, legítimo representante do discurso científico europeu na província colonial de Itaguaí, em O alienista.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Luana da Silva Oliveira

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 30/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 184   Volumes: 1   Número: 1143

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Martha Campos Abreu
Ricardo Gomes Lima

Título: "Barra do Piraí ainda é terra de jongueiros": Patrimônio familiar e patrimônio cultural entre permânencias e transformações do Jongo no Sudeste

Resumo: Na pesquisa desenvolvida, abordamos a história dos grupos de jongo de Barra do Piraí, contextualizando seus espaços, interlocutores e a memória dos jongueiros. O jongo/caxambu é uma manifestação cultural popular, praticada por afrodescendentes na região Sudeste, que em 2005 recebeu o título de Patrimônio Cultural Brasileiro pelo IPHAN. A ideia que sustentamos é de que há uma relação dialética de manutenção entre o patrimônio oficial e o patrimônio familiar. Nessa perspectiva, buscamos demonstrar como a institucionalização do patrimônio imaterial visa alcançar o diferencial da garantia de direitos culturais e de memória através de políticas públicas. Porém, o patrimônio cultural, os bens culturais patrimonializavéis em si, não dependem apenas do título para se manterem vivos, mas também, e principalmente, da sabedoria transmitida e cultivada nas bases familiares dos grupos e comunidades. Entretanto, na conjuntura atual, a partir das lutas e conquistas estabelecidas, o apoio do poder público é legítimo e necessári.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gustavo Alves Alonso Ferreira

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 27/05/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 528   Volumes: 2   Número: 1142

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Simone Maria Andrade Pereira de Sá
Santuza Cambraia Naves
Marcos Francisco Napolitano De Eugenio
Marcelo Siqueira Ridenti

Título: Cowboys do Asfalto: Música sertaneja e modernização brasileira

Resumo: Esta tese trata da modernização da música rural no Brasil. Tomando como parâmetro a disputa entre música sertaneja e música caipira, busca-se entender quais os discursos legitimadores da divisão da música rural e as consequências “práticas” deste fracionamento para a música brasileira. Aponta-se o papel essencial cumprido pela música sertaneja na reconfiguração de outros gêneros musicais, como o rock, a MPB e a Bossa Nova. Procura-se entender a marginalização da produção sertaneja durante os anos ditatoriais e o período Collor e o significado do repúdio a este gênero para as elites culturais do país. Dos anos 70 aos 90, percorre-se a história da música sertaneja, do repúdio, demarcação e periferização da produção, até a consagração, mercantilização e a institucionalização do gênero.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Alexandre Rodrigues de Souza

Orientador: Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Data de Defesa: 27/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 165   Volumes: 1   Número: 1141

Banca de Defesa:
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
Sheila Siqueira de Castro Faria
Júnia Ferreira Furtado

Título: A "Dona" do Sertão: mulher, rebelião e discurso político em Minas Gerais no Século XVIII

Resumo: Para os apreciadores da História de Minas Dona Maria da Cruz ganhou destaque pela sua atuação nos Motins do Sertão às margens do São Francisco no ano de 1736. O presente trabalho pretende acompanhar a trajetória de vida da personagem. É a ação dessa mulher que, junto com sua família, marca a colonização do sertão e também os protestos de 1736. Analisar a trajetória de D. Maria da Cruz ajuda a entender a presença da mulher nos motins. A revolta tem como característica principal uma composição social diversificada, e as mulheres também fizeram parte desse arranjo. A figura feminina vê na rebelião um momento no qual o poder de decisão lhes pertence. Durante as revoltas, as mulheres se encontram “deslocadas” dos seus lugares. Alheia à linguagem política infere-se que ela retira de seu próprio espaço privado as suas formas de transgressão.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gustavo Kelly de Almeida

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 23/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 163   Volumes: 1   Número: 1139

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Mafalda de Sousa Machado Soares da Cunha
Ronaldo Vainfas

Título: Herói em processo. Escrita e diplomacia sobre D. Duarte de Bragança (1641-1649)

Resumo: O estudo tem por objetivo analisar o contexto restauracionista português em seus primeiros tempos a partir da história de D. Duarte de Bragança. Preso pelas forças do imperador Fernando III no momento em que seu irmão D. João IV tornava-se rei de Portugal, o infante teve a sua imagem de herói construída pela propaganda brigantina, tornando-se um símbolo da vilania castelhana. Através do exame da secreta correspondência epistolar que o preso conseguiu manter durante anos, percebemos como D. Duarte integrou-se à rede diplomática dos Braganças com vistas à sua liberdade. Por sua vez a memória do processo judicial contra ele aberto no cárcere alude ao peso que o seu caso representou para a legitimidade de ambos os lados em contenda – português e castelhano.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Antonia Valteria Melo Alvarenga

Orientador: André Luiz Vieira de Campos

Data de Defesa: 23/05/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 359   Volumes: 1   Número: 1140

Banca de Defesa:
André Luiz Vieira de Campos
Jorge Luiz Ferreira
Laurinda Rosa Maciel
Márcia de Almeida Gonçalves
Anny Jackeline Torres Da Silveira

Título: Desenvolvimento e Segregação: Políticas de modernização e isolamento compulsório de famílias afetadas pela lepra no Piauí (1930-1960)

Resumo: Essa tese teve como objetivo analisar o isolamento compulsório dos portadores de lepra no Piauí, no contexto da modernização e desenvolvimento do país. O período definido como recorte temporal da pesquisa foi o intervalo entre as décadas de 30 e 60 do século XX, quando se deu o estabelecimento de uma política nacional de combate à lepra e a sua crise. A orientação teórico-metodológica seguida buscou fundamentos na recente produção existente no campo da História das Políticas Públicas de Saúde, a partir dos trabalhos de pesquisadores de reconhecimento nesse campo. As fontes foram as mais variadas: trabalhou-se com documentos escritos oficiais, com produções jornalísticas, documentários em mídia, fotos, prontuários dos doentes, relatos orais, etc. A análise das informações pesquisadas permitiu observar que o Piauí, durante os primeiros anos da República, não possuía uma estrutura mínima de saúde embora no imaginário do piauiense estivesse presente a idéia de que o Piauí era um Estado de excelente salubridade. As Campanhas Nacionais de Combate às Endemias revelaram um Brasil doente e um Piauí marcado por mazelas sociais. Essa realidade do Brasil central passou a ser tema de discursos das principais autoridades políticas e médicas e evidenciou as motivou a instalação de políticas de saúde por todo o território nacional. No bojo dos novos direcionamentos assumidos pelo governo federal, encontram-se as políticas de controle e combate à lepra. No Piauí o controle dessa endemia, que inicialmente esteve sob a administração de entidades filantrópicas, passou ao controle do Estado no final da década de 1930, quando foi montado o modelo tripé de combate à doença.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Jefferson de Almeida Pinto

Orientador: Gizlene Neder

Data de Defesa: 17/05/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 393   Volumes: 1   Número: 1138

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Gisálio Cerqueira Filho
Nilo Batista
Jessie Jane Vieira de Sousa
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Idéias Jurídico-Penais e cultura religiosa em Minas Gerais na passagem à modernidade (1890-1955).

Resumo: Este trabalho estuda a circulação e apropriação de ideias jurídico-penais pelo campo jurídico em um contexto de tensão com a cultura religiosa católico-tomista a partir de Minas Gerais.Inscritos em um momento histórico marcado pela difusão de teorias científicas e ainda por ideais positivistas e liberais, o direito, as ideias jurídico-penais e os intelectuais do campo jurídico ganham destaque no processo de secularização e laicização positiva a que estaria submetido o Estado brasileiro desde fins do sistema imperial e concretizado com a inauguração do sistema republicano. Ao mesmo tempo, o que se percebe é uma profunda crítica da Igreja Católica, às voltas com o processo romanizador, que então procurava, entre outros, responder àqueles que tencionavam reduzir sua influência na sociedade e na cultura política e jurídica brasileira. Com o tempo, o que começamos a identificar no meio jurídico e nos setores jurídico-penais é uma discussão em relação à filosofia a ser seguida por seus membros tendo em vista que se repensam os postulados científicos e materialistas de fins do século XIX e início do século XX em prol de um conjunto de pensadores que então fundamentavam o direito e as ideias jurídico-penais por meio da filosofia de São Tomás de Aquino, o que nos remete ao embate teológico entre a predestinação e o livre-arbítrio. O que queremos defender neste estudo é que, além dessa discussão teológica, a presença dessas ideias nos meios jurídicos de meados do século XX deve ser compreendida também em um contexto de restauração católica. Neste caso, a Igreja visava à introdução de postulados neotomistas e à formação de uma neocristandade empreendida em diversos setores da sociedade brasileira, recristianizando-os, e por meio do qual o controle sobre áreas como a assistência social, a educação e a família, importantes no processo de controle social por parte do Estado republicano, seria por ela retomado. Neste embate, procuramos entender as especificidades do ambiente intelectual e situar o campo jurídico em Minas Gerais buscando identificar a apropriação que então faz em relação ao sistema ideológico vigente, tendo por base esses dois momentos históricos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Natália de Santanna Guerellus

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 09/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 175   Volumes: 1   Número: 1137

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Ana Paula Vosne Martins
Magali Gouveia Engel

Título: Rachel de Queiroz: Regra e Exceção (1910-1945)

Resumo: O aumento de pesquisas na área dos Estudos de Gênero a partir da década de 1980 no Brasil tem contribuído para a inserção da mulher na história de nosso país, vendo-a também como um sujeito ativo e importante. Este trabalho também tem como base o conceito de Gênero e busca estudar a produção de uma das mais importantes autoras brasileiras do século XX, Rachel de Queiroz. Suas fontes principais são as crônicas produzidas pela autora de 1945 a 1975 e publicadas semanalmente no periódico O Cruzeiro. Visa, portanto, discutir o modo como Rachel de Queiroz interpretou e problematizou as relações de gênero em seus escritos, sempre pensando no lugar que a autora ocupava nas letras brasileiras e sua relação com a escrita produzida por mulheres.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luciana Leonardo da Silva

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 06/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 131   Volumes: 1   Número: 1136

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Carolina Vianna Dantas
Andrea Barbosa Marzano

Título: Rosa de Ouro: Luta e representação política na obra de Clementina de Jesus.

Resumo: Se a memória pode ser considerada como narrativa histórica, pode combinar representação e fatos. Se passado pode se tornar um campo de possibilidades a ser interpretado por diferentes grupos sociais, de acordo com seus interesses, as reapropriações do passado – da própria memória – podem ser uma forma de legitimar lutas políticas. O trabalho de enquadramento da memória, enfim, pode ser analisado a partir do investimento político de determinados grupos. Todas as questões acima expostas formam a base de análise deste trabalho sobre a trajetória da cantora Clementina de Jesus, no período entre 1961-1981. Sua trajetória de vida e sua memória podem ser consideradas como uma forma de investimento por parte de grupos políticos que buscavam fortalecer suas próprias identidades.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Groh De Mello Cesar

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 05/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 163   Volumes: 1   Número: 1135

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Jacqueline Hermann
Mário Fernandes Correia Branco

Título: A política externa de D. João IV e o padre Antônio Vieira: As negociações com os Países Baixos (1641-1648)

Resumo: O presente estudo analisou o papel da diplomacia brigantina de D. João IV nos primeiros oito anos da década de 1640, na Restauração Portuguesa, focalizando as negociações com os Países Baixos e o envolvimento do Padre Antonio Vieira na política externa de Portugal. Vieira, homem de grande confiança do rei, é enviado em missão diplomática a Paris e Haia por duas vezes ao longo da década de 40 do século XVII. A primeira, em 1646, tem a duração de poucos meses; a segunda, entre 1647- 1648, chegou a durar quase um ano. Nesse período estudado houve os debates ferrenhos em Haia por um acordo de paz definitivo e pela devolução dos territórios portugueses conquistados pelos holandeses. Com o andamento dos fatos se pôde observar que estes debates se intensificaram devido ao avanço da Insurreição Pernambucana. O papel do padre Vieira como porta-voz dos anseios da corte portuguesa e o seu proselitismo religioso apresentam um papel forte, com antagonismo entre a retórica diplomática e religiosa, com a permissividade e tolerância semítica e às suas respectivas presenças na política. Com o andamento político das negociações os portugueses alternaram a vista de amigos para inimigos dos holandeses, justamente pelo tratamento que estes dispensaram ao teor dos tratados prévios. Dentro desse recorte histórico, pode-se observar puramente a ação de Vieira na diplomacia, e com essa, atender ao objetivo do estudo de apresentar também a sua inferência na análise do contexto da política externa do reinado de D. João IV
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rafael Alves Rossi

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 04/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 209   Volumes: 1   Número: 1134

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Sônia Regina Rebel de Araújo
Norma Musco Mendes

Título: As Revoltas de Escravos na Roma Antiga e o seu impacto sobre a ideologia e a política da classe dominante nos séculos II a.C a I d.C: Os casos da Primeira Guerra Servil da Sicília e da Revolta de Espártaco

Resumo: O tema central do presente estudo é o significado das rebeliões de escravos para a sociedade romana dos séculos II a.C. a I d.C. Na conjuntura de crise da República Romana eclodiram grandes revoltas lideradas por grupos de escravos que portavam armas, mas que tiveram a participação majoritária dos escravos rurais dos ergástulos, num período de grande afluxo de cativos para os domínios romanos. Na Sicília estourou a Primeira Guerra Servil, que teve como líder um escravo doméstico chamado Euno. Tanto nesta rebelião quanto na famosa Revolta de Espártaco, os líderes dos movimentos eram, ao mesmo tempo, chefes políticos, militares e religiosos, cumprindo a religião o papel de um programa, sendo um fator de coesão dos grupos. A mobilização dos escravos antigos atingiu o seu nível máximo nestas insurreições, impactando a classe senhorial, forçada a rever algumas de suas práticas, regulando-se as relações entre senhores privados e escravos através do Estado, em especial no regime do Principado, que concedeu alguns direitos sociais aos trabalhadores escravizados da Itália e das províncias. No entanto, a maior conquista dos escravos rebeldes foi no plano simbólico. Embora persistisse a ambiguidade nas relações escravistas, algo inerente às mesmas, e ainda que a teoria da escravidão natural de Aristóteles não fosse exatamente o paradigma da maioria dos senhores romanos. A atitude de intelectuais do mundo romano do período republicano, como Catão, reproduzia uma forma de ver os escravos como meras mercadorias. A humanidade dos escravos é reconhecida nos textos de Plutarco e de Apiano, manifestando-se de maneira sempre contraditória, entretanto, mas ainda assim significativa. Diodoro culpou os senhores sicilianos pela opressão excessiva sobre os escravos, gerando ódio e revolta entre os mesmos. No Principado, o discurso de Sêneca acerca da humanidade dos escravos aparece como uma das principais visões de mundo da classe dominante. Assim, as revoltas produziram uma fissura no discurso ideológico dominante, forçando a classe senhorial a criar e articular novas formas de dominação político-ideológica sobre os subalternos, tendo sido o paradigma escravista republicano superado e substituído por novos discursos e paradigmas. Os escravos antigos não chegaram a desenvolver uma genuína consciência de classe, mas alcançaram um certo grau de consciência, não sendo nunca classe para si, mas saindo, sem dúvida, de uma situação pura e simples de classe em si, manifestando a sua relação de antagonismo com seus senhores, através de lampejos de consciência que levaram ao desenvolvimento de um sentimento de classe que permitiu sua organização e mobilização em grandes insurreições, numa revolução política com a tomada do poder de Estado na Sicília, ainda que com a manutenção do regime escravista e do estabelecimento de uma monarquia de tipo helenística, e numa fuga coletiva insurrecional, como foi o caso da revolta liderada por Espártaco. Desse modo, a idéia de uma inferioridade natural dos escravos foi posta em xeque, refletindo-se nos textos dos intelectuais romanos. O método comparativo foi empregado neste trabalho para que os exemplos da escravidão na América colonial iluminassem os problemas levantados para a escravidão antiga.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Ingrid da Silva Mendonça Corrêa

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 03/05/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 184   Volumes: 1   Número: 1133

Banca de Defesa:
Américo Oscar Guichard Freire
Andréa Casa Nova Maia
Jorge Luiz Ferreira

Título: Ulysses Guimarães: trajetória política de um liberal pela democrata na luta contra a ditadura militar (1971-1984).

Resumo: A dissertação propõe estudar a trajetória política de Ulysses Guimarães como principal líder do único partido de oposição legalizado durante ditadura civil-militar. Não se tratará de uma biografia de toda sua vida, mas de um estudo principalmente focado na década de 1970 e metade da década de 1980. O tema dessa maneira se propõe estudar a trajetória política de Ulysses Guimarães na luta pela redemocratização. Nesse sentido, quero enfocar, mais detidamente, sua trajetória política no Movimento Democrático Brasileiro (MDB), desde sua inserção no partido em 1971, incluindo sua anticandidatura em 1973, e os avanços e recuos do projeto de distensão do governo Geisel – como, por exemplo, a Lei Falcão (1976) e o Pacote de Abril (1977). Analisar inclusive a discussão do processo da abertura política que resultou com a Lei da Anistia em 1979 e, além disso, trabalhar com as eleições que ocorreram nesse período. Na década de 1980, o enfoque principal além das eleições, será sobre o movimento das Diretas Já.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Alan Kardec Gomes Pachêco Filho

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 29/04/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 266   Volumes: 1   Número: 1130

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Sonia Cristina da Fonseca Machado Lino
Théo Lobarinhas Piñeiro
João Renôr Ferreira De Carvalho
Samantha Viz Quadrat

Título: Varando Mundos: Navegação no Vale do Rio Grajáu

Resumo: A ocupação de colonização do centro-sul maranhense começou a partir dos sertões dos Pastos Bons, na segunda metade do século XVIII. Em busca de novas terras para a criação de gado vacum, os pioneiros “plantaram” muitas fazendas, uma das quais, denominada Chapada, que foi fundada às margens do rio Grajaú, responsável pela integração de duas civilizações distintas: o centro-sul e o norte maranhense. O rio Grajaú teve como agentes de integração das duas fronteiras os vareiros, cuja atividade principal consistia em impulsionar canoas cheias de mercadorias. Este estudo defende que a navegação do rio Grajaú desenvolveu a região em seu entorno, incluindo o norte de Goiás e o sul do Pará, uniu culturas e encurtou a distância entre o centro-sul e o norte do estado.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marina Maria de Lira Rocha

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 29/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 222   Volumes: 1   Número: 1131

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Maria Paula Nascimento Araújo
Samantha Viz Quadrat

Título: "Uma Onda de Lama e Sangue Ameaça Cobrir a República" Os discursos sobre a violência no governo de Isabelita Perón (junho 1975- março 1976)

Resumo: O presente trabalho analisa os discursos sobre a violência, seu aprofundamento e naturalização, durante os meses de junho de 1975 a março de 1976 na Argentina. No governo de Isabelita Perón, o país convivia com os desaparecimentos de pessoas, com as prisões e seqüestros, com os cadáveres abandonados nas ruas, com os assassinatos cometidos por diversas organizações, com a censura e as proscrições. As expressões da violência – levadas, por um lado, pelas guerrilhas rurais e urbanas e, por outro, pelas repressões clandestinas e legalizadas – faziam parte deste ambiente ainda democrático e estabelecia as noções de inimigos e seus enfretamentos. Lendo os discursos publicados nas Solicitadas dos jornais La Nación, Clarín e La Opinión, analisamos as concepções da violência, produzida simbolicamente pela escrita, suas distintas interpretações naquele espaço e os sentidos que as palavras que designavam a violência tomavam forma em cada discurso.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Júlio Cláudio da Silva

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 29/04/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 277   Volumes: 1   Número: 1132

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Martha Campos Abreu
Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros
Jacques D‘Adesky
Petrônio José Domingues

Título: Relações raciais, gênero e memória:A trajetória de Ruth de Souza entre o Teatro Experimental do Negro e o Karamu House (1945-1952)

Resumo: O objetivo desta tese é analisar relações raciais e de gênero a partir da trajetória da atriz Ruth Pinto de Souza, tendo como marco cronológico o seu ingresso no Teatro Experimental do Negro (TEN), em 1945, e a conclusão dos seus cursos de aprimoramento técnico profissional no Karamu House, teatro escola norte-americano, em 1952. Os processos de construção de memória da atriz sobre este período ao longo de sua carreira, bem como o método de arquivamento de si e do TEN protagonizado pela atriz são analisados a partir de oito depoimentos autobiográficos. Os aspectos da história da constituição e atuação do TEN, o período de estudos de Ruth de Souza nos Estados Unidos e seus primeiros anos de atuação como profissional nas principais companhias de teatro e cinema da época foram recuperados a partir de documentos do arquivo Ruth de Souza/LABHOI-UFF.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: José Ernesto Moura Knust

Orientador: Sônia Regina Rebel de Araújo

Data de Defesa: 29/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 340   Volumes: 1   Número: 1129

Banca de Defesa:
Sônia Regina Rebel de Araújo
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Carlos Augusto Ribeiro Machado

Título: SENHORES DE ESCRAVOS, SENHORES DA RAZÃO. Racionalidade Ideológica e a Villa Escravista na República Romana (séculos II e I a.C)

Resumo: Esta pesquisa analisa a racionalidade das prescrições sobre os trabalhadores escravos no De Agri Cultura de Catão e no De Re Rustica de Varrão. A hipótese inicial de trabalho é que Catão e Varrão ilustram um processo de racionalização das atividades produtivas e do controle social da mão-de-obra nos campos italianos dentro de um quadro ideológico tipicamente escravista e patriarcal, fazendo frente às transformações e contradições fundamentais do sistema econômico-social que se desenvolvia na Itália tardo-republicana. Contudo, identificamos que o conceito neoclássico de racionalidade, amplamente utilizado como premissa dos estudos sobre a economia antiga, se baseia em premissas equivocadas e não serve como bom referencial de análise. A partir disso, propomos uma nova abordagem ao problema, a partir do conceito de Racionalidade Ideológica. Este conceito nos leva a ressaltar a importância da análise das relações sociais que marcam a Villa, forma de apropriação do solo e de exploração do trabalho que estes autores tinham em mente ao compor seus tratados, para o estudo da Racionalidade. Para tal, em um primeiro momento, analisamos como os tipos de atividades produtivas realizadas nas Villae e as formas de circulação de seus produtos estão ligadas ao problema da extração de excedentes dos produtores diretos. Já em um segundo momento, identificamos as formas de relações sociais de produção e a centralidade da escravidão para a forma de inserção social das Villae nas comunidades rurais. Tendo por referências essas problemas das relações sociais que marcam a Villa, analisamos as prescrições de Catão e Varrão sobre a mão-de-obra escrava, identificando a Racionalidade ideológica que fundamenta suas preocupações básicas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Érica Lôpo De Araújo

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 28/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 146   Volumes: 1   Número: 1128

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Ronaldo Vainfas
Pedro Luís Puntoni

Título: De golpe a golpe: Política e administração nas relações entre Bahia e Portugal (1641-1667)

Resumo: Tendo como limites cronológicos o período compreendido entre 1641-1667, esta dissertação estuda a Restauração portuguesa na Bahia, identificando como os jogos de poder e redes de relacionamento do reino se refletiam na capital do Estado do Brasil. Também procura versar sobre as mudanças e permanências de aspectos da política e administração do império português atlântico no pós-Restauração, e traz como proposta central a compreensão da dinâmica do “governo da justiça” na capitania da Bahia, a partir da análise do relacionamento, nem sempre harmônico, entre os magistrados que representavam o poder central. O estudo do relacionamento do governador-geral com o ouvidor-geral e o Tribunal da Relação permite compreender como os magistrados desempenharam o papel de uma espécie de contra-poder em relação à principal autoridade governamental da colônia.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Carolina Teixeira Crispin

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 27/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 189   Volumes: 1   Número: 1127

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Marco Antônio Silveira
Roberto Guedes Ferreira

Título: Além do Acidente Pardo: Os Oficiais das Milícias Pardas de Pernambuco em Minas Gerais (1766-1807)

Resumo: A escravidão tinha uma significação mais ampla do que a metáfora da casa grande e senzala de Gilberto Freyre. E os escravos também não eram apenas vítimas das imposições senhoriais e de inacreditáveis violências, que a sociologia também mostrou na década de 1960, com Florestan Fernandes e outros.1 Havia espaço para a negociação. Entre os senhores e os escravos estava um grande contingente populacional de características bem diversas e, a adoção de valores da sociedade colonial e escravistas por eles era vital para a manutenção da escravidão. Na América portuguesa, embora tenham sido longos os anos de escravidão, esta estrutura continha porosidades. A maleabilidade do próprio sistema escravista foi o que fez com que esta sobrevivesse por mais de longos trezentos anos. Para garantir a reprodução do sistema escravista era preciso criar mecanismos de inserção social, era maneira mais garantida de se evitar novos Palmares e revoluções escravas como as do Caribe inglês e Francês
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Denilson de Cássio Silva

Orientador: Sheila Siqueira de Castro Faria

Data de Defesa: 26/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 272   Volumes: 1   Número: 1125

Banca de Defesa:
Sheila Siqueira de Castro Faria
Keila Grinberg
Cláudia Regina Andrade dos Santos

Título: O drama social da Abolição: Escravidão, liberdade, trabalho e cidadania em São João del-Rei, Minas Gerais (1871-1897)

Resumo: A presente pesquisa tem como objeto de estudo o processo de abolição da escravidão, com foco nos embates, nas expectativas e nas incertezas, experimentados pela sociedade de São João-del-Rei, Minas Gerais, no final do século XIX (1871-1897). Tal processo identifica-se, aqui, com a expressão “drama social da abolição”, em que diferentes grupos e agentes sociais vêm à tona. São abordadas as perspectivas de escravos, senhores, curadores, juízes, tutores, libertos e redatores, mediante uma análise de discursos e práticas atinentes às relações sociais de poder e trabalho. Busca-se compreender o dilema estabelecido entre os direitos de liberdade e de propriedade, as querelas entre senhores e escravos daí advindas; as diferentes posições adotadas por intelectuais frente ao desmantelamento do regime escravista, reveladoras de variados projetos sociais; o anseio da elite em exercer controle sobre os ex-escravos, manter a ordem, a hierarquia social e arrebanhar mão de obra através de uma pedagogia de valorização do trabalho e da perseguição aos supostos “vagabundos”; e a luta de libertos para acessar seus direitos, indicando a construção de uma cidadania em sentido amplo e cotidiano. Para tanto, as principais fontes utilizadas foram ações de liberdade e de tutela, e jornais, além do Código de Posturas Municipal e de inventários post mortem.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Helidacy Maria Muniz Corrêa

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 26/04/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 300   Volumes: 1   Número: 1126

Banca de Defesa:
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Carlos Gabriel Guimarães
Antônio Carlos Jucá de Sampaio
Andréa Viana Daher
Rafael Ivan Chambouleyron

Título: "PARA AUMENTO A CONQUISTA E BOM GOVERNO DOS MORADORES". O papel da Câmara de São Luís na conquista, defesa e organização do território do Maranhão (1615-1668)

Resumo: O foco da conquista do Maranhão, durante o século XVII, tradicionalmente abordado pela historiografia, incide sobre a presença francesa na disputa pelo território e sobre a ação missionária no processo colonizador. Recentes estudos avançaram ao mostrar o papel político-administrativo e jurisdicional dos poderes locais na dinâmica colonizadora do Maranhão. Contudo, o processo de conquista do Maranhão, relacionado às instituições políticas, uma de natureza externa – a União Ibérica – e outra de natureza interna – a Câmara Municipal –, merece mais estudo por parte dos especialistas no assunto. Por essa razão, esta tese dedica uma atenção especial à estreita relação entre a conquista, defesa e organização do território do Maranhão e a Câmara de São Luís, levando em consideração a importância das medidas externas e internas na consolidação da dominação portuguesa. Para tanto, inicialmente, situa-se o leitor a respeito do processo de conquista portuguesa do Maranhão, enfatizando sua ligação com a política da Coroa ibérica. Em seguida, este estudo explora o papel da Câmara de São Luís no processo de conquista, defesa e organização do Maranhão, considerando a ação da governança local como um dos serviços prestados à Coroa portuguesa de maior importância “para o aumento e conservação da Conquista”.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Diego Nazareth Chaves São Bento

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 25/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 0   Número: 1124

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Alexandre Fortes
Carlos Gabriel Guimarães

Título: A Agenda Neoliberal e o empresariado industrial no Brasil e na Argentina: Projeto Hegemônico Neoliberal e discurso dos industriais (1984-1989)

Resumo: O presente projeto se propõe a analisar, enfocando o estudo da produção político-ideológica e da ação política dos empresariados industriais argentino e brasileiro, os processos que iniciados durante a década de oitenta, resultaram fundamentais para as transformações estruturais, como o processo de privatizações, a redução dos “gastos” públicos, a “dinamização do trabalho” com a conseqüente precarização das relações laborais e a reestruturação do setor produtivo da década seguinte. Tomando as políticas de reforma do aparelho estatal como referência, o objetivo é mostrar as mudanças do paradigma político realizadas neste período. Em outras palavras, a proposta é dar conta do processo em que o conjunto das políticas neoliberais crescem em legitimidade e passam a ser percebidas como a “única alternativa possível” frente às crises econômicas e políticas enfrentadas pelos dois países nos anos de pós-redemocratização.

Autor: Mariana Gonçalves Guglielmo

Orientador: Sheila Siqueira de Castro Faria

Data de Defesa: 20/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 106   Volumes: 1   Número: 1123

Banca de Defesa:
João Luís Ribeiro Fragoso
Sheila Siqueira de Castro Faria
Carlos Gabriel Guimarães

Título: As múltiplas facetas do vassalo "mais rico e poderoso de Portugal no Brasil": Joaquim Vicente dos Reis e sua atuação em Campos dos Goitacases (1781-1813)

Resumo: Em 1804, Manuel Martins do Couto Reis apontava Joaquim Vicente dos Reis, proprietário da fazenda dos Jesuítas em Campos dos Goitacases desde 1781, como o “mais rico e poderoso vassalo de Portugal no Brasil”. Antes de se tornar senhor de terras, porém, Vicente dos Reis, atuara como negociante em Sacramento. Foi neste período que junto ao seu tio estabeleceu diversas ligações que certamente foram basilares para sua posterior fixação no Rio de Janeiro. O objetivo desta pesquisa é entender a trajetória de ascensão social deste individuo e sua atuação em diversos campos, apontando a inter-relação e a interação entre eles. Para este fim priorizou-se a análise das relações sociais e das estratégias desenvolvidas pelos sujeitos em uma sociedade do Antigo Regime, demonstrando, por fim, como nosso protagonista se tornou um respeitável agente econômico, político e social em Campos dos Goitacases.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Pollyanna Gouveia Mendonça

Orientador: José Pedro de Matos Paiva

Data de Defesa: 18/04/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 341   Volumes: 1   Número: 1122

Banca de Defesa:
Bruno Guilherme Feitler
Daniela Buono Calainho
Ronaldo Vainfas
Georgina Silva dos Santos
José Pedro de Matos Paiva

Título: Parochos Imperfeitos: justiça eclesiástica e desvios do clero no Maranhão colonial

Resumo: Este trabalho analisa a justiça eclesiástica e os desvios do clero secular do bispado do Maranhão no século XVIII. Trata-se, por um lado, de um estudo sobre o funcionamento e a prática jurídica do tribunal que funcionava sob alçada do bispo e seus traços mais marcantes no que tange à política de moralização dos costumes ensejada a partir do Concílio de Trento. Por outro lado, esta pesquisa analisa as características do clero maranhense, sua formação e perfil bem com os crimes que cometeram e como foram punidos no tribunal em que tinham privilégio de foro.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Bruno Da Silva

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 18/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 196   Volumes: 1   Número: 1121

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Larissa Moreira Viana
Iris Kantor

Título: Negros, Índios e Mestiços nas Crônicas de Pernambuco e São Paulo Setecentistas

Resumo: O presente trabalho tem como foco o estudo das identidades coloniais. Através da análise de fontes da época, pretendendo verificar se cronistas genealogistas luso-americanos usaram de suas obras para a difusão de identidades locais. Assim, recorremos a obras escritas na segunda metade do século XVIII, em Pernambuco e São Paulo, por homens nascidos na Colônia e, assim, procuramos analisar se com essas obras, esses letrados pretendiam difundir identidades regionais. Além disso, procuramos observar como estes cronistas recorrem à mescla de portugueses, índios e negros para a construção dessas possíveis identidades locais. Como as identidades regionais se fortaleceram com as experiências militares de pernambucanos e bandeirantes; além de observar como esses cronistas e genealogistas abordavam os conceitos de Raça e Nação.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Nely Feitoza Arrais

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 15/04/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 245   Volumes: 1   Número: 1120

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
André Leonardo Chevitarese
Margaret Marchiori Bakos
Adriene Baron Tacla
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Título: OS FEITOS MILITARES NAS BIOGRAFIAS DO REINO NOVO: Ideologia militarista e identidade social sob a XVIIIª dinastia do Egito Antigo. 1550 - 1295 a.C.

Resumo: O objetivo deste estudo é identificar e esclarecer aspectos da identidade social no Antigo Egito diretamente caracterizada pela ideologia militarista através da análise de alguns textos biográficos provenientes do Reino Novo, fase conhecida pela expansão de domínio territorial e por política externa agressiva. O antigo Egito era uma sociedade fortemente hierarquizada na qual um pequeno grupo identificado como uma nobreza constituída formava a estrutura político-administrativa centrada na figura do faraó que encarnava simbolicamente o próprio Estado. Este pequeno grupo constituía uma classe dominante homogênea perante o restante da sociedade egípcia. Destacar-se socialmente nesse grupo restrito compreendia a inserção em diversas funções até o cargo maior de faraó. No decorrer do terceiro até a metade do segundo milênio uma das funções por excelência atribuída ao faraó era a guerreira, definida como uma característica centrada no equilíbrio cósmico do cargo de faraó o qual detinha o poder de manutenção da ordem social defendida vigorosamente contra todos aqueles que não o reconheciam como tal. A partir do Segundo Período Intermediário e da dominação estrangeira sobre o Egito, os valores guerreiros serão também direcionados para o conjunto dos homens que constituíam a força do faraó formando uma nova base de legitimação e reconhecimento para os que se destacassem nesta função que adquire, a partir de então, uma nova semântica social. A bravura, a perícia no campo de batalha e a lealdade ao faraó passam a representar uma nova modalidade de destaque social permitindo que um grupo de homens ascenda ao patamar mais alto da sociedade através dos aspectos militares de suas funções. Ao mesmo tempo, estes valores passam a integrar os discursos laudatórios que legitimam o status diferenciado daquele mesmo grupo dominante. Pode-se perceber uma nova ideologia social com a formação de uma tropa de caráter permanente a partir do final do Segundo Período Intermediário e a decorrente especialização de um grupo de homens de caráter militarizante. A ascensão social e a legitimação de sua posição social perante os demais integrantes da sociedade relaciona-se diretamente com sua formação militar específica.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carolina Fernandes Calixto

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 14/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 170   Volumes: 1   Número: 1119

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Denise Rollemberg Cruz
Rebeca Gontijo Teixeira

Título: Jorge Amado e a Identidade Nacional: diálogos político-culturais

Resumo: A presente análise se debruça sobre a memória coletiva que identifica o romancista Jorge Amado como ícone ou intérprete de uma brasilidade popular e mestiça. O estudo põe em relevo os processos de sacralização desta memória no imaginário social e a participação do intelectual em diálogos político-culturais em torno da identidade nacional. Objetiva-se mostrar que apesar da consagração de certos discursos narrativos, a trajetória e a produção literária de Amado foram objeto de múltiplas apropriações. Neste sentido, o trabalho chama atenção para a necessidade de se evitar atribuir um sentido definitivo ou monolítico ao conjunto da obra, a um romance em particular ou à trajetória do autor. Assim, lança um convite ou desafio para que o ser humano complexo que está por trás do herói e do mito Jorge Amado, seja percebido e compreendido em seus contextos específicos de produção e atuação como artista e intelectual de seu tempo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rossana Agostinho Nunes

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 08/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 160   Volumes: 1   Número: 1118

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Leila Mezan Algranti
Alexandre Mansur Barata

Título: Nas Sombras da libertinagem: Francisco de Mello Franco (1757 - 1822) entre Luzes e censura no Mundo Luso-brasileiro

Resumo: Tendo como objeto central de estudo a trajetória do médico luso-brasileiro Francisco de Mello Franco, o projeto pretende refletir, a partir de uma abordagem hermenêutica e das considerações da História Política e Cultural, sobre a tensão político-intelectual existente na sociedade portuguesa, de finais do século XVIII e início do XIX, a partir do enfoque em três dimensões complementares: na circulação de idéias consideradas subversivas socialmente, na repressão das autoridades régias a essas idéias e na construção de representações sobre o libertino e o sedicioso . Paralelo a isto, procurar-se-á levantar questões acerca do relacionamento entre a elite intelectual lusa e a Monarquia Portuguesa, de modo a lançar reflexões acerca da cultura política vigente entre alguns intelectuais luso.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Leonardo Augusto Silva Fontes

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 08/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 321   Volumes: 1   Número: 1117

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Renata Rodrigues Vereza
Raquel Alvitos Pereira

Título: Às Margens da Cristandade: Os Moros D‘España à Época de Afonso X

Resumo: Esta pesquisa analisa o processo de marginalização dos mouros à época de Afonso X, rei de Castela e Leão (1252-1284), quando os movimentos de reconquista e repoblación marcavam fortemente esta sociedade, que consolidava uma identidade fronteiriça, mas acima de tudo cristã. Através de um extenso projeto político-cultural, o rei sábio fundou uma escrita do poder, que incluía uma vasta produção narrativo-historiográfica (Cantigas de Santa Maria, Primera Crónica General e General Estoria) e jurídico-normativa (sobretudo Siete Partidas, Fuero Real e Setenario), entendidas aqui como orientadoras de distintas representações e práticas sociais. Neste corpo social, cujo centro era cristão, os outros eram postos na esfera da subordinação. Interessa aqui o caso dos moros d’España. Estes teriam interrompido a glória do passado visigótico com sua chegada em terras hispânicas, vivenciando ao longo do século XIII uma condição de marginalidade – conceito marcado pelas contribuições de Bronislaw Geremek e Jean-Claude Schmitt. Buscou-se explicar os mecanismos régios utilizados no trato desta coexistência ambígua – durante um reinado muitas vezes dito tolerante, em que os mouros estariam às margens da Cristandade.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Tereza Renata Silva Rocha

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 06/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 212   Volumes: 1   Número: 1116

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva
Edmar Checon de Freitas

Título: As criaturas do mal na hagiografia dominicana - Uma pedagogia do século XIII

Resumo: O objetivo desta pesquisa é explorar as formas com que os hagiógrafos dominicanos percebiam o mal e suas criaturas e os mecanismos que utilizaram para formular tal concepção. Pretende-se também investigar se esta noção está inserida no discurso voltado para a cidade – no combate às heresias e a uma espiritualidade leiga. Para tanto serão analisadas duas compilações hagiográficas dominicanas produzidas no século XIII: a Legenda Áurea (c.1260) de Jacopo de Varazze e as Vitae Fratrum (1256-1260), compiladas por Gerard de Frachet. Convém ressaltar que estes textos foram escolhidos por serem duas grandes compilações que testemunham as estratégias político-religiosas da Igreja e fazem parte do empreendimento eclesiástico de conservar a memória por escrito, como forma de manter o controle sobre as mudanças da sociedade e formas de pensamento vigentes. Parte-se do pressuposto de que a hagiografia foi um recurso utilizado pela instituição eclesiástica para atuar sobre a conduta dos fiéis. Nesse sentido, espera-se encontrar uma concepção que procura responder às inquietações dos citadinos do século XIII e, ao mesmo tempo, um discurso que pretende transmitir valores considerados aptos para a transformação do corpo social através, principalmente, da exemplaridade. Procurar-se-á investigar estas narrativas segundo os mecanismos próprios de sua composição, atentando para a forma de leitura proposta por estes mecanismos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Renato Rodrigues da Silva

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 05/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 221   Volumes: 1   Número: 1115

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Leila Rodrigues da Silva
Ciro Flamarion Santana Cardoso

Título: A formação da aristocracia na Inglaterra Anglo-Saxônica (séculos VII-VIII)

Resumo: A dissertação tem como tema a hierarquização social da Inglaterra Anglo-Saxônica entre os séculos VII e VIII, que culmina com a formação de uma classe social específica, a aristocracia. A esta classe corresponde uma clara identidade de classe, que perpassa as facetas leiga e eclesiástica deste grupo social emergente. Paralelamente, parte do campesinato que se relacionava diretamente com a realeza estabelece relações de dependência com esta aristocracia, e sua relação com o monarca passa a ser mediada por esta classe dominante. Para tal estudo, nos baseamos em uma grande diversidade de fontes, dentre elas registros arqueológicos diversos (principalmente o enterramento de Sutton Hoo e a escavação da sede de Yavering); a Historia Ecclesiastica Gentis Anglorum, de autoria de Beda, o Venerável; uma carta do mesmo autor ao bispo Egberto; as hagiografias de Cuthberto e dos abades de Wearmouth e Jarrow, produzidas pelo mesmo Beda, assim como a Vita Wilfridi, de Eddius Stephanus e as anônimas Vita Ceolfridi e Navigatio sancti Brendani abbatis; a narrativa épica Beowulf; e, por último, uma compilação legislativa conhecida como Anglo-Saxon Dooms.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Elisa de Campos Borges

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 04/04/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 267   Volumes: 1   Número: 1114

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Fabiana De Souza Fredrigo
Maria Helena Rolim Capelato
Maria Verónica Secreto Ferreras
Samantha Viz Quadrat

Título: Con la UP ahora somos gobierno! A experiência dos Cordones Industriales no Chile de Allende

Resumo: O socialista Salvador Allende venceu as eleições no Chile em 1970, a partir de uma coalizão de esquerda, a Unidade Popular, apresentando como projeto abrir caminho ao socialismo por meio de profundas mudanças no sistema econômico, político e social do país. Durante o governo de Allende, uma série de novas formas de atuação popular foi constituída no calor da disputa política entre esquerda e direita, mas também entre a própria Unidade Popular. O presente estudo aborda a participação dos trabalhadores chilenos nos Cordones Industriales, que conceituamos como concentrações de indústrias de distintas ramas produtivas formando territorialmente um Cordão de Indústrias. No entanto, sua novidade está relacionada à territorialização e à integração das demandas dos trabalhadores das diversas indústrias que o compõem, por meio da atuação dos sindicatos, ativista e partidos políticos. Tendo como objetivo a análise da trajetória dos Cordones Industriales durante os anos de 1972 e 1973, o estudo evidencia a inter-relação entre a constituição desses novos organismos com a tradição sindical chilena, com a aplicação do programa político da Unidade Popular, e com as divergências entre os dois principais partidos da coalizão, Partido Socialista e Partido Comunista. Este estudo demonstra que os Cordones inovaram, por um lado, na forma de atuar e articular as demandas territorializadas dos trabalhadores de uma mesma região, mas, ao mesmo tempo, conservaram características tradicionais do movimento sindical, no qual a relação sindicato-partido é fundamental para sua compreensão política. Trata-se, igualmente, da discussão das divergências políticas internas entre os partidários da Unidade Popular quanto à aplicação do projeto da via chilena ao socialismo e da construção do poder popular.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Adriano Carmelo Vitorino Zão

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 01/04/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 297   Volumes: 1   Número: 1113

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Valerio Arcary
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: Perspectivas da Esquerda Brasileira após o fim da União Soviética

Resumo: Neste trabalho, apresentamos aspectos de mudanças programáticas, teóricas e práticas dos partidos da esquerda brasileira à luz dos processos de conversão dos países do Leste Europeu e da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) ao capitalismo. Apresentamos uma abordagem comparativa entre o Partido Comunista Brasileiro (PCB), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), o Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU).
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Giordano Bruno Reis dos Santos

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 31/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 140   Volumes: 1   Número: 1112

Banca de Defesa:
Denise Rollemberg Cruz
Samantha Viz Quadrat
Alessandra Carvalho

Título: Vianninha e a Grande Família: Intelectuais de Esquerda no Brasil dos anos 1970

Resumo: Como base, é preciso entender a relação entre a sociedade brasileira à época e a ditadura civil-militar como uma construção social, não incorrendo em posições entrincheiradas e dicotomias simplificadoras. Nesse sentido, procura-se discutir a atuação de intelectuais de esquerda durante o período, enfatizando-se a figura de Oduvaldo Vianna Filho, a TV Globo e o programa A Grande Família como prismas de análise de uma geração. Essa geração de intelectuais de esquerda, que se forma sob o desenvolvimentismo de JK e a efervescência política e cultural dos anos 1960 – composta de outros nomes como Paulo Pontes, Armando Costa, Dias Gomes e Gianfrancesco Guarnieri –, se empenha para promover uma atuação política e cultural na esfera pública, apesar das limitações da Censura e de envolvimento de grande parte sua com a indústria cultural em consolidação. Assim, pretende-se elaborar uma visão necessariamente historiográfica, evidenciando criticamente o julgamento de caráter moral dos discursos hegemônicos de Memória sobre o período, a fim de evitar classificações e rótulos que sacralizem a narrativa que culpa exclusivamente os militares pelo autoritarismo e que vitimiza a sociedade civil e a qualifica de “resistente” e “democrática”
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Márcio Mendes de Lima

Orientador: Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Data de Defesa: 30/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 130   Volumes: 1   Número: 1111

Banca de Defesa:
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Sônia Regina Rebel de Araújo
Claudia Beltrão da Rosa

Título: Representações do Corpo das Backaí no Teatro e na Imagética. (Atenas Vº século a.C.)

Resumo: Buscamos comprovar nessa Dissertação que o culto das bacantes na Atenas do Vº século a.C. passava por um controle estrito por parte do regime democrático. As cenas na cerâmica ática de figuras negras e vermelhas e a representação das bacantes e do culto dionisíaco na tragédia As Bacantes de Eurípides nos permitem observar uma opção de controle social da manía, com a transferência do comportamento e das transformações corporais que de algum modo poderiam ser considerados ameaçadores para o bom equilíbrio da pólis para o espaço da margem, um espaço de transgressão autorizada. Deste modo, os aspectos mais transgressores dos ritos das backaí se tornam uma ferramenta de reafirmação da ordem
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Talita Nunes Silva

Orientador: Alexandre Carneiro Cerqueira Lima

Data de Defesa: 30/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 199   Volumes: 1   Número: 1110

Banca de Defesa:
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Sônia Regina Rebel de Araújo
Fábio de Souza Lessa

Título: As Estratégias de Ação das Mulheres Transgressoras em Atenas no V século aC.

Resumo: Durante o Período Clássico (séculos V e IV a.C.) a pólis de Atenas adotou um ‘modelo ideal de comportamento feminino’ que prescrevia um conjunto de virtudes às mulheres dos cidadãos atenienses (e mais especificamente as mulheres bem-nascidas, ou seja, as esposas, filhas e mães dos cidadãos mais abastados). A adoção deste ‘ideal de comportamento feminino’ foi fruto do desenvolvimento da pólis e da consolidação democrática, já que os direitos cívicos só se transmitiam aos cidadãos legítimos.Contudo, buscamos demonstrar através das personagens (Clitemnestra, Cassandra e Electra) da Oréstia (458 a.C.) de Ésquilo que assim como estas heroínas trágicas as mulheres bem-nascidas atenienses ‘transgrediam’ por meio das estratégias produzidas pelo habitus este ‘modelo de comportamento feminil’. Ao analisarmos as ‘transgressões’ cometidas por estas personagens, utilizamos o método de Françoise Frontisi-Ducroux procurando os significados dos termos que se referem a elas e nos permitem designá-las como mulheres transgressoras. Quanto à documentação imagética (corpus com imagens com datação entre 480-440 a.C.) por intermédio das unidades formais míninas (signos que representam as personagens como mulheres bem-nascidas e transgressoras) observamos que tanto na Oréstia como nas imagens de figuras vermelhas ocorre a caracterização de duas das personagens (Clitemnestra e Electra) como ‘transgressoras’ ao modelo mélissa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Leandro da Silva Esteves

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 29/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 320   Volumes: 1   Número: 1108

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Dalva Maria Borges De Lima Dias De Souza
Vanderlei Vazelesk Ribeiro
Regina Angela Landim Bruno
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Estado e Agricultura em Goiás Escritórios privados de consultoria e políticas públicas no Governo Mauro Borges (1961-1964).

Resumo: O trabalho tem como objetivo discutir a atuação da equipe de técnicos reunidos em torno do Escritório Técnico Paulo de Assis Ribeiro(ETPAR), sob a coordenação do engenheiro Paulo de Assis Ribeiro, na elaboração e execução de um conjunto de medidas consubstanciadas em projetos para o agro em Goiás nos primeiros anos da década de 1960, período que correspondeu ao governo Mauro Borges Teixeira(1961-1964). Sob os auspícios do ETPAR pretendeu-se criar um complexo de agências e órgãos estatais associados(autarquias e empresas de economia mista) subordinado ao Instituto de Desenvolvimento Agrário de Goiás(IDAGO), órgão responsável por viabilizar o projeto de modernização capitalista do agro goiano. Tomando como ponto de partida o Estado de Goiás, pretendemos problematizar a atuação dos escritórios de consultoria na elaboração de políticas públicas para o agro a nível dos executivos estaduais, processo que contou com a presença de técnicos nos principais espaços de tomada de decisão no interior do Estado. O estudo da atuação do ETPAR em Goiás permite ainda lançar luz sobre o debate acerca dos projetos em disputa no momento da elaboração do Estatuto da Terra(1964), na medida em que Assis Ribeiro atuaria como um de seus principais articuladores. Partindo dessa perspectiva é possível afirmar que os pressupostos que orientaram a elaboração do Estatuto da Terra, bem como grande parte das medidas nele contidas, faziam parte do modelo de atuação planejado pelo ETPAR para ser executado pelo IDAGO em Goiás desde o início da década de 1960.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carolina Coelho Fortes

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 29/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 370   Volumes: 1   Número: 1107

Banca de Defesa:
Terezinha Oliveira
Leila Rodrigues da Silva
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva
Renata Rodrigues Vereza
Mário Jorge da Motta Bastos

Título: SOCIETAS STUDII: A Construção da Identidades Institucional e os Estudos entre os Frades Pregadores no Século XIII

Resumo: Fundada em 1216, a Ordem dos Frades Pregadores assumia a missão de convertes os hereges e salvar as almas de todos os cristãos. Pretendiam fazê-lo por meio da pregação doutrinal que, só lhes seria possível se esta fosse proferida a partir do correto conhecimento de Deus. Este saber, aos olhos dos frades, só poderia ser conseguido se suas vidas fossem dedicadas aos estudos. E é por este motivo que, nas décadas centrais do século XIII, os dominicanos, construíram sua identidade pautada principalmente pelo seu papel de estudantes. Esta tese visa discutir como se deu a construção da identidade dos frades seguidores de Domingos de Gusmão com base na organização de um vasto e capilar sistema educacional. Veremos como os dominicanos buscaram se aliar ao papado através da formulação de suas escolas, especialmente as conventuais, das quais dependiam seus studia generalia – as escolas universitárias – para o provimento de quadros profissionais. Demonstra-se que, nos momentos em que a Ordem sentia-se ameaçada em sua missão, a organização dos estudos se fortalecia como uma medida de lhe dar utilidade e coesão, contrapondo-a a outros grupos eclesiásticos. Consideramos que o processo de construção de identidade inicia-se quando da fundação oficial da Ordem, em 1216, pelo estabelecimento de suas Constituições, que forjam leis para as práticas escolares. Este processo se consolidará até 1263, depois da formulação de um estatuto dos estudos em 1259, e a aplicação das normas que ali constam, período este que coincide com o generalato de Humberto de Romans. É este, portanto, o recorte cronológico de nossa pesquisa, que tem um recorte geográfico amplo, compreendendo parte considerável da Europa Ocidental, uma vez que a Ordem dos Pregadores se disseminou, no século XIII, por várias regiões da Cristandade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Sônia Maria De Meneses Silva

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 29/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 319   Volumes: 1   Número: 1109

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Marialva Carlos Barbosa
Durval Muniz de Albuquerque Júnior
Paulo Knauss de Mendonça
Lucia Grinberg

Título: A operação midiográfica: A produção de acontecimentos e conhecimentos históricos através dos meios de comunicação - A Folha de São Paulo e o Golpe de 1964.

Resumo: Esta tese analisa as dimensões da fabricação dos acontecimentos históricos, bem como, das formas de escrita do passado realizadas pelos meios de comunicação. Desta maneira, procura investigar a sofisticada engenharia de sistematização de conceitos e metodologias que colabora para composição de tessituras nas quais, passado, presente e futuro são constantemente mobilizados; usos do passado que congregam tanto elementos do campo da historiografia tradicional, como do próprio lugar da mídia. Portanto, investiga-se como esta produção organiza formas de representação históricas capazes de interferir tanto da elaboração de memória, como de esquecimento. Nesse empreendimento, esta reflexão parte de dois exemplos: o golpe de 1964, evento capital para a história recente do país, e o jornal Folha de São Paulo destacando matérias e reportagens em 45 anos de abordagem sobre esse acontecimento. Nestes termos, considera-se aqui tanto o caráter pragmático das ocorrências narradas, mas também seu caráter relativo e subjetivo. Condição que ajuda a situá-las em um jogo de elaborações sociais e simbólicas marcadas por diferentes regimes de historicidades, interesses e conflitos que se constituem em lutas no estabelecimento dos usos da história e da memória na atualidade. Configura-se assim, o argumento central deste trabalho: em nossos dias, a mídia atua na elaboração, tanto de acontecimentos emblemáticos, como de conhecimento histórico a partir de narrativas que operam com categorias temporais na fundação de sentidos. Tais elementos são articulados em uma complexa operação cujo produto final é uma escrita da história elaborada pelos meios de comunicação, esse processo é aqui denominando de operação midiográfica.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Sônia Maria Campelo Magalhães

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 28/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 457   Volumes: 1   Número: 1106

Banca de Defesa:
Maria Conceição Soares Meneses Lage
Norberto Osvaldo Ferreras
Glaucia Aparecida Malerba Sene
Adriene Baron Tacla
Maria Regina Celestino de Almeida

Título: A Arte rupestre do Centro-Norte do Piauí: Indícios de Narrativas Icônicas

Resumo: Esta tese objetiva dar visibilidade às representações gráficas rupestres de sítios arqueológicos do Centro-Norte do Estado do Piauí, área inserida na região Nordeste do Brasil e, ao mesmo tempo, tornar clara a existência de um sistema de comunicação icônico, integrado por narrativas, no qual a relação com o meio é aproveitada para expressá-lo. Justifica-se a inclusão do tema na história por tratar-se de bens constituintes de nosso patrimônio cultural e serem, enquanto objetos materiais, portadores de visualidade e repositório de informações sobre o universo cognitivo e cotidiano de seus autores, passíveis, portanto, de comporem uma historicidade. Para atingir tal objetivo foram analisados alguns aspectos da prática gráfica, observáveis nas pinturas. O procedimento analítico orientou-se por uma dupla perspectiva, arqueológica e histórica, de onde provém a alternância entre narrativa e descrições. O conceito de regime de historicidade, oriundo do campo da história, auxiliou principalmente na urdidura do tecido que inclui o ir e vir constante entre passado e ações presentes. Um ensaio interpretativo baseado nos componentes visuais e no aproveitamento de dados ambientais procurou contextualizar os grafismos, cultural e temporalmente. Aos chamados geométricos, puros ou abstratos, considerados “não identificados” nas classificações em uso, preferiu-se a expressão “grafismos de reconhecimento diferido”, tendo em vista que podem tornar-se reconhecidos, mediante a aplicação de procedimentos analíticos. A partir do estudo evidencia-se a existência de associações, seja entre grafismos do tipo citado, ou deles com grafismos reconhecidos, em composições que sugerem indícios de narrativas. Tais associações são levadas em conta para corroborar a hipótese de que equivalem a registros históricos. Sugere-se associá-los a uma nova tradição ícono-narrativa, porém de natureza menos explícita que a Tradição Nordeste, abandonando assim a idéia de uma Tradição Geométrica como classe residual, na qual se incluiria tal categoria de grafismos por falta de lugar em outras tradições. Considera-se, por fim, que os grafismos analisados estão relacionados a atividades de afirmação de alteridades, isto é, de diferenciação cultural, e até educativas, expressos em um código com valor de escrita, cujo referencial de tempo pode estar baseado em narrativas míticas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Jorge Victor De Araújo Souza

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 28/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 325   Volumes: 1   Número: 1105

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Bruno Guilherme Feitler
Luciana Mendes Gandelman
Ronaldo Vainfas
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: Para Além do Claustro: Uma história social da inserção beneditina na América Portuguesa, c. 1580 - c.1690

Resumo: No começo do século XVII, os monges de São Bento se fixaram na América portuguesa. Os mosteiros adquiriram engenhos, escravaria, fazendas e imóveis nas áreas urbanas, através de reciprocidades com outros vassalos e instituições. Aos poucos, os poderes institucionais da Ordem firmaram-se além dos espaços claustrais e, na segunda metade do século XVII, alguns religiosos entraram em conflito com autoridades beneditinas em Portugal. Esta tese busca compreender as estratégias de inserção de uma ordem religiosa em uma sociedade regida por lógicas do Antigo Regime.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Wallace Andrioli Guedes

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 25/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 143   Volumes: 1   Número: 1103

Banca de Defesa:
Mônica Almeida Kornis
Sonia Cristina da Fonseca Machado Lino
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Paulo Knauss de Mendonça

Título: Brasil canibal: Antropofagia e Tropicalismo no Macunaíma de Joaquim Pedro de Andrade

Resumo: O objetivo desta pesquisa é colocar em destaque as relações estabelecidas entre dois principais movimentos artístico-culturais do Brasil da década de 1960, o Cinema Novo e o Tropicalismo, a partir de análise do filme Macunaíma, adaptação da rapsódia modernista de Mário de Andrade realizada pelo cineasta carioca Joaquim Pedro de Andrade em 1969. Macunaíma-filme foi taxado, desde seu lançamento, como exemplo máximo de “cinema tropicalista”, expoente de uma nova fase do Cinema Novo que dialogava com o movimento que surgira, há pouco, na música com Caetano Veloso, Gilberto Gil e outros. E foi sob esse rótulo que o filme de Joaquim Pedro passou à história do cinema brasileiro. No presente texto, busco problematizar a classificação de Macunaíma enquanto “filme tropicalista”, a partir da compreensão, num primeiro momento, dos dois movimentos artísticos aqui discutidos. Nesse sentido, são retomados os debates internos ao Cinema Novo, suas diversas “fases” e a atuação intelectual de seus principais nomes, dentre eles, Joaquim Pedro de Andrade. Também lanço olhar para os confrontos entre tropicalistas e artistas nacionalistas, para a descoberta do pensamento de Oswald de Andrade por Caetano, Gil e, a partir deles, por toda uma cena artística brasileira do período, e para os significados múltiplos do movimento tropicalista e suas ramificações para além da música popular. Dou, entretanto, devido destaque à discussão em torno do já citado pensamento oswaldiano, particularmente no que concerne ao seu conceito de antropofagia: é a representação ou citação do ato canibal – presente tanto nas canções e no procedimento tropicalista quanto no filme Macunaíma (e também em outros filmes do período) – uma das responsáveis por esta aproximação estabelecida entre a obra mais célebre de Joaquim Pedro e o Tropicalismo. Realizo, então, discussão acerca da antropofagia, no intuito de compreender suas nuances no tempo, e as diferentes possibilidades de apropriação deste conceito. A compreensão de que podem existir diferentes antropofagias é fundamental para o objetivo primordial deste trabalho: relativizar a relação entre o filme Macunaíma (e, de forma mais ampla, o Cinema Novo brasileiro) e o movimento tropicalista.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Camilla Agostini

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 25/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 195   Volumes: 1   Número: 1104

Banca de Defesa:
Robert Wayne Andrew Slenes
Jaime Rodrigues
Andres Zrankin
Luís Cláudio Pereira Symanski
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Título: Mundo Atlântico e Clandestinidade Dinâmica Material e simbólica em uma fazenda litorânea no sudeste, século XIX

Resumo: Este trabalho se dedica ao estudo das dinâmicas materiais e simbólicas em uma antiga fazenda litorânea do sudeste brasileiro, ocupada na primeira metade do século XIX, atualmente conhecida como sítio arqueológico São Francisco, localizada no município de São Sebastião / SP. Trabalha-se com a hipótese da ligação desta fazenda e seu proprietário com o tráfico ilegal de escravos, no segundo quartel do século XIX. A partir deste contexto questiona-se como a dinâmica simbólica, materializada em objetos, serviu no encontro de pessoas com backgrounds diferentes em formações culturais híbridas e criativas. Nota-se que tais encontros ou trocas não se somam em formações prontas e acabadas, mas são, na verdade, um processo de tradução e interação que é contínuo e localizado contextualmente.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Robertha Pedroso Triches Ribeiro

Orientador: Angela Maria de Castro Gomes

Data de Defesa: 25/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 250   Volumes: 1   Número: 1102

Banca de Defesa:
Tania Regina De Luca
Tânia Maria Tavares Bessone da Cruz Ferreira
Angela Maria de Castro Gomes

Título: Os Sentidos do Atlântico: A Revista Lusitania e a Colônia Portuguesa do Rio de Janeiro

Resumo: O presente trabalho tem como objeto a revista Lusitania, produzida por um grupo da colônia portuguesa do Rio de Janeiro que circulou no Brasil, em Portugal e na África entre 1929 e 1934. Intitulando-se “Revista Ilustrada de Aproximação Luso-Brasileira e de Propaganda de Portugal”, possuía um projeto de afirmação da identidade portuguesa no Brasil e dos laços com Portugal, mas, ao mesmo tempo, de inserção da colônia na sociedade brasileira. A partir da revista Lusitania busca-se caracterizar a imprensa como um importante espaço de sociabilidade da colônia portuguesa do Rio de Janeiro, destacando também o seu papel fundamental na construção de uma identidade portuguesa no Brasil, através da qual os imigrantes vão debater projetos, reforçar valores, além de desenvolver estratégias de intervenção no todo social.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Julia Bianchi Reis Insuela

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 25/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 219   Volumes: 1   Número: 1101

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Denise Rollemberg Cruz
Maria Paula Nascimento Araújo

Título: Visões das mulheres militantes na luta armada: repressão, imprensa e (auto) biografias (Brasil 1968/1971)

Resumo: A dissertação pretende discutir a memória da luta armada no Brasil, focando-se principalmente na experiência das mulheres militantes do período. O objeto de investigação é a trajetória política de uma geração de mulheres que se envolveu com o projeto de luta armada das esquerdas revolucionárias, no período de 1968 a 1971. Para tal, utilizamos de um exemplo: a militante Iara Iavelberg. Por expressar vários elementos, ela é considerada um arquétipo, sendo o centro do estudo. Na dissertação, a presença de Iara é constante e ao mesmo tempo invisível, pois as problemáticas que marcaram sua trajetória, de uma forma ou de outra, estão presentes nas trajetórias das demais mulheres aqui tratadas. Debruçando-me, então, sobre o estudo paralelo das percepções das mulheres na luta armada – e da Iara, em particular - em três níveis – nas organizações, nos órgãos de repressão e informação e na grande imprensa – é possível notar muitas aproximações (nem sempre perceptíveis de imediato), para além das evidentes diferenças, as quais dizem respeito às representações das mulheres na sociedade da época e suas mudanças e continuidades nas décadas seguintes.Sob essas referências, o intuito da dissertação foi pesquisar as memórias (re)construídas, principalmente sobre as militantes das esquerdas revolucionárias, no que diz respeito ao período do regime civil-militar e nas décadas posteriores. A finalidade, mais especificamente, era notar a ocorrência ou não de um apagamento nestas memórias do senso comum existente entre a grande imprensa e os órgãos de repressão e informação- principalmente em relação ao vocabulário e à sua opinião – e conseguintemente com a sociedade. Tal atitude acabaria por não atentar que o olhar sobre as mulheres militantes seria o mesmo e estaria tão presente na repressão como na grande imprensa e, por fim, na sociedade. Ao mesmo tempo, trata-se de uma abordagem que pretende dar conta das construções da memória das mulheres na luta armada, elaboradas e reelaboradas, no sentido de responder mais a questões do presente e menos visando à compreensão do passado. Nesse sentido, nosso recorte cronológico tanto diz respeito ao período da luta armada – entre os anos de 1968 e 1971, por representar de forma mais expressiva a entrada da mulher no mundo político engajado e por ser considerado o período de maior radicalização da luta contra o regime ditatorial e da luta armada – como a ocasião das 8 publicações das memórias dos militantes das esquerdas revolucionárias em diversas épocas: as obras memorialísticas lançadas nos anos 80, 90 e do início do século XXI, com o intuito de investigar as formulações da memória acerca a inserção da mulher na luta armada. Ao trabalhar com as “várias camadas” de época, buscou-se encontrar as reconstruções do passado em função do presente. Quanto à problemática, estaria aí a distância entre Memória e História.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Leandro Miranda Malavota

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 24/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 391   Volumes: 1   Número: 1099

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Luiz Carlos Soares
Carlos Gabriel Guimarães
Allan Rocha De Souza
Denis Borges Barbosa

Título: Inovar, Modernizar, Civilizar: Considerações sobre o sistema de patentes no Brasil (1809 - 1882)

Resumo: O presente trabalho consiste em um estudo sobre a construção e funcionamento de uma estrutura de proteção e estímulo à atividade inventiva no Brasil, tomando como objeto principal o sistema patentário vigente entre 1809, ano de lançamento do primeiro ato de normatização da concessão de privilégios aos inventores no império português, e 1882, quando da promulgação de um estatuto integrado aos padrões estabelecidos na maior parte dos países industrializados e exigidos por uma estrutura internacional de governança dos direitos de propriedade industrial. A pesquisa parte de uma tentativa de compreensão dos motivos que teriam levado o Príncipe Regente D. João a adotar um conjunto de medidas de fomento ao desenvolvimento econômico em seus domínios americanos, incluindo-se a promulgação de um regulamento para a concessão de exclusivos a inventores. Investiga-se, a seguir, as feições do sistema de patentes então montado no Brasil, sua estrutura jurídicoinstitucional, bem como sua gama de usuários. A análise permite a observação de um constante apartamento entre norma e prática jurídicas, isto é, entre a letra da lei e a sua efetiva aplicação, indicando a importância do exercício hermenêutico na definição dos efeitos e do alcance dos direitos de propriedade sobre as invenções. Em uma última etapa, busca-se examinar as mudanças impingidas ao longo do século na lógica e no funcionamento do sistema nacional de patentes, sempre se procurando concebê-las integradamente às transformações a que a economia brasileira se submeteu no período. Conclui-se que, não obstante as particularidades de cada um dos distintos contextos históricos estudados, o sistema de patentes é concebido em todo o século XIX como um mecanismo de indução do progresso técnico e do crescimento econômico, tornando-se, assim, elemento importante dentro de um projeto civilizatório gestado por grupos estabelecidos no topo da pirâmide social brasileira.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Matheus Serva Pereira

Orientador: Marcelo Bittencourt Ivair Pinto

Data de Defesa: 24/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 292   Volumes: 1   Número: 1098

Banca de Defesa:
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Keila Grinberg

Título: Uma viagem possível: da escravidão à cidadania. Quintino de Lacerda e as possibilidades de integração dos ex - escravos no Brasil

Resumo: Quem foi Quintino de Lacerda e por que o seu nome foi dado a essa medalha? Para responder a essa pergunta é necessário retornar ao século XIX. As agitações daquele fim de século, com a participação dos movimentos populares abolicionistas e a radicalização em busca da Abolição, sentida especialmente ao longo da década de 1880, não ficaram restritas ao Rio de Janeiro, então capital do Império e, posteriormente, da República. Em Santos, junto com os saraus e meetings das sociedades abolicionistas, surgia uma das mais importantes ações em prol da liberdade: o reduto abolicionista do Jabaquara. Apesar de ter como referência Santos Garrafão e os jornalistas Galeão Carvalho e Gastão Bousquet como pessoas importantes para o sucesso da empreitada abolicionista, o reduto do Jabaquara possuía como sua principal e mais conhecida liderança o nosso homenageado do século XXI: o ex-escravo Quintino de Lacerda.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Alex Silva Monteiro

Orientador: Rogério de Oliveira Ribas

Data de Defesa: 24/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 317   Volumes: 1   Número: 1100

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Rogério de Oliveira Ribas
Lina Gorenstein Ferreira da Silva
Angelo Adriano Faria de Assis
Daniela Buono Calainho

Título: "CONVENTÍCULO HERÉTICO" Cristãs-Novas, Criptojudaísmo e Inquisição na Leiria Seiscentista

Resumo: Este trabalho busca, através das histórias de dez personagens, todas cristãs-novas, de suas famílias e de sua comunidade, apresentar uma discussão a respeito da tolerância e da intolerância sócio-religiosa na sociedade portuguesa. A análise tem como cenário a cidade de Leiria, no século XVII, que à época sofreu uma espécie de devassa inquisitorial em meio ao recrudescimento dos trabalhos do Santo Ofício. O intuito é refletir sobre a sociabilidade feminina em meio às perseguições inquisitoriais, bem como as novas formas de disseminação do ensino das “coisas da fé” hebraica na comunidade portuguesa de descendentes de judeus. Compreender como se dava a formação de uma identidade cristã e/ou judaica em meio a uma prática religiosa cristã imposta pela sociedade ampla e uma supostamente judaica que precisava ser secreta, ou seja, não externalizada. Para tal, tomamos como corpus documental principal as fontes inquisitoriais.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Paula Barcelos Ribeiro Da Silva

Orientador: Gizlene Neder

Data de Defesa: 23/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 467   Volumes: 1   Número: 1097

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Lúcia Maria Paschoal Guimarães
Charles Monteiro
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Gisálio Cerqueira Filho

Título: DIÁLOGOS SOBRE A ESCRITA DA HISTÓRIA: Ibero-americanismo, catolicismo, (des)qualificação e alteridade no Brasil e na Argentina (1910-1940)

Resumo: A tese analisa o processo de releitura da história desenvolvido no Brasil e na Argentina nas primeiras décadas do século XX. Neste processo, o passado colonial e a atuação das ex-metrópoles católicas, Portugal e Espanha, adquirem contornos mais positivos.Ao mesmo tempo, são retomadas as relações entre antigas colônias e metrópoles como forma de ruptura com os conflitos que caracterizaram o século XIX, após a independência dos países ibero-americanos. A reaproximação era um caminho possível para a conquista de reconhecimento e legitimidade no período de construção da modernidade. A reflexão sobre a escrita da história incluiu a elaboração de intercâmbios intelectuais entre Brasil e Argentina, e deles com Portugal e Espanha, que foi expandido para outros países da Ibero-América. Estes diálogos favoreceram a integração regional baseada na cordialidade, na solidariedade e no conhecimento mútuo entre os países, sobretudo nos períodos de guerras europeias. Para esta análise, partimos do pensamento histórico e dos diálogos entre historiadores brasileiros, argentinos, portugueses e espanhóis, representantes de importantes instituições históricas em seus países: Max Fleiuss, Ricardo Levene, Fidelino de Figueiredo e Rafael Altamira. Como fontes, utilizamos materiais diplomáticos, correspondências, artigos de periódicos, acordos internacionais, atas de congressos de história, anotações de aulas e obras destes autores que se dedicaram à produção do conhecimento histórico e ao desenvolvimento da integração regional e do ibero-americanismo.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Eric Brasil Nepomuceno

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 23/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 244   Volumes: 1   Número: 1096

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Andrea Barbosa Marzano
Leonardo Affonso de Miranda Pereira

Título: Carnavais da Abolição - Diabos e Cucumbis no Rio de Janeiro (1879-1888)

Resumo: O Carnaval é uma festa plural, assim como o conceito Liberdade o é. Sempre que vivenciados, permitem variados significados, dependendo dos atores envolvidos e das relações sociais em jogo. A partir dessas premissas, essa dissertação pretende analisar a festa carnavalesca carioca na última década de vigência do regime escravista no Brasil. Neste período e, sobretudo, nesse espaço urbano, o Carnaval e a Liberdade foram disputados intensamente por diversos grupos sociais. Nestas páginas iremos nos aproximar, num primeiro momento, das percepções de jornalistas e de forças repressivas sobre a atuação da população de cor nessa festa. Em seguida buscaremos maior aproximação com algumas possibilidades de ação festiva da população de cor no carnaval durante os anos de maior intensificação das lutas por liberdade e expansão dos seus limites. Através dos que se fantasiavam de diabinhos e daqueles que participavam de Cucumbis procurei um maior entendimento dos significados e estratégias que muitos homens e mulheres de cor construíram nos dias de carnaval da Corte às vésperas da abolição da escravidão.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Hernán Venegas Marcelo

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 22/03/2011   Nível: Doutorado

Páginas: 268   Volumes: 1   Número: 1095

Banca de Defesa:
Celso Castro
Aguinaldo César Fratucci
Ismênia de Lima Martins
Paulo Knauss de Mendonça
Márcia Regina Romeiro Chuva

Título: Patrimônio Cultural e Turismo no Brasil em Perspectiva Histórica: Encontros e Desencontros na Cidade de Paraty

Resumo: Este estudo se insere no campo da história do patrimônio cultural e do turismo. Para tanto, nos primeiros capítulos apresentamos um quadro da história do patrimônio cultural e do turismo no Brasil, desde as experiências do século XIX até a segunda metade do século XX. Neste sentido, a pesquisa evidencia a complexidade que caracteriza uma história do patrimônio cultural e do turismo relacionando ambos aos diferentes contextos históricos estudados. Dessa forma, relacionam-se elementos de caracterização anteriores à institucionalização moderna do patrimônio cultural e do turismo no Brasil com o quadro de sua afirmação institucional no século XX. No último capítulo, realizamos um estudo em torno da cidade de Paraty, visando observar a convergência e entrecruzamento das políticas do patrimônio cultural e o turismo no Brasil durante as décadas de sessenta e setenta que permitiram compreendê-la tal como cidade documento, cidade monumento e cidade turística. Partimos do entendimento de que o patrimônio cultural e o turismo foram construídos socialmente, ou seja, que ambos possuem uma natureza historicamente identificável como a resultante de práticas e representações dos homens, atendendo a determinadas aspirações sociais em circunstâncias históricas específicas. Ter relacionado diferentes contextos históricos e o patrimônio cultural e o turismo no Brasil, assim como o desenvolvimento das noções de patrimonialização e turistificação constituem as contribuições teóricas desta pesquisa historiográfica que se afirma no horizonte interdisciplinar entre a História, as ciências sociais e os estudos de turismo Brasil.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marcela Martins Fogagnoli

Orientador: Jorge Luiz Ferreira

Data de Defesa: 21/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 119   Volumes: 1   Número: 1093

Banca de Defesa:
Jorge Luiz Ferreira
André Luiz Vieira de Campos
Andréa Casa Nova Maia

Título: "Almoçar bem é no SAPS!": os trabalhadores e o Serviço de Alimentação da Previdência Social (1940-1950).

Resumo: Este trabalho tem por objetivo analisar as relações entre Estado e trabalhadores no Brasil através das políticas públicas de alimentação e do programa de educação alimentar implementados pelo SAPS, durante o período de 1940 a 1950. Criado em 5 de agosto de 1940, o Serviço de Alimentação da Previdência Social tinha a intenção de melhorar as condições de alimentação dos trabalhadores. Trata-se de montagem de rede de restaurantes populares que ofereciam refeições aos trabalhadores por um preço bem modesto. O SAPS fazia parte de um programa estatal de melhoria das condições de vida dos trabalhadores. Além disso, um ano após sua criação, o SAPS começou a assumir também função de esclarecimento junto à classe trabalhadora e sua família. E esta nova função implicou na criação de meios para divulgação das vantagens que o trabalhador teria com uma alimentação dentro dos padrões científicos da nutrição. O SAPS instituiu programa de educacional alimentar e de pedagógica, sugeria mudanças nos hábitos alimentares da população, em particular criticando determinadas crenças e costumes populares. Muitos frequentadores se manifestaram, através de cartas envidas à autarquia, com textos e poemas onde expressaram, muitas vezes, o impacto do que aprendiam no SAPS e aplicavam em suas vidas
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Katia Iracema Krause

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 21/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 203   Volumes: 1   Número: 1094

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Denise Rollemberg Cruz
Bianca Stella Pinheiro De Freire Medeiros

Título: O RATO VAI À GUERRA - Como o Mickey Mouse se tornou uma imagem de poder dos EUA, 1928-1946

Resumo: Esta dissertação propõe uma reflexão sobre experiências visuais no contexto histórico, político e cultural do final dos anos 1920, na década de 1930, até o final da Segunda Guerra, a partir do personagem cinematográfico dos cartoons Mickey Mouse, criado nos EUA por Walt Disney. A partir da análise dos curtas animados com esse personagem, com atenção para com as complexidades do ato de olhar, tenta-se perceber como, e se, os recursos cinematográficos são utilizados para fazer surtir efeitos didáticos, de atração ou com a finalidade de cooptar pessoas, de moldar preferências e compartilhar valores intangíveis e de fazer propaganda política. A ideia é reconhecer discursos sobre identidade, nação, alteridade, gênero, raça, nos filmes produzidos com o Mickey Mouse, e tentar entender como o personagem passou de intrépido pioneiro da sonorização a ícone nacional. E, principalmente, perceber qual é a sua substância social e entender como foram construídos os sentidos que representou.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Aline do Carmo Rochedo

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 18/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 152   Volumes: 1   Número: 1092

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Alessandra Carvalho

Título: "Os filhos da Revolução". A juventude urbana e o rock brasileiro dos anos 1980

Resumo: A dissertação discute a trajetória do rock nacional a partir do momento em que este gênero é associado aos jovens, ocupando uma posição central na indústria fonográfica e na mídia brasileira. Analisando uma parcela da juventude da década de 1980 e sua produção musical no contexto da transição à democracia para os primeiros anos da Nova República, entende-se o produto musical a partir da lógica social e do tempo histórico em que foi construído. Proveniente da juventude que se autodenominava “os filhos da revolução”, o rock manifesta força, na medida em que, ao produzir a ruptura dos padrões musicais anteriores, também rompe com as convenções sociais que o cercam. Os discursos nas músicas podem projetar fatos ligados aos anos de ditadura civil-militar e caracterizam uma nova geração de jovens brasileiros, cuja visibilidade é atribuída ao rock, à geração Coca-cola.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fábio Vieira Guerra

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 15/03/2011   Nível: Mestrado

Páginas: 243   Volumes: 1   Número: 1091

Banca de Defesa:
Cecília da Silva Azevedo
Thaddeus Gregory Blanchette
Paulo Knauss de Mendonça

Título: Super-Heróis Marvel e os conflitos Sociais e Políticos no EUA (1961-1981)

Resumo: Essa dissertação tem como objetivo investigar como as transformações na política externa, no contexto da Guerra Fria, e na política interna, frente a mudanças vividas pela sociedade estadunidense nas décadas de 1960 e 1970 foram representadas e elaboradas pelos comics, elemento muito importante da indústria de entretenimento nos EUA. Será utilizado como fonte a editora Marvel Comics que publica histórias de ficção tendo como protagonistas personagens com habilidades sobre-humanas chamados de super-heróis. As histórias em quadrinhos de super-heróis aparecem como representação do imaginário americano, independentemente do período retratado. Esta é a imagem modelo do herói perfeito, um ser que além de possuir extraordinários poderes, é possuidor de um caráter incorruptível e defensor dos segmentos sociais menos favorecidos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Marina Monteiro Machado

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 15/12/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 176   Volumes: 1   Número: 1090

Banca de Defesa:
Maria Regina Celestino de Almeida
Marcia Maria Menendes Motta
Vania Maria Losada Moreira
Cláudia Regina Andrade dos Santos
Maria Verónica Secreto Ferreras

Título: Entre Fronteiras: terras indígenas nos sertões fluminenses (1790-1824)

Resumo: Tendo como pano de fundo as transformações políticas e administrativas em Portugal e na América portuguesa na passagem do século XVIII para o XIX, esta tese analisa aa dinâmica de ocupação e expansão das fornteiras na região de Valença, capitaniaa do Rio de Janeiro. Embora relativamente próximo da capital, o vale do Rio Paraíba do Sul era em grande parte ocupado por índios livres quando suas terras férteis passaram a ser cobiçadas por colonos. Focalizando o período entre 1790 e 1824, reconstrói-se a formação e a breve história do aldeamento indígena de Nossa Senhora da Glória de Valença. Ao reduzir a escala de observação, foi possível destrinchar a dinâmica da disputa pela terra, envolvendo sesmeiros, fazendeiros, padres, agentes do governo e os prórpios indígenas, cujas fluidas alianças estavam sujeitas às inflexões nas políticas de colonização ocasionadas pela sequência de mudanças políticas no período - que terminaram por fazer desaparecer o aldeamento.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Claudia Cristina Azeredo Atallah

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 10/12/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 283   Volumes: 1   Número: 1089

Banca de Defesa:
João Luís Ribeiro Fragoso
Luiz Carlos Villalta
Marcelo Da Rocha Wanderley
Ronald José Raminelli
Carla Maria Carvalho De Almeida

Título: Da Justiça em nome D‘el Rey: Ouvidores e Inconfidência na Capitania de Minas Gerais (Sabará, 1720-1777)

Resumo: A presente tese de doutorado vem propor um estudo sobre a ação dos ouvidores na capitania de Minas Gerais, no período compreendido entre 1720 e 1777. Priorizamos para tal a Comarca do Rio das Velhas, acreditando que esses homens da justiça representavam o poder da monarquia pelo mundo colonial. Contextualizaremos tal abordagem dentro das práticas políticas de Antigo Regime que, acreditamos, demarcaram muito bem as relações sociais naquela capitania, como em todo império. Partindo dessa máxima, analisaremos a Inconfidência de Sabará, deflagrada em 1775, como fruto do conflito instaurado entre as reformas político-filosóficas empreendidas pelo Marquês de Pombal e esse universo político de Antigo Regime que caracterizava o cotidiano das relações políticas daqueles homens.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Jóina Freitas Borges

Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida

Data de Defesa: 06/12/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 361   Volumes: 1   Número: 1088

Banca de Defesa:
Maria Regina Celestino de Almeida
Jacionira Coêlho Silva
John Manuel Monteiro
Ronaldo Vainfas
Elisa Frühauf Garcia

Título: Os Senhores das Dunas e os Adventícios D‘Além-Mar: Primeiros contatos, tentativas de colonização e autonomia Tremembé na Costa Leste-Oeste (séculos XVI e XVII)

Resumo: Este trabalho, através de uma perspectiva interdisciplinar, que se propõe a agregar as novas tendências teóricas e conceituais da história, da antropologia e da arqueologia, visa analisar os primeiros duzentos anos de contatos entre os indígenas e os europeus na costa norte brasileira, chamada, nos séculos XVI e XVII, de Costa Leste-Oeste. A Costa Leste-Oeste era habitada por povos pescadores-coletores-caçadores há milênios. Em janeiro do ano de 1500, no contexto dos descobrimentos espanhóis na América, os navegadores Vicente Yañez Pinzón e Diego de Lepe fizeram uma aportada no litoral do Ceará, e percorreram a costa até o rio Amazonas. Desde então, a Costa Leste-Oeste passou a ser frequentada com certa assiduidade pelos europeus. A partir destes “descobrimentos”, ocorreram contatos, conflitos e negociações com os nativos da costa. Após alguns anos, com a doação das Capitanias Hereditárias no Brasil, houve, por pelo menos três vezes no século XVI, tentativas portuguesas de colonização, as quais foram frustradas. Um dos principais elementos a que é atribuído o fracasso dos colonizadores portugueses, é a atuação histórica dos indígenas que viviam na costa e regiões adjacentes, os quais eram conhecidos, genericamente, pelo termo “tapuias”, e que não colaboraram na instalação dos núcleos coloniais. Tal proposição firma-se a partir da análise dos documentos do século XVII, através dos quais foi possível perceber que sem a colaboração indígena era quase impossível, aos adventícios, a concretização da colonização da Costa Leste-Oeste. Nos anos Seiscentos, portugueses, franceses e holandeses tentaram estabelecer guarnições, para efetivar núcleos colonizadores entre as praias do litoral ocidental do Ceará e oriental do Maranhão, porém, não conseguiram manter-se por muito tempo no território que ainda era dominado pelos índios tremembés. Estes índios, por sua vez, realizando o comércio de mercadorias tais como âmbar-gris, pau-violeta e até escravos, com diferentes estrangeiros que frequentavam suas praias, conseguiram permanecer na “zona fronteiriça” (Boccara, 2005) do processo de colonização, negociando nessa parte da Costa Leste-Oeste, até o final do século XVII, ainda com bastante autonomia sobre seu território.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Bianca Miucha Cruz Monteiro

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 29/11/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 223   Volumes: 1   Número: 1087

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Rachel Soihet
Antonio Herculano Lopes

Título: Sinhô: A Poesia do Rei do Samba

Resumo: O projeto pretende apresentar a analise da participação de compositores e intérpretes na construção do samba como gênero musical nacional, através da obra de Sinhô e de Francisco Alves. Busca examinar a luta dos sambistas para a consolidação de um determinado tipo de samba e a utilização de suas composições como espaço político-social e como modo de inserção no mercado profissional, através da sua relação com a indústria fonográfica. O principal objetivo da pesquisa, cujo período - de 1917 a 1934 - corresponde à fase de fortalecimento da indústria fonográfica no Brasil e de profissionalização de vários sambistas, é examinar como os compositores pensavam o seu lugar e o lugar do samba na sociedade e na identidade nacional.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Monica Piccolo Almeida

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 08/11/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 427   Volumes: 1   Número: 1086

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Carlos Gabriel Guimarães
Maria Letícia Corrêa
Théo Lobarinhas Piñeiro
Ary Cesar Minella

Título: Reformas Neoliberais no Brasil: A Privatização nos Governos Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso

Resumo: Este estudo propõe-se a investigar as novas configurações da relação Estado / Sociedade Civil a partir da implementação das práticas neoliberais e da consolidação do discurso neoliberal como hegemonico ao longo do Governo Collor.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Tamara Paola dos Santos Cruz

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 29/10/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 131   Volumes: 1   Número: 1084

Banca de Defesa:
Laura Antunes Maciel
Zelia Lopes Da Silva
Paulo Knauss de Mendonça

Título: As escolas de samba sob vigilância e censura na ditadura militar: Memórias e esquecimentos

Resumo: A partir da influência do Estado através da Polícia Política (censura) na Cultura Nacional, especificamente no G.R.E.S. Acadêmicos do Salgueiro analisar a produção de Sambas-Enredos entre os anos de 1960 e 1972. Relacioná-la com a política (governos democrático e autoritário) e o desenvolvimento e divulgação das Escolas de Samba dentro do território nacional através dos Meios de Comunicação de massa (imprensa, rádio, televisão, cinema) também em expansão e consolidação neste período. Compreender as transformações ocorridas no Carnaval da cidade do Rio de Janeiro e principalmente nas Escolas de Samba enquanto expressões culturais populares genuinamente cariocas que se nacionalizaram e que foram transformadas em produto cada vez mais rentável dentro do processo de “industrialização do Carnaval”.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Alberto Ximendes

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 29/10/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 304   Volumes: 1   Número: 1085

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Rafael Ivan Chambouleyron
Carlos Gabriel Guimarães
Marcelo Da Rocha Wanderley
Anderson José Machado de Oliveira

Título: Sob a mira da Câmara: viver e trabalhar na cidade de São Luís (1644-1692)

Resumo: ste trabalho tem por objeto de estudo a influência da Câmara da cidade de São Luís na vida de seus moradores, no período de 1644 a 1692. Nossa atenção se volta, num primeiro momento, para compreender os mecanismos de funcionamento da instituição, ao destacar os “homens bons” que dela faziam parte, seus cargos e suas desavenças internas, o processo eleitoral, a periodicidade das reuniões. Num segundo momento, mostramos como essa instituição atuava e interferia na vida da população ludovicense, quer através das ações de seus funcionários, quer pelas posturas adotadas ou por meio da fomentação de um clima de vigilância mútua que era comum entre os moradores, em parte estimulada para prática da delação premiada. A população de São Luís nesse período, ao nascer, já sentia a presença da instituição, pois era esta que definia as pessoas responsáveis por cuidar da saúde e das autorizações para a construção de casas, bem como pelo exercício das profissões. Para se vender qualquer produto, era necessário ter licença da Câmara; os momentos lúdicos também eram por ela controlados. Assim, viver e trabalhar na cidade de São Luís naquele momento significava estar sob a mira da Câmara.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Viviane Pedrazani

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 28/10/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 222   Volumes: 1   Número: 1083

Banca de Defesa:
Norberto Osvaldo Ferreras
Fabiano De Souza Gontijo
Giselle Martins Venâncio
Laura Antunes Maciel
Rebeca Gontijo Teixeira

Título: NO "MIOLO" DA FESTA: Um estudo sobre o Bumba-meu-boi do Piauí

Resumo: A festa do bumba-meu-boi no Piauí é o objeto de reflexão desta tese. A pesquisa tem por objetivo mostrar como diferentes sujeitos constroem esta manifestação cultural. De um lado, estão os Mestres e brincantes de bumba-meu-boi, levantando suas memórias e produzindo a festa na esfera comunitária, onde incide sua idealização, o planejamento e a execução, pois a festa do bumba-meu-boi tem muitas etapas, cada qual com sentido peculiar: os ensaios, o batismo do boi, o período junino e a morte do boi. De outro lado, tem-se a relação dos grupos de bumba-meu-boi com as instituições públicas da área de cultura (a Fundação Cultural do Piauí, em nível estadual e a Fundação Cultural Monsenhor Chaves em nível municipal - Teresina) e toda a intricada relação decorrente deste intercâmbio. Trabalhei com a metodologia da História Oral para produzir as fontes imprescindíveis à constituição de uma parte do objeto de pesquisa, que foi evidenciar como os sujeitos produtores da festa em âmbito comunitário tecem uma rede de conhecimentos e sociabilidades para dar conta da confecção das indumentárias, dos instrumentos, dos adereços e do próprio boi. Outros tipos de fontes somaram-se às orais: jornais, revistas, matérias e artigos extraídos dos sites oficiais da Fundação Cultural do Piauí e da Fundação Cultural Monsenhor Chaves, para se perceber os discursos do poder público com relação à festa do bumba-meu-boi. Não delimitei um recorte temporal específico para a pesquisa em razão do tipo de fonte mais empregada, a oral. Não poderia impor a Mestres e brincantes uma fronteira temporal a suas memórias. O mais expressivo para esta pesquisa era vislumbrar como os sujeitos brincam e refletem a festa do bumba-meu-boi e como no presente esta relação é mediada pelos órgãos públicos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Débora Galvão de Santana

Orientador: Edmar Checon de Freitas

Data de Defesa: 27/10/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 143   Volumes: 1   Número: 1082

Banca de Defesa:
Edmar Checon de Freitas
Miriam Cabral Coser
Vânia Leite Fróes

Título: O Pensamento Político dos Reis - análise das concepções políticas veiculadas por D. Duarte e D. Pedro (Portugal - século XV)

Resumo: O presente trabalho situa-se em Portugal no século XV tendo em vista o contexto do desenvolvimento do Estado e fortalecimento do poder real. Considera-se que a dinastia de Avis, detentora do governo neste período, tinha propósitos políticos consoantes a tais transformações. Podemos identificar em duas obras que compõem o seu discurso de legitimação – o Leal Conselheiro, de D. Duarte e o Livro da Virtuosa Benfeitoria, de D. Pedro – a ampla utilização de conceitos políticos apropriados com este fim. Por situarem-se num contexto de transformação, percebe-se nas obras a convivência de concepções tradicionais carregadas de ideais cristãos e outras mais modernas e caminhando em direção à laicização. A dissertação insere-se, assim, no campo da história das idéias políticas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Raphaela Giffoni Pinto

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 26/10/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 125   Volumes: 1   Número: 1081

Banca de Defesa:
Sonia Regina de Mendonça
Carlos Gabriel Guimarães
Paulo Roberto Raposo Alentejano

Título: O novo empresariado rural no Brasil: uma análise das origens, projetos e atuação da Associação Brasileira de Agribusiness (1990-2002)

Resumo: O presente trabalho visa refletir sobre o contexto de surgimento da ABAG em inícios dos anos 90, – associação que agrega setores ligados à produção agropecuária; entidades patronais rurais, cooperativas agrícolas e, sobretudo, grupos empresariais -, a fim de perceber os mecanismos através dos quais se consolidou tanto a hegemonia de um determinado segmento de fração da classe dominante proprietária rural, quanto à construção de uma mega-agremiação, que inaugura um novo patamar de representação política dos grupos ligados aos setores agropecuário, agroindustrial e financeiro do país: a Associação Brasileira de Agribusiness (ABAG). O trabalho visa também analisar as principais propostas e projetos - voltados tanto à agricultura quanto ao Estado brasileiro -, defendidos por esta nova entidade quando do momento de sua fundação. Outra importante questão abordada é a relação entre a ABAG e o Programa de Estudos e Negócios do Sistema Agroindustrial (PENSA) no início dos anos 90; período de afirmação e consolidação destes aparelhos de hegemonia. A identificação e complementaridade dos projetos de ambos, são analisadas com base na imbricação existente entre eles ao longo do período proposto. Tais iniciativas são analisadas à luz da estratégia de construção do papel dirigente de uma dada fração de classe dominante agrária, ancorada e respaldada pelo campo acadêmico.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Maria Aparecida Prazeres Sanches

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 25/10/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 400   Volumes: 1   Número: 1080

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Magali Gouveia Engel
Marcos Luiz Bretas
Nancy Rita Sento Sé De Assis
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Título: Escolhas conjugais, relações matrimoniais e sexo-afetivas em Salvador 1889/1950

Resumo: Nosso projeto tem por objetivo pensar as relações familiares e as estratégias de escolha cônjuges no seio da população pobre, negra e mestiça de Salvador refletindo de que maneira as hierarquias de status e classe interferiram na estruturação de estratégias matrimoniais desse segmento populacional, posto que um “bom casamento” podia facilitar a sobrevivência assim como facultar a negros e mestiços canais relativamente seguros de ascensão social. Ascensão social é aqui pensada como melhoria financeira conferida pela elevação do padrão de consumo de bens e serviços, pelo aumento da renda, pela elevação do status social dado pelo reconhecimento da comunidade em que os indivíduos estavam inseridos, sendo portanto necessário perceber como os mecanismos de inclusão e exclusão eram engendrados racialmente e de que maneira respaldavam as estratégias maritais.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Vanessa De Oliveira Brunow

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 30/09/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 1   Volumes: 159   Número: 1079

Banca de Defesa:
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Marcelo Badaró Mattos
Marcela Alejandra Pronko

Título: Trabalhadores, Igreja, Católica e filantropia na década de 1980 no Brasil: Um estudo sobre movimento popular e prática social do CERIS (Centro de Estatística Religiosa e Investigações Sociais)

Resumo: Este trabalho tem como principal finalidade trazer uma reflexão sobre a atuação de uma Instituição católica denominada CERIS (Cento de Estatística Religiosa e Investigações Sociais) e sua ligação com os diversos tipos de movimentos populares no Brasil na década de 1980. Para entender essa ligação, analisaremos o processo histórico ocorrido nos anos 80, principalmente o reavivamento dos movimentos populares que contribuíram para a fundação de organizações como a CUT, PT e MST. Para pensar esse processo histórico, não podemos deixar de atentar para uma concepção de sociedade civil que surgia, de costas para o Estado, com um ar quase “salvador” da opressão estatal, que foi em parte defendida pelas entidades associativas que vieram a se constituir em Organizações Não Governamentais na década de 1980 no Brasil. Usaremos a perspectiva gramsciana para pensar a real complexidade da relação entre Estado (ou sociedade política) e sociedade civil. Para trabalhar com a experiência relatada nas solicitações enviadas ao CERIS, usaremos o conceito de Edward Thompsona de classe social e experiência.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Erika Bastos Arantes

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 15/09/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 224   Volumes: 1   Número: 1078

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Alexandre Fortes
Paulo Roberto Ribeiro Fontes
Flávio dos Santos Gomes
Tiago Bernardon De Oliveira

Título: O PORTO NEGRO: trabalho, cultura e associativismo dos trabalhadores portuários no Rio de Janeiro na virada do XIX para o XX

Resumo: Os negros, desde os tempos da escravidão, encontraram no porto um ambiente propício ao trabalho. O serviço, por ser dinamizado principalmente através da mão de obra avulsa, fazia do porto um local privilegiado onde escravos de ganho poderiam conseguir o jornal do senhor. Mesmo depois da abolição os negros continuaram dominando o cenário do cais, apesar das constantes levas de imigrantes que chegavam na cidade. Essa tesa analisa o cotidiano dos trabalhadores negros do porto do Rio de Janeiro em fins do século XIX e primeiros anos do século XX, articulando os trabalhadores do porto com a região em que estavam inseridos – a Zona Portuária, local que ficou conhecida posteriormente pela bibliografia por Pequena África. O trabalho aborda, para além do ambiente de trabalho, outros espaços de sociabilidade, como as habitações, as associações de lazer, as praças e as ruas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Cristiane Maria Marcelo

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 13/09/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 176   Volumes: 1   Número: 1077

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Anita Correia Lima de Almeida
Carlos Gabriel Guimarães

Título: Os embates de um juiz de fora: Balthazar da Silva Lisboa na Capitania do Rio de Janeiro (1787-1796)

Resumo: O trabalho examina a atuação política do juiz de fora Balthazar da Silva Lisboa, funcionário régio luso-brasileiro, na capitania do Rio de Janeiro, no contexto do movimento reformista português de finais do século XVIII. Destaca a identificação desse funcionário com a política da Coroa, os conflitos que enfrentou com membros da administração e da burocracia local e central, em especial com o vice-rei D. Luís de Castro, o segundo Conde de Resende.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Vanessa Vieira De Lima

Orientador: Sônia Regina Rebel de Araújo

Data de Defesa: 09/09/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 191   Volumes: 1   Número: 1076

Banca de Defesa:
Sônia Regina Rebel de Araújo
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Claudia Beltrão da Rosa

Título: A Revolta de Sertório e a Crise Republicana do Século I a.C: Uma visão das práticas de dominação imperialista romana nas Hispânias

Resumo: O tema central do presente estudo é a Revolta de Sertório, ocorrida nas Hispânias, durante o primeiro episódio de guerras civis romanas no século I a.C. A crise republicana, oriunda dos conflitos entre Caio Mário e Cornélio Sila, compõe a conjuntura analisada ao longo desta dissertação, a qual se volta, especificamente, para o período compreendido entre os anos 90 a.C. e 70 a.C. Pretende-se, deste modo, analisar os conflitos políticos da República Romana e, neste contexto, a Revolta de Sertório, tendo como base, por um lado, a crescente importância da Península Ibérica para Roma. E, por outro lado, questões concernentes às disputas de poder, ao imperialismo romano e aos processos de romanização efetuados nessas províncias, graças à presença do governo sertoriano. Portanto, buscamos observar as persistências e as transformações efetuadas nas Hispânias, ponderando, principalmente, certas formas de consolidação do domínio senatorial junto às populações locais, enfatizando-se as ações de Quinto Sertório. Empregamos as concepções de Certeau sobre as fluídas relações entre estratégias e táticas, na medida em que reconhecemos, por um lado, as referidas formas de consolidação do domínio senatorial como “estratégias de dominação” e, por outro, as determinações sertorianas direcionadas aos hispanos como “táticas de dominação”. Destarte, nossas interpretações são baseadas nas premissas da teoria pós-colonial, uma vez que nos propomos a descentralizar os estudos do Império Romano ao observarmos as trocas culturais, os fenômenos de negociação e de resistência à conquista romana. Em suma, visamos demonstrar porque a Revolta de Sertório foi um evento bastante importante para a crise republicana e um marco para a história das Hispânias no que tange à sua inserção na órbita imperial romana. Nossas análises são corroboradas pela aplicação do método de leitura isotópica sobre o corpus documental, formado por distintas fontes textuais: Plutarco (“Vida de Sertório” e “Vida de Pompeu”), Apiano “(As Guerras Civis I”), Tito-Lívio (“História de Roma”), Cícero (“Sobre a Lei Manília”) e Estrabão (”Geografia”).
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Emiliano Côrtes Barbosa

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 03/09/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 272   Volumes: 1   Número: 1075

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Sonia Regina de Mendonça
Pedro Eduardo Mesquita De Monteiro Marinho

Título: Escola Politécnica da Bahia: Poder, política e educação na Bahia Republicana (1896 - 1920)

Resumo: Avaliar o processo de institucionalização da Escola Politécnica da Bahia — EPBA — é a diretriz do presente estudo. Esta investigação se foca em analisar e discutir as razões pelas quais a Escola Politécnica da Bahia foi criada, bem como a sua trajetória nos seus vinte três primeiros anos. Uma instituição de ensino formadora de engenheiros, criada e administrada por uma agência composta por agentes encampados na sociedade civil e sociedade política, situação que nos traz a luz as estratégias das frações da classe média urbanas preocupadas em alcançar representatividade e, a partir daí, inscrever seus projetos de ―visão de mundo. Portanto, tentaremos reconstruir o cenário ―jogo político na Bahia republicana, destacando todo processo de crise de hegemonia, apontando os agentes principais das disputas, inserindo a criação da EPBA, e seus representantes dentro deste processo.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Beatris Dos Santos Gonçalves

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 02/09/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 330   Volumes: 2   Número: 1074

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Edmar Checon de Freitas
Gracilda Alves
Clinio De Oliveira Amaral
Maria de Lurdes Pereira Rosa

Título: Os Marginais e o Rei. A Construção de uma estratégica relação de poder em fins da Idade Média portuguesa

Resumo: Estudo sobre a atuação política dos reis de Avis, de D. Duarte a D. Manuel I cujo objetivo era o fortalecimento e a centralização do poder monárquico. A partir dos conceitos de centralidade e marginalidade, baseado, dentre outros teóricos, nas noções de Bronislaw Geremek, analisou-se a ação da justiça régia por meio de fontes normativas, arquivísticas e cronísticas, concluindo-se que a marginalidade era definida e redefinida, segundo os interesses monárquicos, constituindo-se numa das mais importantes estratégias régias.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: João Batista Vale Junior

Orientador: Edwar de Alencar Castelo Branco

Data de Defesa: 20/08/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 311   Volumes: 1   Número: 1073

Banca de Defesa:
Claudia Cristina Da Silva Fontineles
Francisco Alcides do Nascimento
Maria Paula Nascimento Araújo
Edwar de Alencar Castelo Branco
Giselle Martins Venâncio

Título: LONGE DEMAIS DAS CAPITAIS? Cultura política, distinção social e movimento estudantil no Piauí (1935-1984)

Resumo: Esta tese procura mostrar as especificidades do Movimento Estudantil (ME) piauiense. O balizamento histórico estabelecido para a abordagem, situa-se entre a formação da primeira entidade de representação estudantil no Piauí (1935) e as manifestações locais que, nessa Unidade da Federação, marcaram o período de crise e superação da ditadura civil-militar, instaurada no Brasil em 1964: o ano de 1984. Procurou-se demonstrar que a constituição da identidade do ME, no Piauí, deu-se em um cenário em que a força dos valores e tradições conservadoras consubstanciaram-na. Ao tempo em que esses valores e tradições, geralmente sustentadas no tripé ordem/disciplina/progresso impediam a imersão das entidades estudantis em um círculo de referências ideológicas e políticas identificadas com o romantismo revolucionário de esquerda, fundamentavam também formas de distinção social e política que elevavam as lideranças estudantis ao patamar de interlocutores diretos com os círculos do poder. Essas condições de interlocução permitiam a essas lideranças atingirem metas reivindicativas que reforçavam a eficácia de sua representação. As transformações políticas pelas quais passou o Brasil nos anos 70 impactaram o ME piauiense de maneira a aproximá-lo do ideário de esquerda, alterando significativamente a composição de suas lideranças, referências ideológicas e estratégias de luta. Até meados dos anos 80, apesar das mudanças em sua dinâmica interna, o ME piauiense conservou parte de sua capacidade de diálogo com o campo político dominante, tendo a imprensa de Teresina como mediadora dessa relação e como difusora das bandeiras de luta e mobilizações estudantis junto à opinião pública.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Junia Motta Antonaccio Napoleão Do Rego

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 19/08/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 291   Volumes: 1   Número: 1072

Banca de Defesa:
Teresinha de Jesus Mesquita Queiroz
Théo Lobarinhas Piñeiro
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Francisco De Assis Veloso Filho
Marcelo Cheche Galves

Título: Dos Sertões aos Mares: História do comércio e dos comerciantes de Parnaíba (1700 - 1950)

Resumo: Este trabalho estuda o comércio e os comerciantes da cidade de Parnaíba (Piauí) no período compreendido entre 1700 e 1950. São abordadas as razões econômicas que levaram o desenvolvimento do Porto das Barcas, porto inicial da Vila de São João da Parnaíba. A vila atraiu o gado criado no interior da província para as oficinas de charqueada e com isso tornou-se um significativo pólo de exportação do produto. Com a chegada de comerciantes portugueses a técnica de charquear foi aprimorada e o comércio intensificado. Com a falência das charqueadas, Parnaíba conheceu outras empreitadas comerciais de vulto em torno de produtos derivados da pecuária, da agricultura e de atividades extrativistas que seguiram o mesmo percurso fluvial e de portos internacionais. As atividades econômicas desenvolvidas em Parnaíba a partir de produtos vindos do sertão ditaram a necessidade de uma infra-estrutura para o progresso do Piauí: a navegação a vapor pelo rio Parnaíba, a construção do porto marítimo de Amarração e a construção da Estrada de Ferro Central do Piauí. É abordada a instalação de duas casas comerciais estrangeiras: a Casa Inglesa representada por Paul Robert Singlehurst e James Frederick Clark e a Casa Comercial Marc Jacob do francês Marc Jacob. Os registros de suas atividades comerciais atestam o impressionante desenvolvimento do comércio importador e exportador com portos europeus. Os estrangeiros legaram algumas influencias culturais européias, entre elas o futebol e a edição de um Almanaque nos moldes dos franceses. A classe dos comerciantes de Parnaíba tomou o caráter de líder incentivador de várias lutas incluindo as que visavam melhorias na infraestrutura da cidade e reformas educacionais. Abordamos as lutas travadas ao longo deste período entre os comerciantes e as autoridades governamentais para conseguir obras e projetos públicos condizentes com o desenvolvimento almejado para a cidade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Daniel Simões do Valle

Orientador: Magali Gouveia Engel

Data de Defesa: 17/08/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 194   Volumes: 1   Número: 1070

Banca de Defesa:
Magali Gouveia Engel
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Marcello Otávio Neri de Campos Basile

Título: Intelectuais, espíritas e abolição da escravidão: os projetos de reforma na imprensa espírita (1867-1888).

Resumo: Esse trabalho analisa os posicionamentos assumidos pelos espíritas no debate sobre a abolição da escravidão na década de 1880, no Rio de Janeiro. A pesquisa é encaminhada a partir da trajetória de três intelectuais: Antonio da Silva Neto, Adolfo Bezerra de Menezes e Francisco Leite de Bittencourt Sampaio. Esses intelectuais se envolveram nas discussões sobre as reformas servil e política, no final dos anos 1860. Posteriormente, tornaram-se espíritas e exerceram importante papel frente ao crescente movimento espírita da capital do Império. O objetivo é compreender a influência desses intelectuais nas posições adotadas pelas instituições espíritas através da imprensa, assim como, nas redes de sociabilidades estabelecidas pelos espíritas no âmbito do movimento abolicionista. O estudo da imprensa espírita está focado em dois periódicos: Revista da Sociedade Acadêmica Deus, Cristo e Caridade e o Reformador. Através deles, busca-se compreender os projetos de reforma construídos e defendidos pelas instituições espíritas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: João Carlos Escosteguy Filho

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 17/08/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1071

Banca de Defesa:
Théo Lobarinhas Piñeiro
Ricardo Henrique Salles
Pedro Eduardo Mesquita De Monteiro Marinho

Título: Tráfico de escravos e direção Saquarema no Senado do Império do Brasil

Resumo: A trajetória do Império do Brasil, ao longo da primeira metade do século XIX, confunde-se com as disputas ideológicas promovidas pelos intelectuais orgânicos da classe senhorial em formação, que resultam na vitória de um determinado projeto de Império e de sociedade desenhado principalmente entre 1838 e 1850. Esse projeto vitorioso contemplou diversas questões consideradas essenciais para o novo Estado que se procurava erigir. Esta pesquisa trata de parcela dessas questões: aquela ligada às relações entre tráfico de escravos, nação, Império e sociedade. Procurou-se, aqui, analisar a série de conflitos entre diferentes concepções escravistas de Império que, em especial no período citado, conferiam lugares distintos para o papel da escravidão africana e do tráfico de escravos no tipo de Estado-nação que se queria construir. O espaço principal de análise é o Senado do Império do Brasil no período entre 1831 e 1850, mas com maior destaque para o recorte a partir de 1838. Ao final do período, a direção Saquarema, ligada à classe senhorial, passou a dar a tônica do processo, encaminhando seu próprio projeto de Império e sua própria perspectiva para a escravidão no Brasil.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luiz Anselmo Bezerra

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 13/08/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 244   Volumes: 1   Número: 1069

Banca de Defesa:
Karina Kuschnir
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Marcos Alvito Pereira de Souza

Título: A Família Beija-Flor

Resumo: O trabalho apresenta uma análise das relações institucionais entre jogo do bicho e escola de samba enquanto suporte do esquema de poder familiar montado no município de Nilópolis durante a ditadura militar e que se encontra em pleno vigor ainda nos dias atuais. Abordamos num primeiro momento visões macro-políticas que relacionam a projeção dos dois ramos do poder familiar à interferência militar na Baixada Fluminense. Entretanto, o estudo aprofunda a reflexão sobre a adesão ao regime por parte das lideranças das famílias Sessim e Abraão na medida em que se assenta nos pressupostos de um modelo epistemológico atento à relevância de dados fragmentários, ou seja, indícios soltos que foram identificados no exame de fontes jornalísticas, de arquivo e fontes orais, estas produzidas mediante a realização de entrevistas de acordo com a metodologia da história oral. Em função disso, a pesquisa aponta para um conjunto mais amplo de fatores que teriam contribuído para a consolidação, pelas referidas famílias, de uma tradição de atuação política baseada no lugar. A relação dos chefes do esquema com setores da comunidade local é tratada considerando-se a dimensão simbólica do sistema de trocas que se centralizou na figura do banqueiro do bicho e presidente de hora da Beija-Flor, Anísio Abraão David, e foi estruturado através da organização carnavalesca na forma de uma economia do dom. Portanto, o universo simbólico do esquema político é analisado no trabalho com a demonstração de que se compõe também pela interligação de elementos da memória dos imigrantes de origem libanesa estabelecidos na localidade e de um conjunto de valores incorporados do sistema do jogo do bicho. Seguindo a proposta etnográfica do olhar de perto e de dentro, tomamos a visão de antigos moradores de Nilópolis vinculados à Beija-Flor acerca do contexto em que estão inseridos e das práticas que desenvolvem como ponto de partida para explicação dos mecanismos que articulam as redes sociais responsáveis pela sustentação da estrutura de poder estudada. Em síntese, argumenta se que a vitalidade do esquema familiar está associada à capacidade de articulação desenvolvida por suas lideranças através do controle de organizações que permitem a manutenção, e reprodução, de vínculos estabelecidos tanto nas redes de sociabilidade de âmbito local quanto em setores externos à esfera do município e ao mundo do samba.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Bárbara Deslandes Primo

Orientador: Sheila Siqueira de Castro Faria

Data de Defesa: 02/08/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 157   Volumes: 1   Número: 1068

Banca de Defesa:
Sheila Siqueira de Castro Faria
Márcio de Sousa Soares
Roberto Guedes Ferreira

Título: Aspectos culturais e ascensão econômica de mulheres forras em São João Del Rey: séculos XVIII e XIX

Resumo: Esta dissertação analisa a vida, hábitos e costumes de mulheres alforriadas em São João Del Rey, Minas Gerais, na segunda metade do século XVIII e primeira metade do XIX. Para tal, parte da análise dos testamentos deixados por estas mulheres, de forma a traçar um panorama da vida delas na liberdade, englobando as atividades realizadas, ofícios e redes de sociabilidade desenvolvidas por estes atores sociais. Começo minha analise, apoiada pela historiografia, demonstrando que eram as mulheres as privilegiadas pela alforria, por diversos motivos, e que, já libertas, dedicavam-se, em sua maioria, à atividade comercial. Exploro a questão da dedicação ao comércio por parte destas mulheres tendo como pano de fundo sua origem africana. Por fim, analiso como a conjunção destes fatores – maior acesso à alforria e referências africanas - acabou por formar um dos grupos mais peculiares e contraditórios do Brasil Colônia, usando o universo de São João Del Rey para corroborar minhas hipóteses.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Roberto Moll Neto

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 06/07/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 265   Volumes: 1   Número: 1067

Banca de Defesa:
Marco Antonio Villela Pamplona
Cecília da Silva Azevedo
Flavio Limoncic

Título: "Reaganation: a ascensão do neoconservadorismo e o nacionalismo nos Estados Unidos (1981 - 1988)"

Resumo: Nesta dissertação pretendemos estudar a forma como um grupo de neoconservadores narrou e imaginou a nação e o nacionalismo nos Estados Unidos nos anos de governo de Ronald Reagan. A partir dos anos 1950, diante das problemáticas sociais, diversos grupos de empresários e intelectuais afinados com o conservadorismo começaram a se organizar com o objetivo de repensar o conservadorismo e pensar um novo projeto para a nação. Nos anos 1980, um grupo de conservadores, entendidos hoje como neoconservadores, conseguiu transformar seu projeto de nação em um projeto de nação amplo. Dessa forma, os neoconservadores chegaram ao poder representados por Ronald Reagan. Esse projeto de nação neoconservador apresentou uma narrativa particular e uma forma específica de narrar e imaginar a nação e o nacionalismo nos Estados Unidos. Esta forma de narrar e imaginar a nação e o nacionalismo neoconservador esteve presente e foi difundida nos discursos de Ronald Reagan, nosso principal objeto de análise, assim como nas páginas de alguns jornais. Nos discursos e nas ações do governo de Ronald Reagan, sobretudo quando tratam do estado de bem estar social para pobres e negros, das ações afirmativas e da imigração, buscamos investigar o que é a nação e o que é ser um verdadeiro estadunidense para os neoconservadores.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Izabela Gomes Gonçalves

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 01/07/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 195   Volumes: 1   Número: 1066

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Adriana Barreto de Souza
Carlos Gabriel Guimarães

Título: A SOMBRA E A PENUMBRA: centro e periferia no vice-reinado do Conde da Cunha (1763-1767)

Resumo: O trabalho em tela se propõe a analisar as relações estabelecidas entre a Coroa lusa e os governantes ultramarinos, durante o período pombalino, focando de forma especial o vice-reinado de Antônio Álvares da Cunha, o primeiro vice-rei depois da transferência da capital para o Rio de Janeiro (1763). Diante da fragilidade do Império português, da crescente projeção da hegemonia britânica e das constantes ameaças espanholas nas fronteiras, o governo de d. José I e de seu principal ministro, Conde de Oeiras, empreendeu uma série de reformas militares em seus domínios, direcionadas em especial aos territórios reinóis e ao centro-sul da América Portuguesa. Neste sentido, tal esforço investigativo partirá da análise das mais diversas estratégias que visavam atingir pontos sensíveis relacionados à defesa da colônia: fortalezas; recrutamento; organização e uniformização de regimentos, pagamento de soldos e fardamento das tropas. Ações que expressaram a percepção da fragilidade militar da América portuguesa, principalmente em relação à defesa de suas desguarnecidas fronteiras.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rosalba Lopes

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 07/06/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 210   Volumes: 1   Número: 1065

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Marcelo Siqueira Ridenti
Rodrigo Patto Sá Motta
Maria Paula Nascimento Araújo
Lucia Grinberg

Título: Sob o Signo da Metamorfose: As Esquerdas Comunistas Brasileiras e a democracia (1974-1982)

Resumo: Busca-se analisar o pensamento e a ação das esquerdas comunistas brasileiras no período que se estende de 1974 a 1982, tentando compreender em que medida transformaramse traços autoritários que, segundo vasta bibliografia, estariam historicamente presentes em sua cultura política, como o vanguardismo, o elitismo, a negação ou a instrumentalização da democracia. Sabe-se que o período é rico em mudanças em vários aspectos da vida nacional, basta que se pense no ressurgimento, na segunda metade da década de 1970, de movimentos vigorosos no interior de uma sociedade onde os descontentes eram sistematicamente silenciados. Trata-se, pois, de considerar a hipótese de ter havido um processo de transformação neste campo das esquerdas brasileiras, ainda que se busque dimensionar também as permanências e seus desdobramentos. O acompanhamento do processo se fez, primeiramente, a partir de um mergulho na literatura produzida nas décadas de 1970 e início da década de 1980, permitindo a recuperação tanto da riqueza daquela ambiência, quanto da situação experimentada pelas organizações comunistas, às quais fora imposta uma dura derrota. Mas, foi tempo também de recomeço. Dentre os pressupostos que orientam a pesquisa, destaca-se a compreensão do contexto de experiência e atividade dos atores como o terreno, no qual, as culturas políticas são colocadas em jogo. Daí a consideração dos desdobramentos das relações estabelecidas por estas esquerdas e os diversos movimentos sociais que surgiam ao longo da década de 1970. Em seguida, centramos o foco nas relações estabelecidas entre estas organizações e o sindicalismo surgido no ABC paulista, outro importante ator no processo de construção do Partido dos Trabalhadores. Consideradas duas das culturas políticas que se encontravam e tentavam articular-se em partido, buscamos o dimensionamento das mudanças vividas pelas organizações comunistas, sobretudo, no que diz respeito aos pressupostos democráticos. Através da análise dos documentos produzidos no processo de construção daquele Partido ganha destaque na investigação o desvendamento dos sentidos conferidos à democracia por aqueles que, no novo cenário que se desenhava no país ─ crescentemente povoado por democratas ─ se diferenciavam por historicamente lutar pela igualdade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ivaldo Marciano de França Lima

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 07/06/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 420   Volumes: 1   Número: 1064

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Isabel Cristina Martins Guillen
Jocélio Teles Dos Santos
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Rachel Soihet

Título: Entre Pernambuco e a África. História dos maracatus-nação do Recife e a espetacularização da cultura popular (1960-2000)

Resumo: Este trabalho se propõe a pensar a história dos maracatus-nação no Recife, nos anos de 1960 a 2000, imersos numa complexa luta política para estabelecer o poder de significar suas práticas culturais negras. Pensar a história dos maracatus-nação é estar atento à complexidade do processo de globalização e espetacularização da cultura popular, e de como esse processo se desdobra localmente. Nesse sentido, importa discutir as relações que os maracatuzeiros e os seus maracatus estabeleceram com os poderes públicos que normatizam o carnaval, bem como com a indústria do turismo que objetiva transformar as manifestações da cultura popular em bens culturais vendáveis. Concomitantemente, objetiva-se discutir como os folcloristas e intelectuais que promovem a “defesa” da cultura popular contra suas descaracterizações têm atuado em favor dos maracatus e na defesa dessas manifestações contra o assédio da indústria cultural que promove sua espetacularização. No entanto, esse processo não pode ser pensado sem se considerar a própria história dos maracatus, e suas relações com as comunidades de negros e negras, com o movimento negro e com o poder público. Optou-se por analisar a atuação individual dos maracatuzeiros diante do processo histórico mais global, discutindo as estratégias que estes sujeitos definiram diante de um campo cultural bastante disputado, ganhando visibilidade e legitimidade para os seus grupos.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Nascimento Krause

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 28/05/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 244   Volumes: 1   Número: 1063

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Rodrigo Monteferrante Ricupero
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: Em busca da honra: a remuneração dos serviços da guerra holandesa e os hábitos das Ordens Militares (Bahia e Pernambuco, 1641 - 1683)

Resumo: Em 1640, a Restauração demandou uma recriação dos laços de vassalagem entre a monarquia e seus súditos, com a ascensão da dinastia dos Bragança. A economia de mercê exerceu então um papel crucial, inserida em uma sociedade com características estamentais, fundada numa dinâmica centralizadora baseada na ideologia do serviço/recompensa. Servir a Coroa tornou-se um modo de vida e estratégia de ascensão social para certos grupos sociais.Os hábitos das Ordens Militares, especialmente da Ordem de Cristo, representaram grande parte das mercês régias, devido a sua importância social e aos privilégios que acarretava. Esta pesquisa versa sobre a requisição dos hábitos na Bahia e Pernambuco durante a "conjuntura crítica" da Restauração portuguesa, utilizando a documentação disponível no Projeto Resgate Barão do Rio Branco referente a Bahia e Pernambuco, especialmente requerimentos e consultas de mercês e o Livro de Registro de Consultas de Mercê do Conselho Ultramarino. Os objetivos são a definição do perfil social dos suplicantes, a importância dos hábitos para eles, os serviços que oferecem à Coroa e a apreciação do Conselho Ultramarino sobre estes mesmos serviços. Desta maneira, tento contribuir para o entendimento da economia de mercê e da estruturação das elites coloniais, em perspectiva comparada.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Veronica de Jesus Gomes

Orientador: Georgina Silva dos Santos

Data de Defesa: 27/05/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 228   Volumes: 1   Número: 1062

Banca de Defesa:
Georgina Silva dos Santos
Daniela Buono Calainho
Ronaldo Vainfas

Título: Vício dos Clérigos: A Sodomia nas Malhas do Tribunal do Santo Ofício de Lisboa

Resumo: Não obstante as determinações dos concílios, especialmente as do de Trento, quanto à moral sexual dos eclesiásticos, a alcunha medieval vício dos clérigos caracterizou muito bem o contexto de Portugal e do Brasil da Época Moderna, quando um expressivo número de homens da Igreja se envolveu com o crime da sodomia e caiu nas malhas da Inquisição portuguesa. Através dos documentos gerados pelo Santo Ofício lusitano, especialmente os oriundos das Visitações à Bahia colonial, o trabalho analisa as relações sodomíticas entre os eclesiásticos e os seus parceiros sem, contudo, se esquecer daqueles que sofreram o que atualmente designamos de “abusos sexuais” perpetrados pelos homens da Igreja. Tal contexto demonstra que, ainda que tenha existido um conjunto de regras que regulavam os comportamentos dos membros da Igreja, objetivando constituí-los exemplos para a sociedade, não foi possível exercer um total controle sobre suas atitudes que, muitas vezes, pareceram desafiar os códigos católicos de conduta. A perspectiva reforça a idéia de que os sodomitas da Igreja, mesmo com um estilo de vida que se propunha diferente do dos leigos, não foram presas passivas de um discurso de submissão e austeridade.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Campos Pessoa Lourenço

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 25/05/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 188   Volumes: 1   Número: 1061

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Carlos Gabriel Guimarães
Martha Campos Abreu
Keila Grinberg

Título: O Império dos Souza Breves nos Oitocentos: Política e escravidão nas trajetórias dos Comendadores José e Joaquim de Souza Breves

Resumo: O presente trabalho analisará as trajetórias dos irmãos José e Joaquim de Souza Breves. Utilizaremos suas histórias como caminhos possíveis para compreender algumas das questões em pauta no universo escravista brasileiro durante o século XIX. Nesse sentido, ao longo do texto, abordaremos três perfis de inserções dos Comendadores na sociedade escravista brasileira: Primeiramente analisaremos a construção da fortuna dos Souza Breves a partir de seus vínculos familiares, e das estratégias econômicas e de sociabilidades traçadas pelos Comendadores. Logo em seguida, evidenciaremos as diferentes inserções dos Souza Breves na política imperial. As perspectivas distintas dos Comendadores resultaram em posições antagônicas em momentos políticos singulares. Da Revolução Liberal de 1842 ao advento da abolição, os irmãos apresentaram respostas diferentes às questões formuladas por seu tempo. Por último, estudaremos a vinculação dos Comendadores e de suas fazendas litorâneas ao tráfico ilegal de africanos. Aproveitaremos o ensejo para desvendar o funcionamento de parte do comércio ilegal de cativos após 1831, destacando, em última instância, os indivíduos reduzidos ilegalmente à escravidão nas fazendas da família Breves.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Júlia Monnerat Barbosa

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 24/05/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 403   Volumes: 1   Número: 1060

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Victor Hugo Adler Pereira
Eurelino Teixeira Coelho Neto
Ricardo Da Gama Rosa Costa
Andréa Lemos Xavier Galucio

Título: Militância política e produção literária no Brasil (dos anos 30 aos anos 50): as trajetórias de Graciliano Ramos e Jorge Amado e o PCB

Resumo: O objetivo central deste trabalho de pesquisa é investigar as relações estabelecidas entre os escritores Graciliano Ramos e Jorge Amado, e o Partido Comunista Brasileiro no período inscrito entre as décadas de 1930 e 1950. Para tanto, identifica as fronteiras entre o comprometimento militante e a criação artística destes dois autores, tentando entender até que ponto as diretrizes programáticas ou referências políticas mais gerais do partido estariam presentes em suas obras, assim como traça um painel da importância do PCB em um momento específico da vida intelectual e literária brasileira e investiga o papel desempenhado por esses literatos na dinâmica partidária.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Alcebíades Costa Filho

Orientador: Edwar de Alencar Castelo Branco

Data de Defesa: 21/05/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 196   Volumes: 1   Número: 1059

Banca de Defesa:
Edwar de Alencar Castelo Branco
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Francisco Alcides do Nascimento
José Henrique De Paula Borralho
Raimunda Celestina Mendes Da Silva

Título: A gestação de Crispim: um estudo sobre a constituição da piauiensidade

Resumo: Este trabalho reflete sobre alguns aspectos da formação histórica da piauiensidade, entendida como a média dos parâmetros identitários que foram capazes de dar aos piauienses um sentimento de pertença a uma comunidade. José Elias de Arêa Leão,Os recursos empíricos utilizados para o estudo foram principalmente livros, jornais e revistas que veicularam produtos literários da lavra de intelectuais piauienses, em especial aqueles produzidos entre os anos de 1852 e 1952. Tais recursos foram lidos como instrumentos através dos quais, do ponto de vista deste trabalho, seria possível refletir sobre como se constituiu um sistema literário no Piauí e, no lastro deste, como se conformou uma identidade piauiense.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Irenilda Reinalda Barreto De Rangel Moreira Cavalcanti

Orientador: Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Data de Defesa: 20/05/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 443   Volumes: 1   Número: 1058

Banca de Defesa:
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Laura de Mello e Souza
Caio Cesar Boschi

Título: O Comissário Real Martinho de Mendonça (1693-1743): Estratégias e Práticas Administrativas na primeira metade do século XVIII

Resumo: Este estudo pretende acompanhar a trajetória de Martinho de Mendonça de Pina e de Proença (1693-1743), um Comissário Real enviado para auxiliar os governadores da porção sul da América Portuguesa, nos meados da década de 1730. Seguindo suas variadas experiências no serviço do Rei, consegue-se perceber duas veredas que se entrecruzam. Em uma se encontram as iniciativas da Coroa, que tentava melhorar suas práticas e métodos, visando aprofundar o controle governamental no reino e no ultramar, em especial na América Portuguesa. Na outra, caminha com o letrado, durante a estadia em Coimbra, e depois na viagem pela Europa e no retorno a Portugal, quando passou a frequentar a Corte, as Academias de Letrados, e os corredores do palácio real, exercendo diversificadas funções. As duas veredas se unem nas muitas iniciativas de governação da Coroa que aproveitavam os melhores recursos administrativos e intelectuais do momento, representados por homens que reuniam em si habilidades militares e letradas. Para entender o momento em foco, analisa-se o papel da cultura escrita na governação e as crescentes exigências para nomeação de funcionários, tudo permeado pela cultura política neotomista e corporativa, que recomendava aos altos funcionários o uso da concórdia e da prudência para a consecução dos objetivos administrativos. A segunda parte da pesquisa concentra-se nas experiências vivenciadas por Martinho de Mendonça em diversas funções e principalmente, nas Minas, aonde permaneceu por três anos e três meses, exercendo os cargos de Comissário e de Governador Interino. Durante o exercício dessas ocupações, ele teve oportunidade de colocar em prática suas habilidades letradas, muitas vezes requisitadas para resolver os problemas surgidos na capitania mineradora, sendo o seu maior desafio a debelação dos motins eclodidos nos sertões do Rio S. Francisco, em 1736. Para empreender a pesquisa, empregamos fontes impressas e manuscritas depositadas no Arquivo Ultramarino, na Torre do Tombo, no Arquivo Público Mineiro, na Biblioteca Nacional de Lisboa, no Real Gabinete Português de Leitura
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Martina Spohr Gonçalves

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 14/05/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 225   Volumes: 1   Número: 1057

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Renato Luís do Couto Neto e Lemos

Título: PÁGINAS GOLPISTAS: democracia e anticomunismo através do projeto editorial do IPES (1961-1964)

Resumo: A dissertação tem como objetivo analisar a atividade de disseminação dos valores ideológicos do grupo multinacional e associado realizada no Brasil na primeira metade da década de 1960, através de empreendimentos culturais, mais especificamente a edição de livros. Compreendendo o golpe civil-militar de 1964 como uma conquista de uma fração de classe, decorrente do desenvolvimento de uma campanha de convencimento pautada por um determinado projeto hegemônico de sociedade, que acontece para resolver uma crise de hegemonia com objetivo de preservar a ordem ameaçada por esta, e não pelo estabelecimento de uma nova hegemonia, buscamos demonstrar que a conquista do poder não significou o estabelecimento de uma hegemonia plena – nos termos de Gramsci –, na medida em que não foi possível a obtenção do consenso intra e entre classes, refletido no recorrente uso do aparato repressivo ao longo de todo o regime (1964-1985). Nesta dissertação analisamos alguns livros publicados sob os auspícios do projeto editorial ipesiano. Os principais valores difundidos pelo projeto editorial do Instituo de Pesquisas e Estudos Sociais (IPES) foram o anticomunismo e um modelo de democracia isento de características consideradas “negativas” - a agitação sindical, o nacionalismo extremado etc. As características do mercado editorial e sua influência nos projetos desenvolvidos por editoras do período junto à divulgação de valores do grupo do capital multinacional e associado contribuíram para a construção do projeto hegemônico de sociedade difundido por este setor que expressou a aspiração por uma nova ordem, do ponto de vista de atores econômicos, políticos e militares críticos do sistema político praticado no Brasil desde 1946. Mais do que pregar a oposição ao governo João Goulart (1961-1964), procuram influenciar, pela propaganda de valores, a geração da qual sairiam os futuros dirigentes do país.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Virgínia Rodrigues da Silva

Orientador: Gladys Sabina Ribeiro

Data de Defesa: 06/05/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 215   Volumes: 1   Número: 1055

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Marco Morel
Andrea Slemian

Título: O Revérbero Constitucional Fluminense, constitucionalismo e imprensa no Rio de Janeiro na independência.

Resumo: Este trabalho trata as especificidades das propostas políticas e projetos de Estado e nação no processo de Independência, que recorrentemente variavam de acordo com o momento, o espaço geográfico e o lugar social a partir do qual eram veiculadas. Partimos da análise de um dos principais jornais da polemista imprensa de opinião do Rio de Janeiro no período de 1821-1822, o Revérbero Constitucional Fluminense, publicado por Joaquim Gonçalves Ledo e Januário da Cunha Barbosa. Objetivamos o entendimento das fronteiras e pertencimentos que caracterizavam sua identidade política, definida em meio às transformações (não evolutivas) do espaço público e da afirmação, por formas enviesadas e diversas, de uma cultura política baseada nos princípios do liberalismo e constitucionalismo. Com isso, pretendemos estabelecer de que forma a noção de soberania e as variadas vertentes do pensamento constitucionalista e liberal de fins do século XVIII e início do século XIX manifestaram-se no discurso do jornal.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Letícia Dos Santos Ferreira

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 06/05/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 184   Volumes: 1   Número: 1056

Banca de Defesa:
Pedro Luís Puntoni
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: AMOR, SACRIFÍCIO E LEALDADE: O Donativo para o casamento de Catarina de Bragança e para a Paz de Holanda (Bahia, 1661-1725)

Resumo: O donativo para o dote da Sereníssima Rainha da Grã-Bretanha e pela paz de Holanda é constantemente citado pela historiografia. Entretanto, nenhum trabalho debruçou-se mais detalhadamente sobre sua imposição, dinâmica ou princípio. Esta dissertação, atenta a especificidade desta contribuição à Fazenda Real, procurou entender seu caráter dentro de uma lógica de Antigo Regime, sem contudo perder de vista as configurações especificas da América portuguesa. Igualmente, estivemos atentos às relações políticas e econômicas entre as principais nações européias durante o século XVII, uma vez que o donativo resultava de acordos diplomáticos firmados pela monarquia portuguesa recém restaurada com a Grã-Bretanha e a Holanda. Para viabilizar o estabelecimento do donativo, bem como seu pagamento, a coroa valeu-se de uma lógica de serviços que, da mesma forma, foi utilizada pelos vassalos régios quando acharam necessário. Perceber, portanto, como os vassalos portugueses na Bahia relacionavam-se com a coroa através do donativo de Inglaterra e paz de Holanda foi o objetivo desta dissertação.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Francisco Eduardo Pinto

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 04/05/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 421   Volumes: 1   Número: 1054

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Júnia Ferreira Furtado
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
Ângelo Alves Carrara
Rafael Ivan Chambouleyron

Título: Potentados e Conflitos nas Sesmarias da Comarca do Rio das Mortes

Resumo: Nesta tese nós nos propomos a investigar a ocupação territorial das regiões mais remotas da extensa Comarca do Rio das Mortes, em Minas Gerais, na segunda metade do século XVIII e no primeiro quartel do XIX através das doações de sesmarias. Observamos que à medida que a comarca foi ganhando destaque no abastecimento do Rio de Janeiro acirrou-se a disputa pelas terras de agricultura resultando em conflitos com as populações marginais da capitania: índios, quilombolas e colonos pobres. Para isso, abordamos o processo de conquista dos sertões das nascentes do rio São Francisco, a oeste, e dos sertões dos rios Pomba e Peixe, a leste, avançando sobre as terras indígenas, imediatamente distribuídas em sesmarias. Estudamos ainda as partes dos autos de medição e demarcação de algumas sesmarias da comarca e os conflitos judiciais daí decorrentes. Para a percepção desses conflitos focalizamos alguns poderosos proprietários de terras. Procuramos entender o funcionamento dos processos de medição e demarcação das sesmarias, marcados pelo inevitável envolvimento das autoridades judiciais e administrativas em benefício desses potentados. Apontamos as dificuldades enfrentadas por sesmeiros absenteístas para a conservação das suas propriedades usurpadas por administradores e ocupadas por posseiros, como foi o caso dos nobres portugueses da família Souza Coutinho. Por fim, observamos a disputa pela posse de uma grande sesmaria entre diversos moradores da freguesia da Campanha do Rio Verde e o coronel Inácio José de Alvarenga Peixoto, ouvidor da Comarca do Rio das Mortes e um dos homens mais ricos e influentes da capitania.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ana Flávia Cicchelli Pires

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 30/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 266   Volumes: 1   Número: 1053

Banca de Defesa:
Marcelo Bittencourt Ivair Pinto
Mariza de Carvalho Soares
Alexsander Lemos De Almeida Gebara
Carlos Moreira Henriques Serrano
Beatriz Gallotti Mamigonian

Título: Comércio e trabalho em Cabinda durante a ocupação colonial portuguesa, c.1880 - c.1915

Resumo: Tenho por objetivo através da presente tese analisar o processo de formação do enclave de Cabinda, na costa centro-ocidental africana, ao norte do rio Congo, e acompanhar os avanços e retrocessos inerentes à ocupação colonial portuguesa na região, entre 1880 e 1915. Neste período, o colonialismo português empregou uma política que conjugou expropriação de terras, cobrança de impostos e amplo controle sobre a força de trabalho africana. Estas medidas tinham por finalidade financiar a ocupação e a construção do aparato colonial, assim como viabilizar os investimentos do capital público e privado, garantindo o retorno do capital investido. Diante deste quadro, procuro dar destaque à experiência colonial das populações que habitavam o enclave, na tentativa de compreender como elas receberam e reagiram frente às transformações decorrentes da política colonial. Para uma melhor elucidação do processo histórico, territórios ao sul do rio Congo, que compunham o antigo reino do Kongo, também serão analisados em perspectiva comparada.

Autor: Alexandre Tavares do Nascimento Lira

Orientador: Luiz Carlos Soares

Data de Defesa: 29/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 367   Volumes: 1   Número: 1051

Banca de Defesa:
Luiz Carlos Soares
Marcelo Badaró Mattos
José dos Santos Rodrigues
Lená Medeiros de Menezes
Sonia Maria De Castro Nogueira Lopes

Título: A Legislação de Educação no Brasil durante a Ditadura Militar (1964-1985): Um espaço de disputas

Resumo: O objetivo desta tese é discutir a legislação da educação brasileira durante a ditadura militar (1964–1985). Esta legislação constituiu-se no resultado das lutas políticas de um período crítico na História do Brasil. Os acordos MEC-USAID, as leis e políticas da ditadura atingiram todos os níveis de ensino. A política do Estado para a educação foi expressão de uma trajetória de embates através da participação de agências internacionais, das instituições da sociedade civil e de movimentos de educadores e estudantes. Assim, se fez necessário avaliar a atuação dos empresários na articulação dos interesses capitalistas tanto no âmbito das agências estatais, quanto na sociedade civil. Em contraponto, professores e estudantes procuraram empreender uma firme resistência através da organização de movimentos autônomos e combativos, que denunciaram esta política social e foram decisivos para a luta contra a ditadura militar no Brasil.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carolina Paes Barreto Da Silva

Orientador: Gladys Sabina Ribeiro

Data de Defesa: 29/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 173   Volumes: 1   Número: 1050

Banca de Defesa:
Gladys Sabina Ribeiro
Marco Morel
Carlos Gabriel Guimarães

Título: A Trajetória D’O Repúblico no fim do Primeiro Reinado e início da Regência: Os discursos impressos de Antônio Borges da Fonseca sobre a Política Imperial (1830-1832)

Resumo: OO presente trabalho busca analisar a trajetória política do liberal exaltado Antônio Borges da Fonseca e de seu jornal O Repúblico nos anos finais do Primeiro Reinado e iniciais da Regência. A partir do exame de três fases do periódico (1830-1831; 1831-1832; 1837), o estudo pretende investigar os sentidos que o publicista atribuiu às palavras constituição, federação, república, liberdade, cidadão e revolução. A análise desses conceitos nos oferece um acesso privilegiado às formas pelas quais o redator experimentou, concebeu e prefigurou a realidade. Os discursos de Borges da Fonseca foram construídos em condições concretas, com base nas suas experiências históricas e nas limitações e possibilidades inscritas pelas transformações da sociedade. O publicista seguia à dinâmica das lutas de sua época: no início de 1831, exerceu uma função agitadora nos momentos mais tensos e decisivos da política imperial, como nas Noites das Garrafadas e na Revolução de 7 de Abril. Nesse contexto, as suas críticas não só se dirigiam aos deputados, ministros e altos funcionários do governo, mas também atingiam o Imperador. Contudo, após à abdicação de D. Pedro I, marcou um recuo em suas tendências “exaltadas”, aliando-se aos moderados. Como conseqüência de sua adesão à moderação, os seus escritos começaram a expressar esta tendência. Mas, em 1837, com a ascensão do Regresso conservador, retratou-se publicamente: lamentou-se em ter defendido a “prudência”, a “tranqüilidade e a “ordem”, voltando a escrever discursos mais inflamados.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Katiuscia Quirino Barbosa

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 29/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 160   Volumes: 1   Número: 1052

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Miriam Cabral Coser
Roberto Godofredo Fabri Ferreira

Título: A imagem do cavaleiro ideal em Avis à época de D. Duarte e D. Afonso V. (1433-1481)

Resumo: Ao assumir o trono português a Dinastia de Avis necessitou fundamentar o reino a partir de uma concepção capaz de gerar coesão social e de legitimar a própria Dinastia no poder. Progressivamente estruturou-se uma ideologia assente em valores caros a cultura portuguesa como a propagação e afirmação da fé cristã e a honra cavaleiresca. Nosso objetivo é definir o paradigma de cavalaria em Avis a partir da análise dos modelos expostos no livro da ensinança de bem cavalgar toda sela, nas crônicas de Gomes Eanes de Zurara e no Amadis de Gaula.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Raquel Alvitos Pereira

Orientador: Vânia Leite Fróes

Data de Defesa: 26/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 236   Volumes: 1   Número: 1048

Banca de Defesa:
Vânia Leite Fróes
Edmar Checon de Freitas
Lenora Pinto Mendes
Leila Rodrigues da Silva
Maria Eurydice de Barros Ribeiro

Título: Das Cañadas ao Palco: Pastoreio e imaginário político na Baixa Idade Média espanhola (Séculos XIV - XVI)

Resumo: Estudo da figura do pastor em Castela e de sua inserção sociopolítica até a unificação espanhola. Questiona-se a noção elaborada pelo historiador Bronislaw Geremek, segundo o qual este rústico seria um exemplo de marginalização plena no Ocidente cristão. O estudo de caso aqui desenvolvido revela, ao contrário, um estatuto singular do pastor em Castela. A criação da Mesta, corporação que unificou os ofícios ligados à atividade lanífera, criou medidas de proteção e privilégios diversos para o pastoreio, possibilitando interações imaginárias das figuras do rei e do pastor, cuja representação renova-se com a releitura feita por poetas e dramaturgos quase sempre a serviço do poder monárquico. Nos serões e festas das cortes nascentes das Espanhas, unificam-se em torno do pastor memórias diversas: bíblicas, líricas e regionais, e associa-se o pastor e o rei num mesmo campo do imaginário. Tomam-se como fontes principais o material normativo da Mesta, a lírica pastoril e a dramaturgia de Juan de Encina e Lope de Rueda.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Fernanda Pires Rubião

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 26/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 185   Volumes: 1   Número: 1049

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Mario Grynszpan
Silvia Maria Jardim Brugger

Título: Os negros do Rosário: Memória (s), Identidades (s) e Tradição no Congado de Oliveira (1950 aos dias atuais)

Resumo: O objetivo dessa pesquisa é analisar os significados políticos e identitários do Congado da cidade de Oliveira, em Minas Gerais, que é uma festa de devoção à Nossa Senhora do Rosário, desde os anos de 1950 até aos dias atuais. Esse recorte cronológico justifica-se pela importância atribuída pelos congadeiros a data de 1950 que representa o reinício dos festejos, que foram paralisados em diversos anos Os negros do Rosário através do ritual festivo – com suas danças e cânticos - relembram o seu passado, construindo e resignificando a sua identidade e estabelecendo tradições culturais para o Congado. Serão enfocadas principalmente questões como a relação da comunidade de congadeiros com a Prefeitura e alguns representantes da Igreja Católica, os conflitos internos, a afirmação de sua identidade de negros do Rosário assim como uma luta política e a reconstrução da memória.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Camila Baptista Dias

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 19/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 143   Volumes: 1   Número: 1046

Banca de Defesa:
Mariza de Carvalho Soares
Luciana Mendes Gandelman
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: A Pesca da Baleia No Brasil Colonial: Contratos e Contratadores do Rio de Janeiro no século XVII

Resumo: Embora iniciada antes de 1650, pode-se afirmar que é na segunda metade do seiscentos que a pesca da baleia se consolida como uma importante atividade comercial presente na economia colonial brasileira, sobretudo na capitania do Rio de Janeiro. Portanto, a presente dissertação visa apresentar alguns contratadores do Rio de Janeiro que arremataram o contrato da pesca das baleias, bem como, as redes de sociabilidade que levaram esses homens a elaborar estratégias para manterem-se na elite colonial, que marginalizava a prática de atividades comerciais. Tudo engendrado a partir das características do Antigo Regime vigentes e adaptado à realidade da América portuguesa. Assim, destacamos a participação desses contratadores nos cargos públicos, nas ordenanças e irmandades, além da formação de alianças através de casamentos e relações de parentesco. A partir dessa análise torna-se possível perceber a estruturação e o desenvolvimento dessa prática mercantil até finais do século XVII.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Marcelo Pereira Lima

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 16/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 361   Volumes: 1   Número: 1045

Banca de Defesa:
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Mário Jorge da Motta Bastos
Rachel Soihet
Miriam Cabral Coser
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva

Título: O Gênero do Adultério No Discurso Jurídico do Governo De Afonso X (1252-1284)

Resumo: Nosso trabalho de pesquisa procurou investigar os discursos jurídicos sobre o adultério nos Reinos de Leão e Castela no século XIII, principalmente durante o reinado de Afonso X (1252-1284), a partir de uma perspectiva de gênero e da análise de discurso. Nosso corpus documental principal girou em torno das obras de caráter jurídico, isto é, o Fuero Real, o Especulo e, em especial, as Siete Partidas. Procurou-se compreender as relações entre o processo de centralização monárquica, o programa de unificação jurídica e a questão do adultério nas obras legislativas do governo de Afonso X. No fundo, esse objeto de estudo surgiu de uma determinada problemática principal, isto é, nos orientamos no sentido de saber como e por que as diretrizes de gênero interferiram nos discursos sobre o adultério presentes nas principais codificações afonsinas. A partir dessa problemática, sustentamos como hipótese norteadora de toda a tese a asserção de que as diretrizes de gênero articularam-se ao complexo, variado e móvel processo de ―criminalização‖ institucional do adultério, porque eram uma estratégia importante de controle social e de (re)produção de hierarquias propostos pelos discursos jurídicos da monarquia afonsina.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Claudiane Torres Da Silva

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 16/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 133   Volumes: 1   Número: 1043

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Denise Rollemberg Cruz
Elina Gonçalves da Fonte Pessanha

Título: Justiça do Trabalho e Ditadura Civil-Militar no Brasil (1964 - 1985): atuação e memória.

Resumo: A dissertação discute a atuação e memória da Justiça do Trabalho na Ditadura Civil- Militar no Brasil contrapondo os relatos de magistrados e a atuação no Tribunal em última instância na Justiça do Trabalho. Abordando os novos papéis desempenhados pelos tribunais e a atuação dos mesmos na garantia dos direitos na sociedade brasileira e seu lugar na consolidação da democracia, a apreciação dos acórdãos oriundos do Rio de Janeiro no Tribunal Superior do Trabalho juntamente com as entrevistas concedidas por desembargadores e advogados trabalhistas, como fontes primárias, buscam traçar um perfil da atuação e da memória da Justiça do Trabalho no Rio de Janeiro. Assim, serão observadas as relações existentes entre o poder normativo da Justiça do Trabalho e as mudanças e características legais ocorridas durante a ditadura civil-militar no Brasil (1964- 1985) tendo ação direta nos interesses da população e do patronato.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Graciela Bonassa Garcia

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 16/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 208   Volumes: 1   Número: 1044

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Helen Osório
Paulo Afonso Zarth
Maria Verónica Secreto Ferreras
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Terra, Trabalho e Propriedade: A estrutura agrária da Campanha Rio-Grandense nas décadas finais do período Imperial (1870-1890)

Resumo: No Brasil a escravidão negra teve um fôlego muito longo, se comparado aos demais países americanos. Diferentes atividades produtivas dependiam da mão-de-obra cativa e esta estava difundida entre todos os grupos sociais. Na atividade pecuária realizada no sul do Brasil isso não foi diferente e na medida que o escravismo entrava em crise era necessário buscar alternativas aos braços escravos que escasseavam. Neste trabalho busca-se investigar a estrutura agrária da Campanha rio-grandense (região localizada na fronteira sul do Brasil) nas duas últimas décadas do regime escravista (1870-1890). Foi justamente na década que antecedeu o fim da escravidão que o processo de cercamento dos campos na região tomou fôlego. Esse será, portanto, um período de profundas transformações na estrutura agrária da região: o fim iminente da escravidão, junta e paralelamente ao início do processo de cercamento dos campos, redefinirá os padrões de trabalho e propriedade vigentes até então. Buscar explicar essas transformações, suas motivações e conseqüências é o objetivo central deste trabalho.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Thiago Nicodemos Enes dos Santos

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 15/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 301   Volumes: 1   Número: 1041

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Antônio Carlos Jucá de Sampaio
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: De Como Administrar Cidades e Governar Impérios: almotaçaria portuguesa, os mineiros e o poder (1745-1808)

Resumo: A almotaçaria foi um dos mais tradicionais ofícios da administração Ibérica. Profundamente marcados pelas civilizações islâmicas, os almotacés foram os grandes responsáveis por uma tríade de atribuições relacionadas ao mercado, ao construtivo e às questões sanitárias de vilas e cidades, sendo nomeados pelas Câmaras Municiais e Concelhos durante mais de setecentos anos, somente no reino cristão de Portugal. Apesar dessa longevidade e das denotadas funções à seu cargo, a ocupação foi um dos temas menos visitados pelos historiadores, especialmente na América do Antigo Regime. Essa pesquisa lança novas luzes a esses representantes de El-Rei, analisando suas atuações, padrões de recrutamento e perfis sociológicos em Mariana e na Capitania mineira no século XVIII e princípios do século seguinte. Considerada ocupação menor no estamento camarário ou realizada por modestos agentes, a almotaçaria se mostrou um necessário e importante ofício do poder local, além de um dos principais meios de ascensão política e social.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Nielson Rosa Bezerra

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 15/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 226   Volumes: 1   Número: 1042

Banca de Defesa:
Mariza de Carvalho Soares
João José Reis
Carlos Eugênio Líbano Soares
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Alexsander Lemos De Almeida Gebara

Título: Mosaicos da Escravidão: identidades africanas e conexões atlânticas do Recôncavo da Guanabara (1780-1840)

Resumo: O estudo da diáspora africana tomou um lugar de destaque na produção historiográfica sobre a formação da sociedade brasileira. Considerando os ressignificados que os africanos e os seus descendentes realizaram com as diversas expressões culturais que foram transportadas junto com os milhões de sobreviventes submetidos ao desterro através do tráfico atlântico, é possível problematizar sobre o passado colonial do Brasil com o objetivo de construir hipóteses explicativas para as contradições sociais que caracterizam o presente. Entretanto, já não existe lugar na historiografia para interpretações ensaístas ou isolacionistas. Desta forma, neste trabalho meu objetivo final é estudar uma parte da história do impacto provocado pela chegada desses africanos desterrados no Brasil, em especial no Recôncavo da Guanabara. Os limites dessa proposta estão por um lado nas fontes disponíveis, e por outro na habilidade de lidar com um volume tão amplo e ainda pouco explorado de informações. Quero destacar que o andamento do trabalho mostrou que os contatos entre portos atlânticos ou cidades portuárias (como Rio de Janeiro e Salvador) não são suficientes para a adequada compreensão do conjunto das relações do tráfico entre o Brasil e a África, entendida aí em sua diversidade. Assim, procurei construir o trabalho a partir de um estudo sistemático sobre a pluralidade das conexões identificadas nas relações entre o Recôncavo do Rio de Janeiro, e não apenas a cidade do Rio de Janeiro, e alguns portos atlânticos africanos, especialmente Bonny e Calabar, na Baía de Biafra.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Eder da Silva Ribeiro

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 14/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 199   Volumes: 1   Número: 1040

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Maria Fernanda Vieira Martins
Gladys Sabina Ribeiro

Título: "O Conselho de Estado no tempo de D. Pedro I": um estudo da política e da sociedade no Primeiro Reinado (1826 - 1831)

Resumo: Este trabalho trata do papel que teve o Conselho de Estado ao longo do reinado de D. Pedro I. Criada com o objetivo de auxiliar o monarca no uso das atribuições do Poder Moderador, a instituição se mostrou um espaço privilegiado para o exercício da dominação política e para a reiteração das hierarquias sociais, sobretudo na medida em que possibilitou aos seus membros reproduzirem no interior do Estado uma antiga prática institucional baseada nos relacionamentos diversos de caráter pessoais. Apreendendo as origens e as trajetórias individuais dos conselheiros, bem como as redes sociais das quais eram provenientes, o estudo procurou contribuir tanto para um melhor entendimento das esferas mais básicas do jogo político existente no Primeiro Reinado, quanto para a compreensão dos embates parlamentares que contribuíram decisivamente para a abdicação do primeiro Imperador.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gilmar Araujo Alvim

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 14/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 204   Volumes: 1   Número: 1039

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Keila Grinberg
Antonio Cesar De Almeida Santos

Título: Linguagens do poder no Portugal Setecentista: Um estudo a partir da dedução cronológica e analítica (1767)

Resumo: A partir do estudo da Dedução Cronológica e Analítica, publicada em 1767, esta dissertação tem por objetivo analisar os discursos políticos utilizados em Portugal nessa época. A obra pretende legitimar o processo de centralização política e administrativa empreendido pela Coroa portuguesa durante o século XVIII, cujo ápice encontra-se no período de atuação do Marquês de Pombal (1750-1777). Para tanto, ela realçou, primeiro, o princípio do direito divino dos reis, opondo um discurso, aqui denominado absolutista-regalista, àquele contratualistacorporativo, identificado às doutrinas dos jesuítas, porque formulado pelos autores da segunda escolástica no século XVI. Ao mesmo tempo, ao adotar uma abordagem histórica para ratificar os argumentos favoráveis ao caráter sagrado da monarquia, construiu a visão de um determinado passado para Portugal, que partilha certos aspectos, mas não outros, da historiografia do período.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Antônio Henrique Duarte Lacerda

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 13/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 504   Volumes: 1   Número: 1038

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Afonso De Alencastro Graça Filho
Ângelo Alves Carrara
Sheila Siqueira de Castro Faria
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Negócios de Minas: Família, fortuna, poder e redes de sociabilidades nas Minas Gerais — A Família Ferreira Armonde (1751-1850)

Resumo: Este texto discute questões concernentes à atuação de uma das mais ricas, influentes e poderosas família de Minas Gerais – os Ferreira Armonde, entre os anos 1751-1850. Esta família foi o fio condutor a partir do qual busquei compreender a formação e atuação das redes de sociabilidades – familiares, econômicas, sociais e políticas – estabelecidas pelos abastados fazendeiros/comerciantes das Minas Gerias e suas relações com a praça comercial do Rio de Janeiro. A partir dela discuti o comércio de cargas, de poaia, de café e de negros estabelecidos entre os fazendeiros/comerciantes com os comissários do Rio de Janeiro; as atividades de prestamistas e a prática da troca de favores (“economia do dom”); a formação dos laços de compadrio familiar e consangüíneo. Analisei, também, o poder emanado e construído a partir do poderio econômico e a atuação política dos Armonde em sua localidade, na província e na Corte.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Bruno de Melo Oliveira

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 12/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 344   Volumes: 1   Número: 1037

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Renata Rodrigues Vereza
Edmar Checon de Freitas
Maria Do Carmo Parente Santos
Leila Rodrigues da Silva
Lívia Lindóia Paes Barreto

Título: Reorganização política Nortenha: O processo de formação do Reino das Astúrias (Dos séculos VIII ao X).

Resumo: A intenção central desta pesquisa é analisar a constituição do Reino das Astúrias entre os anos 711 e 910, identificando sua estruturação enquanto entidade político-territorial surgida após a fragmentação do Reino Visigodo de Toledo. Intentaremos constatar que o reino nortenho não foi tão somente a continuidade da realidade precedente, nem tampouco uma ruptura radical, mas algo que conjugou tradição e renovação política. Para isto, concentramo-nos nos primeiros passos do nascente reino e na identificação da relação entre a sua monarquia e setores aristocráticos laicos e religiosos, grupos que cooperavam imediatamente com as ações perpetradas pelos jovens reis asturianos ou que resistiam aos desígnios destes. Além destas referências contidas no interior do território que veio a pertencer aos soberanos asturianos, agregamos ainda um fator de não pouca importância: a pressão exercida pelos exércitos emirais. Portanto, a interação de elementos internos e externos delimitou também a construção política nortenha. Trabalhando com fontes narrativas latinas e muçulmanas, documentação notarial e epigráfica, procuramos rastrear as transformações, desde a revolta de Pelágio, em 718, até o final do reinado de Afonso III, em 910.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Álvaro Mendes Ferreira

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 12/04/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 118   Volumes: 1   Número: 1035

Banca de Defesa:
Mário Jorge da Motta Bastos
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Therezinha Barcellos Baumann Zavataro

Título: Formas de Apreensão do Espaço em Portugal no Contexto da Expansão Ultramarina(séculos XV-XVI)

Resumo: A partir do século XIII em particular a Europa começa a experimentar um grande desenvolvimento no pensamento abstrato, cujos resultados mais conspícuos foram o surgimento de formas de conceptualizar a realidade a partir de relações matemáticas. Em parte imbuídos desse espírito, em parte por necessidade pratica, os mareantes portugueses de meados do século XV foram levados a desenvolverem uma navegação astronômica. Estudaremos as implicações do surgimento da especialidade abstrata (processo lento, multissecular e, pela própria definição, interminável) na pratica discursiva do império ultramarino português durante os séculos XV e XVI.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fábio Ruela de Oliveira

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 12/04/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 267   Volumes: 1   Número: 1036

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Gelsom Rozentino de Almeida
Renato Luís do Couto Neto e Lemos
Douglas Mansur Da Silva
Hélvio Alexandre Mariano

Título: Trajetórias Intelectuais no Exílio: Adolfo Casais Monteiro, Jorge de Sena e Vítor Ramos (1954-1974)

Resumo: Esse estudo analisa a trajetória intelectual de três professores e críticos literários portugueses antissalazaristas que se exilaram no Brasil entre 1954 e 1974. A atuação de Adolfo Casais Monteiro, Jorge de Sena e Vítor Ramos foi significativa no âmbito das Faculdades de Filosofia, Ciências e Letras (FFCLs) públicas paulistas, no grupo de oposição ao fascismo português e no “Suplemento Literário” do jornal O Estado de S. Paulo. Além de exercerem as atividades de professores, ensaístas e poetas, reuniram-se e militaram no jornal Portugal Democrático, destacado instrumento de luta contra o salazarismo – a ditadura mais longa do século XX. A tese de que foram “intelectuais orgânicos” (GRAMSCI) contra hegemônicos se fundamenta a partir da biografia de militantes antifascistas e por seus ensaios e livros, que igualmente configuraram um canal de difusão do marxismo na crítica literária de língua portuguesa. A situação e a experiência do exílio propiciaram-lhes as condições para a elaboração de suas obras e para a militância antissalazarista e anticapitalista. Quanto ao material consultado para esse trabalho destaca-se a Coleção Portugal Democrático (1956-1975 / 205 edições), os depoimentos orais e as obras de cada um dos três, cujas trajetórias constituem um capítulo da história intelectual e cultural coetâneas de Brasil e Portugal.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Jailma Maria De Lima

Orientador: Angela Maria de Castro Gomes

Data de Defesa: 31/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 310   Volumes: 1   Número: 1034

Banca de Defesa:
Maria de Lourdes Monaco Janoti
Raimundo Nonato Araújo Da Rocha
Marly Silva da Motta
Jorge Luiz Ferreira
Angela Maria de Castro Gomes

Título: Partidos, Candidatos e Eleitores: O Rio Grande do Norte em campanha política (1945-1955)

Resumo: Esta tese acompanha as dinâmicas das campanhas eleitorais ocorridas no estado do Rio Grande do Norte, entre 1945 e 1955, considerando partidos políticos, candidatos, eleitores e Justiça Eleitoral como seus atores principais. Como fontes utilizamo-nos da imprensa escrita publicada no estado, considerada também um ator político, já que os jornais apresentavam opção político-partidária bastante evidente. Assim, a partir de referenciais teóricos ligados à Nova História Política e Cultural, ao longo do texto, dialogamos com a literatura norte-riograndense produzida sobre o período abordado, em especial a memorial. Momento importante da experiência democrática brasileira, o período foi vivenciado no estado de forma intensa, ocorrendo então a ampliação do número de eleitores e de partidos políticos; além do desenvolvimento de estratégias de propaganda política para atrair o voto dos eleitores. Estes passaram a ocupar o espaço público e a vivenciar e participar das campanhas eleitorais.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Hugo Villaça Duarte

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 30/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 133   Volumes: 1   Número: 1032

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Edson Teixeira da Silva Jr.

Título: A Ação Popular e a Questão do Humanismo: das origens cristãs ao marxismo (1963-1973)

Resumo: Este trabalho discute a trajetória política da Ação Popular, na década de 1960 e no início dos anos 1970, e apresenta uma análise crítica sobre as formulações elaboradas pela organização acerca da concepção filosófica humanista. Contando inicialmente com a participação majoritária de militantes oriundos da Juventude Universitária Católica, a Ação Popular foi fundada em 1963, reivindicando-se como uma organização não-confessional e revolucionária. A partir da segunda metade da década de 1960, a Ação Popular reformulou seus projetos políticos e procurou afirmar-se como uma organização marxista. No período em questão, a intervenção política da organização esteve pautada por elementos do humanismo cristão, da perspectiva humanista do marxismo e, inclusive, da controversa tese anti-humanista do filósofo francês Louis Althusser.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mário Fernandes Correia Branco

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 30/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 294   Volumes: 1   Número: 1033

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Maria Regina Celestino de Almeida
Ronald José Raminelli
Célia Cristina da Silva Tavares
Charlotte De Castelnau Dessenault De Lestoile

Título: "Para a maior Glória de Deus e serviço do Reino": As cartas jesuíticas no contexto da resistência ao domínio holândes no Brasil do século XVII

Resumo: Tendo como pano de fundo o período que passou à história do Brasil com o título generalizante de ‘Invasões Holandesas’, e apresentando uma dimensão pouco conhecida da abrangência alcançada pelas cartas jesuíticas, esta tese pretende identificar as especificidades da rede de informações desenvolvida pelos missionários da Companhia de Jesus entre 1624 e 1640 na luta contra as tropas da West-Indische Compagnie. Por conseguinte, trata-se de verificar se durante aqueles anos as cartas dos jesuítas cumpriram, de fato, um papel mais amplo do que o de simples missivas institucionais, tornando-se as ferramentas primordiais de um serviço de coleta e difusão de informações estratégicas e militares, que muitas vezes atuou infiltrado nas áreas dominadas pelos calvinistas
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Lílian Salaber Souza e Silva

Orientador: Edmar Checon de Freitas

Data de Defesa: 29/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 207   Volumes: 1   Número: 1029

Banca de Defesa:
Edmar Checon de Freitas
Leila Rodrigues da Silva
Mário Jorge da Motta Bastos

Título: A atuação dos monges Irlandeses na Gália Merovíngia: 590- 650 d.C. Uma comparação entre a Vita Amandi e a Vita Columban

Resumo: Este trabalho investiga a Vita Columbani de Jonas de Bobbio e a Vita Amandi, cujo autor é desconhecido, estabelecendo uma comparação entre os textos com base na metodologia da análise de conteúdo. A análise busca situar as opções estilísticas presentes em cada texto nas tradições de escrita hagiográfica irlandesa e gaulesa, as quais foram relacionadas ao contexto da atuação dos monges irlandeses na Gália merovíngia da primeira metade do século VII. Dentre estes o que alcançou maior destaque foi São Columbano, homem que, tendo chegado à Gália em 590 d.C., desde logo estabeleceu relações diretas com as casas reais merovíngias. Sua inserção no ambiente aristocrático atraiu discípulos francos que em breve se lançaram a pregar, fundar mosteiros afiliados à linha irlandesa e/ou patrociná-los, instaurando assim uma nova fase na história monástica gaulesa altomedieval. Santo Amando, um dos principais nomes desta geração, representa bem esta tendência, motivo pelo qual ficou conhecido como “o bispo viajante”.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Karla Guilherme Carloni

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 29/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 251   Volumes: 1   Número: 1030

Banca de Defesa:
Daniel Aarão Reis Filho
Celso Castro
Marieta de Moraes Ferreira
Orlando de Barros
Paulo Ribeiro Rodrigues Da Cunha

Título: Marechal Henrique Teixeira Lott: A opção das esquerdas

Resumo: Marechal Henrique Duffles Teixeira Lott foi ministro da Guerra durante os anos de 1955 e 1959. No período em que ocupou o ministério liderou o contragolpe de 11 de Novembro de 1955 e foi responsável pela manutenção de Juscelino Kubitschek no poder. Sua carreira política e militar foi associada a ideais de legalidade, democracia e nacionalismo. As esquerdas da época, tanto militar quanto civil, escolheram o velho oficial como representantes de suas aspirações de uma sociedade mais igualitária e justa e um Brasil economicamente independente. Sua popularidade levou a candidatura à presidência da República, em 1960. O resgate da biografia política do marechal Henrique Lott ajuda a entender construção da identidade do Exército brasileiro durante o século XX e esclarece a existência de um grupo de militares com identidade alternativa à tradicional imagem construída do militar brasileiro, principalmente após o Golpe Civil Militar de 1964.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Larissa Costard Soares

Orientador: Adriana Facina Gurgel Do Amaral

Data de Defesa: 29/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 148   Volumes: 1   Número: 1031

Banca de Defesa:
Adriana Facina Gurgel Do Amaral
Marcelo Badaró Mattos
Victor Hugo Adler Pereira

Título: A “Utopia Estético-Política” da Arte: A arte como parte da estratégia revolucionária na obra de Mario Pedrosa

Resumo: A obra de Mario Pedrosa, intelectual e ativista político, tem na produção atual pouquíssima expressão, fato curioso quando tomamos conhecimento da trajetória e do prestígio do crítico em seu período de atuação. O objetivo desta dissertação é entender as conexões entre sua militância como crítico de arte com a participação nas organizações políticas, concebendo assim a visão de mundo do autor de uma maneira coesa. Divulgador de um marxismo arejado e com idéias bastante inovadoras para os meios em que circulava, Mario Pedrosa não se intimidou em compor com a arte sua estratégia revolucionária. O intuito é, portanto, entender como a obra de arte passa a fazer parte da estratégia revolucionária do crítico, de maneira constitutiva, sem que este precisasse abandonar as outras formas de militância.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mariana Albuquerque Dantas

Orientador: João Pacheco de Oliveira Filho

Data de Defesa: 26/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 157   Volumes: 1   Número: 1026

Banca de Defesa:
Maria Regina Celestino de Almeida
João Pacheco de Oliveira Filho
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Vania Maria Losada Moreira

Título: Dinâmica social e estratégias indígenas: Disputas e alianças no Aldeamento do Ipanema, em Águas Belas, Pernambuco. (1860-1920)

Resumo: Este trabalho traz uma análise que enfoca as redes de relacionamentos entre índios e não-índios durante e após o processo de extinção do Aldeamento do Ipanema, entre as décadas de 1860 e 1920. Os índios Carnijó, habitantes do referido aldeamento, valeram-se de estratégias variadas para interferirem nos rumos políticos da localidade e na administração de suas terras, no mesmo período em que várias autoridades locais e provinciais construíam uma imagem de mestiçagem dos índios e abandono das aldeias. Num caminho contrário a esse discurso que prioriza categorias generalizantes, torna-se fundamental abordar os vários processos de mistura pelos quais os índios que habitavam a região entre o rio Ipanema e a serra do Comunati (atual município de Águas Belas) passaram no período colonial, bem como a reelaboração de suas culturas e identidades. Durante o século XIX, os Carnijó continuaram a refabricar suas identidades, a articular alianças interétnicas e também a se apropriar de instrumentos legais da administração imperial para fazer suas reivindicações alcançarem diversas autoridades. A permanência do grupo no território do extinto aldeamento do Ipanema e as suas relações com a sociedade não-indígena águas-belense sugerem a existência de elementos de coesão que possibilitaram o seu reconhecimento frente ao Estado no início do século XX. Assim, a análise da dinâmica social que envolve dois movimentos aparentemente contraditórios, a extinção do aldeamento e o posterior reconhecimento de sua população indígena, é o objetivo principal do presente trabalho.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Mônica Da Silva Ribeiro

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 26/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 308   Volumes: 1   Número: 1028

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Nuno Gonçalo Pimenta de Freitas Monteiro
Iris Kantor
João Luís Ribeiro Fragoso
Francisco Carlos Cardoso Cosentino

Título: “Se Faz Preciso Misturar o Agro com o Doce”: A Administração de Gomes Freire de Andrada, Rio de Janeiro e Centro-Sul da América Portuguesa (1748-1763)

Resumo: As transformações político-administrativas desencadeadas no Império português no século XVIII, especialmente a partir das décadas de 1720 e 1730, trouxeram modificações importantes na prática governativa, tanto no Reino, quanto nas suas colônias e conquistas. Nesse processo, a gestão de Gomes Freire de Andrada na América lusa funciona como um importante exemplo das mudanças que vinham sendo realizadas, especialmente se considerarmos a segunda fase de sua administração – de 1748 a 1763 – quando a jurisdição do Conde de Bobadela passou a abarcar – além do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e São Paulo – toda a região centro-sul. Nesse sentido, o presente trabalho tem como intuito analisar a dinâmica administrativa de Gomes Freire, durante os quinze últimos anos de seu governo, percebendo nela a aplicação da idéia de “razão de Estado”, norteadora da política imperial naquele momento
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Aldo Nelson Bona

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 26/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 209   Volumes: 1   Número: 1027

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Temístocles Américo Correa Cezar
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
José Adilçon Campigoto
Newton Aquiles Von Zuben

Título: Paul Ricouer e uma Epistemologia da História Centrada no Sujeito

Resumo: Este trabalho apresenta uma discussão de epistemologia da história, tendo como foco central o pensamento de Paul Ricoeur, filósofo francês contemporâneo, que, particularmente nos últimos anos de sua produção acadêmica, manteve intenso diálogo com importantes historiadores. Além de apresentar uma reflexão sobre a trajetória intelectual deste pensador, como profundamente ancorada em sua trajetória de vida, o texto discute a hermenêutica, a narrativa e a memória como método, linguagem e objeto da história, respectivamente, objetivando evidenciar a centralidade do sujeito no processo de construção do conhecimento histórico e a dimensão ética desse saber.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Amilcar Araujo Pereira

Orientador: Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Data de Defesa: 25/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 269   Volumes: 1   Número: 1025

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Verena Alberti
Martha Campos Abreu
Jacques D‘Adesky
Álvaro Pereira do Nascimento

Título: "O Mundo Negro": A constituição do movimento negro contemporâneo no Brasil (1970 - 1995)

Resumo: O principal objetivo desta tese é examinar aspectos da história do movimento negro no Brasil e das trajetórias de algumas de suas principais lideranças, que têm se dedicado à luta contra o racismo e por melhores condições de vida para a população negra em diversos setores da sociedade brasileira desde a década de 1970. Para tanto, a pesquisa iniciou-se com uma análise da construção da idéia de raça na Europa e nos Estados Unidos e de suas repercussões para a população negra na diáspora e para as relações raciais no Brasil. Utilizando a metodologia da história oral, este trabalho reuniu e analisou entrevistas com lideranças negras de todas as regiões do Brasil e com intelectuais negros norte-americanos com passagens pelo nosso país, que, juntamente com outras fontes históricas, forneceram o material necessário para a elaboração de uma história social do movimento negro contemporâneo no Brasil.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Ludmila Gama Pereira

Orientador: Marcos Alvito Pereira de Souza

Data de Defesa: 24/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 153   Volumes: 1   Número: 1024

Banca de Defesa:
Marcos Alvito Pereira de Souza
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Roberto Leher

Título: O Historiador e o Agente da História: Os embates políticos travados no curso de História da Faculdade Nacional de Filosofia da Universidade do Brasil(1959-1969)

Resumo: A pesquisa pretende analisar a atuação de agentes históricos na ditadura militar e os enfrentamentos, conformismos ou adesões dos intelectuais brasileiros frente ao regime militar . Os agentes que escolhi como tema de pesquisa são os historiadores que lecionaram na Universidade Federal do Rio de Janeiro, não como analistas do tempo, mas agentes historicizados, sujeitos às polêmicas que afetam tanto a construção do "saber histórico" como as suas próprias vidas. A partir deste pressuposto, constituí-se um conjunto de questões visando avaliar até que ponto o campo intelectual que pretendo estudar tornou-se resistência ou legitimação à repressão do Estado; bem como acompanhar as diferentes tomadas de posição nos anos de ditadura no Brasil.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fábio Afonso Frizzo De Moraes Lima

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 24/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 170   Volumes: 1   Número: 1023

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Mário Jorge da Motta Bastos
Marcelo Aparecido Rede

Título: Baixa Núbia como Infra-Estrutura para Construção da Potência Hegemônica Egípcia na XVIIIª Dinastia (1550 - 1323 a.C.)

Resumo: A pesquisa focar-se-á na importância da dominação da Baixa Núbia, através de uma relação de periferia negociada, para a construção do imperialismo egípcio e para sagração desta civilização como "potência hegemônica" do Oriente Próximo no período do Reino Novo (1550-1069 a.C.). Para tanto, concentrar-nos-emos no período da XVIIIª Dinastia, que inclui a reunificação do Egito e sua fase de maior expansão territorial, através da análise de um corpus documental composto basicamente pelas tumbas dos vice-reis da Baixa Núbia e pela correspondência internacional trocada entre o faraó e outros líderes do Oriente Próximo durante os reinados de Amenhotep III e Amenhotep IV – que ficou conhecida posteriormente como "cartas de Amarna".
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Adriana Dantas Reis Alves

Orientador: Sheila Siqueira de Castro Faria

Data de Defesa: 24/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 431   Volumes: 1   Número: 1021

Banca de Defesa:
Sheila Siqueira de Castro Faria
Luiz Roberto de Barros Mott
Marcus Joaquim Maciel de Carvalho
Ronaldo Vainfas
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Título: AS MULHERES NEGRAS POR CIMA O CASO DE LUZIA JEJE. Escravidão, família e mobilidade social - Bahia, c. 1780 - c. 1830.

Resumo: Em 1807, o senhor de engenho, Capitão Manoel de Oliveira Barrozo, morador na Freguesia de Paripe, Recôncavo Baiano, legitimou e libertou seis filhos pardos e os estabeleceu como herdeiros. Todos foram concebidos pela escrava jeje Luzia Gomes de Azevedo. A trajetória dessa família é o objeto principal desta tese. Através de testamentos, inventários, processos cíveis, escrituras públicas, jornais, assentos de casamentos/batismos, vasta bibliografia e documentos diversos, foi possível relacionar escravidão com cultura sexual/família, patriarcado/gênero, cor/mestiçagem, paternidade/legitimidade, e mobilidade social. Percebemos que os simbolismos sexuais relativos às mulheres “de cor”, ao mesmo tempo em que as deixavam vulneráveis, poderiam torná-las importantes mecanismos de ascensão ao nível dos brancos. Revisitei as discussões sobre família escrava na Bahia, incluindo as políticas de gênero como fatores relevantes na definição de estratégias de organização e controle das escravarias. E, finalmente, tentei desvendar os enigmas das classificações de cores no período colonial, relacionando-os com processos de inserção de libertos no mundo dos livres.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Anderson Da Silva Almeida

Orientador: Samantha Viz Quadrat

Data de Defesa: 24/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 250   Volumes: 1   Número: 1022

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Denise Rollemberg Cruz
Maria Paula Nascimento Araújo

Título: Todo o Leme a Bombordo. Marinheiros e Ditadura Civil-Militar no Brasil: Da Rebelião de 1964 à Anistia

Resumo: A dissertação discute as trajetórias dos praças da Marinha pertencentes à Associação dos Marinheiros e Fuzileiros Navais do Brasil (AMFNB), durante o período da ditadura civilmilitar no Brasil. Com este objetivo analisam-se as principais causas e reivindicações da rebelião ocorrida em 1964, as participações de atores políticos, a ideia de que o acontecimento foi o estopim para o golpe e os caminhos posteriores percorridos pelos rebeldes. Nesse sentido, terão destaque tanto os marinheiros que participaram dos movimentos armados, quanto os que tentaram seguir suas vidas sem se envolver com a guerrilha. Por fim, a abordagem do longo e tortuoso processo de anistia destes atores sociais.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Marcos Felipe De Brum Lopes

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 23/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 205   Volumes: 1   Número: 1020

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Paulo Knauss de Mendonça
Mauricio Lissovsky

Título: MARIO BALDI: experiências Fotográficas e a trajetória do "repórter perfeito" - (1896-1957)

Resumo: Esta dissertação de mestrado tem como tema a trajetória de Mario Baldi, fotógrafo austríaco da primeira metade do século XX, emigrado ao Brasil em 1921. Sua produção visual é abordada através das noções de prática social e experiência fotográfica, mapeando seus projetos, estratégias e campo de possibilidades. Sugere-se que as experiências de Baldi iluminam importantes aspectos do surgimento da linguagem fotojornalística, na primeira metade do século XX, bem como testemunha o aparecimento do sujeito-fotógrafo na cena pública, através da fotografia de imprensa. Além disso, trata-se de identificar como as narrativas verbais e visuais de Mario Baldi constroem uma identidade para o fotógrafo, em concordância com o que se pensava ser um bom repórter fotográfico.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Cristiano Luis Christillino

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 22/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 353   Volumes: 1   Número: 1019

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Keila Grinberg
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Maria Verónica Secreto Ferreras
Paulo Afonso Zarth

Título: Litígios ao sul do Império: a Lei de Terras e a consolidação política da Coroa no Rio Grande do Sul (1850-1880).

Resumo: Na presente tese, analisamos a aplicação da Lei de Terras de 1850 na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul. Recuperamos os conflitos enfrentados pelo Império no Prata e a participação dos milicianos sul-rio-grandenses nesses eventos, de modo a mostrar que a aprovação dos processos de legitimação pelos presidentes de província contribuiu às negociações políticas entre a Coroa e as elites locais. Nosso recorte temporal se estende de 1850 a 1880, período que abrange a promulgação da Lei até a década em que foi produzido o maior volume de processos de legitimação e revalidação de terras. Eles resultaram, principalmente, do avanço da colonização e da exploração da erva-mate. Analisamos a imigração na província meridional e discutimos os interesses da elite sul-rio-grandense nesse processo, para demonstrar que tal processo marcou o encontro do projeto da Coroa com os objetivos de parte da elite local. A erva-mate foi a segunda atividade econômica mais importante da província nesse período e constituiu a principal alternativa encontrada pelos estancieiros à pecuária. A expansão da fronteira fundiária, sobre as terras florestais, multiplicou o número de litígios entre os terratenentes e, com isso, aumentou a procura pelos expedientes da Lei para reconhecimento do direito de acesso a terras. No entanto, os velhos mecanismos de afirmação de propriedade permaneceram entre as estratégias dos fazendeiros para enfrentarem as disputas por terras.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Aline Fernandes de Sousa

Orientador: Ciro Flamarion Santana Cardoso

Data de Defesa: 18/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 173   Volumes: 1   Número: 1018

Banca de Defesa:
Sônia Regina Rebel de Araújo
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Regina Maria da Cunha Bustamante

Título: A Mulher-Faraó: Representações da Rainha Hatshepsut como instrumento de legitimação (Egito Antigo – Século XV A.C.)

Resumo: Em comparação com as mulheres de outras civilizações antigas, as egípcias desempenharam um papel privilegiado em questões jurídicas e econômicas. No entanto, seu estado ainda era inferior ao dos homens egípcios, sendo as mulheres excluídas, por exemplo, de postos públicos dos quais o trabalho de outras pessoas dependia; apenas algumas mulheres foram chamadas de escriba. O faraó, descendente direto do deus criador, encarnava uma divindade masculina. Isso fazia com que o reinado de uma mulher fosse percebido como algo contrário a Maat, a ordem cósmica e social que permeava o cosmos, conceito central para os antigos egípcios. Por essa razão, o reinado da rainha-faraó Hatshepsut, no século XV a.C., ponto central dessa pesquisa, torna-se peculiar, já que a mesma ocupou o trono do Egito por quase vinte anos e produziu uma série de imagens que a representavam como um legítimo faraó varão. As fontes selecionadas para o estudo são representações iconográficas dessa governante, especificamente estátuas e relevos, e a metodologia aplicada às imagens foi desenvolvida por Richard H. Wilkinson que, a partir da forte ligação entre escrita e imagem representacional no Egito Antigo, entende que os gestos das figuras podem ser lidos e interpretados como a representação simbólica de uma ação. Assim, tendo como uma de suas bases teóricas o conceito de gênero, relacionado a papéis socialmente construídos, o presente trabalho tem por objetivo identificar as estratégias empregadas por esta mulher-faraó, sexta governante da XVIII dinastia, a fim de legitimar seu poder como soberano do trono das Duas Terras, o Egito.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: João Kennedy Eugênio

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 17/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 477   Volumes: 1   Número: 1017

Banca de Defesa:
Ronaldo Vainfas
Ismênia de Lima Martins
Lúcia Maria Paschoal Guimarães
Claudete Maria Miranda Dias
Luiz Carlos Soares

Título: Um Ritmo Espontâneo: O Organicismo em Raízes do Brasil e Caminhos e Fronteiras, de Sérgio Buarque de Holanda

Resumo: Há uma fonte comum a Raízes do Brasil e Caminhos e fronteiras: o organicismo, com seus tópicos característicos: senso de realidade e aversão a fantasias ou programas; crescimento espontâneo, a partir das próprias forças do organismo cultural; adaptabilidade ou plasticidade; singularidade cultural, isto é, a consideração da tradição e da identidade de um povo; cultura como totalidade dotada de um “filtro” que atua nas trocas culturais. Nos dois livros há um trecho-síntese da concepção organicista de cultura, que permanece praticamente idêntico nos trinta anos que vão da primeira edição de Raízes do Brasil (1936) à edição de Caminhos e fronteiras (1957). Mas há diferenças entre as narrativas. Raízes do Brasil possui um movimento textual feito de oposições – de matrizes rivais: organicismo x sociologia no nível médio das seções, filosofia da vida x sociologia no nível micro dos tópicos. As referências principais são: Weber, na sociologia; Klages, Simmel e Heráclito, na filosofia da vida; Simmel e Aristóteles no organicismo. Sérgio Buarque delineia um organicismo que integra a noção de forma (princípio de individuação) e ritmo (o curso do mundo). Sérgio Buarque compreende vida e história como feitas de oposições em equilíbrio e deseja que a cultura brasileira combine raízes e inovações, tradição e experimentação. Como os organismos vivos, que crescem segundo uma lei interna, mas adaptando-se à realidade envolvente, a cultura precisa se realizar segundo um padrão intrínseco, mas adaptando-se ao contexto geral; ela precisa entrelaçar tradição cultural e modernidade, Volkgeist e Zeitgeist, physis (caráter) e nomos (norma), espírito e vida, em um acordo de antagonismos que seria a lei da vida. Em 1948 publicou-se a segunda edição de Raízes do Brasil, com acréscimos e reformulações. Entre as mudanças está a emergência do viés político progressista. O organicismo sofre uma atenuação plausível: o ensaio é um organismo que cresce e se adapta às novas circunstâncias; realiza em si o que propõe para o Brasil. E as mudanças se integram na economia do contraponto que rege o ensaio: antagonismos em equilíbrio. Mas é preciso reconhecer que a partir de 1948 o ânimo de Sérgio Buarque muda quanto ao organcismo, que ele critica em vários artigos, de forma injusta e exagerada. Em Raízes do Brasil a concepção “orgânica” deparava com um obstáculo: os brasileiros teimavam em agir de forma não adaptativa, renegavam sua tradição histórica e contradiziam na prática o postulado do ensaio de que toda cultura só absorve de outras os traços que são compatíveis com os seus quadros de vida. Já em Caminhos e fronteiras, se as marcas do organicismo são menos visíveis, o organicismo lá é inteiro (sem matriz rival), amplo e sereno. Desviando o olhar da história do Brasil como um todo, Sérgio Buarque vê a realização do crescimento orgânico e da adaptação à realidade na história de São Paulo, sem os dilemas que marcaram a sociedade brasileira do latifúndio monocultor escravista. Nesse livro Sérgio Buarque faz história de inspiração antropológica e isto já revela um traço do organicismo – afinal as raízes da antropologia cultural se ligam à noção aristotélica de forma como princípio de individuação e à valorização das coisas particulares como dotadas de teleologia (princípio de crescimento) própria. Em Caminhos e fronteiras a pesquisa disciplinada e a narrativa histórica são guiadas pela imaginação “orgânica”: os tópicos característicos (crescimento orgânico, adaptação à realidade, singularidade cultural) estão por toda parte e os capítulos compõem um tácito argumento organicista. Mais que um erudito livro de história, Caminhos e fronteiras é uma intervenção velada no debate sobre a história do Brasil e as vias de acesso à modernidade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Mariana Affonso Penna

Orientador: Laura Antunes Maciel

Data de Defesa: 12/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 166   Volumes: 1   Número: 1016

Banca de Defesa:
Laura Antunes Maciel
Alexandre Ribeiro Samis
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: Socialistas Libertários e Lutas Sociais no Rio de Janeiro: Memórias, Trajetórias e Práticas (1985-2009)

Resumo: Esta dissertação analisa movimentos e organizações atuais no Rio de Janeiro que adotam práticas socialistas libertárias, ou seja, que possuem como princípio a atuação direta dos trabalhadores nas lutas sociais e na construção de uma organização própria, horizontal e autônoma de poder, portanto autogestionária, desconstruindo a noção muito difundida de que o socialismo libertário é uma prática política relegada ao passado. Dessa maneira, a dissertação visa reconstituir a memória recente, assim como as trajetórias e práticas políticas dessas organizações e movimentos sociais. Primeiramente traça um breve histórico das organizações que deram origem a alguns dos coletivos contemporâneos, apresenta como estes se organizam e reflete sobre suas práticas. O foco principal da investigação procurou acompanhar ações de ocupação urbana, uma luta social que vem sendo privilegiada pelos socialistas libertários na cidade do Rio de Janeiro, particularmente as experiências do Acampamento Maria Júlia Braga, da Federação Anarquista do Rio de Janeiro e da Frente de Luta Popular. Por fim, busca apresentar alguns dos principais mecanismos utilizados pelos antagonistas dos movimentos sociais para fazer frente a essas lutas, via grande mídia, judiciário e aparelhos repressivos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Lucia Teresinha Macena Gregory

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 12/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 382   Volumes: 1   Número: 1014

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Charles Monteiro
Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 168 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 169 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 170 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 171 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 172 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 173 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 174 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 175 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 176 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 177 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 178 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 179 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 205 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 206 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 207 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 208 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 209 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 210 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 211 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 212 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 213 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 214 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 215 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 216 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 217 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 218 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 219 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 220 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 221 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 222
Ismênia de Lima Martins
Paulo Knauss de Mendonça
Mariana De Aguiar Ferreira Muaze

Título: RETRATOS, INSTANTÂNEOS E LEMBRANÇAS: a trajetória e o acervo da fotógrafa Írica Kaefer, Marechal Rondon (1954 - 1990)

Resumo: Este é um estudo sobre fotografias e memórias feito a partir do acervo particular de Írica Kaefer, constituído pela Foto Kaefer, uma das primeiras casas fotográficas da então Vila General Rondon, com funcionamento desde meados de 1950 até 1990, período que define o nosso recorte temporal. Na perspectiva teórico-metodológica adotada, a fotografia é identificada como uma prática social de produção de sentido. A pesquisa, portanto, relaciona fotografia e memória a fim de discutir o processo de construção social e a relação dos sujeitos com a história local. As unidades culturais foram organizadas nas categorias espaço fotográfico, espaço geográfico, espaço do objeto, espaço da figuração e espaço da vivência, que serviram de base para a análise. Em síntese, após definidas as séries e as quantidades fotográficas analisadas, então entrevistas, textos, jornais e revistas fundamentaram a relação percebida entre a cultura fotográfica e a construção de memórias em Marechal Cândido Rondon/PR, no período 1954 a 1990.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Lígio José de Oliveira Maia

Orientador: Maria Regina Celestino de Almeida

Data de Defesa: 12/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 409   Volumes: 1   Número: 1015

Banca de Defesa:
Maria Regina Celestino de Almeida
John Manuel Monteiro
Eurípides Antônio Funes
João Pacheco de Oliveira Filho
Mariza de Carvalho Soares

Título: Serras de Ibiapaba. De Aldeia à Vila de Índios: Vassalagem e Identidade no Ceará colonial - Século XVIII

Resumo: Esta tese visa refletir sobre as mudanças históricas pelas quais passaram os grupos indígenas nas Serras de Ibiapaba (CE), ao longo do século XVIII, procurando entendê-las também a partir da perspectiva dos índios. Sob os efeitos das legislações indigenistas abrangentes como o Regimento das Missões (1686) e o Diretório pombalino (1757), houve mudanças da maior importância, especialmente, na forma de governo dos índios aldeados: entre 1700-1759, com governo dos jesuítas na aldeia de Nossa Senhora da Assunção, também chamada “aldeia de Ibiapaba”; e a partir de 1759, com a elevação da antiga aldeia à categoria de Vila Viçosa Real, então, sob administração laica (com diretor e câmara local) e direção espiritual de padres seculares. Todo esse processo contou com a participação dos grupos indígenas, particularmente de suas lideranças. O objetivo da tese, por conseguinte, é compreender a ação indígena em diferentes contextos históricos setecentistas demonstrando que, mesmo na condição de dominação, eles buscaram diante das incertezas participar dos meandros do Antigo Regime, como índios aldeados e vassalos d’El Rei.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rafael Pereira de Souza

Orientador: Gizlene Neder

Data de Defesa: 11/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 139   Volumes: 1   Número: 1013

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Keila Grinberg
Humberto Fernandes Machado

Título: "Batuque na cozinha, Sinhá num quer!"Repressão e resistência cultural dos cultos afro-brasileiros no Rio de Janeiro (1870-1890).

Resumo: O objetivo deste trabalho é estudar a questão relacionada à perseguição às casas destinadas aos cultos afro-brasileiros nas últimas décadas do século XIX na cidade do Rio de Janeiro. Analisamos diversas prisões de líderes religiosos afro-descendentes para observar a repressão policial e traçar um roteiro das experiências vivenciadas por estes líderes religiosos que se valiam da tradição de enaltecer a bravura de seus antepassados, conforme o escopo mais geral das crenças e práticas religiosas das populações afrodescendentes no Brasil. Para tanto, pesquisamos os Livros de Matrículas da Casa de Detenção, jornais da época e obras literárias. O trabalho teve a preocupação em identificar as diferentes estratégias de resistência e negociação das práticas religiosas cultuadas pelas classes subalternas da cidade do Rio de Janeiro. Cultos afro-brasileiros; perseguição policial; resistência cultural.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Jonathan Mendes Gomes

Orientador: Roberto Godofredo Fabri Ferreira

Data de Defesa: 11/03/2010   Nível: Mestrado

Páginas: 142   Volumes: 1   Número: 1012

Banca de Defesa:
Miriam Cabral Coser
Vânia Leite Fróes
Roberto Godofredo Fabri Ferreira

Título: "Natural Jeyto e Boa Ensinança": Aspectos moralísticos e políticos na Literatura Técnica da Dinastia de Avis (Portugal, séc. XIV/XV)

Resumo: Estudo sobre o papel dos jogos na educação dos príncipes e nobres na corte portuguesa do fim da Idade Média. Usou-se como referência a literatura de proveito produzida nos dois primeiros reinados da Dinastia de Avis, em Portugal, de 1385 a 1438, representada aqui por duas importantes obras, O Livro de Montaria de D. João I, e a Arte de Bem Cavalgar Toda Sela de D. Duarte. O conteúdo moralístico e político destes tratados favorecia a centralização do poder régio, e afirmava a legitimidade da nova dinastia. A formação de uma sociedade de corte, composta por uma nova nobreza, incluía grupos antes excluídos, cuja manutenção dos privilégios vinha através da proximidade com o rei, e da busca por similitudes com este. Os tratados transmitiam normas aos cortesãos para se enquadrarem na reordenação dos sentimentos e comportamentos, seguindo uma conduta mais polida. Assim, iniciou-se a transformação dos cavaleiros em cortesãos.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Elizabeth Sousa Abrantes

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 10/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 320   Volumes: 1   Número: 1011

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Margareth de Almeida Gonçalves
Suely Gomes Costa
Pedro Vilarinho Castelo Branco
Sheila Siqueira de Castro Faria

Título: “O Dote é a Moça Educada”: Mulher, dote e instrução em São Luís na Primeira República

Resumo: A presente pesquisa analisa como simbolicamente a instrução formal destinada às mulheres passou a ser valorizada como um componente fundamental na sua educação, tornando-se seu símbolo moderno de “dote” no início do século XX. Apresentamos o estatuto do dote no período colonial e os novos arranjos dotais no século XIX, com a maior tendência para que as mulheres das classes altas e médias fossem para o casamento de mãos abanando, embora com a possibilidade de receberem dotes de seus noivos. Apesar do dote ainda ser uma possibilidade legal no início do século XX, cresciam as críticas ao dote e ao casamento por conveniência, ao mesmo tempo em que as famílias buscavam outros atrativos para ‘valorizar’ suas filhas no mercado matrimonial. A instrução como dote simbólico poderia servir tanto para arranjar um “bom partido” como para ser um meio de sobrevivência digna na ausência de “amparo marital”. Analisamos os novos mecanismos de proteção social criados pelo Estado republicano, a maior inserção das mulheres no mercado de trabalho e a política educacional do período que ampliou o acesso feminino ao ensino secundário profissionalizante e ao ensino superior. Com isso, queremos mostrar os sentidos dessa educação que pretendia preparar as mulheres para serem as “mães educadoras” das novas gerações e que ao mesmo tempo criava brechas para a emancipação feminina através da conquista de uma profissão, o seu “dote
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Elizangela Barbosa Cardoso

Orientador: Rachel Soihet

Data de Defesa: 09/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 535   Volumes: 1   Número: 1010

Banca de Defesa:
Rachel Soihet
Pedro Vilarinho Castelo Branco
Roselane Neckel
Luzia Margareth Rago
Suely Gomes Costa

Título: Identidades de Gênero, Amor e Casamento em Teresina (1920-1960)

Resumo: Este trabalho estuda as relações de gênero e as condições históricas que tornaram possível a construção da identidade feminina centrada no casamento e na maternidade, no período compreendido entre 1920 e 1960, em Teresina (PI). Questiona-se acerca das formas de perceber o gênero que teriam possibilitado às mulheres se significarem a partir da maternidade e do casamento, das normas que asseguraram essa definição e das articulações entre as normas e a organização social. São abordadas diferenças e hierarquias de gênero no campo da educação formal, no mercado de trabalho, na trajetória do flerte ao noivado e em códigos de sexualidade. Igualmente, analisa-se a difusão do amor romântico no processo de formação de casais e seu impacto na colonização do futuro feminino. É também abordada a definição da mulher pela maternidade e a ampliação do papel materno, no decorrer do período em estudo. O corpus documental que permitiu o desenvolvimento do tema proposto é formado por contos, crônicas e artigos publicados em jornais, revistas e almanaques, que circularam em Teresina. Memórias, biografias, romances, poesias, quadrinhas, brincadeiras infantis, genealogias, dados censitários, mensagens e relatórios governamentais, depoimentos de homens e mulheres que viveram a juventude na conjuntura abordada, bem como a revista Vida Doméstica, produzida, no Rio de Janeiro, mas também consumida em Teresina, compõem igualmente a documentação pesquisada. Argumenta-se que o delineamento da identidade feminina embasada no casamento e na maternidade foi fruto do impacto da definição da mulher como naturalmente mãe, bem como da construção de diferenças e hierarquias de gênero na educação familiar e formal, no mercado de trabalho e nas relações afetivo-sexuais.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Nilton de Almeida Araújo

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 08/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 374   Volumes: 1   Número: 1009

Banca de Defesa:
José Carlos Barreto De Santana
Luiz Carlos Soares
Maria Letícia Corrêa
Théo Lobarinhas Piñeiro
Sonia Regina de Mendonça

Título: Pioneirismo e Hegemonia: A Construção da Agronomia como Campo Científico na Bahia (1832-1911)

Resumo: A história da agronomia na Bahia é o tema deste estudo. Esta investigação se debruça sobre a institucionalização da agronomia enquanto campo científico em dois momentos: enquanto projeto e enquanto ação. Como projeto através da análise da Sociedade de Agricultura, Comércio e Indústria da Província da Bahia (SACIPBA) e do Imperial Instituto Bahiano de Agricultura (IIBA), e, especialmente, como ação entre 1877 e 1911, a partir da Escola Agrícola da Bahia (EAB, 1877) fundada pelo Imperial Instituto, da Secretaria de Agricultura da Bahia (SEAGRIBA, 1896) e da Sociedade Baiana de Agricultura (SBA, 1902), buscando reconstituir as práticas e representações dos grupos sociais envolvidos neste processo - principalmente os engenheiros agrônomos. Nossa hipótese é de que a emergência da agronomia como campo científico na Bahia se vincula a um projeto de construção de hegemonia de uma fração de classe dominante em formação a partir do Recôncavo baiano. Neste sentido utilizaremos diversos tipos de fontes emanadas destas instituições (SACIPBA, IIBA, SBA, SEAGRIBA e EAB) para mapear um processo de construção de hegemonia, a elaboração de hierarquias raciais e um conjunto de valores, práticas e métodos socialmente apreendidos, reproduzidos e partilhados por estes novos agentes. Destacamos no interior deste corpo documental as teses escritas pelos estudantes da EAB como vias para reconstituir este processo ao mesmo tempo científico e político.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Alberto Ferreira Gomes

Orientador: Ismênia de Lima Martins

Data de Defesa: 04/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 231   Volumes: 1   Número: 1008

Banca de Defesa:
Geraldo de Beauclair Mendes de Oliveira
Cezar Teixeira Honorato
Gloria Maria Moraes Da Costa
Pedro Paulo Zahluth Bastos
Ismênia de Lima Martins

Título: "Planejamento e Industrialização em regiões periféricas: As idéias da CEPAL no Projeto Paranaense de Desenvolvimento"

Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar a influência das teses formuladas pela Comissão Econômica para a América Latina e Caribe (CEPAL) no processo de desenvolvimento econômico e social do Brasil e, em especial, do estado do Paraná, tendo como foco central as ações empreendidas pelos governos e suas instituições ao longo do período 1950-1970. Esse período foi marcado pela forte influência da chamada ideologia desenvolvimentista, que propunha a utilização do planejamento governamental e da adoção de políticas voltadas para a industrialização como meio para se alcançar o desenvolvimento. Os estudos da CEPAL procuraram examinar, partindo de uma perspectiva histórica, a situação das regiões periféricas e concluíram que as mudanças necessárias para se promover a industrialização exigiam transformações nas estruturas produtivas de suas economias. O Paraná, na condição de economia periférica, a partir do início dos anos 1960 viu colocado em prática o seu projeto paranaense de desenvolvimento, idealizado por técnicos do poder público e adotado pelo governo Ney Braga (1961-1965), mas que tem suas referências nas políticas industrializantes do Plano de Metas, do governo de Juscelino Kubitschek (1956-1961), que recebeu grande contribuição dos estudos patrocinados pela CEPAL. A constatação da pesquisa realizada é a de que os debates que se iniciam no Paraná durante os anos 1950 e as políticas adotadas quando da elaboração e execução do seu projeto de desenvolvimento, na primeira metade da década de 1960, tiveram na CEPAL e na ideologia desenvolvimentista as suas fontes de inspiração. Entretanto, mudanças de rumo na execução desse projeto fizeram com que essa importante contribuição da CEPAL se tornasse praticamente desconhecida com o passar do tempo.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Valdinar da Silva Oliveira Filho

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 01/03/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 268   Volumes: 1   Número: 1007

Banca de Defesa:
Vanderlei Vazelesk Ribeiro
Claudia Feierabend Baêta Leal
Cecília da Silva Azevedo
Andrea Barbosa Marzano
Norberto Osvaldo Ferreras

Título: A Tradição por Um Fio: Uma história das sensibilidades em relação aos espaços na crise dos padrões tradicionais de masculinidade no Nordeste (1940/1980)

Resumo: A tradição por um fio: uma história das sensibilidades em relação aos espaços na crise dos padrões tradicionais de masculinidade no Nordeste (1940/1980), num primeiro instante se preocupou em demonstrar, narrar, problematizar e apresentar que o sensível, ou em outras palavras, que a sensibilidade humana tem uma história, e, que a mesma tem uma importância fundamental para o “eu” e para os “outros”, pois estabelece relações diversas, dinâmicas e multidirecionais atravessadas no tempo e no espaço em que a história é narrada. Não podemos esquecer que as abordagens estruturais servem para nos dar a sintaxe da região, mas não a sua semântica. Elas nos apresentam os elementos, mas não nos é capaz de dizer como estes fazem sentido, como estes são organizados na forma de relatos, sejam relatos de memória, relatos de espaço, relatos literários, relatos sociológicos, relatos geográficos, relatos historiográficos. Num segundo momento, esta tese se preocupou em demonstrar que o que ocorre entre a sensibilidade humana e os espaços praticados pelos mesmos é relacional, que nossas relações com os lugares, com os territórios, com a terra é da ordem do sensível, talvez por isso não se tenha, durante muito tempo, encontrado pessoas dispostas a fazer a história destas relações. È sobre a história das relações do gênero masculino sustentado e demarcado pela tradição nordestina marcada por padrões e estereótipos em crise do que é ser homem nesta região que se constitui o eixo principal desta tese. Entre os folhetos de cordel e os romances clássicos e as memórias aqui utilizadas, o masculino foi pensado, problematizado e apresentado atravessando uma crise nos padrões estabelecidos na sociedade dita nordestina no começo do século XX. Enfim, uma história entre a prática dos lugares e espaços praticados da nordestinidade e da masculinidade percebemos os limites do mundo masculino demarcado entre o “fogo morto” e os limites do mando que entravam em crise, em confronto, em luta. Daí histórias no barbante de violência e masculinidade em relação aos espaços e ao feminino, que emergiam entre um passado patriarcal e uma sociedade matriarcal, efeminada que ameaçava a tradição configurada em crise da masculinidade nordestina sustentada por um fio e temerosa do nivelamento social e de gênero que se estabelecia no Nordeste no começo do século XX, entre 1940 e 1980, para ser mais didático.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marcelo Cheche Galves

Orientador: Humberto Fernandes Machado

Data de Defesa: 05/02/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 356   Volumes: 1   Número: 1006

Banca de Defesa:
Humberto Fernandes Machado
Marco Morel
Théo Lobarinhas Piñeiro
Lucia Maria Bastos Pereira das Neves
Gladys Sabina Ribeiro

Título: "AO PÚBLICO SINCERO E IMPARCIAL" Imprensa e Independência do Maranhão (1821-1826)

Resumo: Esta tese dedica-se ao estudo da província do Maranhão, desde a “adesão” à Revolução do Porto, em abril de 1821, até 1826, momento em que acontece a primeira festa de aclamação ao imperador. Interessa-me, especialmente, a construção de espaços públicos de representação política, materializados pela difusão de impressos, a circulação de abaixo-assinados e as reuniões políticas, agora também realizadas em praça pública, em meio a mudanças importantes na vida provincial, como o constitucionalismo português, as primeiras notícias de “separação” do Centro-Sul, a “adesão” do Maranhão ao Império, as tensões que marcaram a reorganização política provincial e o reconhecimento de um novo centro de autoridade, estabelecido no Rio de Janeiro. O objetivo principal é analisar as mediações entre a política provincial e a construção desses espaços públicos, não apenas variantes ao sabor da intensidade das querelas, mas também ingrediente poderoso na conformação dessa mesma política.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Leandro Duarte Rust

Orientador: Mário Jorge da Motta Bastos

Data de Defesa: 15/01/2010   Nível: Doutorado

Páginas: 548   Volumes: 1   Número: 1005

Banca de Defesa:
José Rivair Macedo
Roberto Godofredo Fabri Ferreira
Edmar Checon de Freitas
Andréia Cristina Lopes Frazão da Silva
Mário Jorge da Motta Bastos

Título: “COLUNAS VIVAS DE SÃO PEDRO”: concílios, temporalidades e reforma na história institucional do Papado medieval (1046-1215)

Resumo: Este estudo analisa a constituição política do papado medieval entre os séculos XI e XIII. Em especial, nossa busca consiste em compreender como transcorreram os processos decisórios nos quais estavam envolvidos os homens encarregados de agir em nome da autoridade apostólica romana. A análise de um diversificado corpus documental, composto por constituições e atas conciliares, vitae papae, epistolários, crônicas e opúsculos, revelou uma intrincada trama de condicionamentos envolvendo, num mesmo movimento histórico, a organização e a dinâmica das relações políticas pontifícias e as representações do tempo partilhadas pelos integrantes da igreja romana. Isto é, íntimas conexões ligavam os sentidos atribuídos à passagem do tempo à aplicação de lei canônica, ao entrosamento com as elites regionais da Cristandade senhorial, aos fundamentos sociais da noção de autoridade, às metas de controle social presentes nas relações de poder vivenciadas pelos membros do papado centro-medieval. Com base no exame destas correlações destaca-se uma releitura dos domínios institucionais que fundamentavam o exercício do poder pontifício; a análise da ascensão política do papado como um conjunto supra-regional de pólos de poder; os pressupostos e os limites analíticos envolvidos na aplicação historiográfica do conceito de “Reforma”; as relações existentes entre o governo pontifício, a eclesiologia romana e a secularização da temporalidade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Gefferson Ramos Rodrigues

Orientador: Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Data de Defesa: 16/12/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 243   Volumes: 1   Número: 1004

Banca de Defesa:
Ângelo Alves Carrara
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 168 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 169 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 170 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 171 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 172 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 173 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 174 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 175 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 176 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 177 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 178 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 179 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 205 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 206 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 207 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 208 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 209 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 210 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 211 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 212 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 213 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 214 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 215 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 216 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 217 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 218 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 219 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 220 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 221 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 222
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Título: No sertão, a revolta:Grupos sociais e formas de contestação na América portuguesa, Minas Gerais - 1736

Resumo: O papel dos grupos sociais que participaram da série de revoltas conhecidas com Motins do Sertão do São Francisco em Minas Gerais, que tiveram como estopim o sistema de cobrança do quinto por meio da capitação, é o tema de que se ocupa esta dissertação. Destacando Nomeadamente os membros de estratos sociais menos privilegiados, sustenta que esses grupos atuaram com certa independência em relação aos grandes proprietários que também estiveram envolvidos nos protestos. O trabalho trata ainda do processo de ocupação do sertão da Capitania, os grupos familiares que aí se fixaram com suas fazendas de gado e estabelecimento de relações comerciais com a região mineradora.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Bruno Gianez

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 14/12/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 150   Volumes: 1   Número: 1003

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Lúcia Maria Paschoal Guimarães
Valdei Lopes de Araujo
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Título: Fernão Lopes (c.1380/90-1459?): Crônica e História em Portugal (Séc. XIV e XV)

Resumo: O objeto de análise desta dissertação, com ênfase numa história da historiografia, centra-se nos elementos constituintes da escrita da história em língua portuguesa nos séculos XIV-XV, os quais possibilitaram a emergência de um “discurso propriamente histórico” no interior do gênero cronístico. O recorte documental escolhido, as crônicas oficiais de Fernão Lopes (1380/90-1459†), permitiu traçar uma espécie de gênese do discurso historiográfico em Portugal, uma vez que as obras despontam num período de abalo e rearranjo decisivo do pensamento histórico e político no reino, os quais marcaram a ascensão da dinastia de Avis (c. 1383-1385). Na prosa de Lopes a escrita da história deve explicar uma realidade profundamente desordenada e instável, normatizando-a, o que culminou numa crise das narrativas tradicionais e na rearticulação profunda dos pressupostos historiográficos e dos conceitos de tempo e história. Orientado pelas concepções teórica-metodológicas desenvolvidas na História dos Conceitos de Reinhart Koselleck e História dos Discursos Políticos de John Pocock e Quentin Skinner, o presente trabalho buscou compreender o estabelecimento de uma relativa autonomização do “discurso histórico” frente a outros modelos de recuperação do passado. Através de elementos metodológicos concebidos num sentido mais amplo de subjetividade Lopes verteu empenho na produção de um ordenamento textual que viabilize o aparecimento da “verdade nua” como expressão primeira do trabalho do cronista.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Pierre Alves Costa

Orientador: Cezar Teixeira Honorato

Data de Defesa: 11/12/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 339   Volumes: 1   Número: 1002

Banca de Defesa:
Claudio Antonio Gonçalves Egler
Ricardo Frota de Albuquerque Maranhão
Carlos Gabriel Guimarães
Hélvio Alexandre Mariano
Cezar Teixeira Honorato

Título: Duque de Caxias (RJ) - De Cidade Dormitório à Cidade do Refino do Petróleo: um estudo econôícmico-político, do início dos anício dos anos 1970os 1950 ao in

Resumo: A presente pesquisa tem como intuito principal realizar um estudo econômico-político da transformação de Duque de Caxias (RJ) de cidade dormitório em cidade do refino do petróleo, entre o início dos anos 1950 e o início dos anos 1970. A questão central (norteadora) é: por que se escolheu Caxias e por que a refinaria? A região de Caxias não é percebida aqui como uma região improdutiva, desprovida de História e sim, uma região modelada pelas condições materiais e naturais herdadas e pela ação contínua dos diferentes sujeitos históricos. O processo de construção de uma refinaria é o processo de construção de um espaço geográfico a partir da lógica das relações sociais de produção existentes num determinado momento histórico. As transformações sócio-econômicas sofridas por Caxias revelam que a cidade perdeu a característica de tão somente “subúrbio dormitório” do Rio de Janeiro; desenvolvendo uma economia própria e passando a se constituir também numa cidade industrial. Nas décadas de 1970 e 80 começa a se consolidar o Pólo Petroquímico de Duque de Caxias; e, no início deste século, Caxias recebe o Pólo Gás-Químico. Porém, apesar de todo este crescimento econômico, verificado principalmente a partir dos anos 1960, Caxias continua com graves problemas sociais.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Izabel Cristina Gomes da Costa

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 30/10/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 336   Volumes: 1   Número: 1001

Banca de Defesa:
Francisco Carlos Palomanes Martinho
Denise Rollemberg Cruz
Maria Paula Nascimento Araújo
Américo Oscar Guichard Freire
Daniel Aarão Reis Filho

Título: Em Busca do Paradigma Perdido: As Esquerdas Brasileiras e a Crise do Socialismo Real

Resumo: “Em Busca do Paradigma Perdido: as esquerdas brasileiras e a crise do socialismo real” analisa o impacto do colapso do socialismo de tipo soviético sobre três importantes tradições das esquerdas brasileiras: o socialismo petista (PT), os comunismos do PCB e do PC do B e o socialismo trabalhista do PDT. A tese está organizada em seis capítulos. O capítulo I apresenta determinados elementos da crise do movimento socialista internacional antes das reformas de Mikhail Gorbatchev na URSS. Além disso, o texto mapeia as principais tradições das esquerdas brasileiras no século XX, e contextualiza o momento singular da conjuntura nacional assinalada pelo processo de abertura política. Os quatro capítulos subseqüentes estudam o comportamento das esquerdas brasileiras durante os eventos ocorridos entre 1985 e 1991, analisando as principais tradições deste campo político. Empregando depoimentos orais e documentos escritos, a tese resgata o debate desenvolvido no seio das mesmas, protagonizado por dirigentes, militantes e afiliados. As resoluções partidárias também são trabalhadas, pois elas representam a síntese realizada após intensas discussões, gerando, muitas vezes, dissensões. Com este objetivo o texto trata da sua concepção de socialismo, das interpretações elaboradas sobre o processo de reformas e de decomposição do bloco comunista, identificando as principais alterações no seu sistema de crenças. O epílogo dedica-se a refletir sobre a trajetória das esquerdas brasileiras durante a década de oitenta, estabelecendo as polifonias e as respostas produzidas por elas diante do colapso do socialismo real. Buscando o fio entre este campo e os “paradigmas perdidos”, a tese procura compreender como aquela débâcle afetou, por um lado, a cultura política de tais organizações – sua identidade, seu conjunto de crenças e de valores, o seu capital político. Mas, por outro lado, proporcionou a abertura de novos horizontes para os questionamentos e a reconstrução da utopia socialista.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Izabel Priscila Pimentel Da Silva

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 27/10/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 337   Volumes: 1   Número: 1000

Banca de Defesa:
Maria Paula Nascimento Araújo
Denise Rollemberg Cruz
Daniel Aarão Reis Filho

Título: Os Filhos Rebeldes de um Velho Camarada: A Dissidência Comunista da Guanabara (1964-1969)

Resumo: O objetivo principal dessa dissertação é analisar a trajetória de uma das organizações revolucionárias surgidas no cenário brasileiro pós-1964: a Dissidência Comunista da Guanabara (DI-GB). As origens da organização remontam às acirradas divergências internas que cindiram o Partido Comunista Brasileiro (PCB) no início da década de 1960. A partir de 1966, quando os dissidentes romperam definitivamente com o partido que lhes dera origem, a Dissidência Comunista da Guanabara consolidou-se como organização autônoma e, inserida no contexto de ebulição do movimento estudantil brasileiro que atingiu seu ápice em 1968, exerceu liderança inconteste entre os estudantes cariocas, ao mesmo tempo em que ampliou sua expressão nacionalmente. Com o refluxo do movimento estudantil, ainda no final do primeiro semestre de 1968 e a exacerbação da repressão, a DI-GB passou à militância política além das fronteiras universitárias, convertendo-se às ações armadas e abandonando, paulatinamente, o movimento estudantil. A organização alcançou grande notabilidade ao conceber e realizar a captura do embaixador dos Estados Unidos, em setembro de 1969. Foi no curso desta ação revolucionária que os dissidentes cariocas adotaram o nome de Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), organização que assumiu papel de destaque nas ações armadas desencadeadas contra a ditadura civil-militar brasileira e o capitalismo, no final dos anos 1960 e início dos anos 1970.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Fabio Andre Hahn

Orientador: Georgina Silva dos Santos

Data de Defesa: 20/10/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 254   Volumes: 1   Número: 999

Banca de Defesa:
Isabel Maria Ribeiro Mendes Drumond Braga
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Angelo Adriano Faria de Assis
Bruno Guilherme Feitler
Georgina Silva dos Santos

Título: A pureza da fé - o antijudaismo pacífico de João de Barros no Portugal Quinhentista

Resumo: O objetivo deste trabalho é analisar o projeto de João de Barros (1496-1570), pensador português que visara estabelecer a unidade religiosa no reino português com o propósito de garantir a unidade nacional. Para tanto, Barros se valeu de sua literatura antijudaica de fundo evangelizadora e pacifista, com textos escritos durante o processo de instalação e consequente ação do Tribunal do Santo Ofício em território lusitano. Ao tecer uma crítica aos diversos seguimentos sociais à moda erasmiana, João de Barros declarava desempenhar um papel que não era seu, mas, sim, de um “cão que late para alertar a situação de perigo”. O resultado foi uma tentativa de provar a pureza da fé cristã tanto aos cristãos-novos judaizantes quanto aos cristãos velhos abalados em sua fé, visando, então, a criação de uma unidade religiosa e nacional para o reino português.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Tarcísio Motta de Carvalho

Orientador: Sonia Regina de Mendonça

Data de Defesa: 20/10/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 214   Volumes: 1   Número: 998

Banca de Defesa:
Maria Letícia Corrêa
Marcelo Badaró Mattos
Paulo Pinheiro Machado
Marcia Maria Menendes Motta
Sonia Regina de Mendonça

Título: Coerção e Consenso na Primeira República: A Guerra do Contestado (1912 - 1916)

Resumo: O objetivo da presente tese é relacionar a construção do Estado na Primeira República e a Guerra do Contestado. Procuramos compreender a intervenção armada no Contestado, através da violência física estatizada, enquanto instrumento garantidor de uma determinada dominação de classe. Assim, podemos compreender melhor as razões da guerra e, ao mesmo tempo, desvendar os processos de luta pelo controle do Estado, enquanto disputa de valores e representações, ou seja, a construção de uma determinada hegemonia. Para as frações dominadas da classe dominante agrária, a construção desta hegemonia passava, de forma decisiva, pela ampliação da importância econômica da agricultura diversificada e voltada para o mercado interno, praticada nos estados não cafeicultores, dentre eles, Paraná e Santa Catarina. Colocava-se, desta forma, a necessidade de modernizar a agricultura, através da subordinação de seus objetivos à lógica do Capital: institucionalizar a propriedade privada, mecanizar e padronizar os métodos de produção e compelir o trabalhador rural a uma dependência cada vez maior do mercado. O ruralismo brasileiro foi a expressão ideológica e política desta modernização almejada. A Guerra do Contestado, ocorrida entre os anos de 1912 e 1916 nos sertões catarinenses é um episódio privilegiado para analisarmos este processo justamente porque os caboclos daquela região resistiram a tais mudanças, revelando que as construções ideológicas que procuravam caracterizar esse processo como benéfico e inevitável não tiveram a força de se impor pelo consenso. Ao mesmo tempo, na tentativa de justificar a intervenção armada, as classes dirigentes, tanto nacionais quanto locais, tiveram de lançar mão de todo um arsenal discursivo que, mesmo reforçado pela guerra, teve de expor suas contradições e seu conteúdo de classe. Com base nestas reflexões, podemos afirmar ter sido a Guerra do Contestado um momento emblemático da constituição do capitalismo no Brasil, não só porque expôs seu caráter mais violento, mas também porque revela sua dimensão histórica e, portanto, em nada natural.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Francisco de Assis de Sousa Nascimento

Orientador: Francisco Alcides do Nascimento

Data de Defesa: 02/10/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 247   Volumes: 1   Número: 996

Banca de Defesa:
Marcos Ribeiro Mesquita
Evelyn Furquim Werneck Lima
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Edwar de Alencar Castelo Branco
Francisco Alcides do Nascimento

Título: TEATRO DIALÓGICO: Benjamim Santos em incursão pela História e Memória do Teatro Brasileiro

Resumo: Na investigação da relação entre história e teatro deparamo-nos com diversas formas de linguagem vinculadas às produções culturais e tensões sociais, como elementos da realidade brasileira. Para compreensão da trajetória histórica do teatro foram utilizadas a vida e obra do dramaturgo Benjamim Santos, sujeito que participou dos principais acontecimentos da produção teatral brasileira, seja como espectador, autor, diretor ou crítico de teatro na segunda metade do século XX. Neste processo, interagem em seus devidos contextos de produção, a ação dos críticos de teatro, espectadores, iluminadores, cenotécnicos, dramaturgos e atores, protagonistas de novas tendências no teatro brasileiro, que também eclodem na Europa e Estados Unidos. A fundamentação teórica da pesquisa está filiada à Nova História Cultural, tendo como representantes Michel de Certeau, Roger Chartier, Peter Burke, dentre outros. Na montagem metodologia privilegiou-se a história oral como instrumento de construção das fontes orais, bem como a investigação em fontes hemerográficas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Rosane Aparecida Bartholazzi De Carvalho

Orientador: Ismênia de Lima Martins

Data de Defesa: 02/10/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 285   Volumes: 1   Número: 997

Banca de Defesa:
Frederico Alexandre de Moraes Hecker
Lená Medeiros de Menezes
Filippina Chinelli
Marcia Maria Menendes Motta
Ismênia de Lima Martins

Título: Os Italianos no Noroeste Fluminense: Estratégias Familiares e Mobilidade Social 1897-1950.

Resumo: A tese privilegia o estudo da imigração italiana no quadro da expansão cafeicultora, no noroeste fluminense, particularmente, no município de Itaperuna, onde inúmeras famílias italianas, originárias de diferentes regiões, fixaram-se como colonas em grandes propriedades rurais, sobretudo na fazenda Bela Vista, nos anos de 1897 e 1898. Através dos registros privados e cartorários, verificou-se que muitas destas famílias, eram oriundas da região do Lazio, Província de Roma, o que imprime ao presente trabalho expressiva particularidade no que diz respeito à origem dos imigrantes italianos que afluíram para a região sudeste do Brasil, no último quartel do século XIX. Neste sentido, optou-se por acompanhar a trajetória dos imigrantes, que deixaram aquela região da Itália, sobretudo os municípios de Proceno e Graffignano, buscando compreender, através da análise da documentação dos arquivos italianos, o contexto econômico, social e político vivido no país de origem e colocando em discussão a questão da miserabilidade do imigrante frente às remessas originadas dos municípios. Na região de acolhida, este estudo buscou analisar a mobilidade social dos imigrantes, que utilizaram diversas estratégias para conquistarem a posse da terra, transformando-se de colonos e parceiros em proprietários rurais e ou comerciantes. Para o estudo da inserção e ocupação do espaço pelas famílias imigradas, o universo de pesquisa ampliou-se. Além dos grupos oriundos do Lazio, foram incluídos, também, as famílias emigradas de outras partes da Itália, considerando que chegaram no mesmo período, trabalharam juntas na mesma fazenda e participaram da rede de solidariedade estabelecida entre eles para demarcarem seu espaço e ascenderem socialmente. Por último, estudou-se a herança da terra, bem como as formas adotadas na transmissão dos negócios, fundamentais para que a maior parte das propriedades continuasse, ainda hoje, nas mãos dos descendentes.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Antonio Marcos Myskiw

Orientador: Beatriz Anselmo Olinto

Data de Defesa: 28/09/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 245   Volumes: 1   Número: 995

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Valdir Gregory
Paulo Pinheiro Machado
Liliane da Costa Freitag
Beatriz Anselmo Olinto

Título: A Fronteira como destino de viagem: A Colônia Militar de Foz do Iguaçu (1888-1907)

Resumo: Este é um estudo de História Agrária, que tem por tema central a Colônia Militar de Foz do Iguaçu. A meta inicial é investigar como o imenso território situado a Oeste dos campos de Guarapuava passou a ser explorado, ocupado e colonizado, a partir de meados do século XIX, via abertura de picadas e a formação de fazendas de criação. A segunda meta é mostrar que a instalação de uma Colônia Militar na foz do rio Iguaçu, assentada na atividade agrícola e pastoril, teve um lento desenvolvimento devido a uma série de dificuldades, dentre elas, o isolamento geográfico e o extrativismo de erva-mate e madeira adotado pelos militares para poder sobreviver na fronteira via comercialização com argentinos de Posadas e Corrientes. A terceira meta é averiguar como as terras concedidas aos colonos matriculados passaram a ser objetos de disputas e conflitos agrários por não terem sido demarcados e titulados aos seus ocupantes.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Leslie Lothar Cavalcanti Hein

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 24/09/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 332   Volumes: 1   Número: 994

Banca de Defesa:
Vitor Izecksohn
Cecília da Silva Azevedo
Paulo Knauss de Mendonça
Flavio Limoncic
Daniel Aarão Reis Filho

Título: Millennium. O imaginário social da Era Atômica (1945-1953)

Resumo: Estudo da ideia da Era Atômica no período 1945-1953 como fenômeno constitutivo de imaginários da Guerra Fria. A noção surgiu do impacto do uso do armamento nuclear sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki no final da Segunda Guerra Mundial e se desdobrou em culturas socialmente ativas que tinham em seu âmago a crença em uma transformação civilizacional constituída pela energia atômica como controle sobre a natureza, bem como na possibilidade de destruição dessa mesma civilização por essa mesma força. A noção de Era Atômica foi originariamente construída pelo Estado norte-americano como simbologia do seu próprio poder, constituindo-se em uma das temáticas fortes da Guerra Fria. Não obstante essa noção de transformação profunda (que idealmente gera uma nova era da história) dê suporte à afirmação do poder e hegemonia norte-americanos no mundo no período do pós-guerra, ao mesmo tempo gera na sociedade uma multiplicidade de percepções e sentidos que ajudam a moldar diversas culturas políticas com intervenção extremamente ativa na política interna dos Estados Unidos a partir de meados da década de 40 até os anos 70. A análise busca a compreensão das representações da bomba e da energia atômica no imaginário da época e como a sociedade inseriu esses elementos em suas utopias e receios, ora se aproximando e ora se afastando dos projetos políticos construídos pelo Estado.

Autor: Marcos Aurélio de Paula Pereira

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 15/09/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 406   Volumes: 1   Número: 993

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo
Iris Kantor
Adriana Romeiro
Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 168 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 169 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 170 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 171 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 172 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 173 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 174 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 175 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 176 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 177 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 178 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 179 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 205 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 206 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 207 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 208 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 209 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 210 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 211 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 212 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 213 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 214 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 215 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 216 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 217 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 218 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 219 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 220 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 221 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 222
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: Vivendo entre Cafres: vida e política do Conde de Assumar no Ultramar, 1688 - 1756.

Resumo: Este trabalho estuda a trajetória de vida e a política de D. Pedro Miguel de Almeida Portugal, 3º Conde de Assumar e 1º Marquês de Alorna. Abrange os séculos XVII e XVIII, iniciando a partir da Restauração em 1640, até 1756. Por meio da biografia do Conde de Assumar caracterizamos a sociedade de corte e contextualizamos as atividades da família do Conde de Assumar ao longo do período estudado. Aborda-se o Império português do Ocidente ao Oriente, com ênfase na América Portuguesa e vice-reinado na Índia. As análises privilegiam o exame da cultura política do império lusitano, percebendo uma transformação da política e da forma de governar. Incidindo sobre o exame das redes sociais, das relações centro-periferia e sobre as práticas político-administrativas do Conde de Assumar e outros governadores do império, demonstramos a mutação da política desse período através do entendimento da Razão de Estado em transformação.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Testando da Silva

Orientador: Ítalo Moriconi

Data de Defesa: 15/09/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 360   Volumes: 7   Número: 0

Banca de Defesa:
Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 168 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 169 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 170 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 171 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 172 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 173 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 174 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 175 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 176 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 177 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 178 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/professor.php on line 179 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 205 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 206 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 207 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 208 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 209 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 210 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 211 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 212 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 213 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 214 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 215 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 216 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 217 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 218 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 219 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 220 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 221 Notice: Trying to get property of non-object in /var/www/sites/historia.uff.br/dados/pessoa.php on line 222

Título: Testando titulo de projeto (Dissertação)

Resumo: Testando
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rita De Cássia Da Silva Almico

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 03/09/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 297   Volumes: 1   Número: 992

Banca de Defesa:
Renato Leite Marcondes
Théo Lobarinhas Piñeiro
Cezar Teixeira Honorato
Luiz Antônio Silva Araujo
Carlos Gabriel Guimarães

Título: Dívida e Obrigação: as Relações de Crédito em Minas Gerais, sécs. XIX/XX

Resumo: Neste trabalho buscamos discutir o mercado de crédito regionalizado na Zona da Mata mineira, especialmente na cidade de Juiz de Fora, no período de 1853 a 1906. A documentação utilizada é composta por ações de execução de dívidas – base para a pesquisa -, além de registros de hipotecas e inventários post mortem que serviram para qualificar as informações que foram quantificadas em nossa análise. Tal fonte – as ações de execução de dívidas – têm natureza litigiosa, o que significa que estamos lidando com um tipo específico de relação de dívida: onde a palavra foi quebrada e o credor precisou recorrer à justiça para reaver o montante emprestado. As questões levantadas são de caráter econômico, ou melhor dizendo, procuramos entender as relações entre devedores e credores dentro da região escolhida sob a luz da História econômica. O comportamento destes agentes, sua ocupação principal, origem destes, formas de empréstimos mais utilizadas, cobrança de juros, prazos e garantias serão aqui analisados de forma a caracterizar tal mercado.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Márcia Santos Lemos

Orientador: Sônia Regina Rebel de Araújo

Data de Defesa: 28/08/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 270   Volumes: 1   Número: 991

Banca de Defesa:
Ciro Flamarion Santana Cardoso
Gilvan Ventura da Silva
Claudia Beltrão da Rosa
Regina Maria da Cunha Bustamante
Sônia Regina Rebel de Araújo

Título: Cristãos, Pagãos e Cultura Escrita: as Representações do Poder no Império Romano dos Séculos IV e V D.C

Resumo: Este trabalho tem como objetivo tornar evidente como a cultura escrita, no Império Romano dos séculos IV e V d.C., foi utilizada tanto pelo episcopado cristão quanto pelos autores vinculados à elite senatorial romana pagã para veicular um conjunto de idéias morais e políticas de seus respectivos grupos. Com este propósito selecionamos dois corpora constituídos por textos produzidos por escritores pagãos e cristãos e organizamos a análise da documentação conforme a perspectiva teórico-metodológica do Estruturalismo Genético de Lucien Goldmann e de uma técnica semiótica, a da “leitura isotópica”. A primeira parte do trabalho cumpre a função de apresentar as estruturas a partir das quais os textos foram produzidos e a segunda parte busca revelar a estrutura significativa dos discursos, com o auxílio da leitura isotópica, conforme estabelecida por Greimas e Courtés. Objetivamos fazer uma análise dialética que nos permita achar as interações entre os textos e as visões de mundo próprias da elite dirigente romana do período. Com este fim, organizamos a tese em quatro capítulos: O Império e a Igreja; A cultura escrita e a memória coletiva; O mos maiorum e as representações do imperador romano; e, por fim, O cristianismo e a imagem da monarquia na literatura episcopal. Essas partes articuladas nos permitirão verificar a força da escrita para preservar a memória dos grupos em estudo e seus limites e eficácia para selecionar e fixar valores que balizam as representações do poder imperial.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Alexandre Guilherme Da Cruz Alves Junior

Orientador: Cecília da Silva Azevedo

Data de Defesa: 24/08/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 171   Volumes: 1   Número: 990

Banca de Defesa:
Sabrina Evangelista Medeiros
Paulo Knauss de Mendonça
Cecília da Silva Azevedo

Título: Discursos Americanos de Cooperação

Resumo: O presente estudo analisa a construção de discursos de cooperação e fraternidade entre as repúblicas americanas produzidos pelo governo dos Estados Unidos ao longo da primeira metade do século XX, tendo o seu auge durante a Política de Boa Vizinhança. O objetivo é demonstrar que a política interamericana dos Estados Unidos naqueles anos apresentou importantes disputas internas entre diferentes projetos, realçando a participação efetiva dos países latino-americanos na formulação da política externa norte-americana para a região.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Lincoln Marques dos Santos

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 19/08/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 144   Volumes: 1   Número: 989

Banca de Defesa:
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro
Paulo Cavalcante de Oliveira Junior
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: O"Saber mandar com modo" na América: a experiência administrativa d. Lourenço de Almeida em Pernambuco (1715 - 1718) e Minas Gerais (1721 - 1727)

Resumo: O presente trabalho dedica-se ao estudo do processo de institucionalização da autoridade metropolitana sobre seus domínios ultramarinos a partir de duas vias: a primeira, a ponderação teórica sobre as concepções e as práticas de poder político na Época Moderna associada à contribuição historiográfica sobre a importância das trajetórias administrativas dos governadores enquanto mecanismo de integração de informações e conhecimentos, assegurando conseqüentemente, a partir das experiências vivenciadas pelos oficiais régios, o acrescentamento político e material dos interesses portugueses. A segunda, o estudo de caso centrado nas ações de governo de d. Lourenço de Almeida em Pernambuco (1715-1718) e nos primeiros anos a frente da capitania de Minas Gerais (1721-1727).
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Carlos Eduardo Schipanski

Orientador: Georgina Silva dos Santos

Data de Defesa: 17/08/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 274   Volumes: 1   Número: 988

Banca de Defesa:
Martha Campos Abreu
Rachel Soihet
Beatriz Catão Cruz Santos
Zeloi Aparecida Martins dos Santos
Georgina Silva dos Santos

Título: Cavalhadas de Guarapuava : História e morfologia de uma festa campeira. (1899-1999)

Resumo: A presente pesquisa analisa uma projeção folclórica realizada sob a forma do espetáculo da “Festa das Cavalhadas”, a luta entre Cristão e Mouro, realizada em Guarapuava – PR. Praticada desde 1870 pela aristocracia local, os homens de posse, reproduzia a herança colonial portuguesa, cultura ibérica cristã, transplantada para as terras do Novo Mundo durante o processo de ocupação e colonização. Nas suas primeiras representações (1899 a 1941) representou a união dos fazendeiros e a Igreja no sentido de arrecadar donativos para a manutenção das instituições de caridade da cidade. No período seguinte (1967 – 1999), por questões de sobrevivência, essa festa sofreu um processo de modernização com a introdução de novas tecnologias teatrais, o que resultou num processo de democratização do espetáculo, garantindo o acesso do povo, através da participação popular, transformando-se num amplo espaço de sociabilidade.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Johny Santana de Araujo

Orientador: Norberto Osvaldo Ferreras

Data de Defesa: 09/07/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 302   Volumes: 1   Número: 987

Banca de Defesa:
Marcia Maria Menendes Motta
Théo Lobarinhas Piñeiro
Vitor Izecksohn
Álvaro Pereira do Nascimento
Norberto Osvaldo Ferreras

Título: BRAVOS DO PIAUÍ! ORGULHAI-VOS. SOIS DOS MAIS BRAVOS BATALHÕES DO IMPÉRIO: A propaganda nos jornais piauienses e a mobilização para a guerra do Paraguai 1865-1866

Resumo: Estudo sobre a campanha, a propaganda e a mobilização deflagrada na Província do Piauí durante os anos de 1865 - 1868 para a Guerra contra a Republica do Paraguai. Nesse estudo, privilegiamos a participação da Província do Piauí no conflito entre os anos de 1865 e 1870. Buscou-se mostrar nesse trabalho como a imprensa piauiense travou uma intensa campanha de mobilização para a guerra atuando em estreita colaboração com o governo Imperial e Provincial. Nesse trabalho toma-se ainda como ponto de explicação a construção da idéia de voluntariado para a guerra a partir dos jornais, para tanto buscou-se dar relevo ao caso da voluntária Jovita Alves Feitosa, que tendo sido vinculada pelos jornais da província do Piauí e os da Corte tornou-se uma espécie de ícone da propaganda de alistamento para a guerra, o que nos possibilitou avaliar a importância da imprensa na construção de um discurso de propaganda afim de fortalecer o alistamento militar que para os objetivos do Governo Imperial era de fundamental importância na constituição de um Exército para fazer frente a ameaça paraguaia. É avaliado também de que forma foi construído o próprio voluntariado na Província bem como se deu as diferentes formas de arregimentação de homens para o conflito. Nesse ínterim procura-se entender o processo de recrutamento para o Exército dos considerados pobres a margem do processo produtivo, dos guardas nacionais designados que compunham uma força produtiva relativamente importante do interior da Província, e de como sofreram como vitimas perseguição política ao tempo em que elaboraram estratégias de resistência para fugirem a convocação, além de ser analisado como se deu a desapropriação dos escravos das fazendas nacionais no ano de 1866 para o serviço da guerra. O trabalho leva ainda em consideração a questão do retorno dos ex-combatentes e sob que situações tentaram se restabelecer a partir das promessas do decreto 3.371 dos Voluntários da Pátria na província do Piauí nos anos pos 1870, tomando como ponto de principal o projeto das Colônias Militares Agrícolas .
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Francisco Das Chagas Fernandes Santiago Júnior

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 06/07/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 352   Volumes: 1   Número: 986

Banca de Defesa:
Yvonne Maggie de Leers Costa Ribeiro
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Roberto Luís Torres Conduru
Mônica Almeida Kornis
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Título: IMAGENS DO CANDOMBLÉ E DA UMBANDA : etnicidade e religião no cinema brasileiro nos anos 1970

Resumo: A tese que se apresenta visa mostrar as diferentes disputas que se formaram ao redor das imagens do Candomblé e da Umbanda no cinema brasileiro dos anos 1970. Identificamos as instituições que forneceram sentido aos filmes e os principais debates culturais que se constituíram na relação da sociedade brasileira com as imagens das chamadas “religiões populares”. Observamos que o campo cinematográfico partiu de sua tradição de reflexão sobre o nacional e o popular e começou a constituir clivagens nas identidades brasileiras quando propôs fazer filmes que contemplassem os “valores populares”. Naquele período ocorreu uma mudança no foco da identidade nacional, antes tida como homogênea, e que seria fraturada em múltiplas facetas. Os filmes que mostravam a Umbanda e o Candomblé, as “religiões populares”, se constituíram em conflagrações e disputas pela afirmação da etnicidade e da nacionalidade no Brasil setentista. Começou a emergir uma nova etnicidade, uma etnicização das imagens cinematográficas advinda das fraturas identitárias produzidas no debate cultural brasileiro. Nossa pesquisa acompanha os diversos agenciamentos que os filmes realizaram, bem como as maneiras como foram agenciados por membros do campo cinematográfico, tais como cineastas e críticos de cinema, e membros de outros campos sociais, como antropólogos, ativistas de movimentos sociais e outros críticos culturais. Observamos pela análise de cinco películas (O Amuleto de Ogum, Tendas dos Milagres, Cordão de Ouro, A Força de Xangô, Prova de Fogo) como a etnicidade e a religiosidade se aproximavam e se distanciavam.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Andréa Lemos Xavier Galucio

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 29/06/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 316   Volumes: 1   Número: 985

Banca de Defesa:
Sandra Lucia Amaral de Assis Reimão
Marcelo Badaró Mattos
Lia Calabre de Azevedo
Sonia Regina de Mendonça
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA E BRASILIENSE: trajetórias editoriais, empresários e militância política

Resumo: Este trabalho analisa o papel das editoras Civilização Brasileira e Brasiliense ao longo de suas trajetórias, destacando o compromisso político de suas publicações, assim como o desempenho empresarial de seus editores e suas ações políticas. Para tanto, analisa a consolidação do campo editorial brasileiro, enfatizando a atuação empresarial e a militância política dos editores.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marcos Aurélio Ramalho Gandra

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 09/06/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 136   Volumes: 1   Número: 983

Banca de Defesa:
Edson Teixeira da Silva Jr.
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes
Marcelo Badaró Mattos

Título: "Cidade ‘vermelha‘ do aço: Greves, controle operário e poder popular em Volta Redonda (1988-1989) "

Resumo: A Companhia Siderúrgica Nacional foi fruto de um grande empreendimento estatal brasileiro, cujo financiamento (estadunidense) se deu no contexto da II Guerra Mundial. O gigantismo da unidade industrial implantada e a necessidade de fixação de mão-de-obra para a construção e operação da Usina Presidente Vargas exigiram a construção de uma cidade, Volta Redonda. A mão-de-obra de primeira geração e origem rural era gerida de forma militarizada e militarizante, ficando exposta à ideologia do populismo getulista do “Estado pai dos pobres” através da “CSN-mãe”, o que ocultava o caráter de classe da exploração sofrida. Apesar do controle da empresa, o sindicalismo que se desenvolveu no pré-64, apesar dos vínculos com o populismo, ancorava-se na luta pela implantação dos direitos conquistados na CLT e teve dramática passagem quando da implantação da Ditadura Civil-militar em 1964. O modelo de sindicato da Ditadura fragilizou o movimento sindical da cidade, mas, acompanhando o processo de crise do regime ditatorial e de abertura política, organizou-se também em Volta Redonda a Oposição Sindical Metalúrgica, que guarda semelhança com o processo conhecido como “Novo Sindicalismo”. Desde o início, a oposição teve o apoio dos outros movimentos sociais organizados da cidade (CEB’s, associações de moradores, sindicatos de professores, movimento estudantil, posseiros urbanos, aposentados, artistas, etc; com meios de comunicação desenvolvidos por eles), imbricação esta que se concretizou na greve da CSN em 1984. A partir desta, os metalúrgicos desenvolveram crescentemente a experiência de controle operário da CSN, sempre apoiados pelos movimentos sociais da cidade, o que desencadeou, em compasso com a agudização dos conflitos sociais no Brasil da Nova República, crescentes experiências de controle da população sobre a cidade. Tal controle permite afirmar que em duas ocasiões, no mínimo, viveu-se nesta localidade embriões de poder popular, onde a população, mobilizada, nas ruas, em assembléias massivas, lideradas pelos movimentos sociais organizados em conjunto, governaram a cidade por alguns dias, superando e/ ou agindo paralelamente à institucionalidade. Na greve de 1988, apesar da morte de três operários em violenta invasão da cidade pelo Exército, os movimentos sociais dirigiram Volta Redonda por mais de dez dias, assim como na greve geral de 14 e 15 de março de 1989, quando por bandeiras nacionais a cidade foi completamente paralisada. Finalmente, tentamos a intelecção de como, apesar da força destes movimentos, seu isolamento não impediu a privatização da CSN. A condição imprescindível para tal projeto era a derrota da CUT no Sindicato dos Metalúrgicos, o que ocorreu em 1992, já no contexto da penetração do ideário neoliberal no país. A questão da articulação da memória operária é discutida visando compreender a conjuntura local atual.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Paula Chaves Teixeira

Orientador: Sheila Siqueira de Castro Faria

Data de Defesa: 09/06/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 207   Volumes: 1   Número: 984

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
João Luís Ribeiro Fragoso
Sheila Siqueira de Castro Faria

Título: Negócios de mineiros e cariocas: família, estratégias e redes mercantis no caso Gervásio Pereira Alvim (1850-1880)

Resumo: Esta investigação procurou estudar as relações mercantis entre a província de Minas Gerais e o Rio de Janeiro, dando ênfase para o processo de formação de uma rede de negócios que ligou a comarca do Rio das Mortes à capital do Império. Para tanto, recorremos ao caso do fazendeiro mineiro Gervásio Pereira Alvim e seus contatos firmados na praça carioca e em outras praças da província de Minas Gerais, na segunda metade do século XIX. A partir da documentação privada do fazendeiro, composta, em sua maioria, por correspondência, foi possível analisar o universo de práticas sociais que interferiam na dinâmica da atividade comercial, bem como o papel da família como principal instrumento de inserção de sujeitos nas redes de negócios entre praças distantes. Assim, a dinâmica do funcionamento do comércio entre os mineiros e cariocas foi parcialmente reconstituída com o cruzamento das informações das fontes analisadas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luiza Mara Braga Martins

Orientador: Martha Campos Abreu

Data de Defesa: 05/06/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 186   Volumes: 1   Número: 982

Banca de Defesa:
Maria Clementina Pereira Cunha
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Rachel Soihet
Orlando de Barros
Martha Campos Abreu

Título: Os Oito Batutas: Uma orquestra melhor que a encomenda. História e Música Brasileira nos anos 1920

Resumo: Esta tese visa estudar um conjunto musical carioca, os Oito Batutas, que, liderados por Pixinguinha e Donga, obtiveram grande sucesso entre 1919 e 1923, como um conjunto de choro. A partir daí, e até 1931, apresentaram-se como Jazzband Os Batutas, acrescentando o jazz a suas apresentações. Levaram a música popular que se fazia no Brasil de então, como samba, choro, nordestinos, maxixes, polcas e tangos a vários estados brasileiros, à França e à Argentina. Sofreram ataques racistas de alas da imprensa, pois alguns integrantes eram afro-brasileiros. Apareceram como símbolos da música popular que se fazia então no Brasil, num momento marcado por discussões em torno da questão nacional.

Autor: Priscilla Leal Mello

Orientador: Mariza de Carvalho Soares

Data de Defesa: 29/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 298   Volumes: 1   Número: 980

Banca de Defesa:
Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro
Martha Campos Abreu
Keila Grinberg
Marina de Mello e Souza
Mariza de Carvalho Soares

Título: Leitura, encantamento e rebelião. O Islã Negro do Brasil do Século XIX

Resumo: A proposta deste trabalho que aqui apresentamos é refletir sobre a Rebelião Malê de 1835 a partir das redes de escrita e leitura em ambiente muçulmano no Império do Brasil. Percorremos, para tanto, a ante-sala do levante, procurando nas madrassas improvisadas localizadas nos arredores de Salvador e do Recôncavo o que chamamos de inteligência rebelde. Seguindo os indícios deixados pelas autoridades, bem como analisando os escritos árabes encontrados com os rebelados, identificamos a importância da participação haussá na rebelião, propondo a tese de que a inteligência do levante também foi haussá. Ao mesmo tempo, percorremos os cotidianos malês em outras províncias, como Alagoas e Rio de Janeiro. E ainda conseguimos inserir a produção das escolas corânicas da Bahia no que chamamos de literacia árabe no Atlântico. Por fim, propomos uma revisão do lugar da África na historiografia brasileira, demonstrando as fortes influências dos conhecimentos produzidos em importantes centros de estudos da África Ocidental nos saberes africanos praticados no Império.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: José Eudes Arrais Barroso Gomes

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 29/05/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 358   Volumes: 1   Número: 981

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Pedro Luís Puntoni
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: As milícias D‘el Rey: Tropas militares e poder no Ceará Setecentista

Resumo: Este estudo procura discutir a estreita relação entre o “serviço das armas” e a manutenção de poderes locais no Império ultramarino português na modernidade. Inicialmente, busca traçar um panorama geral das forças bélicas no reino de Portugal e em seu império ultramarino, apontando para a sua grande heterogeneidade organizacional e social. Em seguida, analisa mais especificamente o papel das armas na conquista e colonização da capitania do Ceará ao longo do século XVIII, apontando a grande importância do “serviço das armas” na formação e manutenção de elites locais.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Aline Andrade Pereira

Orientador: Daniel Aarão Reis Filho

Data de Defesa: 28/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 241   Volumes: 1   Número: 979

Banca de Defesa:
Luis Alberto Nogueira Alves
Denise Rollemberg Cruz
Margarida de Souza Neves
Vera Lúcia Follain de Figueiredo
Daniel Aarão Reis Filho

Título: O verdadeiro Mandrake: Rubem Fonseca e sua onipresença invisível (1962-1989)

Resumo: A pesquisa tem por objetivo investigar a atuação política do escritor Rubem Fonseca em paralelo a sua trajetória literária. O autor ocupou cargos na direção do Instituto de Pesquisas do Rio de Janeiro (Ipês), além de ter assinado os documentários propagandísticos do instituto. O Ipês é visto por alguns autores, como Dreifuss, como o centro ideológico do golpe de 64. Em 1976 Rubem Fonseca tem seu livro "Feliz Ano Novo" censurado. A partir de então transforma-se em ferrenho opositor do regime. Pretendemos estabelecer de que forma podemos ver na literatura de Fonseca traços de suas relações políticas. O período analisado estende-se de 1963-1989. Nossa hipótese é a de que o escritor se insere no campo literário a partir de estratégias de legitimação oriundas de sua atuação no campo político. Como um "intelectual orgânico" irá reafirmar projetos ideológicos de sua classe- e contradizer outros.

Autor: Jorge Luiz de Miranda Leite

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 25/05/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 159   Volumes: 1   Número: 978

Banca de Defesa:
Carlos Ziller Camenietzki
Ronald José Raminelli
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Título: O Dito e o Feito. Heróis exemplares nos relatos de guerra na Restauração pernambucana (1630-1654)

Resumo: Nos relatos de batalhas presentes nos folhetos, produzidos no período da ocupação neerlandesa no nordeste da América lusitana (1630-1654), era recorrente o destaque de algumas virtudes basilares daquele tempo. Neles abstrai-se um estigma de divulgação, propaganda pessoal e/ou institucional, além de modelos exemplares de conduta que, muitas vezes, pareciam propor um ideal de comportamento resolutamente heróico. Por outro lado, o protagonismo em uma dessas publicações sobre feitos militares, ou mesmo a descrição de grandes realizações como coadjuvante, podiam elevar indivíduos a um patamar especial. O heroísmo e as virtudes destacadas em situações limites, divulgadas com alguma abrangência, poderiam produzir um reconhecimento de relevante significado naquela sociedade da Época Moderna. Os efeitos produzidos por esta “fama” produziam uma “imagem pública” de guerreiros, relacionados a momentos históricos específicos protagonizados por estes. Naquela sociedade pautada pelo signo da honra, particularmente pelo ethos da guerra, alcançar o reconhecimento da sua reputação era significativamente importante. Assim, indivíduos que divulgavam seus feitos e serviços militares por meio de folhetos procuravam fazê-lo de forma especial. A retórica utilizada nos opúsculos enaltecia os protagonistas dos feitos bélicos com toda a sorte de virtudes próprias daqueles que detinham honra. O foco deste trabalho é perceber como tal imagem veiculada seria importante para assessorar o alcance de uma distinção social naquele tempo por meio das mercês régias
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Luiz Fabiano De Freitas Tavares

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 25/05/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 218   Volumes: 1   Número: 977

Banca de Defesa:
Paulo Knauss de Mendonça
Catarina Costa d´Amaral
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Título: Da Guanabara ao Sena: relatos e cartas sobre a França Antártica nas guerras de religião

Resumo: Entre os anos de 1560 e 1567 a Baía de Guanabara abrigou um foco de ocupação francesa, a França Antártica, fundada pelo cavaleiro de Malta Nicolas Durand de Villegagnon. Embora breve, essa experiência seria marcada por inúmeras tensões e conflitos, que se refletiriam numa grande disputa pública na França, a partir de 1561. Numerosos personagens escreveriam no contexto dessa controvérsia polarizada em torno de questões religiosas, entre eles André Thévet, Jean Crespin, Jean de Léry e o próprio Villegagnon. Durante esses debates, uma das questões mais importantes seria a da definição de quem relatava a verdade dos acontecimentos na Guanabara. O objetivo do presente trabalho é analisar o enraizamento da controvérsia sobre a França Antártica no contexto político francês contemporâneo, buscando compreender suas relações com as diversas redes de aliança, bem como com as diferentes concepções políticas coevas. Assim sendo, serão examinados sob essa perspectiva os discursos articulados no quadro dessa disputa, com especial atenção para as modalidades de emprego da retórica. A pesquisa também se dedicará a estudar os discursos articulados pela documentação epistolar sobre o tema, analisando a inserção das questões políticas no universo das relações particulares, em oposição às relações públicas estabelecidas pela dinâmica da documentação impressa.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Tiago Bernardon De Oliveira

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 25/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 267   Volumes: 1   Número: 976

Banca de Defesa:
Silvia Regina Ferraz Petersen
Claudio Henrique de Moraes Batalha
Alexandre Fortes
Norberto Osvaldo Ferreras
Marcelo Badaró Mattos

Título: Anarquismo, Sindicatos e Revolução no Brasil (1906-1936)

Resumo: Entre os anos de 1906 e 1936, particularmente, o movimento e as idéias anarquistas contribuíram para o desenvolvimento da identidade e consciência da classe trabalhadora no Brasil. Sua área de ação concentrou-se, basicamente, nos centros urbanos e o público alvo preferencial de sua propaganda foram os trabalhadores das cidades, embora os libertários partilhassem de uma concepção mais ampla de classe, segundo a qual pertenceriam à mesma classe todos os que vivessem de seu próprio trabalho e não da exploração alheia, fossem eles do campo ou da cidade, exercessem atividades manuais ou não. Assim, a presente tese versa sobre a trajetória do movimento anarquista em sua relação com o movimento operário brasileiro, sobretudo nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul e do antigo Distrito Federal. Procura-se apresentar as estratégias, concepções e avaliações desenvolvidas pelos militantes libertários quanto às possibilidades de se fazer eclodir no Brasil um processo revolucionário que permitisse a concretização de seu ideal.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Carolina Chaves Ferro

Orientador: Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Data de Defesa: 22/05/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 234   Volumes: 1   Número: 974

Banca de Defesa:
Carlos Gabriel Guimarães
Francisco José Calazans Falcon
Luciano Raposo de Almeida Figueiredo

Título: Terremoto em Lisboa, Tremor na Bahia: Um protesto contra o donativo para a Reconstrução de Lisboa (1755-1757).

Resumo: Grande parte da historiografia sobre Portugal e seus domínios ultramarinos na época Moderna entende que o Terremoto de Lisboa fora um importante marco para que o Secretário de Governo do Rei D. José I na época, Sebastião José de Carvalho e Melo, depois Conde de Oeiras e mais tardiamente Marquês de Pombal, aplicasse as práticas governativas consideradas necessárias para a modernização da Coroa Portuguesa. Enquanto as preocupações se voltavam para as questões da administração e das finanças de Portugal, as implicações imediatas do Terremoto na sociedade da América ficaram à margem na historiografia. Este trabalho pretende preencher algumas questões que demonstram a lealdade dos colonos ao Rei, mas ao mesmo tempo sua preocupação em enriquecer e tirar o máximo proveito econômico desse território. Sendo assim, o estudo se concentra na análise de um abaixo-assinado, organizado pelos Homens de Negócio da Bahia da segunda metade do século XVIII, contra o Donativo para a Reconstrução de Lisboa, um novo tributo criado a pedido do Rei, mas que tem caráter obrigatório naquela sociedade.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Gleudson Passos Cardoso

Orientador: Fernando Antonio Faria

Data de Defesa: 22/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 360   Volumes: 1   Número: 975

Banca de Defesa:
Lucia Maria Bastos Pereira das Neves
Laura Antunes Maciel
André Luiz Vieira de Campos
Maria Emília da Costa Prado
Fernando Antonio Faria

Título: "Bardos da Canalha, Quaresma de Desalentos" Produção Literária de Trabalhadores em Fortaleza na Primeira República.

Resumo: Como ocorreu em outras capitais brasileiras, a implantação da Republica fez surgir diferentes posturas no circuito letrado da cidade de Fortaleza. Tendo em vista o jogo político que restabeleceu a velha estrutura de poder em favor das oligarquias locais, contrapondo-se a boa parte dos intelectuais que foram absorvidos pela imprensa facciosa, burocracia ou pelos partidos políticos emergentes naquele momento, outros agentes letrados perceberam diferentemente aquela situação e denunciaram essa trama através dos seus textos literários. Em jornais operários, brochuras, livros, panfletos e outras fontes históricas foram testemunhados as experiências em comum dos seus autores. A partir da analise destes documentos históricos, a problemática de estudo se preocupou em entender as leituras sociais e percepções diferenciadas daquele olhar arrivista em torno do novo regime, a eleger o campo literário como espaço possível de debate, uma vez que, naquela ocasião, foram comprometidos os canais de discussão nos pleitos eleitorais, esfera partidária e o exercício dos direitos políticos, civis e sociais. Destarte, pode-se dizer que a obra literária deixada por guarda-livros, caixeiros, amanuenses, ferroviários, artesãos, tipógrafos, músicos e outros, foi a estratégia de inserção destes agentes sociais nos debates públicos, que se distanciaram dos circuitos intelectuais convencionais na Primeira Republica. Sua produção literária se diferenciou em estilos, léxicos e narrativas, a evidenciar seus repertórios de leituras, formas de produção e circulação dos seus textos, redes de sociabilidades, bem como, suas experiências junto as camadas subalternas da população e a inserção no circuito letrado da capital cearense naquele período.

Autor: Leonardo Soares dos Santos

Orientador: Mario Grynszpan

Data de Defesa: 20/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 244   Volumes: 1   Número: 973

Banca de Defesa:
Ilmar Rohloff de Mattos
Fania Fridman
John Cunha Comerford
Norberto Osvaldo Ferreras
Mario Grynszpan

Título: Cada qual no seu lugar: A constituição do espaço rural na cidade do Rio de Janeiro, 1890 - 1940

Resumo: Este trabalho trata sobre a formação da zona rural da cidade do Rio de Janeiro, durante os anos de 1890 e 1940. No primeiro momento eu analiso a situação da evolução urbana no Rio nos últimos anos do século XIX. Depois, a atenção se fixa sobre o processo histórico de divisão administrativa de todo o espaço da cidade, observando a relação entre os usos urbano e rural. No terceiro capítulo, eu estudo a formação da zona suburbana e as conseqüências em relação à diferenciação entre Subúrbio e zona rural. Ao fim, eu reconstruo o percurso da concepção e efetivação do projeto de “Cinturão Agrícola”, que teria o objetivo de fornecer os produtos agrícolas para a população carioca.

Autor: Walter Luiz Carneiro De Mattos Pereira

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 14/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 479   Volumes: 1   Número: 972

Banca de Defesa:
Paulo Roberto Ribeiro Fontes
Geraldo de Beauclair Mendes de Oliveira
Sonia Regina de Mendonça
Renato Luís do Couto Neto e Lemos
Marcelo Badaró Mattos

Título: Cabo das tormentas e vagas da modernidade: uma história da Companhia Nacional de Álcalis e de seus trabalhadores. Cabo Frio (1943-1964) Arraial do Cabo

Resumo: A Companhia Nacional de Álcalis, em Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, foi uma empresa estatal fundada por Getúlio Vargas, em 1943, que, no entanto, começaria a produzir somente em 1960, depois de inaugurada, sua primeira fase, por Juscelino Kubitschek. A empresa projetada para fabricar álcalis sódicos dedicar-se-ia, logo de início, a produção exclusiva de barrilha, matéria-prima fundamental para utilização nas indústrias de transformação, principalmente a de vidros. Contudo, sofrendo as conseqüências da forte concorrência do produto importado, controlado por trustes e cartéis, principalmente àqueles associados à indústria vidreira nacional, a Álcalis passaria por inúmeros percalços que quase a levaram à insolvência. Entretanto, seu estado de crise permanente estava sujeito a outras duas sérias questões, de natureza interna: a tecnologia utilizada, importada da França, há muito sendo descartada pelas congêneres estrangeiras; além de ser atingida por instituições do Estado e associações empresariais que tentavam desestabilizar a empresa. Durante quatro anos, de 1960 a 1964, foram os trabalhadores associados aos setores nacionalistas da sociedade civil, como partidos, sindicatos e entidades estudantis, que garantiriam a sobrevivência da CNA, em lutas não somente de caráter trabalhista, mas também por lutas políticas incessantes. Esse trabalho busca compreender a trajetória dessa empresa, sem desconsiderar, entretanto, sua situação na atual conjuntura.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Manoel Ricardo Arraes Filho

Orientador: Denise Rollemberg Cruz

Data de Defesa: 11/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 291   Volumes: 1   Número: 971

Banca de Defesa:
Samantha Viz Quadrat
Maria Paula Nascimento Araújo
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Francisco Carlos Palomanes Martinho
Denise Rollemberg Cruz

Título: História, Memória e Deserto: Os soldados Brasileiros no Batalhão Suez (1957-1967)

Resumo: Este trabalho faz uma análise sobre a primeira Força de Paz da ONU, enviada para a região do Oriente Médio, compondo a UNEF (United Nations Emergency Force). Deste modo, o Exército brasileiro enviou ao Egito um Batalhão de Infantaria com efetivo acumulado de aproximadamente 6.300 homens (de janeiro de 1957 a julho de 1967), denominado de “Batalhão de Suez”, integrando a Força de Emergência das Nações Unidas I (FENU I), organizada com a finalidade de separar forças egípcias e israelenses. Neste estudo, o interesse consiste em reconhecer as impressões daqueles “homens de paz”, em um mundo de ódio secular e de identidades extremamente diferentes; e descobrir suas visões acerca do conflito, sobre a vida cotidiana do povo e da cultura de egípcios, palestinos e israelenses; enfim, resgatar a memória e a história da participação dos militares brasileiros. Para tanto, a análise foi realizada a partir do corpus de entrevistas com treze soldados piauienses, e também por meio de depoimentos de veteranos de outros Estados brasileiros, sobre si próprios, a realidade vivida e a cultura material que encontraram no contexto do processo de paz instaurado no deserto do Sinai, na Faixa de Gaza e em Jerusalém, durante a Missão de Paz. O estudo da História do Batalhão Suez, foi realizado com base em documentos oficiais da ONU, dos Exércitos e da UNEF, tais como relatórios, ofícios, memorandos, mapas, correspondências etc., disponíveis nos arquivos do Exército e nos sites oficiais da ONU e do Batalhão Suez. A História Oral tornou-se fundamental no desenvolvimento inicial da pesquisa, posto que reconhecer os depoimentos como fontes históricas relevantes, construídas na relação entrevistador e entrevistado, é fortalecer e amadurecer uma concepção de história que problematiza os sujeitos “ordinários” e os significados que atribuem às suas experiências, expressos por meio de seus valores, atitudes e crenças; em outras palavras, sua subjetividade. Uma vez que se trabalhou com a História Oral, antes de tudo, como uma metodologia, as fontes orais foram pensadas não exclusivamente como fornecedoras de informações em si mesmas, mas como reveladoras de importantes significados da Missão para a paz na região e na vida de cada um dos entrevistados.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Marcos Aurélio Machado Fernandes

Orientador: Théo Lobarinhas Piñeiro

Data de Defesa: 08/05/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 257   Volumes: 1   Número: 970

Banca de Defesa:
Hélvio Alexandre Mariano
Cezar Teixeira Honorato
Alberto Di Sabbato
Mônica de Souza Nunes Martins
Théo Lobarinhas Piñeiro

Título: Poder e comércio : a Associação Comercial e Industrial de Guarapuava (1955-1970)

Resumo: A pretensão do trabalho de tese consiste na elaboração de um diálogo acerca do poder local, analisando a ação política do empresariado organizado a partir de sua entidade de classe. Como epicentro da pesquisa, foram consideradas as relações entre a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Guarapuava (ACIG) e a da Câmara Municipal, no período de 1955 a 1970. A pesquisa submeteu registros de atas a um elenco de categorias de análise conceitual, identificando os elementos que se tornaram estáveis e permanentes pelas repercussões que essas relações trouxeram à cidade, levando em consideração que toda escolha é arbitrária diante da infinitude do real. A análise da burguesia econômica, pelas suas relações sociais, torna-se uma contribuição ao estudo da classe dominante. Os trabalhos, com orientação prosopográfica, procuram analisar as elites e descobrir um dos meios que detém o poder e conhecer seus mecanismos concretos. No decorrer da pesquisa, evidenciou-se a constituição de um grupo que, institucionalizando a ACIG, conseguiu espaço para ampliar sua inserção política local, passando, a partir daí, exercer o predomínio no poder local. Ainda que, isso não tenha de forma alguma excluído o grupo dominante anterior, senão que há aí uma acomodação e uma reprodução na política local, da modernização conservadora.

Autor: Walter de Mattos Lopes

Orientador: Carlos Gabriel Guimarães

Data de Defesa: 24/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 212   Volumes: 1   Número: 969

Banca de Defesa:
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves
Antônio Carlos Jucá de Sampaio
Carlos Gabriel Guimarães

Título: A "Real Junta do Commercio, Agricultura, Fabricas e Navegação deste Estado do Brazil e Seus Dominios Ultramarinos": Um Tribunal de Antigo Regime na Corte de Dom João (1808-1821)

Resumo: Após a chegada da corte portuguesa ao Rio de Janeiro, uma série de medidas foram tomadas com o escopo de transformar a cidade em centro do império português, no processo de enraizamento do Estado e dos interesses que gravitavam em torno de sua órbita. Criado por Alvará Régio de 23 de Agosto de 1808, o tribunal da Real Junta do Comércio, Agricultura, Fábricas e Navegação deste Estado do Brasil e Seus Domínios Ultramarinos manifestou importância singular na resolução de conflitos jurisdicionais no interior no “sistema luso-brasileiro”. Assentando nas cadeiras de deputado magistrados de carreira e poderosos homens de negócios, que encontravam no tribunal um importante espaço para a defesa de seus interesses, o estudo da referida instituição ilumina a compreensão das continuidades institucionais durante a transição do Brasil colonial para o Império e lança luz sobre o processo de construção do Estado português no Rio de Janeiro e formação de uma “unidade nacional” luso-brasileira ao longo da administração joanina
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Vinícius Orlando de Carvalho Dantas

Orientador: Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Data de Defesa: 24/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 313   Volumes: 1   Número: 968

Banca de Defesa:
Jacqueline Hermann
Ricardo de Oliveira
Rodrigo Nunes Bentes Monteiro

Título: O Conde de Castelo Melhor: valimento e razões de Estado no Portugal seiscentista (1640-1667)

Resumo: Este trabalho estuda o valimento do 3º conde de Castelo Melhor no Portugal de Afonso VI (1662-1667) a partir da dinâmica de interesses entre o rei e seu valido. A prática do valimento no Portugal restaurado figurava como uma solução institucional compensatória para ambas as partes. Para o rei, o auxílio de um valido numa conjuntura de conflitos na corte e de guerra peninsular parece ter tido muitos significados: a possibilidade de através de seu favorito garantir seu direito ao governo eliminando as facções políticas que resistiam ao seu reinado. Além das questões internas, ao contar com o auxílio de um favorito era possível adotar uma política de guerra mais ofensiva no conflito contra a monarquia hispânica, consolidando sua casa no poder. Como conseqüência deste processo, formar uma nova imagem pessoal afastando-se do estigma de “rei incapaz”. Já para Castelo Melhor a posição de favorito do rei parecia ser a consolidação de um longo percurso de mobilidade social. Como filho de João Rodrigues de Vasconcelos – um dos mais destacados nobres da Restauração – poderia consolidar a trajetória de mobilidade social de sua casa e o legado de seu pai.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: José Jorge Andrade Damasceno

Orientador: Ismênia de Lima Martins

Data de Defesa: 17/04/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 232   Volumes: 1   Número: 967

Banca de Defesa:
Maurício Zeni
Cezar Teixeira Honorato
Mariléia Franco Marinho Inoue
Suely Gomes Costa
Ismênia de Lima Martins

Título: Vozes eclipsadas, memórias silenciadas: História social de operários cegos. Da euforia industrializante no Governo Kubitschek à recessão no Governo Figueiredo. Bahia, 1956-1983.

Resumo: Este projeto pretende testar a hipótese de que - A política de inserção dos cegos e o seu posterior abandono que se dão no período 1956 - 1983 podem ser uma chave importante para a compreensão de valores e referêcias da sociedade brasileira a respeito da cidadania, de seus direitos, que, ao excluir o cego da sociedade, pode estar falando muito mais doe si mesma do que de um grupo portador de uma deficiência especificada.

Autor: Marcio Antônio Both da Silva

Orientador: Marcia Maria Menendes Motta

Data de Defesa: 15/04/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 274   Volumes: 1   Número: 966

Banca de Defesa:
Giralda Seyferth
Paulo Afonso Zarth
Sonia Regina de Mendonça
Moacir Gracindo Soares Palmeira
Marcia Maria Menendes Motta

Título: BABEL DO NOVO MUNDO:povoamento e vida rural na região de matas do Rio Grande do Su(1889-1925)

Resumo: A pesquisa objetiva compreender como se desenvolveram as relações entre grupos sociais na dinâmica de ocupação da região de matas – especificamente no território abrangido pelos municípios de Cruz Alta, Palmeira das Missões, Passo Fundo e Santo Ângelo – no Rio Grande do Sul, entre 1889 e 1925. O texto discute como se elaboraram algumas representações sobre tais grupos e o quanto elas estão relacionadas a sua atuação no povoamento. Nestes termos, a obra re-visita a região, enfocando-a como espaço de luta pela terra, priorizando a análise das políticas governamentais de povoamento e administração das “terras devolutas”, bem como o complexo das relações sociais estabelecidas entre colonos, nacionais, negros e índios.

Autor: Patrícia Carvalho Santório Monnerat

Orientador: Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Data de Defesa: 14/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 182   Volumes: 1   Número: 965

Banca de Defesa:
Gizlene Neder
Leandro Karnal
Guilherme Paulo Castagnoli Pereira das Neves

Título: Festa e conflito: D. Antônio e a questão de Nazaré (1861-1878)

Resumo: Este estudo pretende analisar a Questão de Nazaré ocorrida na província do Pará em 1877 e 1878. Mas, como um de seus objetivos é compreender este conflito local relacionado à Questão Religiosa nacional anterior, optou-se, inicialmente, por ressaltar as principais características do Estado Imperial e da Igreja Católica no século XIX; por examinar alguns aspectos da administração diocesana de d. Antônio de Macedo Costa; e por tentar compreender o que foi essa desavença, também denominada “questão dos Bispos”, ela própria. Em seguida, buscou-se demonstrar então que, a partir da atuação do bispo, o auge da Questão de Nazaré consistiu no questionamento, por parte das irmandades, das novas orientações adotadas pela Igreja Católica a partir do Concílio Vaticano I (1870), ao recusar a interferência de eclesiásticos em suas atividades tradicionais.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Agenor Soares e Silva Junior

Orientador: Paulo Knauss de Mendonça

Data de Defesa: 13/04/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 360   Volumes: 1   Número: 964

Banca de Defesa:
Zeny Rosendahl
Frederico de Castro Neves
Ismênia de Lima Martins
Martha Campos Abreu
Paulo Knauss de Mendonça

Título: "Cidades Sagradas": a Igreja Católica e as transformações urbanas no Ceará (1870-1920)

Resumo: É proposta deste trabalho analisar a organização de cidades do interior do Estado do Ceará, a partir das diferentes correntes da Igreja Católica - ultrmontana e popular - num processo de conflito e interseção; entender a Igreja Católica e suas representações nos espaços urbanos, compreendendo o processo de urbanização nos finais do século XIX e início do século XX, levando em conta suas propostas e estratégias de intervenção urbana. A preocupação é buscar entender essa forma de urbanização no contexto das mediações e dos conflitos entre os discursos sobre a cidade "civilizada", "progressista", as peculariedades de seus moradores, as diferenças entre estes, as políticas públicas e também entre as diversas concepções religiosas. Ao considerar a Igreja Católica também como idealizadora/produtora dos espaços urbanos, entendemos seu caráter de instituição promotora de políticas públicas e privadas, chamamos atenção para suas estratégias e projetos que visam interferências concretas no cotidiano dos moradores, produzindo normatizações dos corpos, almas, e também dos espaços.

Autor: Isabele De Matos Pereira De Mello

Orientador: Maria Fernanda Baptista Bicalho

Data de Defesa: 08/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 142   Volumes: 1   Número: 962

Banca de Defesa:
Ronald José Raminelli
Marcos Guimarães Sanches
Maria Fernanda Baptista Bicalho

Título: Administração, Justiça e Poder: Os Ouvidores Gerais e suas correições na cidade do Rio de Janeiro (1624-1696)

Resumo: A presente dissertação tem sua análise centrada na capitania do Rio de Janeiro, entre os anos de 1624 e 1696. Em 1624, o Desembargador da Relação da Bahia João de Sousa Cardenas foi enviado ao Rio de Janeiro. Este tinha a missão de conduzir a residência dos Ouvidores e demais funcionários das capitanias do sul, efetuar uma reestruturação no processo eleitoral da Câmara do Rio de Janeiro e instituir um novo imposto, a avaria, para as fortificações da Bahia e de Pernambuco. As mudanças implementadas por João de Sousa Cardenas desagradaram à elite local. A partir da vinda do Desembargador, temos o início efetivo das correições anuais, que deveriam ser realizadas na Câmara e uma maior normatização da função de Ouvidor Geral da Repartição do Sul. Nos anos posteriores, membros da elite local vão ser nomeados para o exercício da função de Ouvidor. Um desses homens é Francisco da Costa Barros, proprietário do ofício de Escrivão Fazenda Real, Provedor interino e Procurador da Câmara. Costa Barros prestou serviços à coroa e pautou suas ações na busca pela ascensão social, por remuneração e privilégios em troca em troca de sua lealdade à coroa. Considerando os três campos fundamentais da política do Antigo Regime: a Fazenda, a Justiça e a Guerra, Costa Barros participou de pelo menos duas dessas administrações. A partir da trajetória de Costa Barros, podemos começar a pensar as relações, ora antagônicas, ora simbióticas entre os ouvidores, funcionários régios representantes do poder central e os membros da elite local, representada pelos oficiais camaristas, buscando investigar o tipo de relação estabelecida entre essas instâncias de poder. Se num primeiro momento tratamos das relações entre ouvidor e Câmara Municipal, na segunda metade do século XVII, partindo da perspectiva da Ouvidoria, nova instância de poder começa a participar do cerne dos conflitos, os governadores. Ao término do século XVII, com a redução gradual de autonomia municipal, nova instância de poder entra nesse cenário, os juízes de fora, que trarão mudanças significativas na administração da justiça no novo século.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Rodrigo Dias Teixeira

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 08/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 237   Volumes: 1   Número: 963

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Gelsom Rozentino de Almeida
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: Para onde foi a CUT? Do classismo ao sindicalismo social-liberal (1978-2000)

Resumo: Esta pesquisa analisa as permanências e mudanças na trajetória da CUT desde o processo de sua fundação, até o seu 7º Congresso Nacional, no ano de 2000. A Central Única dos Trabalhadores sempre teve correntes sindicais diversas em seu interior, o que forjou disputas em torno de quais seriam os referenciais práticos e teóricos que dirigiriam sua política. Dentre estes referenciais destacamos enquanto recorte de nossa dissertação a relação da CUT com o Estado, tendo em vista a sua formulação teórica em e as relações que a Central construiu com àquele. A partir da década de 1990, devido a uma nova conjuntura de descenso, e maior ênfase na participação nos conselhos tripartites, de convênios internacionais, e na disputa de recursos do Fundo de Aparo ao Trabalho (FAT) para implementação de cursos na área de formação profissional, a CUT reformulou sua concepção sobre o Estado, modificando, de forma correlacionada, a sua prática. De um sindicalismo classista e de lutas, a CUT, que passou a ser dominada pela corrente Articulação Sindical, tornou-se, gradativamente, uma central social-liberal, aplicando enquanto seu o programa estratégico das classes dominantes. Como parte destas transformações enfatizamos a relevância da construção pela CUT de “espaços públicos não estatais”, que em geral são associações da entidade civil que recebem recursos públicos para fornecerem serviços sociais privatizados.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Marcela Goldmacher

Orientador: Marcelo Badaró Mattos

Data de Defesa: 06/04/2009   Nível: Doutorado

Páginas: 177   Volumes: 1   Número: 960

Banca de Defesa:
Paulo Roberto Ribeiro Fontes
Alexandre Fortes
Norberto Osvaldo Ferreras
Bernardo Kocher
Marcelo Badaró Mattos

Título: A "Greve Geral" de 1903. O Rio de Janeiro nas décadas de 1890 a 1910

Resumo: Esta pesquisa se insere no campo de estudos do mundo do trabalho, envolvendo as décadas de 1890 e 1910 e tendo como ponto central o ano de 1903. Considerando-se a Primeira República, o ano de 1903 se destaca como o de maior número de greves na cidade do Rio de Janeiro. Foi neste ano que os trabalhadores em fábricas de tecidos realizaram esta greve com duração de 26 dias que chamaram de “greve geral”. Este não é um estudo localizado e episódico de apenas uma greve, e sim da conjuntura e do processo que explica sua possibilidade de surgimento. Desta forma, serão objetos de estudo também as condições de vida e de trabalho nos ramos produtivos deste período. A relevância desta greve por tornar claras diversas.
[Texto da Tese em PDF disponível aqui]

Autor: Iohana Brito de Freitas

Orientador: Ronald José Raminelli

Data de Defesa: 06/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 146   Volumes: 1   Número: 959

Banca de Defesa:
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus
Maria Inez Turazzi
Ronald José Raminelli

Título: Cores e olhares no Brasil Oitocentista: Os tipos negros de Rugendas e Debret

Resumo: Este trabalho tem por objeto de estudo o registro de tipos negros nas Viagens Pitorescas de Jean Baptiste Debret e de Johann Moritz Rugendas. Através do diálogo texto-imagem, procuro compreender a visualidade que constroem e projetam do Brasil, especialmente dos africanos e de seus descendentes, e o papel destinado a estes na marcha civilizatória que reservam à jovem nação. Nesta jornada, desvendam-se múltiplas cores e feições, e uma linguagem pictórica que dialoga com a produção visual oitocentista, seja de pinturas, gravuras e até fotografias. Assim, procuro entender os olhares destes artistas, atenta a relação entre a construção de diferenças e similitudes e a produção de alteridade, como mediação entre a observação de um universo social e a produção dos registros visuais.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Bernardo Luiz Martins Milazzo

Orientador: Sônia Regina Rebel de Araújo

Data de Defesa: 06/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 150   Volumes: 1   Número: 961

Banca de Defesa:
Alexandre Carneiro Cerqueira Lima
Claudia Beltrão da Rosa
Sônia Regina Rebel de Araújo

Título: A construção da fronteira étnica no processo de Romanização na Britânia Romana: Os casos de resistência das revoltas de Carataco e Boudica durante o século I d.C.

Resumo: A presente dissertação de mestrado visa analisar as relações de poder existentes na Britânia sob o domínio romano durante o Alto Império. Temos como um dos objetivos principais estudar a aplicação do conceito de “fronteira étnica”, tal como foi enunciado por Fredrik Barth ao caso da resistência dos bretões ao processo de romanização da Britânia romana na segunda metade do século I d.C. Para tal, nos propomos a analisar e interpretar as experiências locais da atuação de Roma em termos sociais e político-culturais, designadamente o processo de romanização da Britânia, assim como os movimentos de resistência de Carataco e Boudica, decorrentes dessa presença. A nossa escolha por abordar a problemática a partir da perspectiva da fronteira étnica fundamenta-se a partir da obra de Barth, em que este autor a define como uma forma de organização social, baseada na atribuição categorial que classifica as pessoas em função de sua origem suposta, que se acha validada na interação social, pelo contato e confronto. Esta definição mínima é suficiente para circunscrever o campo de pesquisa designado pelo conceito de etnicidade: aquele do estudo dos processos variáveis e nunca terminados pelos quais os autores identificam-se e são identificados pelos outros na base de dicotomizações “Nós / Eles”, estabelecidas a partir de traços culturais que se supõe derivados de uma origem comum e realçados nas interações.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Danilo Spinola Caruso

Orientador: Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Data de Defesa: 02/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 0   Volumes: 1   Número: 958

Banca de Defesa:
Marcelo Badaró Mattos
Edilson José Graciolli
Virginia Maria Gomes de Mattos Fontes

Título: Reestruturação produtiva e movimento operário em Volta Redonda.

Resumo: Esta dissertação analisa a reestruturação produtiva neoliberal na Companhia Siderúrgica Nacional, e as conseqüências deste processo para o movimento operário da cidade de Volta Redonda. O foco principal da pesquisa são as transformações nos processos de trabalho que contribuíram para a hegemonia neoliberal e o conseqüente enfraquecimento da atividade sindical classista. Neste sentido, este trabalho se insere na discussão sobre o capitalismo contemporâneo e a validade das categorias teóricas marxistas, a partir do esgotamento do paradigma produtivo baseado nos modelos de gestão industrial taylorista / fordista e de gestão macroeconômica keynesiana. Como base empírica para a pesquisa, a dissertação analisa a formação e o desenvolvimento da classe operária voltaredondense, assim como os fatores que levaram ao enfraquecimento de suas lutas a partir dos anos 1990.

Autor: Yllan de Mattos Oliveira

Orientador: Ronaldo Vainfas

Data de Defesa: 01/04/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 233   Volumes: 1   Número: 957

Banca de Defesa:
Anderson José Machado de Oliveira
Maria Fernanda Baptista Bicalho
Ronaldo Vainfas

Título: A última Inquisição: os meios de ação e funcionamento da Inquisição no Grão-Pará pombalino (1763-1769)

Resumo: Este estudo analisa a Visitação do Santo Ofício ao Estado do Grão-Pará, tomando as relações político-institucionais entre a administração colonial, a Inquisição e o bispado com o fito de explorar o como e indagar os porquês da Visita em um contexto aparentemente tão anacrônico. Para tal, parte-se do pressuposto de que a inspeção do Tribunal serviu ao projeto pombalino na tarefa de conhecer as gentes e as terras do Cabo Norte. O inquisidor Giraldo José de Abranches permaneceu no Grão-Pará confiado à responsabilidade da diocese de Belém, como vigário capitular. Portanto, se a Visitação, por um lado, era parte indissociável e complementar das mudanças no funcionamento da Inquisição portuguesa, por outro, esteve necessariamente circunstanciada pela política regalista josefina e pela disposição adicional da Coroa em fazer-se presente na região por intermédio de importantes transformações político administrativas.
[Texto da Dissertação em PDF disponível aqui]

Autor: Juliana Holanda Menezes Martins

Orientador: Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Data de Defesa: 30/03/2009   Nível: Mestrado

Páginas: 181   Volumes: 1   Número: 954

Banca de Defesa:
Marialva Carlos Barbosa
Joëlle Rachel Rouchou
Ana Maria Mauad De Sousa Andrade Essus

Título: O Tempo e a Notícia - Em Cima da Hora: o imediato na História

Resumo: Avaliar como passado, presente e futuro se articulam na notícia veiculada num canal de jornalismo 24 horas no ar é o objetivo central desta dissertação. O Em Cima da Hora, que vai ao ar de hora em hora, pelo canal de TV por assinatura Globo News, é o telejornal escolhido para analisar o tempo na construção da notícia, levando em consideração que na sociedade contemporânea a percepção do tempo passa, necessariamente, pelos