Skip to content Skip to navigation

Documentos

Revolução Industrial

 “Todos os dias, o apito pungente da fábrica, cortava o ar esfumaçado e pegajoso que envolvia o bairro operário e, obedientes ao chamado, seres sombrios, de músculos ainda cansados, deixavam seus casebres, acanhados e escuros, feito baratas assustadas. Sob o frio amanhecer, seguiam pela rua esburacada em direção às enormes jaulas de pedra da fábrica que os aguardava desdenhosa [...] Vozes sonolentas emitiam roucas saudações, palavrões dilaceravam, raivosamente, o ar.

Categoria: 
Autor|a|es|as: 

Pós-Abolição: depoimentos

 “Quando chegou o tempo... o dia 13 de maio, o dia da libertação, o senhor bateu o sino e desceu gente deles... mandou um empregado, capataz. Capataz, naquele tempo era capataz. Bateu o sino e o capataz foi lá na roça e os negros subiram todos para fazenda. Chegaram na fazenda e ficaram todos no terreiro lá esperando e ele saiu lá na janela: ‘De hoje em diante, vocês são senhor de seu nariz, cada um vai fazer pra si, eu não tenho mais conta com vocês não’... a liberdade. Mas ainda teve um bocado de bobo que chorou, chorou porque não sabia como é que ia comer, como é que ia viver.

Categoria: 

O Último Discurso de “O Grande Ditador”

Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar – se possível – judeus, o gentio... negros... brancos.

Categoria: 
Autor|a|es|as: 

Fala do Trono na Abertura da Assembléia Geral em 22 de Maio de 1867

Data: 
22/05/1867

 Augustos e digníssimos senhores representantes da nação,
A reunião da assembléia geral desperta sempre em mim, como em todos os brasileiros, vivo júbilo e gratas esperanças.
Em todas as províncias se há mantido inalterada a tranquilidade pública; e o sossego que em geral observou-se na última eleição é mais uma prova do amor, que o povo brasileiro consagra às instituições nacionais.

Autor|a|es|as: 
Categoria: 

Declaração de Direitos do Homem e do Cidadão (Revolução Francesa)

Data: 
26/08/1789

 Os representantes do povo francês, reunidos em Assembléia Nacional, tendo em vista que a ignorância, o esquecimento ou o desprezo dos direitos do homem são as únicas causas dos males públicos e da corrupção dos Governos, resolveram declarar solenemente os direitos naturais, inalienáveis e sagrados do homem, a fim de que esta declaração, sempre presente em todos os membros do corpo social, lhes lembre permanentemente seus direitos e seus deveres; a fim de que os atos do Poder Legislativo e do Poder Executivo, podendo ser a qualquer momento comparados com a finalidade de toda a instituição p

Categoria: 

Declaração de Belo Horizonte - Ligas Camponesas

 As massas camponesas oprimidas e exploradas de nosso país, reunidas em seu I Congresso Nacional [que contou com a presença de 1600 delegados de todos o país], vêm por meio desta Declaração, manifestar sua decisão inabalável de lutar por uma reforma agrária radical. Uma tal reforma nada tem a ver com as medidas paliativas propostas pelas fôrças retrógradas da Nação, cujo objetivo é adiar por mais algum tempo a liquidação da propriedade latifundiária.

Categoria: 

Páginas

Subscrever RSS - Documentos